Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 141

    Colocado por: luisDShttps://executivedigest.sapo.pt/euribor-a-6-meses-recua-para-valor-minimo-historico-de-0451/


    mas o outro não dizia que as taxas iam subir que a taxa fixa é que era bom... não percebo nada disto LOL
    •  
      luisDS
    • 8 setembro 2020 editado

     # 142

  2.  # 143

    Colocado por: pauloagsantos

    mas o outro não dizia que as taxas iam subir que a taxa fixa é que era bom... não percebo nada disto LOL


    Cada um com as suas ideias e convicções... mas a médio curto/médio prazo só os muito distraídos achavam que com uma crise destas as taxas de juro do BCE e outros iria/poderia aumentar...
  3.  # 144

    Bom dia,

    Fiz um CPCV de um apartamento em construção o qual tem data prevista de finalização em fevereiro 2021. Gostaria de saber quando poderei começar a pedir o crédito habitação ou ter já aprovação de bancos? É necessário que o apartamento em causa esteja totalmente terminado para conseguir aprovação do crédito?

    Cumprimentos
  4.  # 145

    Colocado por: diogoddBom dia,

    Fiz um CPCV de um apartamento em construção o qual tem data prevista de finalização em fevereiro 2021. Gostaria de saber quando poderei começar a pedir o crédito habitação ou ter já aprovação de bancos? É necessário que o apartamento em causa esteja totalmente terminado para conseguir aprovação do crédito?

    Cumprimentos


    É começar já a ver a pré aprovação, eu nunca assinaria um CPCV sem antes ter uma pré aprovação. E sim, tem de estar acabado e com licença de habitabilidade.
  5.  # 146

    Boa tarde,

    A minha recomendação é que comece tranquilamente em Dezembro. Se tem a certeza que terá acesso a crédito será suficiente. Se tem algumas dúvidas se o seu pedido de crédito terá viabilidade ou não convém analisar já, mas penso não ser essa a situação, uma vez que já assumiu o compromisso de comprar o apartamento.
    Você até pode pedir o crédito já e fazer a avaliação e nesse caso terá uma aprovação integral. No entanto, estando o imóvel ainda em construção, terá ainda que pagar uma vistoria para provar que a obra foi concluída de acordo com o projecto. Penso não haver necessidade de incorrer nessa despesa extra, mas cada caso é um caso.
    Existe também o crédito sinal, que se adapta a estas situações, mas para o seu caso não me parece necessário/recomendável.

    Com os melhores cumprimentos,
  6.  # 147

    Colocado por: macinblack

    É começar já a ver a pré aprovação, eu nunca assinaria um CPCV sem antes ter uma pré aprovação. E sim, tem de estar acabado e com licença de habitabilidade.


    Sim tenho plena noção e tomei a decisão pela oportunidade e por ter plena capacidade para pagamento do valor em causa e já fiz o CPCV há cerca de 2 anos atrás sendo que todos os apartamentos foram vendidos (CPCV) ainda em fase de planta. Também por volta dessa altura fui a 3 bancos os quais não se opuseram ao crédito (claro, apenas simulações)



    Colocado por: luisDSBoa tarde,

    A minha recomendação é que comece tranquilamente em Dezembro. Se tem a certeza que terá acesso a crédito será suficiente. Se tem algumas dúvidas se o seu pedido de crédito terá viabilidade ou não convém analisar já, mas penso não ser essa a situação, uma vez que já assumiu o compromisso de comprar o apartamento.
    Você até pode pedir o crédito já e fazer a avaliação e nesse caso terá uma aprovação integral. No entanto, estando o imóvel ainda em construção, terá ainda que pagar uma vistoria para provar que a obra foi concluída de acordo com o projecto. Penso não haver necessidade de incorrer nessa despesa extra, mas cada caso é um caso.
    Existe também o crédito sinal, que se adapta a estas situações, mas para o seu caso não me parece necessário/recomendável.

    Com os melhores cumprimentos,


    Agradeço o esclarecimento, a minha dúvida rege-se mais por conseguir segurar uma boa taxa de juro. Além que é provavel que as obras atrasem e assim, por isso questiono-me quando será o momento ideal para ter o crédito aprovado.
    Segundo disse é possivel pedir já o crédito e pagar posterior a vistoria, até podia ser uma coisa que me interessava. Como funcionava no caso de ter a aprovação integral e a obra atrasar digamos 2 meses? O crédito continuaria a estar aprovado? Começava a pagar juros mal o crédito esteja aprovado?

