Iniciar sessão ou registar-se
  1. Larinox a 6.99€
  2. Alguém conhece a fiabilidade das empresas Euro Pellets e Pellets Power 2?
    Ambas apresentam uns preços mais razoáveis que a média atual, a questão é se são credíveis.
  3. Colocado por: Alexandre23Alguém conhece a fiabilidade das empresas Euro Pellets e Pellets Power 2?
    Ambas apresentam uns preços mais razoáveis que a média atual, a questão é se são credíveis.


    Essas são burlas.
    Preços mais baixos são burlas. Pagamento antecipado são burlas. Nem sei porque perguntam, por acaso não acham estranho pagar 50% antes da entrega??
  4. Colocado por: tonio2,70 € o saco de 15 Kg Pinewells será bom preço ?


    Um parêntesis neste tópico:
    O post citado é de Dezembro de 2012... Mais ou menos há dez anos atrás.

    Eu sempre quis ter recuperador de calor. A minha mulher nunca fez questão de saber como é que a casa estava quente, desde que estivesse quente e não desse muito trabalho/sujeira. Por isso recuperador de calor para ela sempre foi a pior solução, porque a obrigava a aprender a acender o lume (sim, lá por casa, os churrascos também sempre foram a minha função).

    Quando morava na Capital da República, só os últimos andares do prédio tinham recuperador de calor. E das coisas que mais gostava quando vinha para o Interior (normalmente quase todos os fins-de-semana) era abrir a porta do carro e começar a cheira a lenha. Coisas de garoto que ficaram para o resto da vida.

    Dito isto, quando decidimos vir viver para o Interior (nem imaginam o que pouco em km e portagens todos os fins-de-semana :)) estávamos certos que o sistema de aquecimento central que tinhamos em Lisboa (caldeira a gás) não seria praticável, dado o tamanho da casa e a necessidade de aquecimento praticamente durante todo o dia (teletrabalho). Nas variadas opções, embora a minha mulher também aprecie uma lareira acesa, pelo ambiente, preferia ter uma solução de aquecimento mais inteligente e moderna (eram estas as suas precisas palavras, ao longo dos últimos 3 anos). Como numa das nossas visitas à Malcata ficámos numa casa em que tinha uma caldeira a pellets (não tinha piso radiante, era mesmo só a caldeira) e achou aquilo muito funcional (carregar no botão e já está, estando o depósito cheio), achou aquilo uma maravilha.

    Encurtando a história, eu sempre lhe disse que os pellets seriam o novo gás. Existem equipamentos que têm de ser fornecidos. Havendo 5 operadores ou 50 operadores, sabem que o preço estará mais ou menos tabelado (e claro, mesmo ignorando práticas de acordos entre operadores). E que o preço iria sempre subir, desde que o número de equipamentos a pellets em funcionamento já fosse suficiente para a subida do preço não assustar aqueles que ainda podiam entrar nesse mercado/sujeição a ter de comprar pellets. Os pellets de amanhã são o gasóleo para aquecimento de hoje...

    Felizmente acabou por me dar razão e consegui convencê-la a adquirir uma moradia com dois recuperadores a lenha que fazem o aquecimento central (um deles) e esquecer definitivamente os pellets ou a bomba de calor com o piso radiante.

    Aliás, afirmo o mesmo, desde há uma década, quanto aos veículos eléctricos e aos supostos benefícios fiscais, suposto menor custo/km e ainda mais supostos benefícios ambientais...
  5. Colocado por: NB_Viseu

    Um parêntesis neste tópico:
    O post citado é de Dezembro de 2012... Mais ou menos há dez anos atrás.

    Eu sempre quis ter recuperador de calor. A minha mulher nunca fez questão de saber como é que a casa estava quente, desde que estivesse quente e não desse muito trabalho/sujeira. Por isso recuperador de calor para ela sempre foi a pior solução, porque a obrigava a aprender a acender o lume (sim, lá por casa, os churrascos também sempre foram a minha função).

