Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 21

    Colocado por: DR1982lavandaria na cave, muito sobe e desce de escadas para tratar da roupa!

    E meter um aconduta para a roupa suja.. desde o piso +1 até à cave. de modo a cair directamente na alcofa de roupa suja.. depoi sé so preciso trazer a roupa lavadinha e dobrada.
  2.  # 22

    E neste caso essa conduta ate pode ficar escondida num dos modulos do armário em frente as escadas, ha sempre soluções!
    Se bem que eu acho preferível, quando possível, a lavandaria no r/c com acesso direto a um estendal no exterior, a menos que se seque a roupa sempre na maquina, da jeito!
    Mas nao é por ai que o gato vai as filhoses...
  3.  # 23

    Colocado por: Pedro Barradasconduta para a roupa suja


    É curioso que também já tivémos conduta no "desenho" anterior (e tinha também acesso à conduta no r/ch). No atual layout do WC do r/ch "obrigou" a empurrar os armários da entrada /para a frente da porta do quarto). e agora não tem um local óbvio para essa conduta:(
  4.  # 24

    Boa tarde,

    Seguindo algumas das sugestões, o átrio da entrada reduziu a profundidade para 110 cm, abrindo um pouco o WC, e permitindo espaço suficiente (penso eu) para a adição da conduta da roupa suja!

    Também passou a estar projetada a muito necessária TV da cozinha:)
      v2.jpg
    •  
      marco1
    • 18 Maio 2020 editado

     # 25

    a meu ver em vez dessa coisa da conduta, devia era aproveitar isso para o quadro elétrico assim como o ATI

    devia também pedir ao seu arquiteto que estude a wc acessível nem que tenha que assumir tipo um cubo na forma pura da casa tal como esta imagem que mando aqui
    a linha obliqua podia continuar como está
      v22.jpg
  5.  # 26

    Colocado por: marco1a linha obliqua podia continuar como está
    a linha obliqua que nos encaminha à entrada deixava de fazer sentido
  6.  # 27

    não se o cubo da wc fosse mais baixo, tipo algo que estava ali incrustado nessa parede obliqua. alias com jeitinho essa parede obliqua quando "batesse" no volume da wc podia proporcionar ai uma fresta para a mesma seguindo a logica plástica do resto.

    para mim o "mal" deste projeto é que a funcionalidade está completamente sob o domínio de uma forma plástica ou de uma logica plástica, e lá está só se consegue o ZEN a meu ver quando há mais equilíbrio nesses aspetos da arquitetura.
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas, antonylemos
    Estas pessoas agradeceram este comentário: ricardo.rodrigues
    • Anaa
    • 19 Maio 2020 editado

     # 28

    As camas estão à escala? Na suite parece não estar. Ou estou a ver mal ou não vai ter aquele espaço de passagem ao fundo da cama.

    Edit
    Já vi que devem estar com 190cm.

    Tem imagens dos alçados ou 3D? Gosto da planta mas não estou a conseguir visualizar aqueles cortes
  7.  # 29

    Colocado por: Anaaá vi que devem estar com 190cm


    Sim, confirmo que as camas estão só com 190x140. Deviam estar desenhados, pelo menos com 200x150 (e mesmo isso só é possível se as camas forem super simples, tipo sommier).

    E também confirmo que a cama da suite em cima está mais para os 180cm!(bem visto)
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas
  8.  # 30

    Agradeço os vossos inputs, e informo que estamos a considerar também a sugestão de reduzir a profundidade da sala para 450cm (e o resto da casa a acompanhar), pois a carteira não estica. Coloco aqui desenho atualizado e com camas mais "realistas".

    Quanto ao WC acessível no r/c, a ideia é interessante, mas irá arranjar-se o Wc do piso de cima para cumprir com as acessibilidades,e penso que aquele do r/c até já estará "suficiente" para poder ter uma pessoa a ajudar outra (nem que, numa situação continuada desse tipo, no limite, fosse forçado a equacionar o vidro do chuveiro, para dar mais espaço de manobra, trocando por umas simples cortinas, por exemplo).

    Depois, também iremos abordar com o arquiteto o sobrecusto das portas pivotantes...
      v5.jpg
  9.  # 31

    Devia era arranjar um arquitecto para lhe fazer o projecto... está a fazer um exercício de design... e tem ai coisas mal engendradas para uma habitação... Reflectidas nos layouts e disposição do mobiliário e equipamentos aqui representados.

    Espera aqui resolver o projecto idealizado por si, quando o mesmo deverá ser resolvido com o arquitecto que assinar isso.
    Concordam com este comentário: Picareta
  10.  # 32

    Confesso que a parte dos "polarizantes" me ia fazendo desistir do tópico...mas como vamos ser vizinhos, deixo só uma dica.

    A CMO não considera como área ocupada tudo o que não toque no chão. Ou seja, tem a fachada da casa a 3m do muro, mas se lançar uma cobertura do piso de cima, de forma suspensa e que fique a 2metros do muro, eles não consideram estar a desrespeitar nada...

