Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boas a todos do fórum,

    Estes três termos fazem-me alguma confusão, já compreendi o que cada um quer dizer e tal, mas continuam-me a fazer uma confusão isto é:

    - Condutividade Térmica é o K = w/m.k
    - Resistência Térmica é o Rt = m2.k/w
    - Coeficiente de Transmissão Térmica é o U = w/m2.k

    Qual destes três termos é mais importante avaliar para a composição das paredes exterior de uma habitação? Isto é é preferível ter uma Resistência Térmica elevada? ou é melhor um Coeficiente de Transmissão Térmica menor? ou ainda se é melhor a Condutividade Térmica for baixíssimo?

    Já fiz algumas contas assim apenas a somar as resistências térmicas de materiais e etc e certas "paredes" tem uma condutividade térmica baixa mas ao mesmo tempo essa mesma parede tem um coeficiente de transmissão térmica mais elevado que outras porém essas outras tem uma condutividade mais alta um pouco.

    Não sei se me fiz entender, caso seja preciso explicar melhor cá estarei, mas queria mesmo saber qual é dos três termos, qual é aquele que tenho de ter mais atenção para estas comparações entre "paredes".


    Um muito obrigado desde já.
    Abraços
  2.  # 2

    é tudo a mesma coisa, mas dita de forma diferente.

    - Condutividade Térmica é o K = w/m.k - normalmente usada para materiais, termo mais teórico
    - Resistência Térmica é o Rt = m2.k/w - normlamente usado para produtos, medida por metro quadrado - área para a qual uma variação de um grau kelvin leva a passagem de um watt
    - Coeficiente de Transmissão Térmica é o U = w/m2.k - é o inverso da resistência termica - watts que passam por um metro quadrado quando há uam diferença de 1 grau kelvin - Este é o de melhor leitura, pois permite-lhe perceber de uma forma mais direta as necessidades de produção de energia.
  3.  # 3

    Observe bem as unidades em que se expressam essas grandezas, vai ver que a confusão passa.
  4.  # 4

    Para melhor perceber:

    k=Rt*espessura=1/U*espessura
  5.  # 5

    Mas é melhor uma parede ter:

    uma Resistência Térmica elevada?

    ou

    um Coeficiente de Transmissão Térmica baixa?

    ou

    uma Condutividade Térmica baixa?


    Por exemplo eu tenho aqui dois exemplos de duas contas que fiz apenas somando os Rt's dos materiais e fazendo as contas para obter os outros termos:

    Parede exemplo 1:
    RT = 5,195 m2.k/w
    U = 0,192 w/m2.k
    K = 0,037 w/m.k

    Parede exemplo 2:
    RT = 7,14 m2.k/w
    U = 0,14 w/m2.k
    K = 0,055 w/m.k

    Qual destes dois exemplo é o melhor?
  6.  # 6

    Só para fornecer um pouco mais de informação:

    Parede 1 = 24 cm

    Parede 2 = 39,5 cm
  7.  # 7

    E então quanto aqueles dois exemplos das duas paredes? qual delas é melhor ?
  8.  # 8

    Então terei de ter em conta para saber se uma parede é melhor que outra o U é?

    Se assim for é como você diz, a parede do exemplo 2 é melhor, tem um U inferior ao da parede 1.

    Diga-me só uma coisa, eu sei que quanto mais baixo é este valor U melhor, mas diga-me, isto é se souber, qual é um valor para o U para que a casa seja energéticamente eficiente? 0,20? 0,15? 0,10?

    Existe muita diferente entre o 0,20 e o 0,15 por exemplo? ou apartir de determinado valor já não existe, por assim dizer, um ganho tão notório como até aquele valor?

    Falando por exemplo dos vidros das caixilharias, já tive a oportunidade de ver em diversos pdf's e mesmo aqui no fórum informação que apartir de uma determinada espessura de caixa de ar, os ganhos já não são compensatórios, ou tão compensatórios como foram até aí...
  9.  # 9

    Colocado por: lfvmagalhaesParede exemplo 1:
    RT = 5,195 m2.k/w
    U = 0,192 w/m2.k
    K = 0,037 w/m.k

    Parede exemplo 2:
    RT = 7,14 m2.k/w
    U = 0,14 w/m2.k
    K = 0,055 w/m.k

    Qual destes dois exemplo é o melhor?


    Colocado por: lfvmagalhaesSó para fornecer um pouco mais de informação:

    Parede 1 = 24 cm

    Parede 2 = 39,5 cm




    tem a certeza?