    Quando morava na Capital da República, só os últimos andares do prédio tinham recuperador de calor. E das coisas que mais gostava quando vinha para o Interior (normalmente quase todos os fins-de-semana) era abrir a porta do carro e começar a cheira a lenha. Coisas de garoto que ficaram para o resto da vida.

    Dito isto, quando decidimos vir viver para o Interior (nem imaginam o que pouco em km e portagens todos os fins-de-semana :)) estávamos certos que o sistema de aquecimento central que tinhamos em Lisboa (caldeira a gás) não seria praticável, dado o tamanho da casa e a necessidade de aquecimento praticamente durante todo o dia (teletrabalho). Nas variadas opções, embora a minha mulher também aprecie uma lareira acesa, pelo ambiente, preferia ter uma solução de aquecimento mais inteligente e moderna (eram estas as suas precisas palavras, ao longo dos últimos 3 anos). Como numa das nossas visitas à Malcata ficámos numa casa em que tinha uma caldeira a pellets (não tinha piso radiante, era mesmo só a caldeira) e achou aquilo muito funcional (carregar no botão e já está, estando o depósito cheio), achou aquilo uma maravilha.

    Encurtando a história, eu sempre lhe disse que os pellets seriam o novo gás. Existem equipamentos que têm de ser fornecidos. Havendo 5 operadores ou 50 operadores, sabem que o preço estará mais ou menos tabelado (e claro, mesmo ignorando práticas de acordos entre operadores). E que o preço iria sempre subir, desde que o número de equipamentos a pellets em funcionamento já fosse suficiente para a subida do preço não assustar aqueles que ainda podiam entrar nesse mercado/sujeição a ter de comprar pellets. Os pellets de amanhã são o gasóleo para aquecimento de hoje...

    Felizmente acabou por me dar razão e consegui convencê-la a adquirir uma moradia com dois recuperadores a lenha que fazem o aquecimento central (um deles) e esquecer definitivamente os pellets ou a bomba de calor com o piso radiante.

    Aliás, afirmo o mesmo, desde há uma década, quanto aos veículos eléctricos e aos supostos benefícios fiscais, suposto menor custo/km e ainda mais supostos benefícios ambientais...

    Eu também tinha o mesmo receio em ralação ao preço dos pellets, mas precisava da comodidade e automatismo que os pellets permite. Por isso comprei uma caldeira que queima 2 combustíveis, pellets e lenha e liga sozinha na hora programada. Este ano não comprei pellets, comprei apenas 12m3 de lenha por 480€ e vai sobrar muita para o próximo inverno.

    Em relação aos carros, a mesma coisa. Carros elétricos sim e se possível apostar forte no solar.
  6. Colocado por: marcopns
    Eu também tinha o mesmo receio em ralação ao preço dos pellets, mas precisava da comodidade e automatismo que os pellets permite. Por isso comprei uma caldeira que queima 2 combustíveis, pellets e lenha e liga sozinha na hora programada. Este ano não comprei pellets, comprei apenas 12m3 de lenha por 480€ e vai sobrar muita para o próximo inverno.

    Em relação aos carros, a mesma coisa. Carros elétricos sim e se possível apostar forte no solar.


    Pois mas eu não tinha interesse de estar a queimar lenha/pellets na garagem. Queria mesmo ter um recuperador de calor na sala.

    Em relação aos veículos eléctricos é sempre importante ter associado mais um sistema solar. Assim, podemos deixar o carro a carregar em casa (durante o período de maior produção solar) enquanto podemos ir e vir do trabalho de transportes públicos... :):):)
  7. Colocado por: NB_Viseu

    Pois mas eu não tinha interesse de estar a queimar lenha/pellets na garagem. Queria mesmo ter um recuperador de calor na sala.

    Em relação aos veículos eléctricos é sempre importante ter associado mais um sistema solar. Assim, podemos deixar o carro a carregar em casa (durante o período de maior produção solar) enquanto podemos ir e vir do trabalho de transportes públicos... :):):)


    Quem não gosta da festa até dos tomates se queixa.

