Iniciar sessão ou registar-se
  1. Colocado por: Pedro.90Existe alguma hipótese de garantir 85% minimo do valor do empréstimo?


    Boa noite Pedro.90,

    Não sei se percebi bem a sua pergunta, mas quase todos os bancos emprestam até 90% do valor da aquisição. Ou seja se comprar por 100.000€ os bancos emprestam até 90.000€, mais não!
    Se está a falar de 85% da avaliação, aí sim, muitos bancos emprestam somente 85% da avaliação, o que para o exemplo acima implica que o tal imóvel que vai comprar por 100.000€ seja avaliado por 90.000/0,85, ou seja 105.882€, para que lhe emprestem os tais 90.000€!
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3. As taxas Euribor voltam a cair nos 3 prazos de referencia.
  4. Colocado por: luisDS

    Boa noite Pedro.90,

    Não sei se percebi bem a sua pergunta, mas quase todos os bancos emprestam até 90% do valor da aquisição. Ou seja se comprar por 100.000€ os bancos emprestam até 90.000€, mais não!
    Se está a falar de 85% da avaliação, aí sim, muitos bancos emprestam somente 85% da avaliação, o que para o exemplo acima implica que o tal imóvel que vai comprar por 100.000€ seja avaliado por 90.000/0,85, ou seja 105.882€, para que lhe emprestem os tais 90.000€!


    É esses 85% que pertendo de empréstimo do valor da avaliação, é possivel ter a certeza da mesma falando com o banco antes de avançar com a compra da casa. Desde já muito obrigado pela resposta

  5. Colocado por: Pedro.90

    É esses 85% que pertendo de empréstimo do valor da avaliação, é possivel ter a certeza da mesma falando com o banco antes de avançar com a compra da casa. Desde já muito obrigado pela resposta


    Não, impossível. Tem mesmo que avançar com o processo até esse ponto e depois esperar que a avaliação seja suficiente. Esta é feita por avaliadores independentes!
  6. Colocado por: luisDS

    Não, impossível. Tem mesmo que avançar com o processo até esse ponto e depois esperar que a avaliação seja suficiente. Esta é feita por avaliadores independentes!


    Hehehe
  7. Entao o agente imobiliário é um aldrabão. A dizer-me ao telefone
    "Não se preocupe que a casa é avaliada por mais, e se for por menos eu trato disso para baixar"

    E eu hum hum
  8. Colocado por: Pedro.90Entao o agente imobiliário é um aldrabão. A dizer-me ao telefone
    "Não se preocupe que a casa é avaliada por mais, e se for por menos eu trato disso para baixar"

    E eu hum hum


    Para baixar o quê, o preço de compra? talvez não sei... já aconteceu, mas o mais normal é o vendedor ou agente dizer para tentar outro banco.
    Isso é a conversa normal de facto, mas até pode ser verdade!
    O mais importante é você certificar-se que os valores estão de acordo com o imóvel e com a zona. O agente, pode estar a falar por falar ou pode de facto estar consciente/confiante de que o valor de venda da casa é baixo/aceitável por já ter alguma experiência no ramo e nessa zona. Mas isso nada garante!
    Mais, não se esqueça que no caso de avançar é o agente, em principio, que abrirá a porta do imóvel ao avaliador, e pode influênciar ou até pode conhecer muitos deles na zona, ou até pode calhar ser amigo dele! Mas é certo?? Claro que não é!!
    O normal é assinar um CPCV condicionado à obtenção de crédito. Depois escolhe um banco e espera pela avaliação. Se correr bem, avança. Se correr mal, pelo menos com os meus processos, pedimos sempre uma reavaliação (gratuita) que muitas vezes sobe a avaliação e soluciona o caso. Se não chegar aos valores que necessita perde uns 300€, dependendo do banco (comissão de avaliação) e pode ir a outro banco e começar tudo de novo, mas se calhar mais vale pensar que até se pode ter livrado de uma má compra!!!
  9. Colocado por: manelvc

