Iniciar sessão ou registar-se
    •  
      sousal
    • 15 Dezembro 2015 editado

     # 1

    Aproveitando a ideia do "civismo", vou também contribuir indicando algumas práticas que podem optimizar os automatismos dos vossos portões.

    Para começar vão já observar algumas directivas para não pensarem que os automatismos são máquinas sem regulamentos.

    Neste momento já são exigidos vários parâmetros constantes nas directivas europeias:

    -D i r e c t i v a 8 9 / 1 0 6 / C E E ( D i r e c t i v a P r o d u t o s p a r a C o n s t r u ç ã o ) e s u c e s s i v a s e m e n d a s;
    -D i r e c t i v a 9 8 / 3 7 / C E ( D i r e c t i v a M á q u i n a s ) e s u c e s s i v a s e m e n d a s;
    -Di r e c t i v a 7 3 / 2 3 / C E E ( D i r e c t i v a B a i x a Te n s ã o ) e s u c e s s i v a s e m e n d a s;
    -D i r e c t i v a 8 9 / 3 3 6 / C E E ( D i r e c t i v a E M C ) e s u c e s s i v a s e m e n d a s;
    -D i r e c t i v a 9 9 / 5 / C E E ( D i r e c t i v a R á d i o R & T T E ) e s u c e s s i v a s e m e n d a s.

    UNI EN 13241-1 Portas e portões industriais, comerciais e de garagem: Norma de produto
    UNI EN 12604 Portas e portões industriais, comerciais e de garagem, Aspectos mecânicos: requisitos
    UNI EN 12605 Portas e portões industriais, comerciais e de garagem, Aspectos mecânicos: métodos de ensaio
    UNI EN 12453 Portas e portões industriais, comerciais e de garagem, Segurança no uso de portas motorizadas: requisitos
    UNI EN 12445 Portas e portões industriais, comerciais e de garagem, Segurança no uso de portas motorizadas: métodos de ensaio
    UNI EN 12635 Portas e portões industriais, comerciais e de garagem, Instalação e utilização
    UNI EN 12978 Portas e portões industriais, comerciais e de garagem - Dispositivos de segurança para portas e portões motorizados.
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 2

    As ditas placas electrónicas, normalmente micro-controladas por PIC, incorporam controlo de força, vários temporizadores, sistema de desfasamento de folhas para que os "braços" não se encontrem pelo caminho, golpe de destrancagem, inversão por impacto, inversão momentânea, pré aviso de arranque do motor, accionamento de ventoinhas em caso de sobreaquecimento do motor, abertura para peões (accionamento só de uma folha ou abertura suficiente para a passagem de uma pessoa), saída para sinalizador com intermitências diferentes na abertura e no fecho, controlo de velocidade, variável ou progressiva e abrandamento na paragem, programa para condomínios e aviso de manutenção programada entre outras funções.
    Uso de baterias no caso de sistema motorizados a 24V.
    Protocolo de comunicação com outros sistemas domóticos.
    Alteração das configurações via "Bluetooth".
    Sistema de gestão e bloqueio de telecomandos.
    Existem algumas que permitem via internet, um diagnóstico que nos permite saber qual a avaria que apresentam.
  3.  # 3

    Já referenciado noutro tópico, caso o seu patudo seja rebelde peça ao técnico que coloque tubos e mangas de metal a proteger os cabos eléctricos.


  4.  # 4

    Evite as caixas embutidas nas paredes, o calor irradiado pelo transformador provoca humidade na placa electrónica.

    Se tiver que o fazer por necessidade ou simples estética utilize duas caixas a fim de provocar uma "caixa de ar" entre elas.
  5.  # 5

    Evite a colocação directamente ao solo dos motores para minimizar a corrosão prematura da sua base;

    Verifique se por baixo do motor não existam fios sujeitos ao interesse dos animais;

    Os motores devem ser montados ligeiramente acima do solo usando a base fornecida, pode ainda tapar as laterais.
  6.  # 6

    Sobretudo nesta altura do ano, é frequente encontrar lesmas e outros bichos no interior do automatismo;
    Use pó das formigas para proteger a central electrónica, regra geral este químico tem efeito por meio ano.
  7.  # 7

    Sempre que exista uma avaria na central electrónica dos motores de correr, peça ao técnico para se possível coloca-la fora da carcaça do motor, evita as vibrações, grandes diferenças de temperatura e os comandos funcionam melhor.
  8.  # 8

    Limpe sempre que necessário o exterior das foto-células com um pano húmido. A sujidade causada muitas vezes pelo salpico dos carros na rua não deixa que o portão feche.
    •  
      sousal
    • 15 Dezembro 2015 editado

     # 9

    Destranque de tempos a tempos os motores para verificar o seu bom funcionamento, é muito frequente o cliente não saber da chave de destrancar pois são raras as avarias e cortes de energia. Normalmente só vos apercebeis do seu mau funcionamento quando estais com pressa e provavelmente a chover.

