Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    A Câmara de Lisboa desenvolve desde há 4 ou 5 anos um Programa de Incentivos à Reabilitação--Reabilita Primeiro e Paga Depois.Tem o objectivo de vender edifícios municipais em hasta pública e apoiar a reconstrução dos mesmos.
    Inicialmente quem comprou fez óptmas aquisições tendo em conta a realidade actual.(Acho que neste momento o programa está suspenso tal é o nível de incumprimentos).
    O imobiliário disparou no centro histórico.
    Há 4 ou 5 anos imóveis que ficavam meses para serem vendidos hoje são-no quase de um dia para o outro por valores bastante acima do passado.

    Aqui surgem bastantes conflitos de intereses:
    -senhorios querem arrendar a turistas em regime de short renting/acabando a todo o custo com o arrendamento tradicional
    -as finanças querem passar a cobrar mais impostos sobre os alugueres/pondo em xeque investimentos realizados e o retorno esperado
    -o governo quer criar cotas para habitação não turistica dentro dos bairros/depois de terem vendido o património municipal querem imputar aos particulares essa imposição ,em vez de terem reabilitado o seu património já vendido reabilitando fogos municipais para o efeito

    Afinal como vamos conseguir ter um equilibrio?
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

  4.  # 3

    Isso, isso, reclamem dos turistas, empurrem-nos para fora, e matem a galinha dos ovos de ouro.

    Se este país se tem guindado para fora do buraco devagarinho, muito se deve ao dinheiro que entra do turismo nos anos recentes.
    Concordam com este comentário: Paramonte, Jpires76, DEEPblue, Eugenia Matos
  5.  # 4

    Novas regras:Airbnb... Agora tem de estar tudo legal para não fugir aos impostos.

    https://www.publico.pt/2017/04/21/economia/noticia/airbnb-e-booking-so-vao-poder-alugar-casas-com-registo-oficial-1769556
  6.  # 5

  7.  # 6

    Em Lisboa os arrendamentos turísticos são "novidade" mas no Algarve têm já cabelos brancos.
    Também andam a fiscalizar os alugueres.
    Ouvi dizer que há pessoas que reservam,fazem transferência bancária e quando chegam não há nada:casa ou férias.Um conto do vigário...
  8.  # 7

    Reunião de condóminos poderá decidir não permitir short renting.

    http://expresso.sapo.pt/economia/2017-05-26-Lei-do-alojamento-local-abre-guerra-entre-proprietarios-de-imoveis

    Assim só os grande proprietários ficaram livres para poderem ugat com desejarem.
    Que incómodos causam os turistas?Por que não se incentiva as regras de boa convivência?
  9.  # 8

    Presidentes das Juntas do concelho de Lisboa concordam com a "assembleia de condóminos decidir sobre se as frações do prédio podem ou não ser utilizadas no alojamento local":http://www.dn.pt/sociedade/interior/nao-ha-lisboeta-que-viva-do-marques-para-baixo-que-nao-se-sinta-acossado-8533222.html
  10.  # 9

    40% do lucro é para despesas e impostos...
    Não declarar.Como fazer?Que riscos há?

    http://www.dn.pt/sociedade/interior/alojamento-local-foi-a-tabua-da-salvacao-8533239.html
  11.  # 10

    Colocado por: PalhavaQue incómodos causam os turistas?Por que não se incentiva as regras de boa convivência?


    Você já viveu alguma vez num prédio com boa convivência entre condóminos?
    Concordam com este comentário: Filipe R. Carvalho
  12.  # 11

    Colocado por: nielsky

    Você já viveu alguma vez num prédio com boa convivência entre condóminos?

    A 100% a resposta é Não.Mas a 70% SIM.

    Tenho pessoas amigas que moram em prédio com short renting e queixam-se do barulho.Do entrar e sair constante de pessoas estranhas (que não são condóminos).Da insegurança.

    Outro caso que soube foi de um short renting feito por portugueses para servir de poiso temporário a actividades anunciadas no convívio do Jornal Correio da Manhã.Ou seja vão mudando de localização semanalmente...O condomínio apercebeu-se devido ao movimento de clientes.
  13.  # 12

    Não é de todo agradável, querer-se descansar e ter gente a entrar e a sair a todo a hora. Gente a entrar às 2 e 3 da manhã, por vezes a cair de bêbados a fazer barulho, a cantar. Para quem não tem que suportar isto é muito fácil falar. "pimenta no ku dos outros para mim é refresco".
  14.  # 13

    Certo, mas em condominios "normais" sem short-rentings também há condominos que dão muitas festas com barulhos e bebados a entrar e a sair ás 2h da manhã.

    Eu tenho um primo que mora junto a um conhecido Hotel da Lisboa onde por vezes há bebados a entrar e a sair (vandalizam os carros) será que os srs. deputados do PS Carlos Pereira e Hortense Martins também vão incluir nesta proposta de lei a necessidade dos hoteis obterem a aprovação prévia da Comissão de Moradores da Zona para poderem exercer a actividade?


    Colocado por: AmorinNão é de todo agradável, querer-se descansar e ter gente a entrar e a sair a todo a hora. Gente a entrar às 2 e 3 da manhã, por vezes a cair de bêbados a fazer barulho, a cantar. Para quem não tem que suportar isto é muito fácil falar. "pimenta no ku dos outros para mim é refresco".
  15.  # 14

    Colocado por: carlosj39Certo, mas em condominios "normais" sem short-rentings também há condominos que dão muitas festas com barulhos e bebados a entrar e a sair ás 2h da manhã.

    A diferença é que quem efectua esse ruido poderá ser responsabilizado por tal no arrendamento tradicional, e no arrendamento de curta duração, jão não será possível a não ser que a legislação mude nesse sentido.
  16.  # 15

    Eu com um apartamento meu posso fazer concorrência aos hotéis. Mas com o meu carro não posso fazer concorrência aos taxistas ???
  17. Ícone informação Anunciar aqui?

  18.  # 16

    Como assim? Está, seja ele turista ou outra pessoa qualquer, a fazer barulho ás 2h da manha, e chama-se a polícia para fazer cumprir a lei...
  19.  # 17

    Não carlosj39, não se chama a polícia, evita-se o problema no início!

    De qualquer maneira esperemos pela aprovação ou não da proposta de lei do PS. Depois é só cumprir a lei, qualquer que ela seja, o resto é paisagem!
  20.  # 18

    Colocado por: carlosj39e chama-se a polícia para fazer cumprir a lei..

    Não.
    Vai à caixa e corta a água e eletricidade.
    De certeza que o problema resolve em menos de nada.
  21.  # 19

    E então tiagoct, qual é o problema de inicio que resolve, além isso dos inumeros que vai criar (invejas e guerras entre condominos, que já não são poucas)? Se o barulhento for um turista, mas se esse mesmo barulhento for outro condomino, como é que esta lei, obviamente patrocinada pelo lobby hoteleiro, resolve?
    E não se chama a polícia porquê? Ah ok, passa-se então depois a telefonar e a chamar o admistrador do condominio, ás 2h da manhã, para ir calar o vizinho barulhento...

    " Ok... (teleseguro) " ...
  22.  # 20

    Eh eh eh...

    outra: grava o som dos barulhos e depois passa a gravação em contínuo com a aparelhagem hi fi em alto som com as colunas apontadas à casa do barulhento durante uma hora seguida , durante 3 ou 4 dias seguidos...


    Colocado por: nielsky
    Não.
    Vai à caixa e corta a água e eletricidade.
    De certeza que o problema resolve em menos de nada.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">