    A parede 2 pode até ser ligeiramente melhor mas tem muito mais espessura. O U esta mal calculado.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Hugo.
  10.  # 10

    Colocado por: Anonimo18072022AOlhe que talvez não. Se mudar apenas a espessura do tijolo/bloco e mantiver a espessura do isolamento a diferença será sempre ligeira.


    é para rir?
  11.  # 11

    Colocado por: Anonimo18072022AEm vez de fazer afirmações desse género esclareça-nos com exemplos já que não me estou a rir, estou apenas a tentar ajudar.


    Se o tivesse pedido logo de inicio em vez de tentar opinar com "argumentos" desalinhados.



    Colocado por: lfvmagalhaesParede exemplo 1:
    RT = 5,195 m2.k/w
    U = 0,192 w/m2.k
    K = 0,037 w/m.k


    Colocado por: lfvmagalhaesParede 1 = 24 cm


    0.037/0.24=0.154w/m^2.k
    0.192*0.24=4.6cm

    Colocado por: kuGu_eLuA parede 2 pode até ser ligeiramente melhor mas tem muito mais espessura. O U esta mal calculado.

    Resumindo, olhe que sim, esta mal calculado, e quando digo que a parede 2 pode até ser ligeiramente melhorada mas tem muito mais espessura em nada nega o fato de se lhe retirar espessura nos materiais com melhor condução que se vai aproximar da parede 1, se é que não são as duas identicas mas uma com maior espessura de tijolo.
  12.  # 12

    Os calculos não estão mal calculados, são as próprias marcas que dizem isso, já agora dou a informação toda por assim dizer:

    A Parede 1 é a parede usual do sistema LSF que é de 24 cm, com 6 cm de EPS no exterior + 2 x 6 cm de placas de lã mineral no interior do OSB;

    A Parede 2 é formada com os blocos Isorast, com 15 cm de EPS no exterior + 15 cm de betão + 5 cm de EPS no interior. é certo que a parede faz 35 cm mas a marca diz que no exterior é acrescentado o acabamento da parede e no interior também e isso vai para os 39,5.

    Toda a informação foi de acordo com as informações dos sites em questão. e sei que estas contas não podem ser feitas assim, porque por exemplo o responsavel da Futureng, já me deu valor U da parede de LSF e é 0,21 e não o meu valor de 0,19.
  13.  # 13

    lfvmagalhaes se pretende mesmo ter um factor decisivo para a escolha de uma envolvente, então deve estar apenas focado em comparar o coeficiente de transmissão térmica (U). Todos os outros valores são valores com interesse técnico, pois é com eles que consegue calcular o U de uma envolvente.

    Imagino que não deva ter ambições para definir uma envolvente, até porque no calculo do U existem valores como a resistência do ar num espaço exterior ou num espaço interior e ainda difere mais se a envolvente for horizontal ou vertical....enfim...demasiado técnico para que posso usar esses valores como formas de comparar o que quer que seja. Pois em última análise o que lhe interessa é o comportamento térmico da sua envolvente que é avaliado pelo U.

    Todas as restantes conversas, acabam por ser de técnicos para técnicos, e como já viu...aqui todos tem opiniões diferentes....apesar de que apenas uma pessoa pode ter razão....porque a matemática não perdoa! :)
  14.  # 14

    Então quer dizer que eu devo levar em conta o valor U, sabendo eu que não estou a fazer as contas correctamente bem feitas, porque sei que teria de entrar com outro tipo de resistencias e isso tudo, mas sempre dá para ter uma ideia certo?

    Agora expliquem-me só mais uma coisita para eu não ficar com isto a moer aqui o juízo:
    Este valores que o sr. ETICS colocou

    0,50 - 10,0 W
    0,45 - 9,0 W
    0,40 - 8,0 W
    0,35 - 7,0 W
    0,30 - 6,0 W
    0,25 - 5,0 W
    0,20 - 4,0 W
    0,15 - 3,0 W

    Eu daqui posso depreender qual a quantidade de energia necessária que irei ter de gastar para que a casa fique por exemplo em 19º constantes durante o inverno? Ou não é com estes valores?
  15.  # 15

    Colocado por: Anonimo18072022ADepois multiplica o valor de U dado pela espessura e apresenta o resultado em cm...errado. Ao multiplicar o U pela espessura terá como resultado para a Condutibilidade Térmica Calculada W/m.K.


    Sim, foi um erro, o que queria era:
    0.037/0.192=19.3cm
    E agradeço pela observação, apenas queria mostrar que ou o U estava mal e o correto era o por mim calculado, ou a espessura estava errada e a correta era a calculada.


    Colocado por: Anonimo18072022ACom o devido respeito, mas presunção não lhe falta em chamar "argumento desalinhados".