    Hehehe


    pois... é a sina de Portugal!! E quando a coisa é subjectiva como avaliar qualquer coisa é muito fácil haver pressões/interesses/amizades etc etc e distorcer. Aliás, se pensarmos bem basta que o avaliador tenha dormido mal ou simplesmente esteja de mau humor para prejudicar a vida de alguém, e o contrário também é verdade!
    Concordam com este comentário: manelvc
  10. Boa noite.
    Tenho de realizar uma operação até ao final do ano, para evitar pagar mais valias da venda da minha antiga casa. Neste momento vivo numa casa que está em nome de uma empresa que possuo, completamente paga e livre de hipotecas.
    Uma vez que ainda sou relativamente jovem e livre de créditos, tal como a minha mulher, tinha pensado pedir crédito à banca para comprar essa mesma casa (para meu nome particular) e depois na empresa reinvestir o dinheiro na compra de 1 ou 2 apartamentos, para arrendamento.
    A minha questão é a seguinte: se comprar a casa por um valor baixo, para evitar encargos fiscais, sem recorrer a crédito, depois consigo-me financiar hipotecando a casa com as mesmas condições de crédito? Uma vez que já presumo que não, quais são as condições em que a banca normalmente financia estas operações de hipoteca?

    Obrigado.
    •  
      luisDS
    • 27 Junho 2019 editado
    Colocado por: DiogoDBoa noite.
    Tenho de realizar uma operação até ao final do ano, para evitar pagar mais valias da venda da minha antiga casa. Neste momento vivo numa casa que está em nome de uma empresa que possuo, completamente paga e livre de hipotecas.
    Uma vez que ainda sou relativamente jovem e livre de créditos, tal como a minha mulher, tinha pensado pedir crédito à banca para comprar essa mesma casa (para meu nome particular) e depois na empresa reinvestir o dinheiro na compra de 1 ou 2 apartamentos, para arrendamento.
    A minha questão é a seguinte: se comprar a casa por um valor baixo, para evitar encargos fiscais, sem recorrer a crédito, depois consigo-me financiar hipotecando a casa com as mesmas condições de crédito? Uma vez que já presumo que não, quais são as condições em que a banca normalmente financia estas operações de hipoteca?

    Obrigado.


    Boa noite Diogo,

    Terá de fazer um multifunções que digamos rondará os 2% de spread. O último que fiz para um imóvel livre de hipoteca consegui 1,75% creio, mas as condições eram muito favoráveis!
    E convém referir que no máximo uns 70% do valor da avaliação!
  11. Pessoal entendidos em taxas de esforço podem-me ajudar? Ou esclarecer
    Vou pedir um empréstimo ao meu banco de 74.100€ a pagar em 40 anos que dá uma prestação de 200€.

    Trabalho na SCML( Santa Casa de Misericórdia de Lisboa) à 10 anos, sendo efectivo na mesma.
    A minha maria trabalha num café num shopping à 6 anos e está efectiva tambem.

    Temos rendimentos mensais cerca de 1500€
    Andamos a pagar uma prestação de 300€ de arrendamento à 5 anos.

    Depois pagamos as despesas habituais da casa e ainda tenho um credito que pago 70€ mensais.

    Acham que à problema de o credito ser aprovado?
    No banco disseram que em princípio nao era necessario fiador.
    Caso seja necessario tenho o meu pai como fiador que trabalha na mesma empresa que eu efectivo e com 30 e tal anos de serviço.

    O problema aqui é que o nosso último irs foi baixo ( mais o dela) porque ela teve de licença de maternidade e eu tive de licença parental 2 meses, mas apresentei ao banco o irs de 2017 com valores bem mais altos claro.

