Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa noite!
    Tenho vindo cá tirar algumas duvidas, porém apenas hoje me registei porque não encontro nada em concreto por isso venho aqui pedir a vossa ajuda :)

    Comprei uma casa, ainda em solteira, com outro rapaz. Entretanto casámos e já estamos divorciados. Decidimos que a casa ficaria para mim, mas decidimos alugar até eu ter estabilidade financeira para ficar com o apartamento.
    Soube que ja saiu a lei que, em casais divorciados, os bancos não podem aumentar o spread, por isso estou a pensar em avançar com isto da casa.
    O que tenho que fazer para passar a casa apenas para o meu nome?
    Os antigos fiadores vão ser chamados??
    Existe a hipotese de tirar o nome dele da casa mas ele ficar no credito? Visto eu estar a receber pouco e provavelmente nao irão deixar ele sair.
    E já agora... quanto vai custar isto tudo??

    Agradeço todas as respostas

    Muito Obrigado
    •  
      FD
    • 17 abril 2013

     # 2

    Colocado por: RubCubikO que tenho que fazer para passar a casa apenas para o meu nome?

    Tem que fazer tudo novamente - um novo processo de aprovação do crédito, depois tem que fazer uma escritura, o respectivo registo, etc.
    E o banco tem que aprovar o novo crédito porque se não aprovar não pode fazer nada a não ser vender a casa.

    Colocado por: RubCubikExiste a hipotese de tirar o nome dele da casa mas ele ficar no credito? Visto eu estar a receber pouco e provavelmente nao irão deixar ele sair.

    Existe, é só o banco querer (o que duvido).

    Colocado por: RubCubikE já agora... quanto vai custar isto tudo??

    Conte pelo menos com uns 1.000€, depende do valor da casa.
    250€ para o banco, 500€ para a nova escritura + registos, 250€ para despesas e impostos se for uma casa relativamente barata (que não tenha que pagar IMT, por exemplo).
    Com segurança, é melhor apontar para os 1.500€ a 2.000€.
  2.  # 3

    Colocado por: RubCubikSoube que ja saiu a lei que, em casais divorciados, os bancos não podem aumentar o spread, por isso estou a pensar em avançar com isto da casa.


    Não podem... se estiverem reunidas determinadas condições...

    Cumps
  3.  # 4

    Obrigada pelas respostas...
    Mas não percebi algumas coisas.

    Novo contrato de que? Eu pretendo retirar o nome dele de todo lado (registo predial e finanças) e depois vou ao banco tirar também o nome dele. Mesmo que no banco não aceitem, o nome dele já não está associado à casa. Com isto o banco pode aceitar ou não a saída dele do credito, o nome dele ficará no credito apenas, não no imovel. Ele não se importa. Se o banco aceitar, melhor. Estou a pensar mal?!


    Que condiçoes são necessarias para não subirem o spread?! Ele vai ficar desempregado brevemente e eu estou desempregada ha mais de um ano.

    Obrigada
  4.  # 5

    OK. Simplificando tudo e depois de ter vasculhado um outro forum também o que decidimos foi que queremos passar tudo para o meu nome, excepto o credito, pois neste momento não é possivel (estou desempregada e nao tenho fiadores) e seria desvantajoso.
    Li que a propriedade e a divida podem ter estados diferentes. É verdade?? se for logo nao ha problema em o credito continuar no nome dele....
    Se o for. caso um dia ele se lembre de me causar problemas e querer voltar para a habitação, poderá fazer alguma coisa??

    Agradeço respostas, é que quero mesmo resolver isto o mais rapido possivel.

    Obrigado
  5.  # 6

    Existe a hipotese de tirar o nome dele da casa mas ele ficar no credito?


    Não acho que isso seja correcto da sua parte... Então está a pensar no que acontece se ele quiser voltar para casa, mas não está a pensar no seu ex-marido, que vai andar a pagar um crédito de uma coisa que não usufrui? E se você lhe lixa a vida com o crédito?
    Concordam com este comentário: TC25
  6.  # 7

    assim o seu marido vai ficar com a responsabilidade de pagar uma coisa que não vai ser para ele
    acha bem??
    ainda por cima uma casa que demora uma vida a pagar
    •  
      FD
    • 18 abril 2013

     # 8

    Colocado por: RubCubikEu pretendo retirar o nome dele de todo lado (registo predial e finanças) e depois vou ao banco tirar também o nome dele.