    Continuo com a minha afirmação, argumento desalinhado, simplesmente porque não veio ao encontro do que eu estava a dizer, simplesmente fez uma observação/argumento que não era sequer tangencial ao que eu estava a dizer, mas já que prefere exemplos,
    Eu disse que as cenouras tem vitamina A, e o Etic vira-se e diz, ou não, a vitamina A pode estar presente noutros legumes.


    Resumindo, o meu comentário inicial mostrava apenas que ambas as paredes, ao contrário do que a informação queria mostrar, tinham um U identico e espessuras diferentes...ou Us diferents e espessuras aproximadas
  16.  # 16

    Eu daqui posso depreender qual a quantidade de energia necessária que irei ter de gastar para que a casa fique por exemplo em 19º constantes durante o inverno? Ou não é com estes valores?

    Não, claro que não, precisa muito mais que isso
  17.  # 17

    Colocado por: lfvmagalhaesEu daqui posso depreender qual a quantidade de energia necessária que irei ter de gastar para que a casa fique por exemplo em 19º constantes durante o inverno? Ou não é com estes valores?

    para isso precisa de fazer o cálculo termico completo, e mesmo assim é uma aproximação, tendo em conta que o clima não é constante nem conhecido.
    para o cálculo térmico completo, entram muito mais dados, como:
    localização
    orientação solar
    paredes
    pavimentos
    coberturas
    caixilhos / estores / vidros
    caixas de estore
    soluções construtivas
    perdas lineares
    cores das envolventes
    etc...
  18.  # 18

    Colocado por: lfvmagalhaesEntão quer dizer que eu devo levar em conta o valor U, sabendo eu que não estou a fazer as contas correctamente bem feitas, porque sei que teria de entrar com outro tipo de resistencias e isso tudo, mas sempre dá para ter uma ideia certo?


    Para mim não "dá para ter uma ideia", dá para ter a certeza! Agora se quiser perceber porque é que o U de uma parede com XPS e outra com cortiça tem comportamentos diferentes, ou até mesmo decidir se coloca tijolo de 11 ou tijolo de 7 aí sim...pode olhar para as condutibilidades e iterar até encontrar a solução óptima! Mas como em tudo, as ferramentas certas em mãos erradas têm tendência a dar maus resultados.

    Colocado por: lfvmagalhaesEu daqui posso depreender qual a quantidade de energia necessária que irei ter de gastar para que a casa fique por exemplo em 19º constantes durante o inverno? Ou não é com estes valores?


    Esses valores foram obtidos para um caso concreto. O seu caso de certeza que é diferente. Para ter uma ideia calcule o U das diferentes envolvente (paredes, telhados e envidraçados) depois multiplique pela area afecta a cada envolvente e por fim pela temperatura que pretende ter no interior da casa quando a temperatura for mais extrema no exterior.... por exemplo:

    Potencia necessária repor pela perda de calor pelas paredes= 25[m²]x0.30[w/m².K]x(19º-3º) [º]= 120W, fazendo o mesmo para as restantes envolventes irá ter na pior das hipóteses que aquecer a sala com um equipamento que lhe a potência estimada. E assim "pode ter uma ideia".
  19.  # 19

    Colocado por: powerenergiePotencia necessária repor pela perda de calor pelas paredes= 25[m²]x0.30[w/m².K]x(19º-3º) [º]= 120W, fazendo o mesmo para as restantes envolventes irá ter na pior das hipóteses que aquecer a sala com um equipamento que lhe a potência estimada. E assim "pode ter uma ideia".


    Eu nã odiria uma idea mas sim um limite máximo.



    Colocado por: powerenergiequando a temperatura for mais extrema no exterior
  20.  # 20

    Ok, vamos lá ver se percebi:

    Das três variáveis, todas elas dependem umas das outras, mas a que deverei dar mais importância é ao U = Coeficiente de Transmissão Térmica.
    Já percebi que para saber a energia que iria necessitar para climatizar a casa não poderão ser só com estes dados, como eu suspeitava, e mais vale por isso para já de lado, já que o meu interesse é mesmo saber um tipo de parede eficiente.

    Agora uma coisa, relativamente aos isolamentos, eu tenho lido por outros tópicos do fórum mas nenhum aponta razões/vantagens/desvantagens dos vários tipos de isolamento:

    EPS;
    XPS;
    LM;
    Cortiça;
    Etc. etc.

    Quais são as vantagens e desvantagens destes 4 tipos de isolamento, qual o mais eficiente, qual o mais adequado porque acho que já li que o xps não é assim muito aconselhável por não deixar a parede "respirar" ou algo parecido.

    Abraço
 
0.0264 seg. NEW