Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom dia,
    Vou tentar explicar a situação da melhor forma possível:
    No dia 30 de Agosto fiz a escritura da venda da minha casa no valor de 115000€. Antes da escritura tinha sido efetuado a transferência de 10% do valor da casa (11500€). No dia da escritura foi-me dado um cheque passado pelo banco no valor de 91000€, e na escritura os compradores disseram que nesse dia tinham procedido à transferência do restante valor. Ficou isso escrito na escritura. O problema é que passado 1 mês da escritura da casa, o valor nunca chegou a entrar na minha conta. Após vários contactos com os compradores ao longo deste mês, percebi que eles nunca fizeram a transferência e estariam com dificuldades em fazê-la, pois são residentes em Angola e para transferir dinheiro para Portugal é complicado. Estão também à espera do desenvolvimento do crédito pessoal pedido em Portugal para efetuar o restante pagamento. O problema disto tudo é que eu necessito do valor em falta. O que poderei eu fazer para resolver a situação? Como não há comprovativo da transferência do valor, e mesmo na escritura ter dado a quitação do valor, é possível fazer algo?
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

    • Nelhas
    • 30 Setembro 2019 editado

     # 2

    Bom Dia,

    Na escritura, é sempre confirmado , perguntado e aferido se todos os valores se encontram saldados a data da mesma e se não existe impedimentos da sua realização.
    Neste momento não existe obrigação nenhuma de serem saldados os restantes 12 500 euros, pois legalmente a totalidade descrita para aquisição do imóvel, já se encontra saldada.
  3.  # 3

    Isso não é assim, o que acontece é que você têm que meter uma acção contra as pessoas e têm que provar que não recebeu o dinheiro, o ónus da prova está do seu lado.

    Efectivamente as transferências de Angola para Portugal estão congeladas, chegam a demorar 1 ano para se realizarem. mas você não têm nada a haver com isso. Eu se fosse a si recorria a um advogado para intentar uma acção. Primeiro vai ter que ser reconhecida a divida e depois só com esse reconhecimento é que pode reaver o dinheiro

  4.  # 4

    Recorra o quanto antes a um advogado. Nunca deveria ter feito a escritura nesses moldes... Foi um erro que lhe poderá sair caro.
  5.  # 5

    O outro dizia:Já fostes!
  6.  # 6

    Colocado por: Pedro_MoreiraIsso não é assim,


    Têm razão.
    Por isso e que não se pode ir para uma escritura afirmar que está tudo pago, se de facto não está .
    Pelos contornos que apresenta, será quase impossível recuperar o dinheiro a menos que os compradores o façam de livre vontade.
  7.  # 7

    Colocado por: Nelhas

    Têm razão.
    Por isso e que não se pode ir para uma escritura afirmar que está tudo pago, se de facto não está .
    Pelos contornos que apresenta, será quase impossível recuperar o dinheiro a menos que os compradores o façam de livre vontade.


    Não é impossivel, é a mesma coisa eu vou comprar alguma coisa e o comerciante de boa fê entrega-me a factura e o recibo e espera que eu pague, eu armo-me em chico esperto e digo que já tenho a prova de como está pago. O vendedor têm que fazer prova de como não recebeu o dinheiro, transacções deste montante não podem ser executadas em dinheiro, só transferência ou cheque, depois de ver a divida reconhecida pode colocar uma acção executiva
    • Nelhas
    • 30 Setembro 2019 editado

     # 8

    Pedro,

    Não é a mesma coisa.
    A escritura regista e oficializa a mudança de proprietário de um qualquer bem.
    Quando vendedor e comprador se deslocam para realizar a mesma, ou o bem a transacionar já foi pago ou será pago no ato da escritura.
    Oficialmente a casa foi legalmente transacionada.
    Não existiram objeções, valores em divida ou afins. Conforme confirmaram ambas as partes.

    E já agora, eu não sei como funciona consigo, mas o recibo e a fatura em compras em quase todo o lado são efetuadas, após confirmação de pagamento por multibanco ou em dinheiro.
    Não me lembro de ir a um sitio e ser entregue fatura e recibo e depois é que pago.
  8.  # 9

    Se for a armazenistas, drogarias, muitas vezes a documentação já está emitida para ser mais célere o processo é carregar e pagar.

    Então se apresentassem no acto da escritura um cheque careca o vendedor tinha que dar como perdido esse dinheiro? Estamos num estado de direito, como é um processo cívil cabe ao vendedor fazer prova de que lhe devem o dinheiro.

    Demora tempo e custa dinheiro mas consegue que lhe seja reconhecida a divida
  9.  # 10

    Colocado por: Pedro_MoreiraDemora tempo e custa dinheiro mas consegue que lhe seja reconhecida a divida


    Se eles continuarem a residir em Angola, cidadãos angolanos de pleno direito, nunca mais vê o dinheiro.

    Não se fazem escrituras sem tudo pago, ou sem ressalvas de futuros pagamentos em divida.

