Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 81

    Colocado por: luisDS



    Boa noite,

    Sim, é muito normal entenderem mais 12 meses. E depois eventualmente mais 12 meses.
    Não se esqueça que os bancos não são nem querem ser empreiteiros. Desde que a obra esteja a andar e tenha motivo válido, dificilmente não lhe estendem o prazo. Se virem que só os está a enrolar e que nunca vai acabar a casa, aí a conversa será outra.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:HAL_9000

    Gostava de saber a sua fonte factual para atestar o que disse?
    Prolongar 12 meses e mais 12 meses?
    Conheci um caso que a obra atrasou e o banco apenas deu 6 meses porque a casa ja estava concluida e apenas faltava a licenca. E o banco apenas deu mais 6 meses porque consegui-se justificar que a CM demorava tempo a emitir a licença de utilizacao.
  2.  # 82

    Fonte? Isto não é uma regra, é negociado! Simplesmente acontece e aconteceu. E falo de após os 24 meses prolongar por 12!
    Agora o que lhe digo categoricamente é que mesmo após os 36 meses se conseguir fazer uma exposição em que justifique os motivos que o levaram a ainda não ter concluído, se forem válidos, e não houver problemas financeiros, qual é o melhor negócio para o banco?? Ficar com uma obra ou "arriscar" que o cliente a termine?? Parece-me melhor negócio a segunda, pelo que tenho grande convicção que pode perfeitamente ser aceite.
    Se você conhece 1 caso em que foram 6 meses...também eu conheço alguns, mas em todos aparentemente era tempo suficiente para concluir!
  3.  # 83

    Obrigado LuisDS e também Sirruper, se conhecem situações em que já aconteceu, então caso o empreiteiro se atrase, terei de falar com o banco.
  4.  # 84

    Aproveitando este tópico gostaria de saber se alguém conhece uma situação deste tipo : ( os valores são indicativos)
    - Moro numa casa que vale 200K
    - Quero comprar uma para remodelar pelos mesmos 200K e dou 50% entrada.
    - Gasto outros 100K na remodelação que demora quase 1 ano.
    - Preciso de um empréstimo de 100K por 2 anos - fazer as obras e vender a casa actual nas calmas.
    - Será que os bancos fazem esse tipo de crédito ?
    - Posso só pagar os juros durante os 2 anos e depois amortizar na totalidade ?
    - Qual a casa que dou como garantia hipotecária ? a actual ou a que vou comprar ?
  5.  # 85

    - Será que os bancos fazem esse tipo de crédito ? Claro que fazem, desde que tenha rendimento para tal
    - Posso só pagar os juros durante os 2 anos e depois amortizar na totalidade ? É uma aquisição pelo que não há período de carência.Paga juros e capital desde o primeiro dia.
    - Qual a casa que dou como garantia hipotecária ? a actual ou a que vou comprar ? Normalmente a que vai adquirir.
  6.  # 86

    Obrigado pela resposta mas essa é a situação standard que já conhecia. O meu problema não são os rendimentos ou as garantias que posso apresentar. O meu problema é a idade que não permite esses créditos normais. E pagar juros e amortização mensal num crédito de 2 anos também não é viável.
  7.  # 87

    ...então o problema são os rendimentos e a idade, ou seja a taxa de esforço...
    Mas mesmo querendo liquidar o crédito ao fim de 2 anos pode fazer para o prazo máximo, que pode ir até aos 80 anos em alguns bancos.
    Se mesmo assim não for possível, poderão haver soluções, mas preciso de perceber exactamente a situação em termos numéricos.
  8.  # 88

    Colocado por: CarvaiAproveitando este tópico gostaria de saber se alguém conhece uma situação deste tipo : ( os valores são indicativos)
    - Moro numa casa que vale 200K
    - Quero comprar uma para remodelar pelos mesmos 200K e dou 50% entrada.
    - Gasto outros 100K na remodelação que demora quase 1 ano.
    - Preciso de um empréstimo de 100K por 2 anos - fazer as obras e vender a casa actual nas calmas.
    - Será que os bancos fazem esse tipo de crédito ?

