Iniciar sessão ou registar-se

  1.  # 21

    Em termos esquemáticos tenho o autoconsumo solar ligado à fase preta na saída do diferencial 30mA e tenho os sensores efergy ligados do seguinte modo:
      esquema.png
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 22

    Mas chega a injectar luz na rede? essa injecção em sentido contrario, se existir nao faz o contador contar á mesma? ou contar para tras?
  4.  # 23

    Olhe que eu acho que a bimby também gasta em stanby. Qual é o modelo tm5 ou tm 31?
  5.  # 24

    estes valores de standby são mto grandes! vou ver se meço os lá de casa por electrodomestico.. tb tenho bimby, sempre desligaa da tomada
  6.  # 25

    Colocado por: thekillerpttb tenho bimby, sempre desligaa da tomada
    Convém não vá haver um pico de tensão e a bimby vai no cimo do mastro, 1095 € e a garantia não cobre essas avarias.
  7.  # 26

    Colocado por: C. Lobogarantia não cobre essas avarias


    Normalmente o seguro multiriscos cobre, nem que seja por uma opção extra que custe uns 10 euros por mês.
    É daquelas coisas que é estupido não incluir no seguro. Muitas vezes não é incluído no seguro por esquecimento.
  8.  # 27

    Nova versão do simulador.
    Esta versão para além da análise custo-beneficio do painel, também faz a análise custo-beneficio de um aerogerador (energia eólica).

    Infelizmente, enquanto que para os paineis solares existem bases de dados muito boas acerca da radiação solar, para os ventos em Portugal há a base de dados do INETI que é paga a peso de ouro e há a base de dados do Windguru que é pública, mas que apenas abrange zonas costeiras (que felizmente é o caso da minha residência, que fica no Barreiro).

    O simulador vem pré-preenchido com as estatísticas de vento na freguesia do Barreiro. Podem consultar o site do Windguru para obter estatísticas para a vossa zona (se morarem numa zona costeira).

    Curiosamente o retorno financeiro de um aerogerador no meu caso é de 6 anos, enquanto que de um painel fotovoltaico é de 9 anos, o que não surpreende, pois os aerogeradores são mais baratos que os paineis (1500 W custam 1600 euros já com IVA e instalação) e não possuem a limitação de apenas poderem trabalhar entre o nascer e pôr do sol. O grande problema é a falta de dados estatísticos para aferir se existe viabilidade de instalar um aerogerador na nossa residência.

    Qualquer duvida disponham!
  9.  # 28

    oh Marco e um aerogerador (e uma vez que ja percebi que optou por isso) nao fica desenquadrado da casa e do terreno? ou seja nao ficara um mamarracho? ou é relativamente pequeno?

    Nao quer partilhar uma foto do dito cujo e enquadramento visual?
  10.  # 29

    Eu não optei por isso. Estou a ponderar optar. Os paineis são porreiros, mas dá jeito ter uma fonte de energia renovavel à noite também, daí estar a equacionar o aerogerador.
    Exemplo:
    Estas pessoas agradeceram este comentário: loverscout
      Home_Wind_Turbine.jpg
      airbreeze_ibiraquera.jpg
  11.  # 30

    Eu nao o que voces acham...
    mas este topico de momento está muito bom para entender o que é o autoconsumo!
    Concordam com este comentário: thekillerpt, skypt
    •  
      omega
    • 16 Fevereiro 2016

     # 31

    quanto custa um aerogerador? ainda deve ser puxado, não?
  12.  # 32

    Estou a acompanhar.

    Mas quero perceber e experimentar equipamentos em pequena escala.

    Os valores em standby são realmente enormes, ainda apouco vi um artigo da Deco sobre isso.
  13.  # 33

    Colocado por: omegaquanto custa um aerogerador? ainda deve ser puxado, não?


    Sistema completo de 1500 W, incluindo inversor e mastro, com instalação e IVA custa 1600 euros (mais barato que painéis solares).


    500 W custa 800 euros já com IVA e instalação

    O problema e que caso resida numa zona não costeira (só nas zonas costeiras é que há estatísticas públicas das velocidades do vento), não tem como prever a energia que irá ser gerada pelo sistema.
  14.  # 34

    Colocado por: papacurvasEstou a acompanhar.

    Mas quero perceber e experimentar equipamentos em pequena escala.

    Os valores em standby são realmente enormes, ainda apouco vi um artigo da Deco sobre isso.


    As boxes da NOS chegam ao absurdo de consumirem o mesmo, quer estejam ligadas, quer estejam em Standby
  15.  # 35

    Colocado por: marcoaraujoO problema e que caso resida numa zona não costeira (só nas zonas costeiras é que há estatísticas públicas das velocidades do vento), não tem como prever a energia que irá ser gerada pelo sistema.


    Compra uma geringonça de medir o vento e faz as continhas.
  16. Ícone informação Anunciar aqui?

  17.  # 36

    Chamo a atenção para a curva de potencia dos aerogeradores, normalmente os valores nominais são para ventos de 10m/s ou seja 40Km/h.

    Com uma brisa ligeira ou um vento fraco , apesar de estar a rodar um aerogerador de 1500w não produz nada.

    segue o gráfico de produção para um aerogerador de 1500w
    Concordam com este comentário: 21papaleguas
    Estas pessoas agradeceram este comentário: skypt
      graficas_1_5-1.jpg
    • eu
    • 17 Fevereiro 2016

     # 37

    E atenção também ao ruído que os aerogeradores produzem...
    Concordam com este comentário: C. Lobo
  18.  # 38

    Colocado por: rjmsilva

    Compra uma geringonça de medir o vento e faz as continhas.


    Tem de medir o vento, todos os dias, durante pelo menos 2 anos e manter um registo diário do mesmo, antes de comprar o aparelho, para ver se vale a pena.

    Acha que alguém está para isso?
  19.  # 39

    Colocado por: euE atenção também ao ruído que os aerogeradores produzem...


    Pelo que tenho visto anda à volta de 40dB, não me parece nada exagerado.
  20.  # 40

    Colocado por: coelhinho78Com uma brisa ligeira ou um vento fraco , apesar de estar a rodar um aerogerador de 1500w não produz nada.


    Com uma brisa ligeira todo o ano um aerogerador de 1500W produz à volta de 1500 kWh/ano.
    Como há vários dias durante o ano de vento forte, um aerogerador de 1500 W na prática irá produzir acima dos 2000 kWh/ano desde que o local esteja desobstruído (livre de obstáculos, tais como prédios).

    Mas sem estatísticas da velocidade do vento não recomendo a ninguém meter-se nisso, pois o resultado final será sempre uma incógnita.

    Mas se a zona tiver um vento médio de pelo menos 5 m/s (normal nas zonas costeiras e também nas zonas montanhosas) e caso consiga colocar o aerogerador num local desobstruído (sem obstáculos no seu ângulo de visão num raio de 50 metros), aí sim, recomendo vivamente, pois nessas condições um aerogerador produz quase o dobro da energia do que um painel solar com a mesma potência.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">