Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde,
    Recentemente mandei colocar pavimento flutuante AC3 sobre o chão de azulejo. O aplicador deixou a tal folga de dilatação e colocou espuma por baixo.
    Começo a reparar que na zona junto ao ropapé o pavimento afunda com o peso dos móveis.
    É uma situação normal?
    Obrigada.
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Infelizmente é (normal).

    E é uma das razões por que não gosto de pavimentos FLUTUANTES (a outra é o ruído a castanholas quando se anda calçado)
    Estas pessoas agradeceram este comentário: hekateros
  4.  # 3

    Peço desculpa Luís mas não é normal. Em minha casa não acontece nenhuma das situações.

    Hekateros, experimente se os móveis afundam em temperaturas mais baixas. Se não acontecer é porque as juntas de dilatação foram insuficientes.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: hekateros
  5.  # 4

    Colocado por: AlexMontenegroPeço desculpa Luís mas não é normal. Em minha casa não acontece nenhuma das situações..

    Eu também peço desculpa AlexM. :-)
    Se o pavimento é flutuante E é colocado sobre ESPUMA, é perfeitamente normal que «afunde» quando se coloca um móvel pesado em cima.
    Concordam com este comentário: jbcarpinteiro
  6.  # 5

    Bendita seja a cerâmica...

    ou tentem aplicar sobre isto para ver se afunda

    http://www.schluter.pt/produkt.aspx?doc=6-3-ditra-sound.xml&pg=funktion

    e aqui o video para a ceramica

    http://www.youtube.com/watch?v=fAzpwM8SAI0
    Concordam com este comentário: damned
    • Jonh
    • 11 Junho 2010 editado

     # 6

    Não é normal, se bem aplicado, nao pode afundar sem mais nem menos...

    Tenho 80m2 de flutuantes e 0 problemas dessa espécie.
    Os meus pais têm flutuantes há 6anos, com guarda fatos em cima, e 0 problemas.

    Isso tem a ver com as folgas/juntas que ele lhe deixou ao aplicar.

    Abraço!

    PS - Se isso fosse normal, ninguém o comprava, certo?
    Estas pessoas agradeceram este comentário: hekateros
  7.  # 7

    Colocado por: Jonh PS - Se isso fosse normal, ninguém o comprava, certo?

    LOL
    É por isso ser normal que EU não o compro (para mim).
    No entanto, compro e aplico MILHARES de m2 por ano, nos meus clientes.

    (se aquilo são réguas SOLTAS - só com o encaixe periférico de umas nas outras - e é aplicado SOBRE ESPUMA, como é que quer que não "afunde" com o peso de um armário em cima?)
  8.  # 8

    Colocado por: JonhNão é normal, se bem aplicado, nao pode afundar sem mais nem menos...

    Tenho 80m2 de flutuantes e 0 problemas dessa espécie.
    Os meus pais têm flutuantes há 6anos, com guarda fatos em cima, e 0 problemas.

    Isso tem a ver com as folgas/juntas que ele lhe deixou ao aplicar.

    Abraço!

    PS - Se isso fosse normal, ninguém o comprava, certo?


    Voltamos ao de sempre, pelo facto de eu usar e não ter problemas, não é regra para que "seja assim", mas quando acontece o inverso, uma pessoa usar e ter problemas, devem-se criar acções e desenvolver métodos de aplicação para que mais ninguém tenha problemas...
  9.  # 9

    Colocado por: pc saldanha
    Colocado por: JonhNão é normal, se bem aplicado, nao pode afundar sem mais nem menos...

    Tenho 80m2 de flutuantes e 0 problemas dessa espécie.
    Os meus pais têm flutuantes há 6anos, com guarda fatos em cima, e 0 problemas.

    Isso tem a ver com as folgas/juntas que ele lhe deixou ao aplicar.

    Abraço!

    PS - Se isso fosse normal, ninguém o comprava, certo?


    Voltamos ao de sempre, pelo facto de eu usar e não ter problemas, não é regra para que "seja assim", mas quando acontece o inverso, uma pessoa usar e ter problemas, devem-se criar acções e desenvolver métodos de aplicação para que mais ninguém tenha problemas...


    Tais como aumentar as juntas de dilatação como mencionado acima.
  10.  # 10

    Agradeço a todos a ajuda.
    Facto é que já vivi uns meses numa casa com chão flutuante de obra e nunca me tinha apercebido de que afundava. Tenho quase 100% certeza de que isso não acontecia. Mas também não posso garantir que tivesse sido aplicado sobre espuma ou directamente sobre o chão.
    O facto de afundar pode representar risco de a tábua rachar?
    Vou contactar o aplicador do pavimento e tentar perceber o que se passa.
    Uma vez mais obrigada.
  11.  # 11

    Boa noite,

    Moro numa casa com flutuante há cerca de 5 anos. Num dos quartos tenho um roupeiro enorme (e muito pesado mesmo) sobre ele. até hoje nada....

    os meus Pais têm flutuante há muito mais tempo do que eu....0 problemas!!

    Tenho uma colega com flutuante até na cozinha...já teve problemas com águas em máquina de lavar e nem isso lhe provocou danos no flutuante!

    Confesso que foi a 1.ª vez que ouvi tal coisa.....mas...os azares existem!!