    Acho que tenho uma taxa de esforço boa, eu ate posso liquidar aquele credito a qualquer momento, mas no banco disseram-me que demora 3 meses a atualizar no banco de Portugal. E todas as simulações de credito e a proposta de credito que irei entregar esse crédito eles estao a incluir. Se pago uma renda de 300€ e temos estabilidade financeira ao final do mes nao vejo problema em pagar uma de 200, mesmo tendo uma boa margem caso a euribor suba.
    Obrigado desde ja
    •  
      luisDS
    • 29 Junho 2019 editado
    Colocado por: Pedro.90Pessoal entendidos em taxas de esforço podem-me ajudar? Ou esclarecer

    Acham que à problema de o credito ser aprovado?
    No banco disseram que em princípio nao era necessario fiador.
    Caso seja necessario tenho o meu pai como fiador que trabalha na mesma empresa que eu efectivo e com 30 e tal anos de serviço.

    O problema aqui é que o nosso último irs foi baixo ( mais o dela) porque ela teve de licença de maternidade e eu tive de licença parental 2 meses, mas apresentei ao banco o irs de 2017 com valores bem mais altos claro.

    Acho que tenho uma taxa de esforço boa, eu ate posso liquidar aquele credito a qualquer momento, mas no banco disseram-me que demora 3 meses a atualizar no banco de Portugal. E todas as simulações de credito e a proposta de credito que irei entregar esse crédito eles estao a incluir. Se pago uma renda de 300€ e temos estabilidade financeira ao final do mes nao vejo problema em pagar uma de 200, mesmo tendo uma boa margem caso a euribor suba.
    Obrigado desde ja


    Não, parece simples e SEM fiador!
    Consegue isso facilmente abaixo dos 200€ + seguros
    Não demora nada 3 meses. De um mês para o outro actualiza, mas as simulações/propostas devem ser feitas à condição de você liquidar os seus créditos.Paga e apresenta o comprovativo. Se você não liquidar, obviamente que as propostas não terão valor/pernas para andar.
    Não tem de ter medo nenhum do IRS. Tem é de explicar que esteve de licença de maternidade. E nesse caso devem basear-se nos recibos de vencimento.
    Pedro, se vai mesmo avançar para o crédito envie-me email que eu trato-lhe disso rápido, sem que você tenha de andar de um lado para o outro e sem ter que ouvir essas más argumentações dos bancos. Apresento-lhe rapidamente os resultados, que certamente serão melhores do que os que tem, e você só tem de escolher, ou não! 100% gratuito e sem qualquer obrigação.
  12. Colocado por: luisDSenvie-me email que eu trato-lhe disso rápido


    Olá boas, eu já tenho algumas simulações... posso enviar lhe para ver o que consegue?
  13. Colocado por: zinna

    Olá boas, eu já tenho algumas simulações... posso enviar lhe para ver o que consegue?


    Olá, boa tarde. Sim, claro, envie para luisvela@decisoesesolucoes.com
    Estas pessoas agradeceram este comentário: zinna
  14. Colocado por: Pedro.90Pessoal entendidos em taxas de esforço podem-me ajudar? Ou esclarecer
    Vou pedir um empréstimo ao meu banco de 74.100€ a pagar em 40 anos que dá uma prestação de 200€.

    Trabalho na SCML( Santa Casa de Misericórdia de Lisboa) à 10 anos, sendo efectivo na mesma.
    A minha maria trabalha num café num shopping à 6 anos e está efectiva tambem.

    Temos rendimentos mensais cerca de 1500€
    Andamos a pagar uma prestação de 300€ de arrendamento à 5 anos.

    Depois pagamos as despesas habituais da casa e ainda tenho um credito que pago 70€ mensais.

    Acham que à problema de o credito ser aprovado?
    No banco disseram que em princípio nao era necessario fiador.
    Caso seja necessario tenho o meu pai como fiador que trabalha na mesma empresa que eu efectivo e com 30 e tal anos de serviço.

    O problema aqui é que o nosso último irs foi baixo ( mais o dela) porque ela teve de licença de maternidade e eu tive de licença parental 2 meses, mas apresentei ao banco o irs de 2017 com valores bem mais altos claro.