    Vou dar-lhe um concelho.
    Os bancos em maio vao subir os spreads.
    O imobiliario vai cair a pique, logo arrisca-se a ter de vender mais barata a sua casa ou precisar de mais tempo para a vender.
    Nao sei a idade do carvai, mas pelo que leio é pessoa para ter mais de 65 anos.
    Só o custo com seguro de vida seria uma pequena fortuna mensalmente.
    Concluindo. Nestas idades ou se utiliza capitais proprios ou estamos quietos (no que diz respeito a bancos).
    Outro concelho.
    Se quer mesmo avancar e tem certezas do sucesso da operação, arranja alguem com os 100k, da-lhe a hipoteca da sua casa e paga-lhe por ano uma compensacao por ser bom amigo. Depois das obras vende a sua casa e com o 50% da venda liquida a hipoteca ao seu amigo.
    Ganham todos.
  9.  # 89

    Sirruper, a dar tantos concelhos, mais vale entregar logo o distrito.
    Concordam com este comentário: desofiapedro
  10.  # 90

    Colocado por: Sirruper
    Vou dar-lhe um concelho.
    Os bancos em maio vao subir os spreads.
    O imobiliario vai cair a pique, logo arrisca-se a ter de vender mais barata a sua casa ou precisar de mais tempo para a vender.
    Nao sei a idade do carvai, mas pelo que leio é pessoa para ter mais de 65 anos.
    Só o custo com seguro de vida seria uma pequena fortuna mensalmente.
    Concluindo. Nestas idades ou se utiliza capitais proprios ou estamos quietos (no que diz respeito a bancos).
    Outro concelho.
    Se quer mesmo avancar e tem certezas do sucesso da operação, arranja alguem com os 100k, da-lhe a hipoteca da sua casa e paga-lhe por ano uma compensacao por ser bom amigo. Depois das obras vende a sua casa e com o 50% da venda liquida a hipoteca ao seu amigo.
    Ganham todos.


    Tem ai o número do euro milhões? Já deu essa informação umas quantas vezes... Bem pode sonhar com isso.
  11.  # 91

    Colocado por: Nasa1989Sirruper, a dar tantos concelhos, mais vale entregar logo o distrito.

    Tem razao. Conselho e nao concelho.
  12.  # 92

    Colocado por: Apostador

    Tem ai o número do euro milhões? Já deu essa informação umas quantas vezes... Bem pode sonhar com isso.

    Acha. Dou-lhe 3 meses a ver uma quebra de mais de 25% nas transações imobiliarias e 50% até ao final do ano.
  13.  # 93

    .
      20200430_094334.jpg
  14.  # 94

    Colocado por: SirruperSe quer mesmo avancar e tem certezas do sucesso da operação, arranja alguem com os 100k, da-lhe a hipoteca da sua casa e paga-lhe por ano uma compensacao por ser bom amigo. Depois das obras vende a sua casa e com o 50% da venda liquida a hipoteca ao seu amigo.

    Obrigado pela opinião. Até tenho um amigo que fazia isso na boa. Mas preferia lidar com um banco.
    O que eu queria era algo semelhante á construção de uma moradia : tenho o dinheiro para o "terreno" (neste caso um apartamento para remodelar) e só depois de mudar de casa e dar um arranjo na casa actual coloca-la á venda. Estou a pensar num período de 2 anos para fazer as coisa nas calmas. O meu timing seria comprar um T3 de +ou- 90 m2 e transformá-lo num T2 com uma suite ampla, uma cozinha ligada a uma sala de jantar e 2 WC. A sala de estar não muito grande, já não faço festas, e é mais fácil de aquecer.
    Tinha planeado isto para daqui a 3 ou 4 anos vendendo a casa que tenho alugada em Benfica. Mas com uma previsível queda de preços no final deste ano podia antecipar a coisa. E talvez 2 anos depois podia vender a actual por um preço melhor.
  15.  # 95

    Colocado por: luisDS

    Penso que básicamente pediram a emissão das cartas de aprovação, e obviamente vão verificar tudo, inclusivamente a sua situação no Banco de Portugal.