    O cheque não têm nada haver com a questão aqui apresentada.
    Uma coisa é um cheque bater na parede após escritura , outra é estar tudo pago no ato da mesma.

    Mas é simples.
    Como declarou a forista as formas de pagamento no momento da escritura?
    É que é obrigatório senão estou em erro desde 2017\2018.
  10.  # 11

    Vá lá falar com um advogado, que por aqui não se aprende nada.
  11.  # 12

    Desculpe, mas quem fez a escritura não registou a forma e confirmou o pagamento deste valor em causa. Que eu saiba, e há bem pouco tempo fiz, o montante e forma de pagar ficam registados na escritura com inclusive cópia do ou dos meios de pagamento utilizados.
    Acho muito estranho que a pessoa apenas tenha dito que transferiu sem apresentar um comprovativo e quem fez a escritura tenha aceite a confirmação de boca...
    Concordam com este comentário: Palhava, desofiapedro
  12.  # 13

    Colocado por: nvalemontante e forma de pagar ficam registados na escritura com inclusive cópia do ou dos meios de pagamento utilizados.


    É obrigatório, mas é norma recente.
    Nvale,

    O comprador pagou 11500 de sinal + 91 000 do Banco. Ficaram em falta 12 500.
    A minha pergunta está ai.
    Que foi dito na escritura relativamente a esses 12500?
    Ou foi escriturado 12500 abaixo do valor?
  13.  # 14

    O texto da escritura é essencial. Julgo, sem certeza, que acima de determinado montante (penso que é 5000 euros) não é possível pagamento a dinheiro. Numa escritura/compra que realizei fui obrigado a passar cheque visado pelo banco e numa outra foi um cheque bancário emitido em nome do vendedor.
    Acho estranha toda esta situação. Só se, salvo seja, o "jurista" em causa estava feito com o comprador... já não digo nada, já vi tanta coisa.
    Se o valor não consta da escritura, perdoe metade que eu perdoo a outra....
  14.  # 15

    Colocado por: Nelhas

    É obrigatório, mas é norma recente.
    Nvale,

    O comprador pagou 11500 de sinal + 91 000 do Banco. Ficaram em falta 12 500.
    A minha pergunta está ai.
    Que foi dito na escritura relativamente a esses 12500?
    Ou foi escriturado 12500 abaixo do valor?


    Os compradores têm um representante em Portugal, só vieram a Portugal no dia da escritura para a assinar. Eles recorreram a crédito imobiliário para a aquisição do imóvel. O que acontece é que no momento da escritura, supostamente toda a documentação ja estava toda entregue pelo banco (porque a escritura foi marcada pelo próprio banco) e pelo representante dos compradores e já teria sido confirmada pelas pessoas que trabalham ao balcão no notário. Ou seja, no momento da escritura o que me foi dito foi que a transferência já teria sido feita nesse mesmo dia, ficou na escritura referenciado isso e inclusive a conta de que foi transferido e para que conta foi transferido. O que acontece é que essa transferência efetivamente não tinha sido feita e ficarão em falta 12500€. Quando verifiquei a não entrada do dinheiro na minha conta, falei com os compradores que confirmaram isso mesmo. Tenho provas das mensagens trocadas, como a transferência não foi feita os compradores não têm o comprovativo dessa transferência, assim como no meu extrato bancário não deu entrada esse valor. Depois de muita pressão, os compradores fizeram uma transferência no valor de 2500€ que no descritivo dizia “Abate valor da casa”. Neste momento está em falta 10000€
  15. Ícone informação Anunciar aqui?

  16.  # 16

    Percebido, os compradores estão de boa fé.
    No caso em concreto, se você agudizar a reclamação talvez seja pior.
    Eu ia para cima do banco.
  17.  # 17

    Colocado por: Jurgcna escritura os compradores disseram que nesse dia tinham procedido à transferência do restante valor.
    Devia ter exigido prova da transferência bancária.

    Colocado por: JurgcComo não há comprovativo da transferência do valor, e mesmo na escritura ter dado a quitação do valor, é possível fazer algo?
    É! Como aqui foi dito por alguém entendido na matéria consulte um advogado.
    Um conselho, no próximo negócio que fizer, seja quem for o comprador peça cheque bancário ou cheque visado.O comprador até pode ser uma pessoa honesta, mas não parece sê-lo. Mentiu quando diz que transferiu a importância em falta e não o fez.
  18.  # 18

    Colocado por: nvaleEu ia para cima do banco
    Mas o que é que o Banco tem que ver com isto?
  19.  # 19

    Lapso meu, julguei que o Banco tinha atestado a transferência.
  20.  # 20

    Colocado por: Jurgce na escritura os compradores disseram que nesse dia tinham procedido à transferência do restante valor.


    Colocado por: Jurgcfoi que a transferência já teria sido feita nesse mesmo dia, ficou na escritura referenciado isso e inclusive a conta de que foi transferido e para que conta foi transferido. O que acontece é que essa transferência efetivamente não tinha sido feita


    Existe da parte de alguém uma história muito mal contada...
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">