País: Portugal Brasil
Ainda não iniciou sessão (Iniciar sessão ou registar-se)
    • jpires
    • 30 Dezembro 2010
    •   (membro com 1 agradecimentos)
     # 1
    Já agora aproveito p pedir um conselho:

    Tenho um tecto falso exterior, num alpendre ... e queria pintá-lo em branco fosco.

    O q me aconselham?

    A sugestão anterior/ dada p o cenário de n retirar o verniz aplica-se aqui?

    O q procuro é q o trabalho fique bem feito e seja durável.
    •  
      MRui
    • 30 Dezembro 2010
    •   (membro com 387 agradecimentos)
     # 2
    O "segredo" está na aplicação de um bom primário antes da pintura. O tipo de primário depende do tipo de tinta a utilizar. Consulte um profissional numa loja de tintas de marca recomendada. Por ex. CIN, Robbialac, Dyrup, Barbot.
    Concordam com este comentário: rafaelisidoro
    • robinwood
    • 17 Março 2011
    •   (membro com 2 agradecimentos)
     # 3
    Bom primario sintetico, lixar, bom esmalte sintetico, (CIN p.e.)

    http://robinwhood.blogspot.com/ <--- Confira aqui o guia com produtos necessários e procedimentos para pintura de madeira!

    cumps
  1.  # 4
    boa noite, gostaria de perguntar se estas indicações que deram para pintar a porta de carvalho também são possíveis de aplicar num tampo de uma mesa que é em aglomerado revestido a melamina? no caso de não ser possível, então qual a solução para pintar sobre melamina?
    obrigado
    cumprimentos
  2.  # 5
    ninguém me pode dar uma ajuda?
    cumprimentos
  3.  # 6
    Caro JAlmeira

    O que é que está por baixo da melamina? Madeira mastigada?
    •  
      AlexMontenegro
    • 24 Janeiro 2012
    •   (membro com 187 agradecimentos)
     # 7
    Colocado por: Luis K. W.Vi vários episódios do "Querido..." há poucos dias, na net.

    Eu e a minha mulher rebolámos a rir com algumas soluções propostas, com as gaffes das «decoradoras» e com a paciência do encarregado.

    Aquela ideia peregrina de disfarçar cozinhas decrépitas com placas de MDF DESDE O CHÃO até ao tecto, forrar a azulejos sobre os velhos SEM SUBSTITUIR OS CANOS, barrar paredes sobre tintas velhas a descolar, etc.,... vão na mesma linha da pintura à pistola sobre madeira envernizada.

    Mas.... ok. Talvez que dando uma lixadela no verniz, protegendo as ferragens (embrulhá-las bem em fita) e usando uma tinta xpto (suponho que de base celulósica), até admito que tenha um belo e duradouro resultado. Mas não garanto.


    Luís, há uma coisa que não se nota na televisão e que ainda dá mais vontade de rir. A QUALIDADE DOS ACABAMENTOS que é 0 (zero). Quando um cliente meu, que faço manutenção todas as semanas se candidatou ao Querido e depois de terminado o trabalho, eu nem queria acreditar nos acabamentos e qualidade de dos trabalhos efectuados, só mesmo ao "in loco" é que temos a noção do que foi feito.
  4.  # 8
    Ferraz Oliveira

    penso que por baixo da melamina seja uma aglomerado normal. Qual a hipótese que me recomenda para pintá-la?
  5.  # 9
    Você quer pintar aglomerado? Tem a certeza?
    É que se é o que eu estou a pensar tem que ser muito bem lixado (para se tirar todas as imperfeições) e depois bem selado (um pingo de água durante um "tempo" e lá se vai o aglomerado "pró kurac") e só depois pintado com um esmalte.

    De qualquer maneira, quando tirar as folhas de melamina o mais provável é virem pedaços do aglomerado atrás.

    Quer um conselho? Deixe estar o aglomerado em paz e compre umas prateleiras das mesmas medidas num qualquer AKI/Leroy (se quiser fazer investimento de pouca monta mas com consequente pouca qualidade) em em contraplacado ou em madeira maciça (contraplacado tem a vantagem de ser mais resistente e não empenar com tanta facilidade quando comparado com uma tábua de madeira maciça das mesmas dimensões), lixe, sele (deixe o selante entranhar bem na madeira), volte a lixar e pinte com uma boa tinta.

    Cumps
  6.  # 10
    mas Ferraz Oliveira, eu não quero tirar as folhas de melamina, eu quero pintar as folhas de melamina isso sim :) . Só que primeiro não sei se é possível pintar a melamina, e se for qual o tipo de camadas e tintas a aplicar. Nunca me metia a tirar as folhas de melamina porque como diz vinha pedaços de aglomerado atrás e iria ficar mal e só iria gastar dinheiro e tempo. É mais numa de reaproveitar , porque o tampo da secretaria e portas do armário estão boas, eu apenas é que não gosto do padrão da melamina.

    cumps
  7.  # 11
    A primeira coisa a fazer é lixar isso muito bem lixado. E só depois é que se poderia fazer alguma coisa.

