Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 21

    Sim, confesso que a introdução do tema da domótica criou alguma entropia no tópico.
    Estou, contudo, perdido... sugere então que NÃO se usem caixas de derivação (fazendo as ligações nas caixas fundas dos interruptores e tomadas), ou o inverso?
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 22

    Sim se não quer caixas. Sim faça isso.
  4.  # 23

    Olá, a todos.
    Ressuscito o tópico para perguntar se alguém me pode fornecer cópia do RGIEBT, ou indicar o caminho para o regulamento actual. É que não consigo encontrar na Net.
    Obrigado!
  5.  # 24

  6.  # 25

    Obrigado, Pedro Barradas.
    Está desfeito o mistério: Regras Técnicas, e não Regulamento Geral... Não admirava que não encontrasse.

    O documento é bastante extenso, vou ter de me entreter a procurar o que preciso saber. Mas, já agora, se souber de cabeça, diga-me: é aqui que vou encontrar alguma norma para os plafoniers de iluminação em patamares/escadas de prédios? Pretendo saber se já não são permitidos plafoniers com três fases/lâmpadas (1 comandada na escada, e 2 pelas fracções). Estamos em renovações no condomínio...
  7.  # 26

    Porque é que não haver de poder...
    Sabe a da escada /patim é frequentemente comandada pelo sensor de presença que se mete no local onde está o botão de pressão. É acende cada piso individualmente...
    Mais importante é prever iluminação de segurança /emergência em cada piso na caixa de escadas
  8.  # 27

    Colocado por: JPCorreiaO documento é bastante extenso, vou ter de me entreter a procurar o que preciso saber. Mas, já agora, se souber de cabeça, diga-me: é aqui que vou encontrar alguma norma para os plafoniers de iluminação em patamares/escadas de prédios? Pretendo saber se já não são permitidos plafoniers com três fases/lâmpadas (1 comandada na escada, e 2 pelas fracções). Estamos em renovações no condomínio...

    É você que vai ser o técnico responsável pela instalação?
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas
  9.  # 28

    Não sou técnico de coisa nenhuma :) Apenas nos orçamentos que estivemos a recolher nos referiram que "já não é permitido" o tal plafonier triplo/três fases, mas não especificam a norma.

    Sendo o edifício de 1970, originalmente tem as três lâmpadas. Agora que se vai actualizar os enfiamentos (muitos estão em mau estado, precisamente devido ao calor excessivo de três lâmpadas de halogéneo ao longo de décadas) e colocar as luzes de emergência, fomos confrontados com esta necessidade de deixar de ter as três fases no plafoniers, ou seja, não será possível comandar do interior dos apartamentos.

    O que eu pretendo é encontrar a norma nas RTIEBT.
  10.  # 29

    Colocado por: JPCorreiaApenas nos orçamentos que estivemos a recolher nos referiram que "já não é permitido" o tal plafonier triplo/três fases, mas não especificam a norma.

    Se quem vai fazer o trabalho e assumir a responsabilidade pelo mesmo, diz isso, e é mais do que um a dizer isso, qual é a dúvida?

    Colocado por: JPCorreiaO que eu pretendo é encontrar a norma nas RTIEBT.

    Se não confia, nem deveria ter pedido os orçamentos, procure outros em quem confie.
    Vai ler os regulamentos todos relativos à construção, sobre todas as dúvidas que vai ter?
  11.  # 30

    Se mantiver os plafons existentes, não deve haver qq tipo de problema.Quantos e quantos se precedeu/ procede dessa forma.
    Outra coisa é a conversão de plafons de uma lampada/ alimentação para alimentação tripla, ai entende-se a "preocupação" do electricista. pois estará a efectuar uma adaptação para o qual o equipamento não está "homologado"/ Certificado.
  12.  # 31

    Colocado por: PicaretaSe quem vai fazer o trabalho e assumir a responsabilidade pelo mesmo, diz isso, e é mais do que um a dizer isso, qual é a dúvida?


    Caro Picareta, a dúvida existe na medida em que serei eu quem terá de responder às dúvidas de 20 e tal condóminos.


    Colocado por: PicaretaVai ler os regulamentos todos relativos à construção, sobre todas as dúvidas que vai ter?


    Fa-lo-ei na medida em que esclarecimentos prestados pelos fornecedores não sejam suficientes, em qualquer obra de que seja dono. Agindo em representação de mais 20 e tal pessoas, manda o bom-senso que seja ainda mais meticuloso.

    Obrigado pelos contributos.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">