    Cumprimentos
  7.  # 148

    Começando pelo fim, não, falei de aprovação e não da escritura, ou seja nada tem a pagar (juros e amortização de capital) antes de escriturar
    O prazo entre a aprovação e a escritura depende de banco para banco, mas anda entre 60 e 90 dias. Já a avaliação é válida, normalmente, durante 180 dias.
    Eu não me preocupava muito com o spread. De facto poderá subir ligeiramente, mas não há indícios que isso vá acontecer. Pelo sim, pelo não, comece o seu processo em Dezembro. Assim evita qualquer alteração no final do ano. A EURIBOR será sempre a do mês em que sair a carta de aprovação, pelo que não faz diferença.
    Se quiser, envie-me um email, faço-lhe algumas perguntas e logo lhe digo o spread provável na maior parte dos bancos. E entretanto se eu sentir/souber de alterações nos spreads entrarei logo em contacto consigo.

    Com os melhores cumprimentos,
  8.  # 149

    Boa noite,
    Fiz um crédito hipotecário numa entidade bancária que foi aceite, já fiz a escritura desde o dia 16 Setembro, o banco diz que liberta 10% do valor do empréstimo. Alguém sabe qt tempo poderá demorar até estar disponível esses 10%!?

    Obrigado
  9.  # 150

    O que é que o banco lhe disse? Se acordou os 10%, já devia lá estar desde o dia seguinte...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: hugoferreira
  10.  # 151

    Colocado por: luisDSO que é que o banco lhe disse? Se acordou os 10%, já devia lá estar desde o dia seguinte...


    Disse que estaria no dia seguinte, mas não está. Já lá fui durante estes dias liguei, troquei E-mails e dizem me que é um problema interno!
    Será mesmo?
    Ou será algo que tenho de preocupar?
    Obrigado pela ajuda.
  11.  # 152

    Leia o que escriturou, mas duvido que lhe tenham mentido. Porque razão o fariam?
  12.  # 153

    Não sei. Sei que na Fine está lá os 10% do valor total do empréstimo que seria disponibilizado aquando da escritura. Mas ainda não o foi. Será que foi a 1a vez que isto aconteceu?
    • N23
    • 23 setembro 2020 editado

     # 154

    Boa noite, gostaria de obter alguns ajuda, a minha situação e a seguinte, queriamos comprar uma quintinha com casa para reconstrução,no valor de 60000€,e 50000€ para obras,não temos fiador, sou casado e com 2 filhos de 2 e 4 anos, sem créditos a pagar, temos os 2 contrato a termo certo, temos um rendimento de 720 € cada/mes, não temos dinheiro para dar de entrada, mesmo assim fomos para a frente a pedir crédito que não foi aprovado pois pedia fiador.
    Os únicos bancos que analisaram nossa situação foram o Santander e Novo Banco, mas sem aprovação Devido a falta de fiador.

    Na vossa opinião o precisarei para obter crédito sem fiador, ter dinheiro para dar de entrada? Tentar realizar a compra do imóvel sem obras, e depois tentar crédito pessoal para obras?
    Se nunca tiver um contrato sem termo nunca poderei realizar um crédito habitação?

    Obrigado desde já pela vossa atenção.
  13.  # 155

    Colocado por: N23Boa noite, gostaria de obter alguns ajuda, a minha situação e a seguinte, queriamos comprar uma quintinha com casa para reconstrução,no valor de 60000€,e 50000€ para obras,não temos fiador, sou casado e com 2 filhos de 2 e 4 anos, sem créditos a pagar, temos os 2 contrato a termo certo, temos um rendimento de 720 € cada/mes, não temos dinheiro para dar de entrada, mesmo assim fomos para a frente a pedir crédito que não foi aprovado pois pedia fiador.
    Os únicos bancos que analisaram nossa situação foram o Santander e Novo Banco, mas sem aprovação Devido a falta de fiador.

    Na vossa opinião o precisarei para obter crédito sem fiador, ter dinheiro para dar de entrada? Tentar realizar a compra do imóvel sem obras, e depois tentar crédito pessoal para obras?
    Se nunca tiver um contrato sem termo nunca poderei realizar um crédito habitação?

    Obrigado desde já pela vossa atenção.


    Se for a termo incerto, há bancos que consideram isto equivalente a sem termo. Eu pessoalmente vi aceite a pré aprovação com um contrato a termo incerto + um contrato de bolseiro, mas os nossos rendimentos líquidos em conjunto são 2000 euros (940 + 1064)
  14.  # 156

    Colocado por: N23temos os 2 contrato a termo certo


    assim é dificel, por este motivo é que os bancos pediram fiador


    Colocado por: N23e com 2 filhos de 2 e 4 anos


    e isto não ajuda, porque o ordenado é para ser gasto pelos 4 (2 casal + 2 filhos)

    acho que a solução é esperar ate terem um vinculo laboral mais estável.
    Concordam com este comentário: luisDS
    Estas pessoas agradeceram este comentário: N23
  15.  # 157

    Colocado por: hugoferreiraNão sei. Sei que na Fine está lá os 10% do valor total do empréstimo que seria disponibilizado aquando da escritura. Mas ainda não o foi. Será que foi a 1a vez que isto aconteceu?


