Iniciar sessão ou registar-se
    • tts
    • 22 Setembro 2009

     # 21

    Colocado por: FD
    Colocado por: marcoaraujoSe pesquisar sites de leilões, encontra T1's semi-novos (até 10 anos) em bom estadoà venda por 30 mil euros.

    Licitações a começar em... ;)


    Exactamente...a começar em 30 mil e muitas das vezes acaba com um preço muito superior.
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 22

    Colocado por: telmasousa
    Colocado por: lobitoJá pôs a hipótese de arrendar essa e procurar arrendar outra maior para si?


    Já coloquei essa hipótese, claro, mas imagine que até a arrendo, os inquilinos passado um curto espaço de tempo decidem que não querem arrendar por mais tempo, entretanto já teria comprado/arrendado outra casa maior, com a saída dos inquilinos ficaria a pagar duas casas, ou seja, o meu rendimento mensal (e não era suficiente) canalizava-se para o pagamento das casas.


    Tentei ver o que é que a lei diz sobre o assunto, mas não encontrei nada de muito recente, portanto põe-se-me a dúvida: o inquilino pode sair assim que lhe apetecer, sem dar pré-aviso? Duvido um pouco que assim seja porque se assim fosse, de facto, ninguém queria alugar. E o facto é que dizem as notícias que neste momento os arrendamentos ultrapassam as compras de imóveis (o que é lógico em tempo de crise e insegurança). Portanto não valerá a pena explorar essa possibilidade, mesmo assim? Se a casa for bem situada e a renda não muito cara, mesmo que o inquilino saia, talvez possa facilmente arrnajar outro, não? Claro que dá chatices, mas entre isso e 2 adultos e duas crianças num T1...
    •  
      FD
    • 22 Setembro 2009 editado

     # 23

    Colocado por: lobitoo inquilino pode sair assim que lhe apetecer, sem dar pré-aviso? Duvido um pouco que assim seja porque se assim fosse, de facto, ninguém queria alugar.

    Os inquilinos têm que cumprir no mínimo 6 meses de contrato e dar um pré-aviso de denúncia do contrato (rescisão) com uma antecedência de 120 dias.
    O problema é que normalmente saem e não dão cavaco a ninguém - seja por razões extremas seja por que sim.
    Pode ir a tribunal para que paguem a respectiva indeminização por terem saído sem respeitarem os prazos mas, entretanto, isso não resolve o problema de quem precisa do dinheiro da renda para pagar a prestação ao banco...

    Mas acho que, se tem dinheiro para dar entrada para outra casa e para pagar o remanescente do crédito ao banco, ou seja, se tem uma boa almofada financeira, é uma boa alternativa desde que a casa seja bem arrendada.
  3. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  4.  # 24

    E não têm de deixar uma caução?
    •  
      FD
    • 22 Setembro 2009 editado

     # 25

    Colocado por: lobitoE não têm de deixar uma caução?

    A caução não é obrigatória. O que é obrigatório é pagar pelo menos 2 meses de renda na celebração do contrato. Normalmente não pagam o último mês e saem.
  5.  # 26

    E isso não corresponde a uma caução, no caso de saírem sem dar cavaco?
    •  
      FD
    • 22 Setembro 2009

     # 27

    Colocado por: lobitoE isso não corresponde a uma caução, no caso de saírem sem dar cavaco?

    Faz o contrato em Janeiro, paga Janeiro e Fevereiro.
    Sai em Setembro, mas já deixou de pagar em Agosto, percebe?
  6.  # 28

    Realmente se à pessoas que não estão aqui para ajudar era melhor ficarem caladas.

    Mas olhe que eu segui uma estratégia muito semelhante, comprei uma casa baratita e pequena e quando a familia ia aumentar resolvemos vender, a unica diferença é que eu vendi no tempo das vacas gordas.

    Penso que o mercado está a melhorar, agora se na sua zona houver muita oferta não tem outro remédio senão baixar ainda mais o preço (não sei se será possivel). Já experimentou ir ao banco fazer uma proposta de dação?
  7.  # 29

    Se tem capital para pagar um eventual remanescente e uma entrada para a outra casa, então presumo que não estará numa situação de corda ao pescoço. Pessoalmente eu, em vez de perder dinheiro com a venda da casa a um valor inferior ao do mercado e ao do valor real da casa, canalizava o dinheiro para a entrada de outra casa e mantinha essa também e arrendava-a. O pior que pode acontecer é aparecer um inquilino mau pagador, porque caso contrário estão sempre a aparecer novos inquilinos (o mercado do arrendamento tem aumentado muito).
    Assim:
    -Mantém o capital da casa antiga e não perde dinheiro (e um dia mais tarde pode vendê-la)
    -Tira rendimento da casa ao arrendá-la
    -Canaliza o seu dinheiro na entrada da casa nova e consequente diminuição do valor do empréstimo e prestação
  8.  # 30

    Para fazer uma permuta o ideal é procurar prédios novos e caros :-(
  9.  # 31

    Pois. Realmente, onde eu vivo fia mais fino, e estava precisamente aqui a pensar porquê. Não pode ser simplesmente pelo facto de a justiça, para esse tipo de coisas, ser mais ágil (porque apesar de tudo dá imensa chatice rehaver o dinheiro). Deve ser mesmo uma questão de mercado, como no fundo diz o Gonçalo: quando o número de inquilinos à procura de casa é suficientemente grande, a coisa compõem-se. Penso eu.
  10.  # 32

    Experimente ir ao banco, dizer que vai ficar desempregada e que quer dar a casa para dação, para ver no que dá.
  11.  # 33

    Colocado por: hfviegasExperimente ir ao banco, dizer que vai ficar desempregada e que quer dar a casa para dação, para ver no que dá.


    Acho que não é boa ideia tentar enganar um banco. Não é muito dificil para eles saberem que é mentira.
    •  
      FD
    • 22 Setembro 2009

     # 34

    Colocado por: GonçaloNão é muito dificil para eles saberem que é mentira.

    Por isso mesmo quando fazemos um crédito perguntam quantos pares de cuecas temos e qual a cor das mesmas...
  12.  # 35

    Permuta é uma boa ideia...
  13. Ícone informação Anunciar aqui?

  14.  # 36

    Colocado por: hfviegasExperimente ir ao banco, dizer que vai ficar desempregada e que quer dar a casa para dação, para ver no que dá.
    A ÚLTIMA COISA a fazer num banco é dizer que estamos aflitos!
    A telmasousa vai precisar de um empréstimo para adquirir outra casa. Acha mesmo que ela consegue enganar o SIS, ... digo, o SIStema de informações interbancárias? :-)

    Eu também sou apologista de ARRENDAR a casa que tem, mesmo que por um valor mais baixo do que o que paga ao banco. A permuta vem em 2.º lugar.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">