Iniciar sessão ou registar-se
    • patv
    • 11 Dezembro 2016

     # 1

    Olá caros foristas.
    Já ando por aqui há anos, mas só agora tive razões para participar.

    Estou a começar uma pequena remodelação low cost, feita essencialmente por mim, num mini apartamento, que aluguei.
    O facto de ser alugado, faz com que não queira investir mundos e fundos, mas também não queria estragar o que está.

    Para já venho pedir opinião para o chão de madeira. Já vi os trabalhos espectaculares do João Dias e gostava que desse uma opinião. Será que duas mãos bricoleiras amadoras, conseguem fazer algo disto?
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Joao Dias
      chao4.jpg
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

    • patv
    • 11 Dezembro 2016

     # 2

    mais uma foto
      chao1.jpg
    • patv
    • 11 Dezembro 2016

     # 3

    Entretanto tentarei postar fotos com maior qualidade e a mostrar os pormenores.
    Será que colar os tacos soltos, limpar as juntas e betumar, afagar tudo e passar óleo, resultará em algo médiozinho? Ou estou a ser muito optimista?
    Não me apetecia tapar tudo com flutuante ou vinil, como fizeram noutras divisões... :(
    • patv
    • 18 Dezembro 2016 editado

     # 4

    uma foto de mais perto
      image10.jpeg
    • patv
    • 18 Dezembro 2016

     # 5

    E uma do corredor, que estava coberto com vinílico e por isso está cheio de cola. Espero que não esteja podre também. Não está a desfazer-se, será que afagando, fica decente?
      image11.jpeg
  2.  # 6

    Eu não percebo nada disso mas acho que tem aí um chão que merece todo o cuidado. Envie uma mensagem privada ao João Dias com o link deste tópico para quando ele puder cá passar, opinar sobre o assunto!
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Joao Dias
  3.  # 7

    Colocado por: patvOlá caros foristas.
    Já ando por aqui há anos, mas só agora tive razões para participar.

    Estou a começar uma pequena remodelação low cost, feita essencialmente por mim, num mini apartamento, que aluguei.
    O facto de ser alugado, faz com que não queira investir mundos e fundos, mas também não queria estragar o que está.

    Para já venho pedir opinião para o chão de madeira. Já vi os trabalhos espectaculares do João Dias e gostava que desse uma opinião. Será que duas mãos bricoleiras amadoras, conseguem fazer algo disto?
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Joao Dias
      chao4.jpg

    Ora bem, vamos por partes.
    Os tacos que estão soltos é de fácil resolução. Tal como disse é uma questão de os colar. Desde que utilize uma cola apropriada.
    O maior problema é mesmo a questão do afagamento. Esse em particular é tecnicamente muito exigente e carece da utilização de mais maquinaria do que somente a afagadora. Isto leva-me a outro ponto. Já alguma vez utilizou uma afagadora? É que afagar (como deve ser) não é propriamente a coisa mais fácil do mundo e muitos dos restauros em que somos chamados a intervir são posteriores a trabalhos realizados por outros profissionais, que com certeza trão mais experiência que você e mesmo assim não chegam a resultados satisfatórios (por uma imensidão de motivos que não vale a pena abordar).
    Como se afagar não fosse mau o suficiente para quem não tem experiência, a estereotomia desse taco (espinha) obriga sempre a utilizar outra máquina após a afagadora que, tanto quanto eu saiba, não existe disponível para alugar logo o projecto morreria antes de nascer.
    Mesmo que o queira levar para a frente terá de considerar o seguinte. Alugar uma afagadora custa-lhe no minimo 90€ por dia. Pelas fotos EU demoraria pelo menos 4 dias só em afagamento pois após a primeira passagem que neste momento estimo seja feita com grão 40 no minimo, vão-se soltar umas dezenas de tacos valentes devido á trepidação causada pelo cilindro ou rolo. Terá de os decolar e esperar que a cola cure ou seja, só no dia a seguir é que poderá afagar outra vez. Depois, em taco espinhado é um erro crasso saltar grãos de lixa logo terá de afagar de seguida com grão 50, depois com grão 60, depois com grão 80. Somente depois do grão 80 é que deve betumar a totalidade do soalho e mudar de máquina utilizando grão 100. A partir daqui o soalho poderá ou não ficar betumado. O mais certo é precisar de uma segunda passagem de betume e novo re afagamento com grão 100. Ficando bom, terá de afagar uma ultima vez com grão 120. Pelo caminho terá de ir fazendo exatamente os mesmos passos bos cantos e linha perimetral junto ao rodapé. Se nunca utilizou uma afagadora de cantos é absolutamente certo que vai criar covas no soalho pois a mesma tem muita força e não é fácil de controlar. Após término do afagamento terá de lavar o soalho na totalidade por forma a perceber se existem riscos causados pela lixa de 120 que, para soalhos de pinho, é ainda muito agressiva. Se existirem o afagamento terá de ser feito com a mesma máquina mas com outro tipo de acessórios e outro tipo de lixas. Enquanto tudo isto vai acontecendo, já se passaram 6 ou 7 dias e você já gastou uma loucura de dinheiro em aluguer de máquinas e a comprar lixas apropriadas. Se a isto somar o valor dos materiais de acabamento pouco mais caro lhe fica que o trabalho seja feito por um profissional.