    Boa tarde, vão verificar como se já verificaram inicialmente para darem a aprovação?
    Isso nao deverá ser de todo legal... uma vez que a autorizaçao para consulta de dados pessoais é so inicialmente...no entanto ja se encontra "aprovado comercialmente", disseram que estao a aguardar que libertem as cartas de aprovação para assinatura...
    Não acredito que seja legal o banco andar a consultar as nossas situacoes sem nosso conhecimento una vez que ja tava o processo aprovado nesse sentido

    Obrigada
  16.  # 96

    Desde que tenha um processo de crédito a decorrer as instituições de crédito podem consultar as vezes que quiseram. Só estão proibidas de o fazer se o cliente não tiver qualquer pedido de crédito, inclusive um cartão Visa.
  17.  # 97

    Colocado por: CarvaiDesde que tenha um processo de crédito a decorrer as instituições de crédito podem consultar as vezes que quiseram. Só estão proibidas de o fazer se o cliente não tiver qualquer pedido de crédito, inclusive um cartão Visa.


    Sim, mas de acordo com as leis do banco de portugal, pode consultar online, só podem consultar quando fazemos o pedido de concessao de crédito, ora o pedido já foi efetuado, e ja se encontra aprovado, já é outra fase, o banco de portugal nao pode andar a divulgar os nossos dados assim como lhes apetece ! Que eu saiba ainda existe o sigilo bancário
  18.  # 98

    Colocado por: inesf994Que eu saiba ainda existe o sigilo bancário

    Pois existe, mas vá explicar isso a dezenas de entidades por esse país fora incluindo a AT. Por exemplo se tiver um contabilista a tratar das suas finanças ele com o código do site da AT também o pode fazer sem que ninguém dê por nada.
    Como acha que apanharam os movimentos do amigo do Socrates ?
  19.  # 99

    Colocado por: inesf994Que eu saiba ainda existe o sigilo bancário


    Em nada está relacionado com o caso que descreve.

    Ao pedir um crédito a um banco, fornece autorização ao mesmo para a consulta dos dados que foram comunicados ao Banco de Portugal por qualquer outra instituição financeira com a qual tenha um processo a correr.

    E eticamente, acha mal? Deveriam os bancos emprestar dinheiro a quem já está altamente endividado e sem possibilidades de suportar mais encargos? Seria eticamente aceitável alguém pedir empréstimo numa situação deste género?

    Mesmo que não defendesse o lucro dos bancos, é uma condição inclusive social, pois sem controlo resultaria rapidamente num crash.

    E agora, só por brincadeira: se fosse o seu dinheiro, e quisesse emprestar a alguém que pagasse com juros, preferia fazê-lo a quem tem boa saúde financeira, de forma informada e responsável, ou a quem sabe que nunca irá pagar porque já tem dívidas até ao pescoço? :)

    tl;dr se tem uma taxa de esforço elevada, não é pelos bancos ou como forma de contornar validações/autorizações, é por si e pelo seu futuro: não se meta em aventuras
  20.  # 100

    Boa noite,

    Pretendo comprar um apartamento em conjunto com a minha companheira. O apartamento pertence a um prédio em construção que deverá estar concluído em Julho.
    Custa 220.000€. Nós temos 28.000€ em capitais próprios, por isso temos os 10% do valor da casa, mas depois só sobrariam 6000€ para os impostos, escritura e despesas, o que é insuficiente.
    Se o apartamento fosse avaliado acima de 220k, o banco poderia financiar mais do que os 90%, e assim os 28k de capitais próprios seriam suficientes, correto?
    Obrigado desde já pela ajuda.
 
0.0613 seg. NEW