Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 21

    Colocado por: pauloagsantos

    um não assunto pq? se a casa foi construída da mesma forma que a sua à 20 anos é natural que sofra das mesmas patologias.



    De facto não sei se foi construída ou não como a minha de há 20 anos atrás, mas continuo a achar que actualmente não se justifica, nem pelo motivo poupança, a resolução, se a houver, vai ficar mais cara do que se o tivesse feito de raiz .... por isso sim, acho incrível que ainda arrisquem construir de forma tão irresponsável.
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 22

    Peça ao empreiteiro fotos do arranque do capote (de quando começou a aplicar as placas junto ao chão)
  4.  # 23

    Colocado por: pc ferreiraPeça ao empreiteiro fotos do arranque do capote (de quando começou a aplicar as placas junto ao chão)


    mas os empreiteiros tiram fotos das diversas fases da obra?

    na minha quem está a fazer esses registo sou eu.

  5.  # 24

    Colocado por: pauloagsantos

    mas os empreiteiros tiram fotos das diversas fases da obra?

    na minha quem está a fazer esses registo sou eu.


    Se não tiram, deveriam tirar, a rastreabilidade é muito importante.
  6.  # 25

    Claro que sim.

    eu tiro, principalmente das instalações, impermeabilizações, testes etc. as coisas que não ficam a vista. Principalmente para me salvaguardar.

    os "empreiteiros" já não sei se o fazem.
  7.  # 26

    Bom dia. Desde já obrigado a todos pelo contributo. Humilde em termos de preço não foi garantidamente, em termos de construção, isso terá sido garantidamente, no entanto eu como leigo, nessas questões mais técnicas não tinha e nem tenho conhecimentos que me permitissem acompanhar de forma mais crítica a obra. Eu acho que não foi impermeabilizada, tenho quase a certeza porque depois de construída comecei a olhar de outra forma para outras obras e reparei que os restantes construtores/empreiteiros passavam um produto (tipo tinta) preto nas fundações e que deduzi fosse impermeabilizante, coisa que não me recordo ter visto na minha. Mas na altura já estava feito e com que base técnica e legal poderia eu exigir que fosse feito isto ou aquilo? A única solução para resolver isto sem custos será mesmo usufruir da garantia e ir enviando relatórios documentados com fotos sempre que aparecer ou sempre que um determinado problema reaparecer para fazer parar a garantia. Mas desconfio que vou andar nisto a vida toda, mesmo depois dos 5 anos da garantia. Sempre que há o report de um problema, até que sejam tomadas medidas, a garantia pára. Não me parece de todo solução, até pelo desgaste psicológico que provoca e tem provocado ao longo destes quase 3 anos (faz 3 nos no dia 1/Abril) que comecei a habitar a casa. Já chamei cá uns senhores (creio que da Murprotec) que fizeram medições, emitiram um relatório e respetivo orçamento que apresentei ao empreiteiro. Advinham a resposta dele, correto?
  8.  # 27

    Colocado por: andrejoaobentesEu acho que não foi impermeabilizada, tenho quase a certeza porque depois de construída comecei a olhar de outra forma para outras obras e reparei que os restantes construtores/empreiteiros passavam um produto (tipo tinta) preto nas fundações e que deduzi fosse impermeabilizante,


    refere-se a uma emulsão betuminosa, genero flintkote. É melhor que nada, mas tambem não faz milagres. deveria sempre ser aplicado um esquema de drenagem nas estruturas enterradas. Infelizmente em portugal o que mais temos é do que voce apanhou.


    Colocado por: andrejoaobentesHumilde em termos de preço não foi garantidamente, em termos de construção, isso terá sido garantidamente, no entanto eu como leigo


    Talvez tambem não tenha o conhecimento suficiente para ler um orçamento? Até se pode dar o caso de ser ajustado. (atenção, isto não é desprimor nenhum, mas é a razao pela qual se deve recorrer a tecnicos logo na fase de pedido de preços)
  9.  # 28

    Colocado por: andrejoaobentesnessas questões mais técnicas não tinha e nem tenho conhecimentos que me permitissem acompanhar de forma mais crítica a obra


