Iniciar sessão ou registar-se
    • PoisÉ
    • 21 junho 2020 editado

     # 21

    Colocado por: GambinoSe ler atentamente o que escrevi

    Parece-me é que o Gambino não leu atentamente o que eu escrevi.

    Não faz mal, alguém há-de ler.
    Mas se não lerem também não faz mal, não sou eu que perco, apeteceu-me escrever, escrevi.
    É como os peidos, apetece-me, dou-os.
  1.  # 22

    Colocado por: Gambino

    POis, mas pelo menos isso devia ter impacto no preço dos imóveis, porque crédito mais dificil = menos vendas.
    Mas naonquer dizer que as pessoas estejam commpressa para vender! Eu próprio tenho um terreno a venda e tambem ja recebi telefonemas desses a querer negociar e um disse inclusive que era “dinheiro na mao”, a questão é que o Covid apesar de me ter feito estar 2 meses e meio, praticamente nao senti nada nas minhas finanças, por isso não há motovo para aceitar menos agora do que aceitava antes disto!
  2.  # 23

    Colocado por: PoisÉ
    Parece-me é que o Gambino não leu atentamenteo que eu escrevi.

    Não faz mal, alguém há-de ler.
    Mas se não lerem também não faz mal, não sou eu que perco, apeteceu-me escrever e escrevi.
    É como os peidos, apetece-me, dou-os.


    Li com muita atenção.

    Acredita que não o fiz?

    Agradeço a sua colaboração e olhe...alivie-se!
  3.  # 24

    Colocado por: DR1982Mas naonquer dizer que as pessoas estejam commpressa para vender! Eu próprio tenho um terreno a venda e tambem ja recebi telefonemas desses a querer negociar e um disse inclusive que era “dinheiro na mao”, a questão é que o Covid apesar de me ter feito estar 2 meses e meio, praticamente nao senti nada nas minhas finanças, por isso não há motovo para aceitar menos agora do que aceitava antes disto!


    Tudo bem!

    Mas em 27 imóveis não haver um único que tenha ficado mais "à rasca" para vender, é um sinal negativo para quem quer comprar.
  4.  # 25

    Eu acho que nao devem ser muitos os donos de Casas acima dos 200 mil que ficam a tremer por nao receber/ nao receber na totalidade por 2 meses...
    Concordam com este comentário: Paramonte
  5.  # 26

    Se o tivesse feito como deve ser, percebia logo onde havia espaço para negociação e onde não havia.

    Como escrevi noutro sítio qualquer, na história da humanidade nunca houve tanto dinheiro na mão das pessoas como hoje.
    A existência de tanto dinheiro tira a pressão para vender, tira a necessidade de vender.
    Cada vez vai haver mais imóveis à venda.
    Se o dono/vendedor não precisa do dinheiro, ele não vai vender por outro preço que não aquele que ele quer.
    Se o dono está limitado pelo que pagou ou pelo crédito que tem, não vai vender mais barato que isso.
    Essas casas NÃO ESTÃO À VENDA, pelo menos para si, perceba isto.
    Concordam com este comentário: Paramonte
    • PoisÉ
    • 21 junho 2020 editado

     # 27

    Colocado por: GambinoMas em 27 imóveis não haver um único que tenha ficado mais "à rasca" para vender, é um sinal negativo para quem quer comprar.

    E as moratórias agora vão até Março de 2021, por isso, espere sentadinho e aguente onde está.

    Do que vejo, alguns proprietários de AL estão a ficar traumatizados, vamos ver quanto tempo mais aguentam, mesmo com moratórias.
    É esses que deve procurar: os que por uma questão psicológica estão a ficar fartos, num ponto de ruptura.

    Mas, não lhes pode oferecer menos do que aquilo que eles pagaram - isso, eles não conseguem simplesmente fazer.
    Lembre-se que muitos deles entraram tarde e compraram caro, muitas vezes com recurso ao crédito.
    Se devem ao banco 200 mil, se gastaram 50 mil no AL, de certeza que não lhe vão vender por 200 mil, pelo menos, enquanto não for insustentável.

    Se então falarmos daqueles que têm 100% de capitais próprios, esqueça, nesses a negociação deve ser perto de zero.
    Quantas vezes não ouvi o discurso do "prefiro fechar as casas e esperar".

