Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom dia,

    A minha dúvida é a seguinte:

    Estou envolvido num crédito habitação, em que a prestação com taxa variável seria cerca de 220 euros por mês e com taxa fica, seria cerca de 320 euros por mês.

    Qual seria a melhor opção? Visto que a euribor está com valores bastante baixos neste momento.

    Aproveitar que o valor da taxa fixa não é muito alto e manter este valor durante os 40 anos do empréstimo ou aproveitar os anos enquanto a euribor não sobe para poupar algum, pagando os 220 euros mensais e depois negociar para taxa fixa quando começar a subir?

    Obrigado pela ajuda!
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Variável
    Concordam com este comentário: Jpires76
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Daniel_wdd
  4.  # 3

    acredito que taxa variável é sempre melhor.

    já agora os valores que tem é para uma taxa fixa em todo o tempo de crédito ou para os primeiros X anos e depois muda para variável.

    Para essas prestações 220€ vs 320€, trata-se de um emprestimo baixo. Já viu que se for para taxa variável, no final do primeiro ano juntou 1200€, que pode usar para amortizar o crédito, baixando ainda mais o valor da prestação mensal.
    Concordam com este comentário: Daniel_wdd, Jpires76
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Daniel_wdd
  5. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  6.  # 4

    A taxa fixa é a 30 ou 40 anos? Nunca vi ninguem a fazer taxa fixa a mais de 30 anos.

    Os juros podem-se manter baixos ainda durante 10 anos, e depois os restantes 30 anos?

    Nao se esqueça que para amortizar os juros tambem tem de pagar uma especie de juro por pagamento antecipado.

    Como ja disse ai noutro topico: para mim é taxa fixa. Entao para emprestimos de longa duraçao como o seu caso, mais vale saber o que vai pagar ao longo de 30 anos.

    Hoje, taxa variavel so para os que tem capacidade financeira para pagar a casa em 10-20 anos. Ai sim, tiram proveito das taxas baixas neste momento.
  7.  # 5

    Colocado por: NostradamusA taxa fixa é a 30 ou 40 anos? Nunca vi ninguem a fazer taxa fixa a mais de 30 anos.

    Os juros podem-se manter baixos ainda durante 10 anos, e depois os restantes 30 anos?

    Nao se esqueça que para amortizar os juros tambem tem de pagar uma especie de juro por pagamento antecipado.

    Como ja disse ai noutro topico: para mim é taxa fixa. Entao para emprestimos de longa duraçao como o seu caso, mais vale saber o que vai pagar ao longo de 30 anos.

    Hoje, taxa variavel so para os que tem capacidade financeira para pagar a casa em 10-20 anos. Ai sim, tiram proveito das taxas baixas neste momento.


    Sim, a taxa fixa é de 30 anos.

    Percebo o seu ponto de vista, mas praticamente toda a gente, tem me dito para fazer taxa variável e quanto verificar que a euribor está a começar a aumentar bastante, negociar para taxa fixa. Quando o contrário, já não é possível. Mas sim, percebo o que está a dizer e agradeço a opinião.
    • AMVP
    • 3 Fevereiro 2020

     # 6

    Pense nisto tb..

    https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/banca---financas/detalhe/guerra-de-spreads-vai-manter-se-em-2020-antecipa-bpi

    é que se tiver taxa fixa para mudar/amortizar/liquidar vão-lhe levar 2% se for variável é de apenas 0,5%, sendo que há bancos a suportar esta despesa no caso de transferências de crédito quando a taxa é variável mas não o fazem com taxa fixa, por causa da taxa de penalização ser superior.
  8.  # 7

    vamos a umas contas de sapateiro:
    105600€ a taxa variavel ao fim de 40 anos (isto se nada acontecer, o que é improvavel)
    VS
    115200€ taxa fixa ao fim de 30 anos

    Neste mundo cor de rosa voce poupa 9600€.

    Agora no mundo real.

    Imaginemos agora que a taxa de 220€ se mantem durante 20 anos (digo-lhe ja que é impossivel), e os restantes 20 anos o aumento médio sera de 40€, fazendo uma prestaçao média de 260€ para os restantes 20 anos.
    Isto da 115200€ ao fim dos 40 anos - O mesmo valor que a taxa fixa.

    Na pratica, voce nao poupou nada, e ficou acorrentado ao banco +10 anos. E é neste ponto que tudo se joga.