    Segundo o tópico Como pintar sobre melamina, há primários de base aquosa para esse fim.
    Mas tem que ser tudo muito bem lixado e limpo primeiro. Depois aplicado o primário. E só no fim a tinta.

    Cumps
    Estas pessoas agradeceram este comentário: jalmeida
    • rafaelisidoro
    • 25 Janeiro 2012
    •   (membro com 337 agradecimentos)
     # 12
    Colocado por: pauloms

    Bem, vi um verniz Bondex Preto que aparentemente era mesmo, ou pelo menos quase, preto opaco. A vantagem que vi em relação a um esmalte era mesma a, possível, maior resistência a riscos e pancadas.

    Fiz uns testes com um Bondex impregnante tipo lasur, para já só uma demão, e aquilo não ficou muito mau porque, por sorte, a cor da tinta antiga é um castanho cor de madeira e disfarça as imperfeições de falta de homogeneidade da cor na madeira. Desde que depois o produto não perca aderência nas zonas em que ficaram algumas finas camadas da tinta antiga, pois em teoria parece que a madeira deveria absorver a quase totalidade deste tipo de acabamento.
    Discordam deste comentário:rafaelisidoro


    bondex verniz preto não existe , existe bondex preto mas só em velatura sintética e transparente , claro que o factor madeira e os seus veios é o que faz variar mais ou menos opacidade , mas isso é atingido com o numero de demãos e com o modo de aplicação .
    • rafaelisidoro
    • 25 Janeiro 2012
    •   (membro com 337 agradecimentos)
     # 13
    Colocado por: Ferraz OliveiraA primeira coisa a fazer é lixar isso muito bem lixado. E só depois é que se poderia fazer alguma coisa.

    Segundo o tópicoComo pintar sobre melamina, há primários de base aquosa para esse fim.
    Mas tem que ser tudo muito bem lixado e limpo primeiro. Depois aplicado o primário. E só no fim a tinta.

    Cumps
    Estas pessoas agradeceram este comentário:jalmeida


    a melanina entra num quadro esquisito para repintura , não é um produto que aceita qualquer tipo de cobertura contudo é já muito fácil de recobrir com outros materiais ... os ditos primários que falei em outrora são simples promotores de aderência e a melamina começa a ser tratada como um material leve tipo alumínio , cromo , vidro , louça sanitária , plásticos , vinil ,etc etc ...
    ou seja desde que bem preparados com o primário de aderência fica tudo ok ...

    contudo , não é preciso lixar ... basta desengordurar na hora de pintar .

    para estes fins a DYRUP disponibiliza 2 produtos
    Primário multiusos aquoso mono componente , que a meu ver para uma solução brincolage com uma enorme garantia de sucesso é o mais fácil de aplicar .
    Primário epoxy 2 componentes h2o que é uma solução mais económica tendo em conta que requer mais profissionalismo na aplicação .

    di-to isto digo que depois de aplicar qualquer um dos dois tipos de produtos estes aceitam qualquer tipo de produto para acabamento final desde tinta de agua a esmaltes epoxi etc etc

    contudo informo que mais marcas tem outros produtos e outros processos de trabalho que não estes e que estes produtos também tem concorrencia directa em muitas marcas no nosso mercado .
    • rafaelisidoro
    • 25 Janeiro 2012
    •   (membro com 337 agradecimentos)
     # 14
    Colocado por: hpassosPaasei pelo AKI e estive a ver tintas para aplicar em madeiras.

    Mesmo com verniz, bastará aplicar um primário (2 ou 3 demãos) e depois um esmalte próprio para madeiras (móveis e portas) da LUXENS (acetinado ou brilhante - há duas opções)??

    Não será necessário lixar para ficar melhor? E aconselham a lixar à mão ou com uma máquina?

    Outra coisa: as portas são novas; disseram-me que neste caso não será necessário lixar...


    portas usadas e envernizadas , tem que despolir o verniz , se tem muita camada ou algumas estaladelas de verniz então retire o verniz por completo caso contrario basta despolir , aplicar sub-capa sintética e esmalte sintético no aspecto que quiser desde brilhante , acetinado ou mate

    portas novas , sem produto algum aplicado - deve fazer uma lixagem com lixa muito fina tipo 240 para madeira para eliminar mais os poros da madeira , deve aplicar um primário para madeira sintético despolindo depois de seco , aplicando duas demaos de sub-capa e aí devera usar uma lixadeira eléctrica com lixas para despolir a sub-capa dando um acabamento perfeito na recepção do esmalte . o esmalte deve ser despolido entre demãos ( só o sintético ) .
    • rafaelisidoro
    • 25 Janeiro 2012
    •   (membro com 337 agradecimentos)
     # 15
    Colocado por: paulomsJá agora, e na situação contrária? Ou seja, uma porta que esteja esmaltada pode, após ser razoavelmente bem lixada, ser envernizada sem se decapar a madeira bem a fundo?


    não lol tem que limpar sempre o esmalte a não ser que queira ficar com alguns bocados de esmalte entre o verniz como estética ...
    • rafaelisidoro
    • 25 Janeiro 2012
    •   (membro com 337 agradecimentos)
     # 16
    Colocado por: pauloms

    Pois,..., a porta tem uma tinta antiga aplicada mas que está bem agarrada. Não é bem esmalte porque não descasca. Com soprador de ar quente aquilo sai bem mas ainda assim ficam restos ou camadas mais finas que mesmo após uma lixagem normal não saem. É necessário lixar bem a fundo para que saia tudo e com grão 40.