    Ele é dono de 50% da casa. Para "tirar o nome" uma coisa tem que ser feita.
    Pode ser uma de duas: doação ou venda.
    Qualquer uma das duas tem custos e burocracias a cumprir.

    O banco emprestou dinheiro num cenário: duas pessoas compram a casa.
    São dois responsáveis, são dois ordenados, são dois "patrimónios". O risco de emprestar dinheiro está dividido por duas pessoas, logo, é menor.
    Não pode simplesmente chegar ao pé do banco e dizer: "esta pessoa já não é dona da casa". Fez um contrato com o banco, tem que o cumprir.
    Imagine que hoje emprestava 1.000€ a um casal seu amigo. O homem é um destrambelhado mas, sabe que a mulher é cumpridora.
    Amanhã a mulher vira-se para si e diz: "olha, já não te devo dinheiro, quem o deve é o meu ex". Como é que ficava?

    Colocado por: RubCubikCom isto o banco pode aceitar ou não a saída dele do credito, o nome dele ficará no credito apenas, não no imovel. Ele não se importa. Se o banco aceitar, melhor. Estou a pensar mal?!

    Então diga-me lá qual é a situação que apresenta mais risco para o banco, aquela em que é natural que alguém deixe de pagar o que lhes deve:
    - sujeito A tem que pagar a casa em que vive
    - sujeito B tem que pagar uma casa em que não vive e à qual não tem qualquer ligação

    Colocado por: RubCubikQue condiçoes são necessarias para não subirem o spread?!

    Leia: https://forumdacasa.com/discussion/26798/novas-regras-de-renegociacao-no-credito-habitacao/

    Colocado por: RubCubikLi que a propriedade e a divida podem ter estados diferentes. É verdade??

    Podem desde que o banco aceite.

    Colocado por: RubCubikSe o for. caso um dia ele se lembre de me causar problemas e querer voltar para a habitação, poderá fazer alguma coisa??

    Se a casa não for dele mas só o crédito, não poderá fazer nada.
  7.  # 9

    Boa noite!

    Eu não pedi opinião sobre o que eu e o meu ex marido estamos a fazer, só queriamos saber se seria possivel.

    Pedi sim opinião (e agradeço toda a ajuda que me deram ate agora) sobre o que é, ou não, legal.

    Posto isto, a nossa ideia inicial era tirar o nome dele de todo o lado, ele não quer ficar com a casa, portanto ficou para mim. Mas neste momento estou DESEMPREGADA e ele tambem vai ficar DESEMPREGADO, daí o banco não vai aceitar a retirada de nenhum de nós do credito. Acordei com ele que quando tivesse estabilidade financeira ou algum dia que ele necessitasse, iriamos tratar das formalidades no banco.
    E para quem disse que ele iria ficar a pagar uma coisa que não é dele, aconselho a ler melhor o que foi escrito. A casa neste momento está alugada e eu tenho um acordo com ele em que todas as despesas inerentes ao apartamento estão à minha responsabilidade.

    Note-se que é meu ex marido, não meu inimigo, pelo contrario, damo-nos bem e resolvemos tudo sem problema.

    O que resolvemos fazer então foi: Ir as finanças e registo predial alterar os nomes e mais tarde no banco assim que houver possibilidade.

    Muito obrigado por todas as respostas!!
  8.  # 10

    Mas se a casa tem uma hipoteca registada, nao sei se ira conseguir fazer nova escritura.
    •  
      FD
    • 19 abril 2013 editado

     # 11

    Colocado por: afariaMas se a casa tem uma hipoteca registada, nao sei se ira conseguir fazer nova escritura.

