Iniciar sessão ou registar-se
    • atujah
    • 25 Novembro 2019 editado

     # 1

    Boas.

    Adquiri uma habitação antiga na zona de Aveiro com paredes de adobe que pretendo restaurar. A casa é térrea mas um pouco elevada do chão (do lado da rua fica acima do nível da estrada mas na parte de trás, fica abaixo do nível do terreno), as paredes são maioritariamente de adobe e algumas em tijolo. Na altura do calor, no interior da casa a temperatura era agradável e nas manhãs mais frias, a temperatura no interior também estava agradável. A maioria das paredes exteriores e algumas interiores têm algumas marcas de salitre. Com a vinda das chuvas, nota-se nas paredes a humidade ascendente/descendente, algumas paredes com umas manchas pelo meio e na maioria das paredes exteriores junto ao piso (quando chove muito nota-se bem as manchas).
    Pretendo reparar as paredes removendo o reboco antigo e voltar a rebocar. Quanto ao chão, pretendo remover o taco que está em mau estado, subir para o nível da cozinha e depois colocar piso flutuante nos quartos e corredor e tijoleira na cozinha, sala e wc.
    O reboco interior das paredes de adobe é composto por várias camadas que parecem ser de cal, camada fina de cimento, mais uma ou duas de cal e acabamento com uma massa de gesso. No total é uma grossura considerável (seria propositado?).
    Gostava de obter a vossa opinião acerca do tratamento das humidades e rebocos das paredes.
    - Hei-de remover o reboco todo até ao adobe ou não? Pois existem zonas ocas e outras mais agarradas. Nas zonas que se notava humidade, o reboco sai com facilidade.
    - Antes de voltar a rebocar, aconselham algum tratamento nos adobes? Ou basta remover zonas soltas, passar vassoura e lavar com agua?
    - O novo reboco no interior das paredes de adobe deve ser composto por chapisco de cimento, emboço e acabamento de cal hidráulica e um pouco de cimento (por exemplo 3/4 cal e 1/4 cimento ou menos cimento) ou apenas cal hidráulica? Misturar um pouco de cal hidratada na massa? E no exterior, igual ao interior?
    - Nas paredes de tijolo visto serem exteriores, o reboco deve ser igual às paredes de adobe ou apenas cimento?
    - Nas paredes da cozinha e wc visto que vão ser revestidas por azulejo, o reboco deve ser igual às restantes divisões ou apenas cimento?
    - No reboco da parte inferior das paredes misturar algum aditivo na massa para evitar a humidade?
    - Quanto ao piso que vai ser elevado, visto que as paredes devem estar assentes na terra, misturar algum aditivo na massa para evitar a humidade ou usar apenas cimento?
    - Os tetos são em gesso mas têm algumas zonas danificadas, estou a pensar em substituir por pladur novo.
    - Na fachada estou a pensar num sistema de restauro de reboco armado com rede fibra de vidro e massa de acabamento (sistema tipo weber, barbot, etc) e talvez também aplicar pelo restante exterior da casa.

    Digam-me as vossas opiniões.
    Obrigado a todos.

    Cumprimentos.
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 2

    Todas as suas ideias são boas para ter problemas.

    Tanto no interior como no exterior, não pense em aplicar materiais à base de cimento.

    Tem argamassas minerais próprias para isso.
    Concordam com este comentário: zedasilva, Mjdias
  3.  # 3

    E quanto às humidades, especialmente as ascendentes do solo, vai ter de tratar a fonte do problema antes de reparar as paredes, ou então é dinheiro deitado ao lixo e vai andar sempre a limpar e consertar humidades.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: atujah
  4. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  5.  # 4

    contacte o Luiz Mariz da DDL argamassas.
    Eles produzem argamassas de cal próprias para o que pretende e pode também aconselhar.

    quanto ao resto aconselho a contactar um técnico qualificado em restauro desse tipo de construção para o aconselhar quanto à intervenção pretendida. Na Universidade de Aveiro existe um departamento de Engenharia que faz ensaios e também podem dar conselhos sobre as intervenções a fazer. são especializados em casas de Adobe

    pessoalmente aconselho a drenar bem o perimetro da casa (sem encostar muito a drenagem à casa (50cm afastado é bom), use materiais próprios e desaconselho vivamente o uso de cimento. embora todos os empreiteiros o iraõ aconselhar a usar cimento por que é assim que sabvem fazer, isso não é desculpa. a longo prazo vai deteriorar a casa.

    aconselho a aplicar as técnicas originais para a restante intervenção, mesmo para o subir dos pisos.
    Se possivel faça uma instalação de aquecimento central com radiadores nas divisões mais frias.

    qualquer dúvida mande um e-mail
    antonylemos.arq@gmail.com
    Estas pessoas agradeceram este comentário: atujah
    • atujah
    • 25 Novembro 2019 editado

     # 5

    Paredes vistas pelo interior e uma pelo exterior.
    Nas paredes que se vê mais humidade ascendente e descendente, antigamente tinha uma parede que dividia essa divisão que foi eliminada.
    Fotos tiradas hoje de manhã.
      IMG_20191125_105007.jpg
      IMG_20191125_104423.jpg
      IMG_20191125_104310.jpg
      IMG_20191125_105132.jpg
      IMG_20191125_105100.jpg
      IMG_20191125_105042.jpg
      IMG_20191125_112719_1.jpg
      IMG_20191125_112803.jpg
      IMG_20191125_105239.jpg
  6.  # 6

    Colocado por: antonylemos

    quanto ao resto aconselho a contactar um técnico qualificado em restauro desse tipo de construção para o aconselhar quanto à intervenção pretendida.