    Se fosse possível nessas circunstâncias aplicar um verniz opaco (preto) seria uma grande poupança de trabalho e tempo. Falo em verniz e não em esmalte porque creio que é mais resistente e que será mais fácil cobrir sem se notar alguma pequena parte da peça que fique defeituosa por acidente, evitando ter de dar acabamento a toda a peça.


    solução , esmalte dyrulux preto para fechar a cor da porta , depois aplica duas demaos de verniz sintético brilhante . isso é possível e pode o fazer , o esmalte não briga com o verniz e o verniz morde muito bem o esmalte ...

    por via das emulsões novas no esmalte sintético á corantes que tendem a mudar de cor quando chove , tipo de verde alguns vermelhos e azuis ... ou seja quando o esmalte molha por vezes (não sempre) pode clarear estas cores ou algumas delas e a solução das fabricas é precisamente aplicar verniz em cima do esmalte para que estes (esmaltes e corantes ) ficam mais protegidos . portanto tas a vontade com isso ...
    • rafaelisidoro
    • 25 Janeiro 2012
    •   (membro com 337 agradecimentos)
     # 17
    Colocado por: jalmeidaboa noite, gostaria de perguntar se estas indicações que deram para pintar a porta de carvalho também são possíveis de aplicar num tampo de uma mesa que é em aglomerado revestido a melamina? no caso de não ser possível, então qual a solução para pintar sobre melamina?
    obrigado
    cumprimentos


    no seu caso optava só para alem dos primários serem os mesmos , fazer um acabamento diferente . utilizava um a tinta de agua de qualidade superior tipo Dylon misturada em 3 fazes de percentagem diferente com verniz de chão aquoso , passo a dizer o que poderás fazer .
    1º desengordurar
    2º aplicar um dos dois primários de aderência [ na falta de experiência aplicar o multiusos )
    3º aplicar duas partes de tinta de agua dylon com uma parte de verniz de chão
    4º aplicar uma parte de tinta dylon com uma parte de verniz de chão
    5º aplicar verniz de chão ate ter o acabamento mais lindo
    isso confere a mesa um acabamento de qualidade invejável , pode limpar , pode usar a esfregona na mesa que não vai riscar , podes atarraxar uma lâmpada em cima da mesa calçado que não vai estragar a pintura ...
    evite no primeiro Mês pousar coisas quentes em cima da mesa pois pode marcar , estes vernizes só endurecem por inteiro após um Mês .
    Estas pessoas agradeceram este comentário: jalmeida
  8.  # 18
    obrigado pela ajuda rafaelisidoro, mas como sou leigo na matéria aqui vão umas duvidas:
    - desengordurar - é preciso aplicar algum material especial? ou passar com um pano e detergente ou coisa parecida já serve?
    - quando se refere a duas partes de tinta com uma de verniz de chão, misturo esses dois produtos nessas proporções e depois aplico certo? esse verniz de chão tem de ser algum em especial? recomenda algum? esse verniz vai dar acabamento brilhante no final? é que queria algo mate.

    cumprimentos
    • rafaelisidoro
    • 26 Janeiro 2012
    •   (membro com 337 agradecimentos)
     # 19
    desengordurante , ramo automóvel.
    sim as proporções que falei são misturadas na hora e aplicadas , pode por exemplo dar duas demãos da primeira proporção para dar mais opacidade e depois dar uma da segunda para lhe conferir mais resistência acabando só com verniz de chão com o acabamento que queira brilhante , acetinado , mate (sem brilho .)

    há prior não se deve fazer publicidade mas já agora eu lhe dou os nomes da marca com que eu trabalho mas fique sabendo que existe na concorrencia produtos similares

    o verniz é o pavidur mate ref 7045
    tinta Dylon é a ref 5148.800.
    os primários são o multiusos ( o melhor para si ) ref 1495 .800
    primário super adesão ( não coloco a referencia porque tem que ser feito por um profissional ou pode dar barracada)
    o verniz pavidur é uma verniz aquoso , acrílico poliuretanado .

    acho que dispenso colocar a marca né .
    Estas pessoas agradeceram este comentário: jalmeida
  9.  # 20
    rafaelisidor, mais uma vez muito obrigado pela sua prontidão a responder. Com essa descrição pormenorizada vai ser impossível errar no restauro :)
    cumps

 
0.0542 seg. NEW