    Até pode conseguir mas, nesse preciso momento o banco pode executar a hipoteca por incumprimento.
    Ou seja, pode resolver (cancelar) o empréstimo e exigir o dinheiro que vos emprestou.
    Se não tiverem o dinheiro, vão cobrá-lo aos fiadores. Se não for possível cobrar aos fiadores, a casa será vendida. Se for vendida abaixo do valor da dívida, terão que pagar a dívida remanescente.
    E ficarão com essa dívida até que a consigam pagar.
    Nessa altura, a única hipótese de deixarem de ter a dívida é apresentando insolvência. Que leva a mais uma série de complicações...

    Este é o pior cenário possível mas, até pode ser que cheguem a acordo com o banco.
    Concordam com este comentário: JPN761
  9.  # 12

    Um dos documentos que é pedido para alteração do registo predial é a declaração do banco a declarar o valor em dívida. A mim essa declaração só foi passada quando o processo de exoneração do titular (neste caso, a minha ex) foi autorizado.
  10.  # 13

    Colocado por: afariaMas se a casa tem uma hipoteca registada, nao sei se ira conseguir fazer nova escritura.

    Até pode conseguir mas, nesse preciso momento o banco pode executar a hipoteca por incumprimento.
    Ou seja, pode resolver (cancelar) o empréstimo e exigir o dinheiro que vos emprestou.
    Se não tiverem o dinheiro, vão cobrá-lo aos fiadores. Se não for possível cobrar aos fiadores, a casa será vendida. Se for vendida abaixo do valor da dívida, terão que pagar a dívida remanescente.
    E ficarão com essa dívida até que a consigam pagar.
    Nessa altura, a única hipótese de deixarem de ter a dívida é apresentando insolvência. Que leva a mais uma série de complicações...

    Este é o pior cenário possível mas, até pode ser que cheguem a acordo com o banco.


    Mas permitam-me... Incumprimento de que?!
    Só me estão a baralhar ainda mais.
    Quando há o divorcio, no ACTO DO DIVORCIO são feitas as partilhas, onde um de nós poderá ficar com o imóvel. Desde quando é que vou pedir permissão ao banco para me divorciar e fazer as partilhas?! Depois das partilhas feitas, é que vou tratar de passar as coisas para o meu nome, e depois no banco eles podem aceitar ou não a retirada de um de nós do empréstimo, mas qualquer das formas a casa ficou para mim. Faço-te entender??

    Ainda fiquei mais baralhada do que outra coisa :s
  11.  # 14

    Colocado por: RubCubikMas permitam-me... Incumprimento de que?!
    Só me estão a baralhar ainda mais.
    Quando há o divorcio, no ACTO DO DIVORCIO são feitas as partilhas, onde um de nós poderá ficar com o imóvel. Desde quando é que vou pedir permissão ao banco para me divorciar e fazer as partilhas?! Depois das partilhas feitas, é que vou tratar de passar as coisas para o meu nome, e depois no banco eles podem aceitar ou não a retirada de um de nós do empréstimo, mas qualquer das formas a casa ficou para mim. Faço-te entender??

    Ainda fiquei mais baralhada do que outra coisa :s


    Vou-lhe dar o meu exemplo: eu quando me divorciei, em 2010, tb ficou em acta de divórcio que a habitação seria para mim. Depois entrei em negociação com o banco onde tenho o crédito para poder passar a casa para meu nome, porque não é possível alterar nas finanças sem antes alterar no banco. O banco na altura até queria aumentar-me o spread de 0,5 para 7... tive de esperar pela lei que entrou em vigor no ano passado e só em Janeiro é que consegui a alteração...
    Concordam com este comentário: JPN761
  12.  # 15

    ''Vou-lhe dar o meu exemplo: eu quando me divorciei, em 2010, tb ficou em acta de divórcio que a habitação seria para mim. Depois entrei em negociação com o banco onde tenho o crédito para poder passar a casa para meu nome, porque não é possível alterar nas finanças sem antes alterar no banco. O banco na altura até queria aumentar-me o spread de 0,5 para 7... tive de esperar pela lei que entrou em vigor no ano passado e só em Janeiro é que consegui a alteração... ''

    Sim mas a casa ficou para ti desde aí certo?
    Eu não fiz partilhas no divorcio, acordamos entre nós isso, até porque a casa foi comprada antes do casamento, mas decidimos que eu ficaria com ela.
    Qual a forma de tornar isso legal sem meter o banco então? Visto que estando desempregada de certeza que não passam a casa para mim... e ele tambem vai ficar desempregado dentro de alguns meses..