    Estas pessoas agradeceram este comentário:atujah


    Conhece alguém adequado que aconselhe?

    Obrigado.
  7.  # 7

    a casa até aparenta estar em boas condições.
    bem melhor que algumas que conheço.
  8.  # 8

    Colocado por: pc ferreiraTodas as suas ideias são boas para ter problemas.

    Tanto no interior como no exterior, não pense em aplicar materiais à base de cimento.

    Tem argamassas minerais próprias para isso.
    Concordam com este comentário:zedasilva


    Aconselha alguma argamassa ou marca especifica?

    Obrigado.
  9.  # 9

    Colocado por: atujahConhece alguém adequado que aconselhe?

    antonylemos.arq@gmail.com
    Mande-me um e-mail
  10.  # 10

    Essa casa precisa de respirar , caso contrário , se a fechar com Etics , janelas em pvc , etc , vai ser um poço de humidades .
    Concordam com este comentário: antonylemos
  11.  # 11

    Colocado por: atujah
    Aconselha alguma argamassa ou marca especifica?

    Obrigado.
    a Secil tem uma linha de argamassas de cal
    tb existe a DDL argamassas (santa maria da feira), (que se não estou em erro é quem fabrica as argamassas da secil)
  12.  # 12

    Colocado por: MjdiasEssa casa precisa de respirar , caso contrário , se a fechar com Etics , janelas em pvc , etc , vai ser um poço de humidades .
    Concordam com este comentário:antonylemos


    Neste momento a casa encontra-se sem janelas...
    As novas janelas vão ser em alumínio.
  13.  # 13

    Colocado por: antonylemosa casa até aparenta estar em boas condições.
    bem melhor que algumas que conheço.


    Pois aparenta, com a vinda da chuva é que se começou a notar as manchas.
  14.  # 14

    Colocado por: atujah

    Pois aparenta, com a vinda da chuva é que se começou a notar as manchas.
    concordo.
  15.  # 15

    Colocado por: atujah

    Neste momento a casa encontra-se sem janelas...
    As novas janelas vão ser em alumínio.


    tudo o que aplicar deve ser funcional , e de acordo com os materiais existentes, fale com antony ....
  16. Ícone informação Anunciar aqui?

  17.  # 16

    Colocado por: Mjdiastudo o que aplicar deve ser funcional
    desde que se mantenha a permeabilidade das paredes/construção não haverá problema nenhum com janelas de alumínio com rotura.

    numa obra semelhante metemos em madeira, e posso dizer que estão muito boas.

    Colocado por: atujahPois aparenta, com a vinda da chuva é que se começou a notar as manchas.
    o importante é garantir uma drenagem adequada para desviar a água das paredes. elas vão sempre absorver alguma coisa, mas assim será muito menos.
  18.  # 17

    Colocado por: antonylemosa Secil tem uma linha de argamassas de cal
    tb existe a DDL argamassas (santa maria da feira), (que se não estou em erro é quem fabrica as argamassas da secil)


    Será que essas argamassas ditas apropriadas não têm nem sequer uma pequena parte de cimento?
    Antigamente não haviam essas argamassas preparadas, como é que rebocavam as paredes e faziam com o piso quando não eram de madeira?
  19.  # 18

    Colocado por: atujahSerá que essas argamassas ditas apropriadas não têm nem sequer uma pequena parte de cimento?
    existe as que tem e as que não tem.. mas quando dizem que são argamassas de cal não tem-. se disserem que são misturadas (bastardas) é porque têm.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: atujah
  20.  # 19

    Colocado por: atujahAntigamente não haviam essas argamassas preparadas, como é que rebocavam as paredes e faziam com o piso quando não eram de madeira?
    hoje existem as argamassas preparadas pois ninguem se quer dar ao trabalho de as fazer. mas são fáceis de fazer e os materiais não são assim caros. é queimar a cal e juntar a areia e a água. são receitas com alguns milhares de anos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: atujah
  21.  # 20

    Colocado por: antonylemoshoje existem as argamassas preparadas pois ninguem se quer dar ao trabalho de as fazer. mas são fáceis de fazer e os materiais não são assim caros. é queimar a cal e juntar a areia e a água. são receitas com alguns milhares de anos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:atujah


    Apenas cal e areia para paredes e piso ou misturada com cal hidráulica? E no caso de paredes que irão levar azulejos? Quais as proporções que aconselha? Idênticas às do chapisco e massas com cimento?
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">