Iniciar sessão ou registar-se
    •  
      CMartin
    • 7 Setembro 2018 editado

     # 1

    Agosto/Setembro 2018
    Projecto Paço d'Arcos.
    Sala de jantar e de estar.

    (a ser continuado).
    Estas pessoas agradeceram este comentário: NTORION
      20180903_102535.jpg
      20180903_102509.jpg
      20180903_102553.jpg
      20180903_102400.jpg
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 2

    Nunca pensei que fosse tão "minimalista".
    Concordam com este comentário: CMartin
  3.  # 3

    Para mim é mais "retro".
    Concordam com este comentário: Joao Dias, Pedro Barradas, cmmoreira, Jota5, Jpires76
  4.  # 4

    Minimalista na quantidade de peças nos ambientes. Não no estilo.
    Concordam com este comentário: CMartin, joaosantos
    •  
      CMartin
    • 8 Setembro 2018 editado

     # 5

    Por acaso em conversa com potencial cliente sobre estilos há pouco tempo, dizia-me que gosta muito de ver programas de remodelações de interiores e que consegue identificar os decoradores pelo seu estilo próprio.
    Acredito que os decoradores desses programas façam mais home staging que é precisamente despersonalização do ambiente para abranger ou agradar ao maior numero de espectadores televisivos.
    É claro que tenho preferências pessoais e o meu gosto, mas estilos, acabo por achar que tenho muitos, desde que me identifique com o projecto, e em empatia me conecte com o cliente. Sinto que consigo ler o seu estilo, encontrando-o guardado algures dentro de mim.
    Então sim, também me identifico com o retro, e com o minimalismo de outrém. Sinto-o muito através da empatia na relação com outro.
    PS. E apesar da minha atracção pelo "excesso", nem sempre o momento é o certo (ou a casa). E então quando assim é, e de facto quase nunca o é, é claro que não o faço.
  5.  # 6

    Para mim é estilo banal. Esses candeeiros são retro todos os dias... a parede toda em branco tá top e fecha o ramalhete.
  6.  # 7

    Colocado por: CMLS265Nunca pensei que fosse tão "minimalista".

    Para me perceber melhor, um exagero:
    Há salas que basta colocar nelas uma cadeira a preceito, na posição perfeita, que o ambiente está criado.
    •  
      CMartin
    • 8 Setembro 2018 editado

     # 8

    Colocado por: Diogo999... a parede toda em branco tá top e fecha o ramalhete.


    Colocado por: CMartinAgosto/Setembro 2018
    Projecto Paço d'Arcos.
    Sala de jantar e de estar.

    *****(a ser continuado)****
  7.  # 9

    Daqui a quantos meses é que o cliente tem o projeto concluido?
    •  
      CMartin
    • 8 Setembro 2018 editado

     # 10

    Colocado por: Diogo999Daqui a quantos meses é que o cliente tem o projeto concluido?

    Meses ? Penso que não chegará a tanto.
    Temos uma peça e cortinados a serem feitos. Depende também de aceitação pelo cliente.
    Mas, como disse, vou pondo aqui, este e outros projectos.
    •  
      CMartin
    • 8 Setembro 2018 editado

     # 11

    De qualquer forma, há projectos de interiores que duram 1 ano, por exemplo.
    E mais.
  8.  # 12

    Colocado por: CMLS265Minimalista na quantidade de peças nos ambientes. Não no estilo.
    Concordam com este comentário:CMartin

    Vocês estão a falar a sério? Para minimalista tem mobiliário e objetos decorativos em demasia!
    Em anexo o meu exemplo de mimimalista
    Concordam com este comentário: maria rodrigues
      imagem-19-2.jpg
    •  
      CMartin
    • 8 Setembro 2018 editado

     # 13

    Colocado por: bluewingsVocês estão a falar a sério? Para minimalista tem mobiliário e objetos decorativos em demasia!

    É noutro contexto, e por isso o CML pôs entre aspas.
    É que, geralmente, os ambientes que eu mostro são excessivos e opulentos, e então, é comparativamente a esses. (Aprecio Armani e Lacroix em ambientes para lhe dar uns exemplos).
  9.  # 14

    Colocado por: CMartin
    É noutro contexto, e por isso o CML pôs entre aspas.
    É que, geralmente, os ambientes que eu mostro são excessivos e opulentos, e então, é comparativamente a esses. (Aprecio Armani e Lacroix em ambientes para lhe dar uns exemplos).

    Pode "brincar" com as aspas mas de minimalista não têm nada.
    Concordam com este comentário: Jota5
  10.  # 15

    Colocado por: bluewingsPode "brincar" com as aspas mas de minimalista não têm nada.

