Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 221

    Colocado por: M L Sousa.
    Pelo que tenho lido, inclusivamente no Portal da Queixa, alguns desses angariadores, além de se fazerem passar por quem não são, ainda cometem autênticos ilícitos, desde de fotocopiarem documentos pessoais e faturas das pessoa que contactam, com o telemóvel, ainda lhes falsificam depois as assinaturas. Normalmente, fazem-no a idosos ou pessoas pouco informadas.

    É claro que eu não concordo, nem pouco mais ou menos, com atos de burla, abuso de confiança ou falsificação de documentos, seja a que título for.
    Mas há que ver que atualmente há muitos jovens que não conseguem de forma alguma trabalho dentro da sua área e, muitas e muitas vezes, tendo necessidade de proverem o seu sustento e, por vezes, até da família, se sujeitam a todo o tipo de trabalhos, no fundo, para ganharem a vida.
    Contudo, de forma alguma, concordo com atos ilícitos.
    O problema em Portugal é mais vasto. Somos uma percentagem muito pequena de pessoas a sustentarem a máquina fiscal e o sistema de Segurança Social.
    Se todos pagassem o devido, seguramente TODOS pagaríamos muito menos.
    E o mais grave é que não se vislumbra uma correção desta situação. Senão vejamos a não aprovação na AR a legislação sobre a criminalização do ENRIQUECIMENTO ILÍCITO.
    E não sou contra a existência de RICOS, mas antes contra a proliferação de POBRES.
    Concordam com este comentário: zinna
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 222

    Colocado por: ANdiesel

    Já fiz esse exigência pela linha de apoio, mas referiram que a informação que têm é que “cliente ausente”. E agora, provas?
    .
    Claro, até parece que a palavra deles valem mais do que a sua!
    Não me referindo a este em concreto, mas conheço casos em que o prestador de serviços por motivos vários, desde falta de tempo, até à falta de vontade, e só sendo remunerados se derem a ordem de trabalhos como executada, escrevem "cliente ausente", "desconhecido", etc.. Há casos em que escrevem: "DESCONHECIDO", dando a ordem como executada, apesar de nessa ordem constar: Nome do cliente, nome de rua e nº de polícia, e até designação do andar!
    É óbvio que, nesta situação, quem dentro da EDP controla essas ordens(porque há pessoas que são pagas para isso), deixa passar em claro, também é normal que depois o prestador de serviços use e abuse deste expediente para não perder a remuneração por um ato que deveria ter praticado e não o fez.
    Portanto, exija ser reembolsado pelo valor que teria de pagar se a culpa da ausência fosse sua.
  4.  # 223

    As provas são as pessoas que o viram lá aquele tempo todo sem aparecer alguém que se parecesse com a EDP.
    Isto prova-se com testemunhas. Eles sabem bem disso.
  5. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  6.  # 224

    Colocado por: M L SousaE não sou contra a existência de RICOS, mas antes contra a proliferação de POBRES.

    Sem duvida!
    Mas, levanta-se aqui uma questão. Quantos pobres serão necessários para produzir um rico?
  7.  # 225

    Pobres? Nenhuns! Isso está mais que claro...

    Agora se em vez de pobre disser "cidadão de "classe" média" provavelmente é assunto para gerar uma longa discussão... 😕

    Ps" sim as aspas estão corretas!
    • eu
    • 13 Abril 2019

     # 226

    Colocado por: fagulhasQuantos pobres serão necessários para produzir um rico?

    Depende da definição do que é ser "pobre" e ser "rico".

    Pela bitola de há 50 anos atrás, nós somos (quase) todos ricos.
    • FFAD
    • 15 Abril 2019

     # 227

    Eu EDP nunca mais, recebi umas cartas de um escritório de advogados para pagar uma divida à EDP de 30€.

    A EDP nunca me pediu para pagar nada.

    Após várias trocas de correspondência, chegou-se à conclusão que não devia nada e tinha sido um erro. Por os advogados a tratar de uma divida deste montante sem sequer falar com o cliente, que sempre disse que se provassem que era devida, que a pagava apesar de não ter de o fazer devido a já terem ocorrido mais de 6 meses da suposta.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">