    Estou prestes a começar uma construção de moradia e estou a pensar colocar em toda a casa.......na cozinha ainda estou em dúvida!!

    cumprimentos,

    RF
    Estas pessoas agradeceram este comentário: hekateros
  12.  # 12

    o problema que tem em casa deves ao facto do aplicador nao ter ,quando da aplicaçao do rodape ,nao ter o pressionado contra ao chao para que este se matenha unido com a linha de pavimento e a linha de betomilha
    o facto a de a betomilha nao ser direita nalguns ponto provoca ,o ligeiro levantamento das reguas do flutuante e que se nota mais junto as paredes
    nao sendo a soluçao mais adequado,mas resolve ,usando pequenas cunhas de madeira coloque as debaixo do rodape para pressionar contra as reguas do flutuante somente nas zonas onde tem esse problema ,depois corte com um formao o excesso de cunha e de um cordao de selante a cor do seu pavimento e o problema fica resolvido.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: hekateros
  13.  # 13

    Tendo iniciado agora o meu curso por internet de construção civil :P ontem passei pelo Leroy e rapinei uns quantos catálogos, um dos quais tem os soalhos flutuantes disponíveis.

    Aparece lá que têm 10... 15... 30 anos de garantia. Será que a garantia dos mesmos, cobre estas situações? Que situações é que estão salvaguardadas?

    De facto tem um som género castanholas, mas aplica-se tão rapidamente e é visualmente bonito. Claro que preferia ter tábua corrida verdadeira como tenho na minha outra casa de campo. O chão deve ter uns 300 anos ou mais e conserva-se! É ir tratando dele com coisinhas anti-bicho e encerando (adoro o cheiro da cera). Na minha quiçá futura casa, talvez opte pelo flutuante clarinho (não se vê tanto o pó :P)
  14.  # 14

    Já contactei o aplicador do pavimento que se mostrou pronto para resolver a situação. Também me disse que o afundamento, para além da questão estética, não representa problema para as tábuas. De todas as formas vou acabar de mobilar a casa e depois peço-lhe que venha cá.
    Talvez o uso de pequenas cunhas de madeira, como referiu suissas, resolvam o problema.
    Obrigada.
  15.  # 15

    o problema e de facil resoluçao e foi de falta de cuidado do aplicador quando da aplicaçao
  16. Ícone informação Anunciar aqui?

  17.  # 16

    Colocado por: suissaso problema que tem em casa deves ao facto do aplicador nao ter ,quando da aplicaçao do rodape ,nao ter o pressionado contra ao chao para que este se matenha unido com a linha de pavimento e a linha de betomilha

    Pois eu, mantenho-me na minha.
    O pavimento flutuante é aplicado sobre uma manta de "ESPUMA". Isto não diz tudo ?

    E chama-se "flutuante" por que deve ser colocado de maneira a poder "mexer" à vontade (solto do chão e afastado das paredes). Quando se coloca um armáriozão em cima, não só «espalma» a espuma, como impede que o flutuante dilate-e-contraia livremente.

    usando pequenas cunhas de madeira coloque as debaixo do rodape para pressionar contra as reguas do flutuante somente nas zonas onde tem esse problema ,depois corte com um formao o excesso de cunha e de um cordao de selante a cor do seu pavimento e o problema fica resolvido
    A sua solução passa, portanto, por «apertar» o flutuante por baixo do rodapé?
    Mas... o flutuante deve ficar «solto», para evitar enfolamentos com as dilatações-contrações.

    Até os batentes que se colocam atrás das portas NÃO devem ser como os do soalho normal (com bucha e parafuso na betonilha), devendo ser COLADOS sobre o flutuante, ou fixos na parede - para evitar «prender» o flutuante, para que possa mexer à vontade.
  18.  # 17

    Até os batentes que se colocam atrás das portas NÃO devem ser como os do soalho normal (com bucha e parafuso na betonilha), devendo ser COLADOS sobre o flutuante, ou fixos na parede - para evitar «prender» o flutuante, para que possa mexer à vontade.


    Obrigada pela sugestão! Tenho-os presos com bucha e parafuso mas vou colocar daqueles com adesivo.
  19.  # 18

    amigo luis

    voce tem razao em todos os comentarios ,mas existe uma situaçao que apareceu agora e pode ser minimizada pelo o cordao de silicone e as cunhas
    tendo a atençao que o proprio cordao vai tambem colar o pavimento,mesmo tendo alguma flexibilidade nao e o mais adequado,mas reslove o problema
    porque estecticamente nao fica bem ver as fissuras entre o rodape e o soalho
    a espuma e um mal comum na maioria dos pavimentos aplicados ,o melhor e mesmo usar a cortiça a rolo que fica mais cara que a espuma em 1.35 €+\- e reslove essas situaçoes .
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Luis K. W., hekateros
  20.  # 19

    Colocado por: suissasa espuma e um mal comum na maioria dos pavimentos aplicados ,o melhor e mesmo usar a cortiça a rolo que fica mais cara que a espuma em 1.35 €+\- e reslove essas situaçoes

    Obrigado pela sugestão !!
  21.  # 20

    Colocado por: suissasamigo luis

    voce tem razao em todos os comentarios ,mas existe uma situaçao que apareceu agora e pode ser minimizada pelo o cordao de silicone e as cunhas


    Na feira de Lisboa estavam a apresentar perfis para o flutuante, não era melhor que andar com mastiques de poliuretano ou MS.

    Nota: A Schluter não tem perfis para o flutuante, apenas para a cerâmica, vinilicos, pedra natural e betonilhas.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">