Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa noite a todos.
    Estou a planear construir no conselho de loures e o meu arquitecto sugere ir pela via de aviso prévio.

    Alguém ja construiu começando por esta via em Loures?

    Confesso que tenho algumas duvidas sobre o fundamento legal e se poderei vir a ter problemas no futuro.
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Colocado por: Alexmiguelpela via de aviso prévio.

    Comunicação prévia

    Se não confia no arquitecto, procure outro.
  4.  # 3

    É um loteamento? Se não for poderá ser arriscado, e tem de ter confiança total nos seus técnicos.
  5. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  6.  # 4

    Se não for loteamento nem poderá ser comunicação previa, tem de ser licenciamento
    se for loteamento deve precaver-se com o seu arquiteto que em caso de não correr bem a comunicação previa, o alex não assume gastos com as correções aos vários projetos. por norma é prudente entregar primeiro a arquitetura ( licenciamento ) e depois com a aprovação desta, entregar as especialidades.
  7.  # 5

    Se quiser ficar absolutamente seguro, vá por licenciamento. Irá demorar mais tempo com a aprovação dos projectos.
    Se for por comunicação prévia, converse bem com o seu técnico, para estarem muitos seguros da proposta a realizar.
  8.  # 6

    Colocado por: Picareta
    Comunicação prévia

    Se não confia no arquitecto, procure outro.


    Obrigado pela correção.
    Nao se trata de confiar. Até me parece bastante honesto. Trata-se mais de manter um espírito crítico e nao aceitar chapa 5 tudo o que me dizem.
  9.  # 7

    Trata-se loteamento. Nao percebo nada do assunto e numa primeira impressão pareceu-me um mecanismo "à Chico esperto".

    Gostaria de saber se é realmente uma pratica aceitável equais os riscos.
  10.  # 8

    Atenção que comunicação prévia precisa do PIP.
  11.  # 9

    não precisa de PIP só em caso de não ser loteamento
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas
  12.  # 10

    Ok mea culpa. Não reparei que estava inserida num loteamento.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Alexmiguel
  13.  # 11

    Colocado por: AlexmiguelGostaria de saber se é realmente uma pratica aceitável equais os riscos.

    É uma prática bastante comum, quando existe um loteamento com tudo bem definido, como só o seu arquitecto é que conhece o loteamento, só ele poderá avaliar. Não estou a ver um arquitecto a sugerir CM se tivesse duvidas relativamente a alguma coisa.
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas, ADROatelier, Alexmiguel
  14.  # 12

    Acho que deve confiar no seu arquitecto... Não vejo porque não.
    Já sabe que para efectuar a Comunicação Prévia, terá já de ter tudo pronto, inclusive o Empreiteiro geral escolhido... Já tem empreiteiro, se não tiver, e como são coisas que actualmetne é complicado, eu optaia pelo Licencimento.
    Para Loures já efectuei um processo por comunicação Prévia.. mas já faz alguns anos....
    Concordam com este comentário: Picareta
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Alexmiguel
  15.  # 13

    Confie no seu arquitecto, já que é mesmo este que faz a proposta.
    É uma situação comum. A única precaução que é preciso ter é estar muito ciente do que se pode fazer no âmbito do loteamento e, também, ter noção do modo de trabalhar da câmara.

    Essencialmente, terão que preparar:
    - Projecto de Arquitectura
    - Projectos de todas as Especialidades
    - Documentação relativa ao construtor e à fiscalização da obra

    O pior cenário de todos é dar inicio à obra e, alguns meses mais tarde, ter que vir a ser obrigado a fazer alterações na mesma por a câmara discordar de algum item.

    Actualmente, devido à incerteza no sector causada pela pandemia, poderá ser útil equacionar optar por licenciamento.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Alexmiguel
    • imo
    • 18 Maio 2020 editado

     # 14

    ADRO, saberá certamente muito mais desta "poda" do que eu, mas atrevo-me a dizer que a incerteza de que fala decorre muito mais de outros fatores que não o (recente) Covid-19: o facto das câmaras interpretarem a diferente legislação de forma diferenciada, muita desorganização, alheamento da realidade do país e das consequências dos atrasos para a economia real, corrupção, desmotivação e ou incompetência de alguns técnicos (e rigidez laboral extrema), conflitos e zangas entre colegas e problemas de saúde mental. Na minha opinião, o licenciamento urbanístico neste país é assustador....
  16.  # 15

    Temos que ver caso a caso.
    Por exemplo, se se trata de um loteamento, se as regras estão bem clarificadas, se o arquitecto domina bem a legislação, se já trabalhou naquele concelho, para aquela câmara várias vezes, também não é um "bicho de sete cabeças".
    Porém, se não está confortável, o ideal é ir por Licenciamento. Faz primeiro a Arquitectura e, após aprovação da câmara, entrega as especialidades.

    Em termos de trabalho técnico, as tarefas a desenvolver são iguais.



    Colocado por: imoADRO, saberá certamente muito mais desta "poda" do que eu, mas atrevo-me a dizer que a incerteza de que fala decorre muito mais de outros fatores que não o (recente) Covid-19: o facto das câmaras interpretarem a diferente legislação de forma diferenciada, muita desorganização, alheamento da realidade do país e das consequências dos atrasos para a economia real, corrupção, desmotivação e ou incompetência de alguns técnicos (e rigidez laboral extrema), conflitos e zangas entre colegas e problemas de saúde mental. Na minha opinião, o licenciamento urbanístico neste país é assustador....
  17. Ícone informação Anunciar aqui?

  18.  # 16

    Boa noite,

    Tenho algumas comunicações prévias instruídas na CM de Loures. Nunca tive problemas.
    Por esta via o seu técnico deverá ter naturalmente, um conhecimento suficientemente abrangente, das regras do RMUE de Loures e PDM em vigor. Deverá ser experiente.
    Se o seu Arq. não tem experiência com a cm de Loures, aconselho-o a marcar uma reunião com o técnico da cm, e questionar sobre eventuais condicionantes.
    Neste concelho, as comunicações prévias estão a demorar cerca de 3 meses, até os requerentes terem as devidas autorizações de construção.

    SMG,arq
    smgarquitecto.com
    https://www.instagram.com/sergiomiguelgodinho_arq/
    Concordam com este comentário: ADROatelier
  19.  # 17

    Fiz uma comunicação prévia em 2017, e tenho outra a correr neste momento, não tenho pontos negativos a apontar apenas positivos (rapidez).
    Concordam com este comentário: SG_arquitecto
  20.  # 18

    Colocado por: SG_arquitectoNeste concelho, as comunicações prévias estão a demorar cerca de 3 meses, até os requerentes terem as devidas autorizações de construção.

    Nas comunicações prévias, as câmaras não dão autorização de construção.
    Fazer uma comunicação prévia, e ficar à espera de resposta da Câmara não faz sentido nenhum, se é para isso fazem um licenciamento.
    Muitos técnicos não sabem orientar os seus clientes.
  21.  # 19

    Colocado por: SG_arquitectoNeste concelho, as comunicações prévias estão a demorar cerca de 3 meses, até os requerentes terem as devidas autorizações de construção.


    Confirmo esta informação, mas a técnica da CM também me disse que via licenciamento demorava praticamente o mesmo tempo, pelo que optei por licenciamento.
  22.  # 20

    Colocado por: PicaretaFazer uma comunicação prévia, e ficar à espera de resposta da Câmara não faz sentido nenhum, se é para isso fazem um licenciamento.


    Mas há CM com interpretações paralelas, que transformam na prática uma CP quase num licenciamento...
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">