Iniciar sessão ou registar-se
  1. Colocado por: enf.magalhaes
    Então se um polícia vir uma tentativa de atropelamento propositado de um cidadão, mesmo após mandar parar o carro , disparar 2 tiros de aviso , não pode disparar para o carro ? A vida da vítima vale menos que o condutor ?

    Estamos a falar chinês...

    O recurso à arma contra pessoas só é admitido em última instância, para evitar uma agressão actual (por oposição a "passada", quiçá para vincar que não poderá ser um acto de vingança ou justiça-na-hora...) e houver risco iminente. Repare na diferença entre "risco iminente" (presente) que possa cessar por via do uso da arma e a putativa tentativa de atropelamento (que pelo que se deduz do habilidoso fraseado da nota de imprensa já era "passado" aquando do recurso às armas..), já para não falar da questão de haver outros meios, aparentemente utilizados, bastante menos letais: o simples abrir alas.


    2 — O recurso a arma de fogo contra pessoas só é permitido desde que, cumulativamente, a respectiva
    finalidade não possa ser alcançada através do recurso a arma de fogo, nos termos do n.o 1 do presente artigo, e se verifique uma das circunstâncias a seguir taxati-vamente enumeradas:

    a) Para repelir a agressão actual ilícita dirigida contra o agente ou terceiros, se houver perigo iminente de morte ou ofensa grave à integridade física;
    b) Para prevenir a prática de crime particularmente grave que ameace vidas humanas;
    c) Para proceder à detenção de pessoa que represente essa ameaça e que resista à autoridade ou impedir a sua fuga




    Para mim foi tentativa de homicídio na forma tentada.

    Vamos dar essa de barato: acrescente mais essa à pena do condutor. Continua a não ser justificado o recurso à arma.


    E na sociedade devia ser o contrário: a palavra das forças da autoridade deviam deviam ser valorizadas até prova em contrário!

    Era o que mais faltava!!


    Se não fizessem nada é porque eram bananas ,

    Só se forem os justiceiros do facebook, como os que por aqui andam.

    se tentam evitar que um colega seja atropelado , já são uns assassínios..


    E ele a dar-lhe... em lado algum do comunicado da PSP se refere a tentativa de evitar o atropelamento. O texto é este (de fonte oficial, para não sermos induzidos em erro pela adaptação dos jornalistas):
    http://mediaserver2.rr.pt/NEWRR/Nota_Imprensa_n_0522540ad33.pdf
    Esta viatura, durante a fuga, tentou atropelar os polícias, que tiveram de afastar-se rapidamente para não serem atingidos e, em ato contínuo, os
    polícias foram obrigados a recorrer a armas de fogo.


    Note bem: "tiveram de afastar-se rapidamente para não serem atingidos" . Em lado algum refere que algum outro agente ficou em risco, ou que o recurso às armas evitou qualquer atropelamento.

    Todas as justificações e teorias que tem vindo a expender servem para fugir à questão e defender o indefensável.


    . você acha mesmo que um polícia não pensa 4 x antes de carregar no gatilho ? Todos eles sabem que se o fizerem vão levar com muita bosta, tendo ou não razão!!!!


    Deviam pensar, mas pelos vistos não pensaram.



    Sinceramente não percebo : o que interessa é condenar os agentes do estado que nos protegem .... perceber o contexto não interessa!


    Que nos protegem? Aqueles, em concreto, não protegeram aquela senhora. Mas a senhora certamente que perceberá o contexto, quando lhe explicarem.
  2. Colocado por: Bricoleiro
    Aqui estou de acordo consigo, não é admissível que se coloque em risco a vida de alguém, isto serve para ambos os lados, o condutor na tentativa de atropelamento colocou a vida de agentes de autoridade em risco, isto para si já não interessa?


    Como já deixei mais que claro em posts anteriores, mas parece que não entra: o condutor terá infringido várias normas. Está detido e será julgado, de acordo com as leis em vigor, podendo ser preso durante alguns anos até.
    Mas nada disto altera o facto de que pela descrição dos factos, a senhora foi baleada pelas costas.


    Quanto às balas no alvo já me pronunciei que o polícia agiu mal, o que não desculpa o que levou a tudo isso e o luisvv parece que não quer ver.


    Lá vamos nós.. a coisa pôe-se ao contrário: o que sucedeu antes não justifica o que se passou depois. Resumidamente, o recurso à arma contra pessoas é admitido para evitar risco actual de morte ou danos corporais graves, quando não haja outro meio menos letal, e não para evitar fugas.

    Fora deste quadro, trata-se de uma violação da lei, um crime, portanto. E as pessoas que cometem crimes são...
  3. Colocado por: enf.magalhaes
    E na sociedade devia ser o contrário: a palavra das forças da autoridade deviam deviam ser valorizadas até prova em contrário!


    Os polícias são homens e mulheres como você e eu, com uma diferença: estão investidos de um poder que eu e você não temos - e é por isso que têm a responsabilidade de cumprir escrupulosamente as normas que regem a sua actividade, lembrando-se que não são juízes.

