Iniciar sessão ou registar-se
Esta discussão esteve inactiva por mais de 45 dias e foi fechada.
Por favor não inicie uma nova discussão, se precisar, peça por mensagem privada para reabrir esta.
    • XR2i
    • 24 Outubro 2016 editado

     # 1

    Na freguesia de Esqueiros, em Vila Verde, há um assunto que domina as conversas dos moradores.

    Um empreiteiro farto de esperar pela deslocalização de um poste de fibra ótica da Portugal Telecom (PT), num terreno que lhe pertencia, junto à igreja local, decidiu avançar para a construção de uma casa para um cliente. O resultado é uma imagem bizarra, em que se vê a estrutura da PT a atravessar a moradia, já com paredes e cobertura prontas.

    Albino Costa, empreiteiro responsável pela obra, diz que teve que começar a construção, sem esperar pela mudança do poste, "porque tem prazos a cumprir".

    "O dono da habitação tem um crédito com uma instituição bancária e não pode estar à espera eternamente".

    Segundo o empresário, o pedido foi feito em junho, após obter licenças de construção da moradia, mas só na quinta-feira - dia em que o JN esteve no local - começaram o processo de retirada da estrutura, com a mudança dos cabos de fibra ótica. Por isso, conclui Albino, caso não tivesse avançado com a empreitada, estaria já mais de quatro meses atrasado.

    Fonte da PT garantiu, sexta-feira, que este caso está "resolvido" e, sobre outras queixas denunciadas ao JN, a empresa justifica que "desviar infraestruturas é um processo complexo: inicia-se na fase de survey ("diagnóstico" numa tradução simples), no contato e acordo com o peticionário, na execução do projeto, na implementação da solução e, finalmente [na compatibilização], de interesses com outros proprietários para deslocação da infraestrutura para terrenos de outros".

    Por outro lado, além dos "pedidos de análise de desvios de traçados aéreos exigirem uma avaliação detalhada", fonte PT admite que os incêndios registados em todo o país, durante o verão, "condicionaram o tempo efetivo de resposta". A PT sublinha que o processo de desvio de infraestruturas retomou, agora, a atividade em pleno, "estando a resposta operacional normalizada".

    Leia mais: Casa de advogado em construção com poste a meio http://www.jn.pt/local/noticias/braga/vila-verde/interior/casa-de-advogado-em-construcao-com-poste-a-meio-5459231.html



    Ahahahaha!
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 2

    Parece que o poste está a substituir um dos pilares e portanto já faz parte da estrutura da casa ... será só cortar a ponta!
  3.  # 3

    Isso é o que se chama ter fibra óptica até dentro de casa..........:-)
  4.  # 4

    Colocado por: XR2iCasa de advogado em construção com poste a meio

    eu gosto dos meios de comunicação,,se fosse trolha não punham casa de trolha ou de mulher de limpeza em construção com poste no meio!tudo o que é classe alta é que pode ser referido no título!
  5.  # 5

    O titulo da notícia é basicamente uma mensagem subliminar, a fazer passar ideia de chico espertice e atiçar a curiosidade dos internautas. Tipico click bait das noticias de hoje em dia.
    Se repararem, a palavra advogado não surge em parte nenhuma do corpo da noticia.

Esta discussão esteve inactiva por mais de 45 dias e foi fechada.
Por favor não inicie uma nova discussão, se precisar, peça por mensagem privada para reabrir esta.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">