    Volto a dizer, e ja varias pessoas aqui no forum a confirmar, na altura da crise em 2008, houve creditos que duplicaram o valor. O futuro ninguem sabe e mais vale jogar pela segurança.
  9.  # 8

    Se conseguir suportar um aumento do dobro do que paga actualmente, taxa variável. Foi assim que pensei, se consigo pagar o que lá aparece do ultimo estalo da euribor então tá-se bem.
  10.  # 9

    Colocado por: Nostradamusvamos a umas contas de sapateiro:
    105600€ a taxa variavel ao fim de 40 anos (isto se nada acontecer, o que é improvavel)

    Impossível? Tentar adivinhar como estará a economia na zona euro daqui a 20 anos é pura futurologia. Nem saberemos se daqui a 20 haverá euro. Há 4 anos também diziam que as taxas não podiam descer mais...e o que é certo é que estão negativas... Aumentar o custo do dinheiro num futuro próximo só vai fazer com que economias menos robustas colapsem, portanto, excepto se tem acesso a informação muito privilegiada, a PROBABILIDADE das taxas se manterem baixas é substancialmente maior do que dispararem.
    Concordam com este comentário: Daniel_wdd
  11.  # 10

    Colocado por: NostradamusAgora no mundo real.

    Imaginemos agora que a taxa de 220€ se mantem durante 20 anos (digo-lhe ja que é impossivel), e os restantes 20 anos o aumento médio sera de 40€, fazendo uma prestaçao média de 260€ para os restantes 20 anos.
    Isto da 115200€ ao fim dos 40 anos - O mesmo valor que a taxa fixa.

    Na pratica, voce nao poupou nada, e ficou acorrentado ao banco +10 anos. E é neste ponto que tudo se joga.



    concordo que os 220€ não se vão manter iguais nos proximos 20 anos, mas porque vão subir nos ultimos? é um pouco futurologia não?



    concordo que numa otica de não pensar em amortizar o crédito, que uma taxa fixa a 30 anos é aliciante. Sabe-se sempre o que se vai pagar e comparando com uma taxa variável a 40 anos, que se não for amortizar nada se calhar até é melhor.

    Mas a taxa variável permite libertar mais capital para amortizar o emprestimo.

    olhe este exemplo

    um emprestimo de 87.000€ a 40 anos com 1% de juros dá uma prestação de 220€ mensais

    com a diferença de valores entre a prestações a taxa variável permite juntar 1200 para amortizar o crédito no final do ano.
    no primeiro ano dos 220€, 75€ deve ser juros e o resto vai abatendo no capital, por isso no final do primeiro ano abateu 1740€ ao crédito e faz uma amortização extra de 1200€, ficando a dever do banco 84060€ o que lhe baixa a prestação para 213€. Ou seja no final do 2 ano, a amortização extra já não é de 1200€ mas de 1284€.

    se fizer as contas todas que se calhar ainda paga o emprestimo em menos de 30 anos.
    Concordam com este comentário: Jpires76, Daniel_wdd
    Estas pessoas agradeceram este comentário: AMVP
  12.  # 11

    e se somar as contas do paulogsantos o custo do seguro, e o que vai poupando com ele, por ter uma dívida menor, ainda mais qq coisa ganha.

    se quer a melhor solução para si, estude, pesquise, faça as suas contas ... só lhe trás vantages,
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Daniel_wdd
  13.  # 12

    E não se esqueçam que isso são contas para uma "casa para a vida", o que hoje em dia já é muito normal não acontecer.
    Ao assinar com taxa fixa está a comprometer-se a 30 anos. Mas imagine que daqui a 10 quer mudar...Perde essa tal segurança que andou a pagar desde o dia zero, e volta à estaca zero.
    Andou 10 anos a pagar juros em excesso (as previsões actuais são de a Euribor só voltar a zero daqui a 6 anos) muito provavelmente e depois vai cancelar o seu empréstimo...
  14.  # 13

    Respeitando todas as opiniões, e vendo coisas boas e más em tudo, só há uma coisa que me faz desconfiar da taxa fixa e que devia por a pensar todos os adeptos incondicionais dela:

    Os Bancos estão há mais de um ano de for sedenta a impingi-la a todas as pessoas que querem crédito habitação.
    Só falam nela, e quase que não veem mais nada.