    Não, esse tipo de coisas acontece. Tem é de perceber o motivo e exigir que cumpram o acordado!
    Estas pessoas agradeceram este comentário: N23
  16.  # 158

    Colocado por: N23Boa noite, gostaria de obter alguns ajuda, a minha situação e a seguinte, queriamos comprar uma quintinha com casa para reconstrução,no valor de 60000€,e 50000€ para obras,não temos fiador, sou casado e com 2 filhos de 2 e 4 anos, sem créditos a pagar, temos os 2 contrato a termo certo, temos um rendimento de 720 € cada/mes, não temos dinheiro para dar de entrada, mesmo assim fomos para a frente a pedir crédito que não foi aprovado pois pedia fiador.
    Os únicos bancos que analisaram nossa situação foram o Santander e Novo Banco, mas sem aprovação Devido a falta de fiador.

    Na vossa opinião o precisarei para obter crédito sem fiador, ter dinheiro para dar de entrada? Tentar realizar a compra do imóvel sem obras, e depois tentar crédito pessoal para obras?
    Se nunca tiver um contrato sem termo nunca poderei realizar um crédito habitação?

    Obrigado desde já pela vossa atenção.


    Bom dia,

    De que forma foi feito o pedido aos bancos? Tentaram pedir 100% e disseram que não tinham o valor para a entrada? Isso só por si, independentemente do resto, já é motivo para o crédito nem sequer ser analisado!
    Depois, como disse o Paulo, o facto de não serem efectivos e serem 4, em nada ajuda, para além de que parece-me que ambos trabalham na mesma empresa. Se a empresa cai, ficam os 2 desempregados. Se for este o caso, até as contas da empresa onde trabalham o banco vai analisar.
    Sim, na sua situação, ter algum capital inicial seria bastante importante, pois os bancos só podem financiar até 90% da aquisição. Pedir um crédito pessoal para o remanescente é alternativa, mas bastante cara. Não se esqueça das despesas bancárias, Imposto de selo sobre aquisição e crédito e eventual IMT.
    Seria muito importante ficar efectivo, e por lei, ao fim de 3 anos a prazo na mesma empresa deveria passar...
    Não coloque sequer a hipótese de um crédito pessoal de 50.000€ para obras! Nem será aceite com os vossos rendimentos e vinculo laboral, e mesmo que fosse seria extraordinariamente violento para o vosso orçamento mensal!
    Estas pessoas agradeceram este comentário: N23
    • N23
    • 23 setembro 2020

     # 159

    Obrigado pessoal, estamos os 2 a contrato termo certo em entidade se diferentes fazendo um ano em janeiro, o pedido de crédito foi realizado através da Agência imobiliária...
  17.  # 160

    Boa tarde LuisDS,

    Antes de mais, agradeço pelo post e pela disponibilidade para retirar algumas dúvidas.

    Eu e a minha esposa (não temos filhos) estamos a pensar construir uma moradia para deixarmos de pagar o aluguer da actual. Como pagamos uma renda relativamente alta, não temos como juntar dinheiro para ter capitais próprios. Depois de algumas pesquisas percebemos que para o executar iremos precisar à volta de 220k (terreno 40k + construção 150k + 15% para projectos/licenças/impostos/outros gastos).


    Pelo que fui lendo, na melhor das hipóteses os bancos irão emprestar pelo CH 70% para o terreno + 90% para a construção. Como já expliquei antes isto será improvável nós conseguirmos.


    Contudo, neste dias li algo sobre o Leasing Imobiliário para Empresas que me deu alguma esperança. Somos proprietários de uma empresa (na qual somos os únicos funcionários). Pelo que percebi, com esta opção o Banco financia a 100% a aquisição do terreno, a construção do imóvel, assim como alguns dos impostos (IMT e IS). Durante o período de contrato pagaremos uma renda e no final do mesmo poderemos optar deixar o imóvel ou por adquirir-lo pagando um valor residual acordado inicialmente. As grandes desvantagens que vi seriam os spreads bem superiores e o facto de não haver isenção do pagamento de IMI.

    As minhas dúvidas são:

    - Para a aquisição do terreno é necessário que este já tenha projecto aprovado?

    - O valor residual pode ser negociado?

    - E no final do contrato é possível financiar esse valor residual?

    - No final do contrato é possível adquirir o imóvel a nível particular?
 
0.0633 seg. NEW