    PS: Para dar óleo tem de ter formação e ferramenta adequada. Se der verniz, não estando habituado a fazê-lo, dificilmente conseguirá bons resultados.

    Eu sei que não é a resposta que gostaria de ouvir mas não lhe vou dizer para enveredar por um DIY pois é quase impossível que não dê asneira. Não nesse soalho.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: jbar, master_chief, patv
  4.  # 8

    Se quiser, eu esta próxima semana consigo arranjar tempo para dar ai um pulo e dar-lhe umas dicas mais concretas após ver o real estado do soalho.
  5.  # 9

    Pegando neste tópico aproveito para partilhar convosco um exemplo real de uma situação semelhante.
    Um amigo meu aqui á sensivelmente dois anos pediu-me para ir ver um trabalho de restauro de um soalho pois ele estava a acabar o restauro de um apartamento (pinturas e afins) e o dono da casa tinha-lhe pedido preço para restaurar tambem o soalho. Este meu amigo já há uns anos tinha afagado um ou dois soalhos e a coisa não lhe tinha corrido muito mal portanto sentiu-se confiante para fazer a vontade ao dono e enveredar pelo restauro do soalho ele próprio. No entanto, como calhou naquele dia nos encontrar-mos ele não quis deixar de saber a minha opinião sobre o mesmo. Após vistoria técnica ao apartamento dei-lhe a minha opinião sobre o que fazer e como bem como uma janela de valores orçamentais condizentes com a dificuldade e realidade do trabalho a efetuar. A minha estimativa orçamental a apresentar ao cliente situava-se entre os 1.600,00€/1.800,00€.
    Quando disse os valores e porque conheço o rapazinho á mais de 20 anos, a cara dele disse-me logo tudo portanto apressei-me a dizer-lhe "deixa-me adivinhar, quiseste deixar o DO contentinho e já deste um orçamento surrealista, é que estou mesmo a ver!!" Ele responde-me que sim e que muito sinceramente não percebia que raio de contas é que eu estava a fazer pois pelas contas dele o orçamento que ele tinha apresentado era mais do que justo para o trabalho em questão e que ainda ganhava dinheiro. Pois bem, o orçamento apresentado devido á pressão feita pelo cliente foi de 650.00€. Perguntei-lhe, e só me dei ao trabalho porque estamos a falar de uma pessoa realmente muito mas mesmo muito amiga, que raio de contas é que ele tinha feito para chegar aquele valor. Então reparem pois isto é absolutamente verdade e explica muitos dos trabalhos que se vão vendo por este Pais fora.
    - Aluguer da afagadora 90€ por dia e afagava tudo num dia, máximo dois
    - Gasto em lixas, 30€ - Equivalia a uma lixa de 40 outra de 80 e outra de 120
    - Verniz 80€ - 10 lts
    - Restaurava o soalho em 3 dias (80m2)
    - O resto era lucro

    Posto isto e após ultrapassar a minha perplexidade por estar a ouvir isto de uma pessoa que até tem alguma experiência neste tipo de "biscates" dei-lhe a minha opinião e pedi-lhe para que ele entrasse em contacto com o DO e lhe explicasse que se tinha equivocado e que era impossível restaurar o soalho por aquele valor.
    Não o fez e quando a conversa começou a roçar o ridiculo achei por bem calar-me e deixar andar.

