Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom dia,

    Finalmente cheguei a acordo para sair de casa e a minha ex-mulher assumir o crédito.
    Enviamos para lá o pedido e eles pediram alguma documentação dela para ver a taxa de esforço.

    Liguei hoje para o banco, dizem que estão a analisar mas que dificilmente será concedida a minha desvinculação do crédito habitação por causa dos valores que a minha ex-mulher aufere.

    Questionei se adicionando fiador ela poderia ter hipoteses de ficar com o crédito - disseram que a figura do fiador pouco altera neste cenário.

    Conhecem outras alternativas? Por exemplo ela arranjar alguem (mãe ou pai), que assumam o meu lugar no crédito habitação?

    Obrigado
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Vender. Se ela assim o preferir compra a sua parte e faz um novo crédito.
    Se ela não tem possibilidade para comprar essa casa tem que encontrar algo que caiba no orçamento que tem disponível.
    • eu
    • 15 Julho 2019

     # 3

    Obviamente que a melhor solução será vender. Aproveitem que o mercado está bom para vender.
  4. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  5.  # 4

    Colocado por: alfa001Bom dia,

    Finalmente cheguei a acordo para sair de casa e a minha ex-mulher assumir o crédito.
    Enviamos para lá o pedido e eles pediram alguma documentação dela para ver a taxa de esforço.

    Liguei hoje para o banco, dizem que estão a analisar mas que dificilmente será concedida a minha desvinculação do crédito habitação por causa dos valores que a minha ex-mulher aufere.

    Questionei se adicionando fiador ela poderia ter hipoteses de ficar com o crédito - disseram que a figura do fiador pouco altera neste cenário.

    Conhecem outras alternativas? Por exemplo ela arranjar alguem (mãe ou pai), que assumam o meu lugar no crédito habitação?

    Obrigado
    a única opção é alguém pagar a sua parte da dívida e só assim consegue sair. O banco n vai abdicar da garantia que já tem em mãos
  6.  # 5

    Obrigada pelas respostas, eu sei que vender resolve o problema, mas queria esgotar a possibilidade dela ficar com a casa primeiro, para que a nossa filha não tenha que conehcer duas casas diferentes.
    Acham que existe forma do banco aceitar uma qualquer outra situação? Por exemplo eu ser substituido no credito habitaçao por outra pessoa?
  7.  # 6

    Colocado por: alfa001Obrigada pelas respostas, eu sei que vender resolve o problema, mas queria esgotar a possibilidade dela ficar com a casa primeiro, para que a nossa filha não tenha que conehcer duas casas diferentes.
    Acham que existe forma do banco aceitar uma qualquer outra situação? Por exemplo eu ser substituido no credito habitaçao por outra pessoa?


    Experimente.
    Que pessoa têm em mente?
    Essa pessoa possui melhores rendimentos e condições que voçe?
    Concordam com este comentário: alfa001
  8.  # 7

    Colocado por: Nelhas

    Experimente.
    Que pessoa têm em mente?
    Essa pessoa possui melhores rendimentos e condições que voçe?
    Concordam com este comentário:alfa001

    Os pais têm melhores condições que eu. A questão é: o banco aceitaria uma situaçao destas?!
    • eu
    • 15 Julho 2019

     # 8

    Colocado por: alfa001
    Os pais têm melhores condições que eu. A questão é: o banco aceitaria uma situaçao destas?!


    Sim, normalmente aceitam que você lhes venda a sua parte, mas depende da idade deles e da capacidade de pagarem o novo empréstimo.
  9.  # 9

    Colocado por: alfa001
    Os pais têm melhores condições que eu. A questão é: o banco aceitaria uma situaçao destas?!


    Depende.
    Fale com a sua ex e com o seu potencial substituto.
    Neste caso o problema é a idade do substituto.
    Dificilmente , mesmo com rendimentos mais elevados, consegue apresentar a mesma esperança de vida.
    No entanto, se todos concordarem, vá ao banco e proponha a seguinte situação:
    A sua substituição pelo seu sogro , que têm rendimentos muito melhores, aceitando uma subida dos valores do seguro devido a sua idade e talvez alguma possibilidade de amortização da divida , ou extensão da mesma, ficando o banco com mais juros.
    Tente negociar. Tentar não custa.
    Ao menos tempo estudem o valor da casa, quanto dinheiro podem fazer, que dinheiro resta após venda e pagar o crédito, etc.
    Mas prepare-se que o mais provável é ter de vender.
  10.  # 10

    Os pais eles não devem aceitar por causa da idade e do risco que correm.
  11.  # 11

    Colocado por: PedroGomesOs pais eles não devem aceitar por causa da idade e do risco que correm.


    SE a ex-mulher fosse filha única os pais se tivessem posses era fazer uma entrega($$$$) ao banco.
  12.  # 12

    Os pais que puderem devem ajudar os filhos em vida.
  13.  # 13

    Colocado por: PalhavaOs pais que puderem devem ajudar os filhos em vida.


    Concordo.
    Mas não podem carregar os filhos e as suas responsabilidades a vida toda, senão eles também nunca mais crescem.
    Concordam com este comentário: eu, zed
  14.  # 14

    Colocado por: alfa001Obrigada pelas respostas, eu sei que vender resolve o problema, mas queria esgotar a possibilidade dela ficar com a casa primeiro, para que a nossa filha não tenha que conehcer duas casas diferentes.
    Acham que existe forma do banco aceitar uma qualquer outra situação? Por exemplo eu ser substituido no credito habitaçao por outra pessoa?


    Este argumento faz pouco sentido.
    Concordam com este comentário: rjmsilva, imo, zed
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">