    Utilize um spray lubrificante nas partes móveis.
    •  
      sousal
    • 15 Dezembro 2015 editado

     # 10

    Mantenha a calha inferior das portas de fole sempre limpa e desobstruída.
    As células deverão sempre que possível ser montadas no interior, estão mais protegidas das intempéries e larápios.
  9.  # 11

    Os cabos de aço das portas seccionais estão muito próximas do pavimento e assim sujeitas à corrosão prematura e consequente ruptura, o técnico deverá colocar uma protecção no próprio cabo.
  10.  # 12

    Colocado por: jfsmoreira
    E porquê o uso de desembraiador?

    E se usarem um motor de tensão reduzida (12VDC ou 24VDC) e optarem por colocar uma pequeno acumulador perto desse motor o que lhe permitirá abrir o portão mesmo quando não há energia? Existem em quase todas as marcas conhecidas versões dos mesmos motores com essa opção.



    O uso de "desembraiador" é útil quando existe uma avaria e não somente uma falha de tensão.
    No entanto, os motores de baixa tensão são uma opção muito válida pois é frequente que com a falta de manutenção que caracteriza os portugueses os sistemas de desencravamento não funcionem eficazmente quando são precisos.
    Desaconselho os motores de 12 volts que aliás estão a desaparecer do mercado, assim a minha opção seriam os de 24 volts.
    Tenham atenção que com o abaixamento da tensão, regra geral a robustez também diminui, assim sendo deverão escolher uma marca mais fiável ou optar por portões de material mais leve.
    A manutenção é mais cara e mais selectiva.
  11.  # 13

    boa noite,

    Tenho problemas com o meu portão. Não abre com o calor, a marca do motor é "proteco mover 8 " de correr. Está dentro de garantia, o técnico já substitui quase tudo. que deve fazer???
    Alguém me consegue ajudar???
  12.  # 14

    Colocado por: pedromigjboa noite,

    Tenho problemas com o meu portão. Não abre com o calor, a marca do motor é "proteco mover 8 " de correr. Está dentro de garantia, o técnico já substitui quase tudo. que deve fazer???
    Alguém me consegue ajudar???

    Esse motor é bastante fiável não obstante o facto de irem buscar a força (800 kg) ao redutor e não ao motor mas este problema só se traduz na pedra de robustez e não no toque não sendo o seu caso, por isso o problema poderá estar na má configuração da força programável na central, lembro que não poderá exceder os 150N para uso residencial. Verifique ainda se existe folga (cerca de 2 mm) entre a cremalheira e a roda dentada se não tiver, com o calor o portão poderá empenar mesmo que ligeiramente e o seu peso recair sobre o eixo do redutor fazendo com que aumente o esforço. Verifique se o portão se desloca bem à mão nesses dias de calor pois o problema poderá ser do próprio portão.
  13.  # 15

    Sousal ótimo tópico e conselhos.
    Não consigo ver as imagens....
    Concordam com este comentário: MRK, 21papaleguas
  14. Ícone informação Anunciar aqui?

    •  
      sousal
    • 12 Junho 2016 editado

     # 16

    Viva.
    Os painéis solares não trazem grandes vantagens para o uso diário, são bastante mais caros e eram úteis quando as quebras de corrente eram frequentes, mesmo nesses casos teria que haver grande intensidade de tráfego para esgotar as baterias.
    Tenho instalado um numa casa de fins-de-semana em que o cliente tem por norma desligar a electricidade quando não está e assim quando chega os portões podem ser accionados.

    O sistema SMS é útil quando necessitamos de operar o portão a grandes distâncias, ou quando existam muitos utilizadores. Só recomendo se o telemóvel tiver "marcação rápida" para operar por chamada telefónica sem custos. Lembro que os automatismos devem ser operados sempre em "linha de vista". Alguns sistemas enviam retorno. Regra geral, as operações por SMS utilizadas em sistemas mais sofisticados servem para interagir com diversos sistemas, por ex. SMS com a palavra «abrir portão», «ligar iluminação» ou accionar sistema de «rega» faz respectivamente o indicado. Já me aconteceu de abrir o portão estando eu em Paris, para que o meu tio deixasse um saco de batatas lá em casa. Em termos de segurança, o sistema identifica o chamador.

    Os comandos podem ter os códigos protegidos ou não, com protecção não poderá utilizar "clone" mas também ninguém lhe entra em casa.

    Os sistemas têm sempre antena.

    Em termos gerais, os automatismos servem para lhe facilitar a passagem e por isso, tudo o que seja mais sofisticado deve ser bem ponderado. Recomendo como principal extra, que algumas marcas teimam ainda a não ter, o sistema de abrandamento que prolonga a vida dos motores.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Arcaeopteryx
      nice solar.jpg
      sms automatismo.jpg
  15.  # 17

    Que tipo de automatismo é esse?
  16.  # 18

    Qualquer sistema de automação para portões tem sempre um destrancador (conhecido por desembraiador) para mover o portão em caso de falha eléctrica.
    É desaconselhado o uso de telecomando junto com as chaves, além de provocar aberturas acidentais danifica muitas vezes os próprios comandos, em opção pode ser usada uma chave de proximidade.
      9.jpg
  17.  # 19

    •  
      sousal
    • 17 Outubro 2016 editado

     # 20

data-ad-format="auto" data_ad_region="test">