    Passado uma semana voltámos a encontra-mos e perguntei-lhe como tinha corrido o restauro. Pois, não tinha. O mesmo ainda não estava acabado e pelo caminho tinha acontecido o seguinte:
    - A afagadora alugada estava completamente descalibrada e ao estar 3 hrs a a trabalhar em esforço "queimou"
    - Como alternativa e após falar sei lá eu com quem optou por ir ao Leroy Merlin comprar uma lixadeira que afinal era tipo rebarbadora para ser mais rápido de afagar o soalho
    - Acabou somente um quarto e deu-lhe verniz
    - Por esta altura onde é que já não iam os tais 650€ (arranjo da afagadora alugada, aquisição de máquinas manuais, uma quantidade estupida de lixas, etc, etc

    Embora não merecesse após a animada conversa que tivemos disse-lhe para ele não fazer absolutamente mais nada sem eu ir ver o que raio estava para ali feito e que eu arranjava maneira de o ajudar para ele não ESTRAGAR mais dinheiro uma vez que nesta altura já estava a pagar e bem para trabalhar.
    Quando lá cheguei o resultado era este que vão ver nas fotos a seguir. As fotos não são muito boas pois foram tiradas com o TM mas acho que dá para terem uma ideia.

    Moral da História. Quem acabou por fazer o raio do trabalho fui eu e tudo isto era escusado se logo de inicio se tivesse dado ouvidos a quem realmente sabe do que está a falar!!!
    Não tenho fotos do resultado final pois o trabalho não era oficialmente nosso. Terão de acreditar em mim quando digo que ficou ligeiramente melhor...
    Concordam com este comentário: clasus
      20150828_150829.jpg
  6.  # 10

    ...
      20150828_150849.jpg
  7.  # 11

    ...
      20150828_150857.jpg
  8.  # 12

    ...
      20150828_150905.jpg
  9.  # 13

    ...
      20150828_150912.jpg
  10.  # 14

    ...
      20150828_150812.jpg
  11.  # 15

    ...
      20150828_150758.jpg
  12. Ícone informação Anunciar aqui?

  13.  # 16

    ...
      20150828_150749.jpg
  14.  # 17

    ...
      20150828_150740.jpg
    • patv
    • 25 Dezembro 2016

     # 18

    Não quero estragar o chão de madeira, como fizeram os anteriores inquilinos, ao colarem e pregarem vinil em cima.
    Não tenho orçamento para fazer um restauro como deve ser e não quero entregar o trabalho a um biscateiro que por tuta e meia vá estragar o que está e mesmo assim para mim será caro.
    Procurava uma solução que me permitisse acabar de limpar o que está e dar alguma protecção para o poder usar.
    Se me dizem que com uma lixadeira, não vou conseguir limpar superficialmente, para poder aplicar algum poduto para proteger, então prefiro não mexer e pôr um flutuante baratérrimo por cima :(

    Gostava mesmo de poder usufruir deste chão.
    Tal como do mosaico hidráulico que reveste a cozinha e o wc e está também coberto de vinil :(
  15.  # 19

    Colocado por: patvNão quero estragar o chão de madeira, como fizeram os anteriores inquilinos, ao colarem e pregarem vinil em cima.
    Não tenho orçamento para fazer um restauro como deve ser e não quero entregar o trabalho a um biscateiro que por tuta e meia vá estragar o que está e mesmo assim para mim será caro.
    Procurava uma solução que me permitisse acabar de limpar o que está e dar alguma protecção para o poder usar.
    Se me dizem que com uma lixadeira, não vou conseguir limpar superficialmente, para poder aplicar algum poduto para proteger, então prefiro não mexer e pôr um flutuante baratérrimo por cima :(

    Gostava mesmo de poder usufruir deste chão.
    Tal como do mosaico hidráulico que reveste a cozinha e o wc e está também coberto de vinil :(

    Quantos m2 na totalidade tem o soalho?
    • patv
    • 25 Dezembro 2016

     # 20

    A sala + hall/corredor, são 16/17 m2 aproximadamente.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">