Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa noite,

    Venho por este meio, partilhar um tema que se encontra em fase de discusao/decisao para ser aplicado em futura construçao de uma moradia unifamiliar.
    Trata-se de uma moradia de arquitectura moderna desenvolvida sobre a forma rectangular (aprox. 30 m x 9m).
    Dada á caracteristica do terreno (com inclinaçao no sentido da Rua para Interior do Terreno) determinou-se que será feito um desaterro integral da zona de implantaçao (estima-se uma profundidade média nao superior a 50 cm..) e criar um desvao sanitario de forma a que a laje de piso terreo fique a cota pretendida.

    Um assunto que me preocupa neste momento é a impermeabilizaçao das sapatas e vigas de fundaçao.
    O que esta em cima da mesa é o seguinte "esquema":
    - Aplicar betao de limpeza em toda a zona (30m x 9m x 10 cm);
    - Nas zonas onde forem colocadas as sapatadas e vigas de fundaçao, levar primeiro tela pitonada (pitons voltados para cima..) e só depois iniciar a colocaçao das armaduras e respectivas cofragem;
    - As sapatas, vigas de fundaçao e parede do desvao sanitário ( a serem executadas em betao) serao posteriormente impermeabilizadas com 2 demaos de Flintkote;

    Agora as questoes;

    Devo ter algum cuidado em termos de impermeabilizaçao entre o solo e a aplicaçao do betao de limpeza?

    A tela pitonada, deve ser cortada de forma a isolar apenas area de contacto entre a sapata/viga e o betao de limpeza ou devemos deixar "margem" para que, quando retirarmos a cofragem, a mesma possa dobrar e atingir a altura da cota da laje de piso terreo? (aprox. 1,2m);

    Ao ser executado o desvao sanitario, está previsto a execuçao de ventilaçao. Para o caso de esta nao ser efectiva, o que posso prever nesta fase de forma a que eventuais condensados nao "subam"?

    Para finalizar, existindo um desvao sanitario, vamos aproveitar o mesmo para que algumas especialidades possam ser instaladas por debaixo da laje terrea (saneamento, por exemplo). Qual a altura minina "ideal" para que seja possivel executar e manter este tipo de instalaçao?

    Agradeço a paciencia quanto á leitura do "testamento", aos erros ortografico e as falhas dos termos tecnicos.. :-)

    Aguardo comentário, se possivel.

    Cps,
      Corte Longitudinal (1).JPG
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    ... esqueci me de referir que, a parede em betao (do desvao sanitario) será isolada com tela asfaltica, pelo lado exterior. Previsto também, execuçao de drenagem, ao longo do perimetro exterior: Dreno, manta geotextil e brita..
  4.  # 3

    Colocado por: PJLG- Aplicar betao de limpeza em toda a zona (30m x 9m x 10 cm);

    Só é necessário nas zonas de sapata e vigas de fundação

    Colocado por: PJLGAs sapatas, vigas de fundaçao e parede do desvao sanitário ( a serem executadas em betao) serao posteriormente impermeabilizadas com 2 demaos de Flintkote

    O ideal era que fossem 3 cruzadas.

    Colocado por: PJLGDevo ter algum cuidado em termos de impermeabilizaçao entre o solo e a aplicaçao do betao de limpeza?

    Não, já tem a tela pitonada. O betão de limpeza serve só para criar uma base nivelada para assentamento da estrutura.

    Colocado por: PJLGA tela pitonada, deve ser cortada de forma a isolar apenas area de contacto entre a sapata/viga e o betao de limpeza ou devemos deixar "margem" para que, quando retirarmos a cofragem, a mesma possa dobrar e atingir a altura da cota da laje de piso terreo? (aprox. 1,2m);

    Não! Deve ficar apenas uma margem de 10 a 15 cm para além dos limites das vigas e sapatas. Dobrar tela pitonada não é tarefa fácil.

    Colocado por: PJLGAo ser executado o desvao sanitario, está previsto a execuçao de ventilaçao. Para o caso de esta nao ser efectiva, o que posso prever nesta fase de forma a que eventuais condensados nao "subam"?

    Não vai ser certamente. Neste tipo de situações eu prefiro trocar o isolamento da laje e aplicar espuma projetada no teto desse desvão. Já serve de isolamento e evita a absorção de condensados.

    Colocado por: PJLGQual a altura minina "ideal" para que seja possivel executar e manter este tipo de instalaçao?

    1,5 m já dá para trabalhar com alguma facilidade.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: PJLG
  5.  # 4

    Bom dia,

    Terá alguma vantagem se for aplicado, por exemplo, 5 cm de betao na restante area?

    Quanto a tela pitonada, faz sentido que "nao se dobre".. mesmo que fosse "manteiga" fazer a dobra... é que estaria a criar uma bolsa de agua junto á base da sapata / viga de fundaçao... Corta-se e volta-se a colocar até a altura pretendida.

    Que tipo de espuma a projectar? E que soluçao devo prevacer para isolar os furos por onde vai passar a tubagem?
  6.  # 5

    Colocado por: PJLGTerá alguma vantagem se for aplicado, por exemplo, 5 cm de betao na restante area?

    Não! Tirando o fato de criar uma base de trabalho mais limpa

    Colocado por: PJLGCorta-se e volta-se a colocar até a altura pretendida.

    Correto! As laterais devem ter tela a proteger o isolamento e a criar uma zona de drenagem para eventuais condensados.

    Colocado por: PJLGQue tipo de espuma a projectar?

    Espuma de poliuretano com características idênticas às dos isolamento projetado para a laje.

    Colocado por: PJLGE que soluçao devo prevacer para isolar os furos por onde vai passar a tubagem?

    1º Monta a tubagem toda e depois é que projeta a espuma
    Estas pessoas agradeceram este comentário: PJLG
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">