    È tão segura, boa e é só vantagens para o cliente.

    Eles agora são´amigos dos clientes ou tentam vender a melhor solução financeira para eles?
    Concordam com este comentário: Daniel_wdd, ZenPT, Paulo_Santos
  15.  # 14

    Aqui ninguém faz futurologia. É uma questão de saber ler e interpretar bem os dados.

    E a nossa diferença é que muitos de vós apenas olham para os últimos 5 anos. Eu olho para os últimos 50.

    Um tipo que fez um crédito de 40 anos nos anos 80 ainda não o acabou de pagar e já levou com 2 intervenções do FMI e uma brutal crise financeira que deixou o pais de pernas para o ar. São assim tão ingénuos para acreditar que nós próximos 40 isto vai ser um mar de rosas? Nos anos 80 o senhor do banco também tinha dito que a inflação e as vacas gordas dos anos 80 estava para continuar.. a mesma lenga lenga que toda a gente diz hoje.

    Os juros estão actualmente baixos, porque as economias das grandes potencias europeias estavam/estão praticamente estagnadas e a única forma de dopar a economia foi de dar dinheiro "barato" aos cidadãos e empresas para despertar um consumo. Simples.
    E isto é o que se tem vindo a fazer nos últimos 5 anos. E a curto termo funciona bem. O problema é que não está a resultar e continua a haver crescimentos miseráveis na ordem de 1% (nem vale a pena falar na Alemanha que está completamente estagnada e fala-se numa mini recessão). Isto é o sinal 1

    Como não bastasse, o banco de Portugal agora estipulou que as contas poupanças deveriam dar amendoins de juros ao investidor - em paralelo com os outros países europeus. Isto é uma forma indirecta de pedir ao cidadão para injectar as suas poupanças na economia, seja através de investimentos ou consumo directo. O Manel vai faze-lo porque o dinheiro parado não rende. Sinal 2 que está relacionado com o 1 + fraca inflação.

    O que muitos investidores estão a começar a fazer é investir camiões de €€€ em construção e virar as costas à bolsa. Porque venham as crises que vierem, o dinheiro é volátil mas património bem localizado vale e valerá sempre muito dinheiro. Sinal 3

    Façam o que quiserem. O dinheiro é vosso.


    Curiosidade : nas grandes potencias da Europa, praticamente ninguém faz taxa variável. É tudo taxa fixa. Nós é que somos bons e os outros é que são burros não é?
  16.  # 15

    Colocado por: Daniel_wddBom dia,

    A minha dúvida é a seguinte:

    Estou envolvido num crédito habitação, em que a prestação com taxa variável seria cerca de 220 euros por mês e com taxa fica, seria cerca de 320 euros por mês.

    Qual seria a melhor opção? Visto que a euribor está com valores bastante baixos neste momento.

    Aproveitar que o valor da taxa fixa não é muito alto e manter este valor durante os 40 anos do empréstimo ou aproveitar os anos enquanto a euribor não sobe para poupar algum, pagando os 220 euros mensais e depois negociar para taxa fixa quando começar a subir?

    Obrigado pela ajuda!


    Hum...
    Não percebo que valores são esses...
    Estou a referir a cada uma das opções...
    A TX variável está cotada a - 0.25 e a fixa na melhor opção pelos 0.50%....
    Portanto a diferença entre a variável e fixa serão 0.75...
    E 0.75 para resultar numa diferença de 100 euros mensais...teria de estar a pedir 225 mil euros ou por aí...
    Parece me que está a pedir pelos 80 mil euros...
    Coloque aqui o valor de cada taxa ( variável e o da fixa) propostos para que possamos fazer sugestões e ajuda lo...
  17. Ícone informação Anunciar aqui?

  18.  # 16

    Colocado por: NostradamusCuriosidade : nas grandes potencias da Europa, praticamente ninguém faz taxa variável. É tudo taxa fixa. Nós é que somos bons e os outros é que são burros não é?


    Nas grandes potências, o mercado também funciona a percentagens elevadas de arrendamento , constantes mudanças de cidade ou localização em busca sempre de melhores empregos, cumprimento a percentagens nos 90% em termos fiscais, entre outras.

