Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde,

    Os contadores de água de todos os inquilinos do prédio estão todos juntos no hall de entrada do prédio. Neste momento tenho as 2 torneiras de segurança do meu contador avariadas por falta de uso ou por outro motivo que me é alheio. A quem compete pagar o arranjo das mesmas, a mim ou ao condomínio? Obrigada pela atenção.
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

    • size
    • 10 Junho 2020 editado

     # 2

    Uma das torneiras será a que está instalada antes do contador. O manuseamento e manutenção desta torneira é da exclusiva responsabilidade da Empresa de fornecimento de água.

    A outra, depois do contador, é a torneira de segurança da sua instalação, pelo que que é da sua responsabilidade a possível reparação. Mas, poderá não estar avariada, sim estar ´´emperrada´´ sendo necessário mais força para a fazer rodar.
  3.  # 3

    Obrigada pela resposta. As torneiras devem estar mesmo avariadas pois não interrompem o fornecimento de água para dentro de casa quando as fecho.
  4. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

    • size
    • 10 Junho 2020 editado

     # 4

    Coloque foto da sua torneira na posição de fechada
    Verifique bem se não estará a fechar torneira de um vizinho. :)
    Estas pessoas agradeceram este comentário: L_santos
  5.  # 5

    ARTIGO 1424º -Encargos de conservação e fruição
    1. Salvo disposição em contrário, as despesas necessárias à conservação e fruição das partes comuns do edifício e ao pagamento de serviços de interesse comum são pagas pelos condóminos em proporção do valor das suas fracções.
    2. Porém, as despesas relativas ao pagamento de serviços de interesse comum podem, mediante disposição do regulamento de condomínio, aprovada sem oposição por maioria representativa de dois terços do valor total do prédio, ficar a cargo dos condóminos em partes iguais ou em proporção à respectiva fruição, desde que devidamente especificadas e justificados os critérios que determinam a sua imputação.
    3. As despesas relativas aos diversos lanços de escadas ou às partes comuns do prédio que sirvam exclusivamente algum dos condóminos ficam a cargo dos que dela se servem.
    4. Nas despesas dos ascensores só participam os condóminos cujas fracções por eles possam ser servidas.
    5. Nas despesas relativas às rampas de acesso e às plataformas elevatórias, quando colocadas nos termos do n.º 3 do artigo seguinte, só participam os condóminos que tiverem procedido à referida colocação.
  6.  # 6

    Essas valvulas, após o contador, são da responsabilidade do condómino da fracção respectiva.
    Não é da responsabilidade do condomínio.
  7.  # 7

    Colocado por: sizeUma das torneiras será a que está instalada antes do contador. O manuseamento e manutenção desta torneira é da exclusiva responsabilidade da Empresa de fornecimento de água.

    Parece que não é assim. No prédio onde vivo começamos a ter problemas com as torneiras e as válvulas (olho-de-boi) ANTES do contador,com ferrugem e a pingar. Contactei os SMAS de Oeiras/Amadora e foram muito claros : a responsabilidade era do condomínio. A responsabilidade deles termina na válvula á entrada do prédio. E até deram um orçamento para substituir tudo por cobre e valvulas tipo EPAL. E cobraram 35€ por cada dia que vieram fechar e abrir a valvula do prédio.
    Havia um condómino que tinha a estragado a torneira depois do contador que foi substituida sem custo adicional. Mudamos tudo para cobre e multicamada feito por uma empresa de moldavos.
    Concordam com este comentário: rjmpires
    • size
    • 11 Junho 2020

     # 8

    Colocado por: Carvai

    Parece que não é assim.
    A responsabilidade deles termina na válvula á entrada do prédio.


    Sim, está correcto.
    Corrijo a minha anterior opinião.
  8.  # 9

    Colocado por: Carvai
    Parece que não é assim. No prédio onde vivo começamos a ter problemas com as torneiras e as válvulas (olho-de-boi) ANTES do contador,com ferrugem e a pingar. Contactei os SMAS de Oeiras/Amadora e foram muito claros : a responsabilidade era do condomínio. A responsabilidade deles termina na válvula á entrada do prédio. E até deram um orçamento para substituir tudo por cobre e valvulas tipo EPAL. E cobraram 35€ por cada dia que vieram fechar e abrir a valvula do prédio.
    Havia um condómino que tinha a estragado a torneira depois do contador que foi substituida sem custo adicional. Mudamos tudo para cobre e multicamada feito por uma empresa de moldavos.

    Num apartamento em Odivelas onde a minha mulher é gestora do condomínio teve uma experiência idêntica, uma rotura na conduta para o prédio exactamente a jusante da válvula de corte situada ainda na rua, a reparação ficou a cargo do condomínio.
    Portanto essas válvulas a montante do contador também deverá ser "território" do condomínio, a jusante do contador será da responsabilidade de cada condómino.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">