    E ninguém disse que tinha. Foi uma piada.
  11. Ícone informação Anunciar aqui?

  12.  # 16

    Colocado por: CMartin
    E ninguém disse que tinha. Foi uma piada.

    Ok é que já me estava a dar uma coisa má.
    •  
      CMartin
    • 8 Setembro 2018 editado

     # 17

    Design minimalista
    Mesmo com certas divergências, o design minimalista, surgido na década de 80, pode ser tido como uma reação aos movimentos pós-modernos no design, como os grupos Memphis e Alchymia. Contrapondo-se à grande variação cromática, formal e simbólica presente nos objetos projetados por ambos os grupos, o design minimalista acaba por criar produtos baseados numa redução formal extremamente forte e no uso de cores neutras (ou mesmo ausência de cores).

    No entanto, ao tratar o projeto apenas como antítese ao design pós-moderno, muitos designers minimalistas acabaram por abrir mão de aspectos, por exemplo, ergonômicos em prol da redução visual do produto. Podemos verificar tais características, por exemplo, nos projetos do também artista Donald Judd, ou primeiros trabalhos de Philippe Starck, do grupo Zeus, Shiro Kuramata, John Pawson, etc.

    E aqui pode-se encontrar um ponto que o coloca como diametralmente oposto ao design funcionalista, e aproximando-o daqueles a que inicialmente havia se contraposto: a maior preocupação formal do que projetual traz o design minimalista para o grupo do design pós-moderno na medida em que abre mão de ideais ditos modernos para uma adequação ao gosto individual, como o que fizeram Memphis e Alchymia. Ao contrário do movimento Funcionalista alemão, que procurava a partir do bom projeto levar à maior parte das pessoas clareza cognitiva e ergonômica nos produtos, o design minimalista acabou focado em uma parcela da população, chamada de Yuppies, ou novos ricos, que a partir do despojamento formal de seus objetos, pretendiam expor sua riqueza.

    Fonte : https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Minimalismo
  13.  # 18

    Colocado por: CMartinDesign minimalista
    Mesmo com certas divergências, o design minimalista, surgido na década de 80, pode ser tido como uma reação aos movimentos pós-modernos no design, como os grupos Memphis e Alchymia. Contrapondo-se à grande variação cromática, formal e simbólica presente nos objetos projetados por ambos os grupos, o design minimalista acaba por criar produtos baseados numa redução formal extremamente forte e no uso de cores neutras (ou mesmo ausência de cores).

    No entanto, ao tratar o projeto apenas como antítese ao design pós-moderno, muitos designers minimalistas acabaram por abrir mão de aspectos, por exemplo, ergonômicos em prol da redução visual do produto. Podemos verificar tais características, por exemplo, nos projetos do também artista Donald Judd, ou primeiros trabalhos de Philippe Starck, do grupo Zeus, Shiro Kuramata, John Pawson, etc.

    E aqui pode-se encontrar um ponto que o coloca como diametralmente oposto ao design funcionalista, e aproximando-o daqueles a que inicialmente havia se contraposto: a maior preocupação formal do que projetual traz o design minimalista para o grupo do design pós-moderno na medida em que abre mão de ideais ditos modernos para uma adequação ao gosto individual, como o que fizeram Memphis e Alchymia. Ao contrário do movimento Funcionalista alemão, que procurava a partir do bom projeto levar à maior parte das pessoas clareza cognitiva e ergonômica nos produtos, o design minimalista acabou focado em uma parcela da população, chamada de Yuppies, ou novos ricos, que a partir do despojamento formal de seus objetos, pretendiam expor sua riqueza.

    Fonte :https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Minimalismo


    Não resisto aos seus argumentos e vou dar-lhe a casa dos meus sonhos e quem sabe se daqui a uns anos ainda me vai ajudar no design!

    Casa de Sambade
    https://www.homify.pt/livros_de_ideias/16969/homify-360-casa-de-sambade
    Concordam com este comentário: CMartin
      203.jpg
  14.  # 19

    Colocado por: bluewingsOk é que já me estava a dar uma coisa má.

    Demorou a chegar lá Bluewings ;-). Talvez por não ter visto posts anteriores de CMartin.
    Concordam com este comentário: CMartin
  15.  # 20

    CMartin,

    Era interessante encontrar a planta dessa casa, desconfio que não passava no crivo do fórum... aquela suite onde mal se passa aos pés da cama...

    Em termos de formas tem algo parecido com a do enf. Magalhães.
    Concordam com este comentário: CMartin
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">