    Obrigada
  13.  # 16

    Colocado por: RubCubikSim mas a casa ficou para ti desde aí certo?

    Não, ficou apenas acordado e escrito que os direitos e deveres da casa seriam meus até partilha final.

    Colocado por: RubCubikEu não fiz partilhas no divorcio, acordamos entre nós isso, até porque a casa foi comprada antes do casamento, mas decidimos que eu ficaria com ela.
    Qual a forma de tornar isso legal sem meter o banco então? Visto que estando desempregada de certeza que não passam a casa para mim... e ele tambem vai ficar desempregado dentro de alguns meses..

    A minha casa também foi comprada pelos 2 em solteiros. Pelo que sei, não consegue ficar só com a habitação em seu nome sem autorização do banco. Eles têm sempre a última palavra a dizer.
    O acordo que fiz com a minha ex-mulher aquando do divórcio serviu apenas como salvaguarda para ambos.
    •  
      FD
    • 22 abril 2013

     # 17

    Colocado por: RubCubikFaço-te entender??

    Faz.

    Então peço-lhe uma coisa: faça como diz que é possível, vá às finanças e ao registos mudar a propriedade, e depois venha cá dizer como correu.
    Concordam com este comentário: becas, JPN761, Miguel Carvalho
  14.  # 18

    Pelo que conta a vossa situação económica é no mínimo complicada (luz vermelha para qualquer banco), e até arrendaram uma habitação própria permanente hipotecada (algo que em bom rigor até sabem que não podem fazer), para quê levantar a lebre junto do banco? Deixem estar as coisas como estão. Se o seu ex-marido confiaria em si a ponto de se responsabilizar por uma dívida num bem em que já não tem o nome, também a Rubcubik pode confiar nele para ter o nome num bem que está acordado que fica para si.
  15.  # 19

    a situação de desemprego dos 2 pode vir a comlplicar caso os inquilinos deixem a casa... tenhm aum plnao B á mão!


    De resto podem fazer tudo o que querem mas talvez não seja viavel pelos motivos ja em cima explicados!

    De complementar que "amanhã" se o seu Ex quiser comprar um carro ou outra casa sozinho ou acompanhado e estando a trabalhar o valor do crédito atual será tido em conta pois o banco não quer saber de papeis assinados entre pessoas sejam casias ou ex casais o que levará a um problema entre voçês, não tenho nada contra em confianças e amizades entre ex casais mas ja vi começarem amigos e depois porque um ou outro quer andar com a vida para a frente as coisas azedam desde um que não consegue vender pelo valor em divida ao outro que paga uma coisa para o Ex fazer vida com outro\a e começam as guerras!


    O ser humano é muito bonzinho mas numa altura muda... infelizmente!
    Espero que corra tudo bem mas fiquem com os sentidos despertos, e já agora depois de fazerem o que dizem venham cá dar um feed back.


    Uma ultima coisa o simples ato de tirar o nome do seu ex da casa envolve um novo emprestimo, nova estritura envolve tudo novo como se fosse uma compra nova por uma nova pessoa! portanto oscustos são os normais numa compra de casa!
  16.  # 20

    Colocado por: JPN761Uma ultima coisa o simples ato de tirar o nome do seu ex da casa envolve um novo emprestimo, nova estritura envolve tudo novo como se fosse uma compra nova por uma nova pessoa! portanto oscustos são os normais numa compra de casa!


    Não é bem assim. Como já é dona de metade, apenas tem de comprar a outra metade. E como a habitação foi comprada quando eram solteiros, não está isenta de IMI nem de IS. Tem de pagar sensivelmente metade dos impostos que pagou quando compraram a casa.
    Em relação ao banco, no meu caso exigiram comprovação de uma taxa de esforço inferior a 55% e efectividade laboral, para analisarem o processo.
    Concordam com este comentário: JPN761
 
0.0216 seg. NEW