    Acho que tenho uma taxa de esforço boa, eu ate posso liquidar aquele credito a qualquer momento, mas no banco disseram-me que demora 3 meses a atualizar no banco de Portugal. E todas as simulações de credito e a proposta de credito que irei entregar esse crédito eles estao a incluir. Se pago uma renda de 300€ e temos estabilidade financeira ao final do mes nao vejo problema em pagar uma de 200, mesmo tendo uma boa margem caso a euribor suba.
    Obrigado desde ja


    depois de ter o crédito, e assumindo que vai para os valores referidos (200...), acha que consegue estabelecer o valor de 300€ dentro do seu orçamento mensal, para o pagamento desse crédito?

    avalie bem isso, se conseguir, poderá conseguir tirar vários anos a esse contrato, e poupar bastante em juros e seguros,
  15. Ícone informação Anunciar aqui?

  16. Boa tarde ao fórum!

    Podem dizer-me qual o melhor banco atual para procurar crédito para construção?
    Que tipo de spread se pratica atualmente?

    Em princípio irei precisar 50% do valor da obra e portanto menos de 50% da avaliação.

    Obrigado
    • tf94
    • 16 Julho 2019
    Boa tarde ,

    Eu e a minha Maria tencionamos pedir um empréstimo para a compra de uma moradia com o valor de aquisição de 165.000€.
    Ambos temos 25 anos, efetivos e rendimentos conjuntos mensais de 1600€.
    Em primeiro lugar acham que iremos ter dificuldade na aprovação do CH considerando que necessitariamos de 90% de financiamento (uma vez que os bancos não emprestam a 100%)?
    E em segundo lugar uma vez que a moradia ainda não está construída, pretende o construtor começar dentro de 2 meses no máximo e terminar em agosto de 2020, como é que solicito o CH para a compra de uma moradia em planta por forma a conseguir celebrar o CPCV e dar o sinal 20% já utilizando o valor do financiamento?

    Desde já peço desculpa caso não me tenha conseguido explicar da melhor forma.

    Obrigado.
  17. 11 meses de construção nesta altura do campeonato?
  18. Colocado por: paionenseBoa tarde ao fórum!

    Podem dizer-me qual o melhor banco atual para procurar crédito para construção?
    Que tipo de spread se pratica atualmente?

    Em princípio irei precisar 50% do valor da obra e portanto menos de 50% da avaliação.

    Obrigado


    Depende do seu perfil financeiro, preferências, idade, etc. Quase todos os bancos fazem crédito à construção com excepção dos CTT.
    Entre 1% e 1,4%, dependendo do seu perfil financeiro, do projecto, se os seguros são feitos no banco ou fora, quantidade de cross-selling, etc
  19. Colocado por: tf94Boa tarde ,

    Eu e a minha Maria tencionamos pedir um empréstimo para a compra de uma moradia com o valor de aquisição de 165.000€.
    Ambos temos 25 anos, efetivos e rendimentos conjuntos mensais de 1600€.
    Em primeiro lugar acham que iremos ter dificuldade na aprovação do CH considerando que necessitariamos de 90% de financiamento (uma vez que os bancos não emprestam a 100%)?
    E em segundo lugar uma vez que a moradia ainda não está construída, pretende o construtor começar dentro de 2 meses no máximo e terminar em agosto de 2020, como é que solicito o CH para a compra de uma moradia em planta por forma a conseguir celebrar o CPCV e dar o sinal 20% já utilizando o valor do financiamento?

    Desde já peço desculpa caso não me tenha conseguido explicar da melhor forma.

    Obrigado.


    Sendo efectivos, não tendo outros créditos, ficarão com uma prestação de +-370€, 400€ já com seguros, pelo que com salários de 1600€ líquidos não deverão ter qualquer problema.
    Relativamente aos 20%, de facto limitam-vos bastante as soluções existentes no mercado. Depende também se escrituram o terreno logo com o pagamento desses tais 20%!!??
    Se precisarem de ajuda para procurar soluções para o vosso caso contactem-me, sem compromisso, pelo email luisvela@decisoesesolucoes.com. Sou intermediário de crédito na Decisões E Soluções e todo o serviço é 100% gratuito e consiste em procurar as melhores propostas de crédito para os clientes, explicar e negociar as propostas, acompanhado todo o processo até estar finalizado.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: tf94
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">