Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Mais uma produção gazebo.
    Isto já foi feito há uns meses mas estou a organizar as fotos que tirei na altura e pensei ter algum
    interesse colocar aqui.


    Pretendia umas portas de interior semelhantes em estilo a outras de produçao em série
    mas com a almofada superior substituída por vidros. Há dessas portas no mercado com folheado orientado de modo
    a imitar peças de madeira maciça, mas a ideia era ter um design diferente, mais curvilineo.


    As portas sào em madeira de tola.

    Primeiro começo por processar a madeira em tosco e dimensionar as peças (couceiras, travessas, etc)
    na garlopa/desengrosso e serra até ficar com:



    (Sim, a "oficina" tem também função de forno e churrasqueira)


    Depois os furos para as respigas. são couceiras de 120mm de largura pelo que tenho que furar dos dois lados




    Corte das respigas com a serra de fita:





    restos:




    Agora a parte mais complicada. a quadricula para os vidros.
    Primeiro um esboço com o CAD. que também serve para fazer cálculos de trigonometria por mim:




    marcação das peças curvas:



    corte na serra de fita:




    desperdício




    calibração das peças na tupia com um molde sobre rolamento de encosto. o molde é feito de aglomerado obtido
    de móveis que às vezes recolho do lixo. é para isto q o aglomerado serve e mesmo assim não é muito bom porque é pouco rígido.




    Amanhã vou tentar colocar mais fotos com a continuação do trabalho.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dedao
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Belissimo gazebo!!! ;)
  4.  # 3

    Lamento, devido a force majeure nao tive oportunidade de actualizar este tópico até agora.
    Também descobri que me faltavam fotos de algumas fases nomeadamente da montagem/colagem.
    enfim, vou continuar com o que tenho.


    Agora passo às molduras. Para minimizar desperdício de madeira nas peças rectas, corto-as em angulo de maneira que
    a fresa "coma" o menos material possível. Isto cria algumas dificuldades e tenho q fazer uma guia inclinada para a tupia:



    Isto permite que o material seja apresentado no angulo certo à fresa:



    As molduras curvas apresentam muito mais dificuldade e tem que fazer-se em diversos passos.
    Primeiro cortar na serra de fita:



    Depois cortar o rebaixo interior no rolamento de encosto:




    começam a tomar forma:


    em seguida a moldura externa:





    Agora os cortes em angulo, dados pelo CAD. Primeiro ajuste com goniómetro:



    E os cortes:



    São uns cinco angulos diferentes.

    As partes curvas são sempre mais complicadas. é necessário um molde de modo a ter um lado recto para referência.
    São uma série de minudencias (AKA p*ntelh*ces) no processo:









    Feitas todos os componentes, e depois de montada a estrutura base (travessas + couceiras) passo a construir a "quadricula" para os vidros.
    é feita com respigas "falsas". primeiro uns entalhes na estrutura:



    a coisa vai ficar do seguinte modo. as imagens valem por umas quantas palavras:



    Aqui podem ver-se os várias peças e angulos envolvidos. Deu algum trabalho acertar as juntas todas:



    Estas pessoas agradeceram este comentário: Pedro Barradas, Jorge_Gonçalves
  5.  # 4

    Continuando, utilizei vidro acrílico pelo facto de poder cortá-lo mais facilmente nas formas curvas de que necessitava.

    Primeiro um corte aproximado com a tico-tico:



    Depois uso o truque da fita adesiva de dupla face para colar o acrílico a um molde preciso:




    Em seguida é só "maquinar". Uma fresa de madeira funciona:




    Por fim passo à colocaçao dos vidros, almofadas e respectivas molduras:











    Um pormenor. A interseção duma muldura curva com uma com outra curvatura (ou uma recta) NÃO é direita,
    mas faz uma curva que pode ser bastante visivel. neste caso quase 8 décimas de mm:





    por isso essas molduras não podem simplesmente ser cortadas com a serra tendo que ser-lhes dada uma curva.
    pelo que uso um bloco de lixar na tupia para lhes dar a forma correta:




    No fim prego as molduras com pinos sem cabeça:





    Já parece uma porta:




    Estas pessoas agradeceram este comentário: Pedro Barradas, Jorge_Gonçalves
  6.  # 5

    Muito Bom!
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas
  7.  # 6

    Só falta o resultado final.

    Já agora, onde é que trabalha ?
  8.  # 7

    Para fazer os furos para as fechaduras, utilizo um casquilho de copiar e uma fresa direita longa para a tupia
    portátil. Isto permite vazar os 90mm de profundidade necessários:







    Finalmente o resultado após assentar todas as ferragens. Falta ainda aplicar o acabamento que vai ser um
    óleo:





    •  
      marco1
    •   agradecimentos
    • 26 Outubro 2015

     # 8

    arte pura, bom trabalho.
    Concordam com este comentário: trabalharmuitobem
  9.  # 9

    Não desfazendo a mão de obra e do empenho .. excelente. Pessoalmente desgosto do design da porta ;)
  10.  # 10

    Muito bom, embora ache que o quadrado debaixo, devia seguir o mesmo design das almofadas dos vidros em cima. Mesmo assim, gosto do aspeto final.
  11.  # 11

    Obrigado pelos comentários.

    Eu tinha que conciliar em termos de design estas portas com outras já existentes na casa nomeadamente nos quartos e WC onde em vez do painel dos vidros existe uma almofada por motivos óbvios.

    A ideia era um design diferente do que normalmente existe no mercado feito em série mas que simultaneamente nao fosse muito disruptivo e compatível com o já existente. Se não tivesse essa restrição uma das coisas que mudaria eram as molduras por outras mais esguias de modo a ter um efeito menos volumoso. mas c'est la vie
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">