    O dono da obra não tem que perceber de questões técnicas, para isso é que existe a fiscalização, para garantir que o construtor faz como deve ser o trabalho dele, infelizmente o dono da obra acredita demasiado no construtor e vê a fiscalização como um custo desnecessário e até vai na conversa do construtor que arranja uma fiscalização ficticia que assina tudo de cruz.

    acredite que uma fiscalização independente do construtor tinha-lhe ficado mais barato do que resolver agora esse problema.

    o construtor não o vai resvolver porque a sua resolução é chata, é preciso retirar a água de junto das sapatas e para isso é preciso abrir em toda a volta da casa uma vala ao nivel das sapatas e colocar um dreno. é daquelas coisas que se for feita logo na altura, custa meia duzia de trocos, o material não é caro e a vala até já foi feita para fazer as sapatas. agora é uma chatisse, ainda por cima se for um daqueles construtores pequenos que nem uma máquina tem e costuma sub-contratar alguem que tenha. Provavelmente o construtor não o fez na altura porque se calhar nem confragem usou para as sapatas, foi deitar logo o betão para cima da terra.

    outra hipotese é não resolver o problema, mas esconde-lo e forrar as parades todas com pladur, reduzindo assim ligeiramente a area util da casa.

    vá tendo paciencia.
  10.  # 29

    Podia dizer qual foi o resultado do relatório que lhe fez essa empresa.
    E as indicações para resolver o seu problema.
    Com isso podiamos estar a ajudar que venha a seguir.
  11.  # 30

    Colocado por: andrejoaobentesque fizeram medições, emitiram um relatório e respetivo orçamento que apresentei ao empreiteiro

    A Proposta que lhe fizeram foi injecção de resinas?
  12.  # 31

    Colocado por: fernandoFerreira
    A Proposta que lhe fizeram foi injecção de resinas?


    Precisamente Fernando. Furos de x em x centímetros com injecção de resinas e davam garantia de uma série de anos. A questão foi que, enquanto leigo, aceitei as condições propostas em que eu já tinha o desenho da casa que queria, apresentei-o ao construtor e ele disse que assumia a construção chave na mão, ou seja, entregou o projeto de arquitetura e fiscalização da obra a um gabinete que dispunha de todos os serviços. Naturalmente que se soubesse o que sei hoje, faria muita coisa de forma diferente e acompanhava tudo com um espírito mais crítico que, apesar de continuar a não ser nenhum especialista nem perto disso, consigo já ter sensibilidade par algumas coisas que na altura não tive. Não querendo colocar em causa o trabalho de ninguém, depois disto pesquisei algumas coisas no nosso amigo google e apesar de não saber fazer, consegui perceber na teoria de que forma se devem fazer determinadas coisas. Mas infelizmente está construído e os problemas estão cá e pelo que percebo a resolução será demasiado dispendiosa e provavelmente assim continuarei.
  13.  # 32

    já tirou as medidas que lhe pedi?

    eu começava por levantar essa calçada e fazer um dreno em volta da casa.

    e impermeabilizar isso bem pelo lado de fora

    a solução da resina, é boa. o problema é o preço...
  14.  # 33

    Colocado por: fernandoFerreirajá tirou as medidas que lhe pedi?

    eu começava por levantar essa calçada e fazer um dreno em volta da casa.

    e impermeabilizar isso bem pelo lado de fora

    a solução da resina, é boa. o problema é o preço...


    Se se refere ao desnível entre o passeio exterior (calçada) e o chão interior, creio possam ser uns meros milimetros, poderá estar praticamente ao mesmo nível. Sim, o preço é proibitivo, não tenho o relatório feito na altura (há cerca de 1 ano e meio mais ou menos), mas sim, o preço não era convidativo e a garantia são 30 anos.
  15.  # 34

    Colocado por: andrejoaobentes

    Se se refere ao desnível entre o passeio exterior (calçada) e o chão interior, creio possam ser uns meros milimetros, poderá estar praticamente ao mesmo nível. Sim, o preço é proibitivo, não tenho o relatório feito na altura (há cerca de 1 ano e meio mais ou menos), mas sim, o preço não era convidativo e a garantia são 30 anos.


    Até pode estar ao mesmo nível, mas se aplicaram o capote através de perfis de arranque sem uma impermeabilização prévia, é sem dúvida um ponto de ruptura e de infiltração.
    Concordam com este comentário: fernandoFerreira
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">