    Você pode carregar o carro elétrico enquanto trabalha em casa. O seu exemplo só serve para falar das escolhas que fez e lhe agradam?
  8. Colocado por: NB_Viseu

    Pois mas eu não tinha interesse de estar a queimar lenha/pellets na garagem. Queria mesmo ter um recuperador de calor na sala.

    Em relação aos veículos eléctricos é sempre importante ter associado mais um sistema solar. Assim, podemos deixar o carro a carregar em casa (durante o período de maior produção solar) enquanto podemos ir e vir do trabalho de transportes públicos... :):):)

    Já tive um recuperador na sala. Se for usado para aquecimento central não recomendo a ninguém. A quantidade de lenha necessária é absurda, porque a eficiência de um recuperador ronda os 70%. Grandes volumes de lenha na sala trazem uma boa quantidade de lixo e até bichos. Ao fim de 1 semana os móveis estão cobertos por uma camada de cinza muito fina, imagine como ficam os pulmões.
    O outro assunto é off-topic. Mas transportes públicos só em Lisboa ou Porto.
    Em Aveiro não servem de nada.
  9. Colocado por: marcopnsEm Aveiro não servem de nada.


    Em Aveiro chega a bicicleta.
  10. Colocado por: rjmsilva

    Em Aveiro chega a bicicleta.


    Isso queria eu, mas nem isso.
  11. Cada vez que vou a Aveiro, ainda hoje lá fui, assusto-me com a quantidade de carros. É uma loucura.
  12. Quais os melhores pellets eu não sei, mas sei que a minha esposa comprou uns sacos marca "Continente", produzidos pela PelletsFirst (PT002 - Alcobaça) que são um valente COCÓ. A quantidade de pedra deixada no queimador assusta.
  13. Yap. Aqui por casa para aproveitar uns vales também se comprou disso e não é para repetir.
    • zeto
    • 31 janeiro 2023
    Colocado por: ClioIIQuais os melhores pellets eu não sei, mas sei que a minha esposa comprou uns sacos marca "Continente", produzidos pela PelletsFirst (PT002 - Alcobaça) que são um valente COCÓ. A quantidade de pedra deixada no queimador assusta.
    O barato sai caro
  14. Colocado por: zetoO barato sai caro


    provavelmente não foram baratos



    Colocado por: ClioIIQuais os melhores pellets eu não sei, mas sei que a minha esposa comprou uns sacos marca "Continente", produzidos pela PelletsFirst (PT002 - Alcobaça) que são um valente COCÓ. A quantidade de pedra deixada no queimador assusta.


    o que é isso de pedra? nunca vi pedra no meu cinzeiro... fica sempre um aglomerado de cinzas que se desfaz ao primeiro toque
  15. Colocado por: zetoO barato sai caro


    Tiro ao lado, meu caro. Quem lhe disse que foram baratos? Foram ao preço de mercado, aconteceu que estavam ali a jeito. E pellets baratos não conheço, nem no Continente nem nas ilhas...
  16. Colocado por: taunuso que é isso de pedra? nunca vi pedra no meu cinzeiro... fica sempre um aglomerado de cinzas que se desfaz ao primeiro toque


    São depósitos de matéria mineral (areia, terra) que não ardem e se acumulam ali. Não são uma pedra a sério, evidentemente, aquilo esboroa-se facilmente. Mas vai entupindo os buracos do queimador prejudicando a queima, a alimentação de ar e, principalmente, o arranque. Exige uma limpeza mais amiúde do equipamento. E, claro, eu pago para ter lenha para queimar, não areia.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Sansoni7
    • eu
    • 1 fevereiro 2023
    Colocado por: ClioIImas sei que a minha esposa

    Parabéns ;)
  17. Colocado por: eu
    Parabéns ;)


    Ehhrr... Estamos quase a fazer 12 anos de casamento, mas obrigado de qq forma! :D
  18. Colocado por: ClioII

    Ehhrr... Estamos quase a fazer 12 anos de casamento, mas obrigado de qq forma! :D


    Acho que os parabéns foram pelo facto de ter uma esposa que compra pellets...
 
0.7362 seg. NEW