Iniciar sessão ou registar-se
    • Olim
    • 8 outubro 2020

     # 181

    Boa tarde LuisDS

    Posso enviar-lhe um email. Obrigado
  1.  # 182

    Colocado por: OlimBoa tarde LuisDS

    Posso enviar-lhe um email. Obrigado


    Boa tarde,

    Claro que sim. O meu contacto é público para isso mesmo.

    Cumprimentos
  2.  # 183

    Boa tarde,
    Estou com um grande problema com o banco relacionado com a avaliação do imóvel, que estão a apenas a considerar o valor de avaliação de construção que por sinal está bastante abaixo da realidade, ignorando o valor do terreno e a margem de comercialização.
    Pergunto se o valor a considerar não deveria ser o Total do somatório das três parcelas?
    Desde já obrigado.
    Cumprimentos
    •  
      luisDS
    • 13 outubro 2020 editado

     # 184

    Boa tarde,

    Qual banco e qual a origem do terreno (aquisição ou herança)?
  3.  # 185

    Tem o relatório de avaliação?
  4.  # 186

    Colocado por: luisDSBoa tarde,

    Qual banco e qual a origem do terreno (aquisição ou herança)?

    CGD, o terreno foi aquisição e trata-se de um terreno Urbano inserido num loteamento, onde estou a pedir crédito para a construção em que ainda só tenho o projeto de arquitetura aprovada e as especialidades entregues na Câmara.


    Colocado por: pguilhermeTem o relatório de avaliação?

    Tenho sim.
  5.  # 187

    E na secção referente à área e valor do terreno... está vazio ou a zero?

    Pode tratar-se de um "engano". Pode pedir uma reavaliação, não tem custos e normalmente "fazem um ajuste".
    Mas pela experiência que tenho, não esperaria alterações realmente significativas.

    No entanto, tive um caso onde pedi uma nova avaliação (tem custos associados) que resultou em 100k€ acima da avaliação da 1ª empresa.

    Mas espere pela resposta do luisDS que deve ter muito mais experiência.
  6.  # 188

    Colocado por: pguilhermeE na secção referente à área e valor do terreno... está vazio ou a zero?

    Pode tratar-se de um "engano". Pode pedir uma reavaliação, não tem custos e normalmente "fazem um ajuste".
    Mas pela experiência que tenho, não esperaria alterações realmente significativas.

    No entanto, tive um caso onde pedi uma nova avaliação (tem custos associados) que resultou em 100k€ acima da avaliação da 1ª empresa.

    Mas espere pela resposta do luisDS que deve ter muito mais experiência.

    O que acontece é que existe no relatório o valor para o terreno, o valor para a construção (que em conversa com um amigo que é avaliador me disse que nesta zona o valor será muito superior) e o valor de comercialização, pelo que o avaliador só estará a considerar o valor para a construção ignorando os restantes.
    Já contestei e indicaram me que o banco está a resolver internamente.
  7.  # 189

    Cada avaliador tem o seu critério e faz a sua apreciação, pelo que é sempre difícil perceber se é uma questão do avaliador ou interferência do banco.
  8.  # 190

    Neste caso o que me foi dito é que o banco acho estranho o avaliador só considerar este valor. Mas estou neste momento á espera de algum feedback.
    Obrigado
  9.  # 191

    Aparentemente há uma avaliação baixa, mas também a CGD não está a ser simpática na interpretação do mesmo. Conteste/peça uma reapreciação que deve conseguir resolver tudo sem dificuldade. Hoje não vale a pena porque o sistema deles está em baixo...vamos ver amanhã, mas foi tudo para casa!
  10.  # 192

    Mas não deveria ser considerado para valor de avaliação a soma da três parcelas?
  11.  # 193

    Boa tarde,

    Eu e a minha companheira estamos a pensar adquirir um apartamento de 110 000euros.

    Onde estamos a pensar dar 15mil de entrada e fazer crédito.

    Mas eu encontro me desempregado (a espera do IEFP para criação do próprio emprego), e a ela a der um rendimento bruto de 900 euros tendo um crédito automóvel de 300 mensais.

    Onde os pais dela nao se importam ser fiadores.

    Eu não entendo nada de crédito habitação, mas será que conseguimos ter o crédito habitação aprovado?

    Vale a pena sonharmos em adquirir um apartamento? Ou só quando tiver a trabalhar que terei mais chance?

    Obrigado
  12.  # 194

    O melhor é a sua companheira pedir o crédito só em nome dela. Com os pais como fiadores deve ser fácil. E se você vai criar um negócio próprio não ponha a casa em risco se algo correr mal. Mais tarde se casarem ou continuarem assim podem alterar a situação.
  13.  # 195

    Está a baralhar diferentes conceitos.
    Grosso modo:

    - Método do "Rendimento"
    - Método do "Valor de Mercado"
    - Método do "Custo" de construção a novo

    As avaliações imobiliárias contemplam os três métodos.

    Colocado por: PramalhinhoMas não deveria ser considerado para valor de avaliação a soma da três parcelas?
  14.  # 196

    Colocado por: JorgeCarvalho88Mas eu encontro me desempregado (a espera do IEFP para criação do próprio emprego), e a ela a der um rendimento bruto de 900 euros tendo um crédito automóvel de 300 mensais.


    Num crédito de 95k (a 40 anos) deveriam ficar, actualmente, com uma prestação a rondar os 260€, isto sem seguros. A somar os 300€ do crédito automóvel são praticamente 600€ em 900€, nenhum banco vai aceitar essa taxa de esforço. O aconselhável é não ter uma taxa de esforço acima dos 30%, há bancos que vão até aos 35%, 40%, mas mais de 60% certamente nenhum.
    Concordam com este comentário: pguilherme, desofiapedro
    Estas pessoas agradeceram este comentário: JorgeCarvalho88
  15.  # 197

    So o carro são 33% de esforço. É um grande factor.

    300 + 260 são mais de 60% esforço. Não sei se, mesmo com uns óptimos fiadores será possível. Mas é uma questão de expor o caso ao banco.

    Para os fiadores serem bons também implica terem vencimento saudável e com ampla taxa de esforço.

    Sem o custo do carro a conversa seria bem diferente...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: JorgeCarvalho88
  16.  # 198

    Obrigado pela ajuda, então tenho de ver o taxa de esforço.

    Terei ver entao com o gestor do banco e ver a melhor forma. Ou apenas comprar quando estiver a trabalhar.

    Obrigado
  17.  # 199

    Boa tarde,

    Estou em vias de começar a efetuar simulações em bancos de forma a obter um crédito habitação para obras. Entretanto surgiu-me uma dúvida, o valor disponibilizado pelos bancos varia entre 80% / 90% do valor do imóvel nos casos de aquisição, visto ser um crédito para obras aplica-se o mesmo ou a percentagem é sobre o valor do orçamento das obras?

    Agradeço desde já a vossa ajuda.
    cumprimentos,
  18.  # 200

    Boa tarde,

    Estou em vias de começar a efetuar simulações em bancos de forma a obter um crédito habitação para obras. Entretanto surgiu-me uma dúvida, o valor disponibilizado pelos bancos varia entre 80% / 90% do valor do imóvel nos casos de aquisição, visto ser um crédito para obras aplica-se o mesmo ou a percentagem é sobre o valor do orçamento das obras?

    Agradeço desde já a vossa ajuda.
    cumprimentos,
 
0.0482 seg. NEW