    Não tenho tempo nem paciência para ir buscar mais links, mas isto talvez baste para perceber que ter uma farda e uma arma não são sinóminos de integridade e decência:

    Polícias fardados simulavam buscas para assaltar casas

    http://expresso.sapo.pt/sociedade/2017-07-11-Cova-da-Moura-agentes-acusados-de-tortura-e-racismo-estao-todos-ao-servico

    http://observador.pt/2017/04/06/policias-acusados-de-agressoes-a-dois-agentes-durante-curso-conhecem-sentenca-esta-quinta-feira/

    http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/treze_policias_julgados_por_trafico_corrupcao_e_seguranca_privada_ilegal

    http://www.dnoticias.pt/multimedia/videos/madeira-e-palco-de-historias-policiais-com-julgamentos-de-agentes-e-falsos-inspectores-da-pj-desaparecidos-do-mapa-NI2318395

    http://www.sabado.pt/ultima-hora/detalhe/psp-condenado-por-espancar-jovem-em-esquadra

    https://www.rtp.pt/noticias/pais/agente-da-psp-confirma-ter-visto-agressoes-na-esquadra-do-bairro-alto_n3629

    https://www.publico.pt/2010/05/27/jornal/dois-jovens-acusam-a-psp-de-agressoes--no-bairro-alto-mas-a-policia-nega-19488767

    http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/amnistia-internacional-analisa-portugal
  4. https://www.publico.pt/2017/09/29/sociedade/noticia/ofensas-a-integridade-fisica-feitas-pelas-policias-voltam-a-preocupar-a-igai-1787178

    A Inspecção-Geral da Administração Interna (IGAI) voltou a considerar “altamente preocupante” que 35% das queixas que recebe de cidadãos, do Ministério Público e de entidades privadas aleguem ofensas à integridade física levadas a cabo por forças de segurança. A preocupação é manifestada no relatório de actividades da IGAI referente a 2016, mas só agora revelado na íntegra. A mesma já tinha sido manifestada em 2015, ano em que a percentagem que referia este item era praticamente igual.
  5. A opinião pública não se indigna com a mesma veemência com os seguranças nocturnos, que mais ou menos impunemente, agridem de forma bastante violenta, qualquer pessoa que lhe desagrade.
    Da mesma forma a quase indiferença relativamente aos assassinos de mulheres que nos fazem equiparar a países em que a mulher é tratada abaixo de qualquer animal doméstico ...
  6. Colocado por: pedromdfA opinião pública não se indigna com a mesma veemência com os seguranças nocturnos, que mais ou menos impunemente, agridem de forma bastante violenta, qualquer pessoa que lhe desagrade.
    Da mesma forma a quase indiferença relativamente aos assassinos de mulheres que nos fazem equiparar a países em que a mulher é tratada abaixo de qualquer animal doméstico ...

    Talvez a diferença seja que, sobre estes crimes, não há uma corrente de opinião pública que se manifeste a favor dos seguranças, que deviam dar ainda com mais força, ou que defenda que aos clientes mal comportados se deva logo partir o crânio, ou ainda, que defenda que as mulheres devem é levar porrada. Se calhar, é essa a diferença que no caso das agressões policiais leva a que haja mais polémica.
  7. Colocado por: pedromdfDa mesma forma a quase indiferença relativamente aos assassinos de mulheres

    Muitos deles com a "concordância" de alguns dos juízes da nossa praça, nem que para isso tenha de recorrer à bíblia...
    Concordam com este comentário: pedromdf, JotaP
  8. Se calhar áqueles clientes não atiraram carros aos seguranças.....
    Mas não vale apena . Temos opiniões diferentes .
    Concordam com este comentário: JotaP
  9. Coitados dos polícias ingleses, franceses, etc.. que já tiveram que abater tipos que atropelaram intencionalmente pessoas indefesas. Como seria por cá? Esperemos que nunca seja preciso, mas teriam que prendê-lo com todas as delicadezas, tratá-lo por senhor hipotético futuro arguido e era preciso que reunissem cuidadosamente provas irrefutáveis, doutra forma viria aquele casal de advogados sem escrúpulos que o tentariam ilibar do que fosse preciso ...
  10. "POLÍCIA MUNICIPAL TIRA AGENTES DA PSP DAS RUAS"
    Fonte: jn
    Pois qualquer dia ficam todos nos quartéis ...
  11. E assim vai a (in)justiça no Mundo.

    https://www.dn.pt/mundo/interior/centenas-de-milhares-de-pessoas-pedem-libertacao-de-jovem-que-matou-o-homem-que-a-violou-8936524.html

    "Cyntoia Brown, de 29 anos, foi presa em 2004, quando tinha apenas 16 anos, depois de matar Johnny Allen, de 43 anos, em Nashville, EUA, que a comprara para ser escrava sexual."

    Prisão perpétua por ter matado o agressor sexual, bonito! Esse na volta anda à solta!!! Caso para perguntar se os juízes são pessoas ou são bichos??!
  12. Colocado por: BricoleiroE assim vai a (in)justiça no Mundo.


    Prisão perpétua por ter matado o agressor sexual, bonito! Esse na volta anda à solta!!! Caso para perguntar se os juízes são pessoas ou são bichos??!


    À solta, ao fim de 13 anos morto, parece difícil.
    Concordam com este comentário: luisms
  13. http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/deputados-mais-preocupados-com-interesses-economicos-do-que-com-as-pessoas-diz-ordem-medicos
    Ora aqui temos uma grande verdade.
    Mas se substituir a palavra deputados por médicos, professores, FP no geral continua a fazer sentido...
  14. http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/sondagem-maioria-prefere-reducao-do-defice-a-reposicao-de-rendimentos

    Não só temos um governo que não foi eleito pela população como esse mesmo governo não cumpre a vontade da população.
  15. Nota da gestão do fórum
    As discussões são fechadas (em média) aos 2.000 comentários por uma questão de desempenho do fórum, de forma a evitar lentidão no acesso.
    Esta discussão continua aqui, o primeiro comentário é um duplicado do original.