    Nem eles são burros , nem eles são a sabedoria ao cimo da terra.
    Não podemos tomar decisões com base no que outros paises fazem, se todos os indicadores forem completamente diferentes.
    Concordam com este comentário: Paulo_Santos
  19.  # 17

    Colocado por: NostradamusAqui ninguém faz futurologia. É uma questão de saber ler e interpretar bem os dados.

    E a nossa diferença é que muitos de vós apenas olham para os últimos 5 anos. Eu olho para os últimos 50.

    Um tipo que fez um crédito de 40 anos nos anos 80 ainda não o acabou de pagar e já levou com 2 intervenções do FMI e uma brutal crise financeira que deixou o pais de pernas para o ar. São assim tão ingénuos para acreditar que nós próximos 40 isto vai ser um mar de rosas? Nos anos 80 o senhor do banco também tinha dito que a inflação e as vacas gordas dos anos 80 estava para continuar.. a mesma lenga lenga que toda a gente diz hoje.

    Os juros estão actualmente baixos, porque as economias das grandes potencias europeias estavam/estão praticamente estagnadas e a única forma de dopar a economia foi de dar dinheiro "barato" aos cidadãos e empresas para despertar um consumo. Simples.
    E isto é o que se tem vindo a fazer nos últimos 5 anos. E a curto termo funciona bem. O problema é que não está a resultar e continua a haver crescimentos miseráveis na ordem de 1% (nem vale a pena falar na Alemanha que está completamente estagnada e fala-se numa mini recessão). Isto é o sinal 1

    Como não bastasse, o banco de Portugal agora estipulou que as contas poupanças deveriam dar amendoins de juros ao investidor - em paralelo com os outros países europeus. Isto é uma forma indirecta de pedir ao cidadão para injectar as suas poupanças na economia, seja através de investimentos ou consumo directo. O Manel vai faze-lo porque o dinheiro parado não rende. Sinal 2 que está relacionado com o 1 + fraca inflação.

    O que muitos investidores estão a começar a fazer é investir camiões de €€€ em construção e virar as costas à bolsa. Porque venham as crises que vierem, o dinheiro é volátil mas património bem localizado vale e valerá sempre muito dinheiro. Sinal 3

    Façam o que quiserem. O dinheiro é vosso.


    Curiosidade : nas grandes potencias da Europa, praticamente ninguém faz taxa variável. É tudo taxa fixa. Nós é que somos bons e os outros é que são burros não é?


    Curiosidade: nas grandes potencias da Europa, a taxa fixa é na generalidade muito inferior à taxa fixa praticada pela maioria dos bancos portugueses (a titulo de exemplo em países como a Dinamarca e a Finlândia as taxas andam por volta dos 0,75%. Boa sorte para encontrar esses valores em Portugal).

    Já para não dizer que noutros países existem outras alternativas à compra de imóveis do que a banca tradicional (mortgage lenders, morgage banks, etc) e que por cá não existem. É comparar alhos com bugalhos.

    A taxa fixa em Portugal, neste momento, não faz sentido e é uma má decisão financeira. Não quer dizer que isso não mude no futuro.
  20.  # 18

    Na França todos compram casa tal como em Portugal, e tem um mercado de arrendamento melhor que o nosso. Independetemente de ficarem 5 ou 10 anos nesse sitio. Isto é visto como forma de investimento (créditos raramente passam os 20 anos).

    Na Alemanha é perfeitamente normal ver um casal mudar de casa 1001 e nunca compram.

    Dizer que nao podemos tomar decisoes analisando o mercado exterior é mentira. Portugal nao vive isolado da Europa e depende fortemente do exterior
  21.  # 19

    A taxa fixa é mais baixa la fora porque o risco é muito menor do cidadao X.

    Ahh e raramento depassa os 20 anos.
  22.  # 20

    Colocado por: NostradamusDizer que nao podemos tomar decisoes analisando o mercado exterior é mentira. Portugal nao vive isolado da Europa e depende fortemente do exterior


    Não podemos é tomar decisões com base em comparações com outros países, que possuem estilos de vida, condições de emprego, rentabilidades, fiscalidade, modos de capital, leis, ordenamento, etc completamente diferentes do nosso.

    Não é racional.
    É o mesmo que tomar decisões de investimento ou de compra de casa olhando para o que faz uma família com um rendimento de 5000 por mês , quando a minha só recebe 2500.

    A Alemanha e França não são países comparáveis ao nosso.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">