    Mas tente tudo. Eu tenho um vizinho 3 lotes acima do meu, que demoliu um mono num terreno de mais de 350m2 para agora construir quase fora do terreno.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: ricardo.rodrigues
  11.  # 33

    Bom dia,

    Quando referi "polarizante", foi porque penso que o desenho atual para os alçados é de gosto duvidoso, na medida que, na minha opinião, ou se gosta, ou se detesta (pode até parecer "pretencioso" - um arquiteto talvez escrevesse "ousado" - para o local, como esta https://www.archdaily.com/80155/house-on-the-castle-mountainside-fran-silvestre-arquitectos/5012a4d928ba0d147d000129-house-on-the-castle-mountainside-fran-silvestre-arquitectos-photo).

    Nota: - neste caso, o local é algo "desinteressante", pois, do outro lado do ringue de futebol, ficam uma série de blocos de habitação social com mais de vinte anos (mas foi a única maneira de, em Odivelas, comprar um terreno com mais alguma área livre, sem ir morar para lá do sol posto).

    Relativamente à interpretação da CMO, quanto ao cálculo da área de implantação, também já tinha reparado que só consideram o que toca no chão (isso é bem explícito no RMEU, como coloquei logo no primeiro post https://forumdacasa.com/discussion/70028/mais-um-caixote-em-estudo-previo/#Comment_1579691). A minha dúvida prende-se com o cálculo da área bruta (se os espaços triangulares vazios serão considerados ou não, dado estarem cobertos, embora se avançarmos com redução de áreas, como coloquei neste último desenho, já cabe bem na área de construção total permitida (mesmo contando com as reentrâncias triangulares).
  12.  # 34

    Colocado por: Pedro Barradasresolver o projecto idealizado por si


    Mais uma vez, concordo com o Pedro Barradas, mas gostava de salientar que os méritos [ou deméritos:)] do desenho e layout cabem ao arquiteto. Nós já passámos por diferentes versões do cubo, com corpos balançados e afins, mas depois de ver alçados e 3D, foi exigência nossa que se "partisse" o cubo de outra maneira, para não parecer tão monolítico, e para tentar ter um design "menos visto".

    Nós não sugerimos nada destes triângulos (mas é claro que a disposição atual dos quartos, dos wc e da cozinha já é resultado de alguma convergência de opiniões sobre versões anteriores do estudo prévio).
  13.  # 35

    Colocado por: ricardo.rodriguesA minha dúvida prende-se com o cálculo da área bruta (se os espaços triangulares vazios serão considerados ou não, dado estarem cobertos, embora se avançarmos com redução de áreas, como coloquei neste último desenho, já cabe bem na área de construção total permitida (mesmo contando com as reentrâncias triangulares).

    O que acha o seu arqutiecto? Qual a definição de Area bruta de construção, para efeitos dos indíces do loteamento?




    Colocado por: ricardo.rodriguesRelativamente à interpretação da CMO, quanto ao cálculo da área de implantação, também já tinha reparado que só consideram o que toca no chão (isso é bem explícito no RMEU, como coloquei logo no primeiro post

    dúvida!? Isso é um conceito básico que qualquer arquitecto deverá saber de cor... O conceito está definido em Decreto Regulamentar desde 2009.
  14.  # 36

    Eu confesso que não estou a ver em concreto onde fica localizada essa urbanização, mas só olhei de relance.

    Vá colocando coisas por aqui...os leigos agradecem :D
  15.  # 37

    Hoje, num raro devaneio pelas redes sociais, reparei que o arquiteto também deixa espreitar (mais) uma maqueta do projeto em estudo prévio (esta nova é a 1:50).

    Já pedimos mais umas alterações, nomeadamente no WC do r/ch, que vai ficar um pouco mais amplo, mas não chega para cumprir com as acessibilidades.
      98176285_3768513896508294_7270141891272769536_n.jpg
  16.  # 38

    a rampa de acesso pedonal não cumpre as acessibilidades ;)

    ...Um programa destes, simples, não entendo actualmente, com os meios digitais disponiveis, a necessidade de se fazer uma maquete real... de concepção/ estudo...

    ...Cada um terá a sua maneira de trabalhar.

    No inicio de carreira ainda fiz... umas 2, depois desisti, os clientes não valorizavam, os honorários possiveis não pagam estes luxos ( as horas do monta/ desmonta)...Apareceu a revolução digital, os software de modelação conceptual com curva de aprendizagem e custos acessiveis. permitindo ao tecnico testar e testar, em 4x menos tempo... incluindo factores externos actualmente importantissimos , como seja o percurso solar, e as suas implicações. jogos e soluçõe scormáticas e de textura...

    Boa sorte.
    Concordam com este comentário: marco1, Mk Pt
  17.  # 39

    Bom dia,

    O acesso pedonal, já nos tinha falado que tem que ser ajustado, estando pendente de input de engenharia quanto à altura total "que conseguimos" do piso da cave até ao soalho do r/ch, e já falámos em duas opções (que também podem ser combinadas):
    - Afundar um pouco a casa, relativamente à cota natural do terreno;
    - Fazer mais uma linha oblíqua no acesso pedonal (sugestão minha), para vir "buscar" o passeio a uma cota mais elevada, do estilo deste acesso da "Casa Carrara" (Mário Martins).

    Quanto às maquetas, é o processo de trabalho do arquiteto, e não exclui os 3D (que também já nos foi mostrando).

    Obrigado.
      1942110a.jpg
  18.  # 40

    Colocado por: ricardo.rodriguesestando pendente de input de engenharia quanto à altura total "que conseguimos" do piso da cave até ao soalho do r/ch

    è preciso de input da engenharia!? para saber isso!? estranho, é o 1º projecto concerteza ;)