    Como lhe disse antes, para comprar casa agora, o que lhe interessa é conhecer o vendedor.
    Concordam com este comentário: smart, JVMM
  6.  # 28

    Colocado por: PoisÉ
    E as moratórias agora vão até Março de 2021, por isso, espere sentadinho e aguente onde está.

    Do que vejo, alguns proprietários de AL estão a ficar traumatizados, vamos ver quanto tempo mais aguentam, mesmo com moratórias.
    É esses que deve procurar: os que por uma questão psicológica estão a ficar fartos, num ponto de ruptura.

    Mas, não lhes pode oferecer menos do que aquilo que eles pagaram - isso, eles não conseguem simplesmente fazer.
    Lembre-se que muitos deles entraram tarde e compraram caro, muitas vezes com recurso ao crédito.
    Se devem ao banco 200 mil, se gastaram 50 mil no AL, de certeza que não lhe vão vender por 200 mil, pelo menos, enquanto não for insustentável.

    Se então falarmos daqueles que têm 100% de capitais próprios, esqueça, nesses a negociação deve ser perto de zero.
    Quantas vezes não ouvi o discurso do "prefiro fechar as casas e esperar".

    Como lhe disse antes, para comprar casa agora, o que lhe interessa é conhecer o vendedor.
    Concordam com este comentário:smart


    É o que me dizem os 6 que sei que eram AL. Dizem todos: "esse valor não, prefiro ficar com a casa sempre fechada, como está, gasto pouco e espero pelo comprador certo!".

    Não vejo nenhum desesperado...Todos muito "à larga", resposta logo na ponta da lígua, nem dizem "vou pensar" ou nem fazem contra-proposta, é logo "não", assim de de "sopa".
  7.  # 29

    Colocado por: PoisÉSe o tivesse feito como deve ser, percebia logo onde havia espaço para negociação e onde não havia.

    Como escrevi noutro sítio qualquer, na história da humanidade nunca houve tanto dinheiro na mão das pessoas como hoje.
    A existência de tanto dinheiro tira a pressão para vender, tira anecessidade de vender.
    Cada vez vai haver mais imóveis à venda.
    Se o dono/vendedor não precisa do dinheiro, ele não vai vender por outro preço que não aquele que ele quer.
    Se o dono está limitado pelo que pagou ou pelo crédito que tem, não vai vender mais barato que isso.
    Essas casas NÃO ESTÃO À VENDA, pelo menos para si, perceba isto.


    Estarem à venda estão, infelizmente vejo que não estão efectivamente para o meu bolso.

    Não os vejo desesperados, apesar de terem essas casas à venda há pelo menos 8 meses!
    • smart
    • 21 junho 2020 editado

     # 30

    hum
    estão as empresas e familias na expectativa, pois ninguem sabe a redução económica que vamos experimentar, nem a dimensão do desemprego a assistir.
    criaram-se moratórias e aposta-se no investimento publico para que a actividade comercial apresente o melhor de si e as famílias cumpram os seus compromissos, sem que entremos numa forte deflação, susceptível de gerar a maior crise de sempre.
    passados 2 meses já se espera que o imobiliário quebre 50%...
    espere um ano, pelo fim das moratórias e guarde bem o $, não vá um dia chegar lá e não haver para o investimento pretendido......
  8.  # 31

    A maioria dos imóveis não vão descer. Quem constrói para venda, não tem motivo para baixar o preço: continua a existir muita procura e pouca oferta. Quem sempre comprou, continua com dinheiro, esta situação não alterou nada (aqueles que perderam a capacidade de comprar por estarem 2 meses em "crise", nunca tiveram verdadeira capacidade de compra).
    Concordam com este comentário: mcc7, Paramonte
  9.  # 32

    Colocado por: smarthum
    estão as empresas e familias na expectativa, pois ninguem sabe a redução económica que vamos experimentar, nem a dimensão do desemprego a assistir.
    criaram-se moratórias e aposta-se no investimento publico para que a actividade comercial apresente o melhor de si e as famílias cumpram os seus compromissos, sem que entremos numa forte deflação, susceptível de gerar a maior crise de sempre.
    passados 2 meses já se espera que o imobiliário quebre 50%...
    espere um ano, pelo fim das moratórias e guarde bem o $, não vá um dia chegar lá e não haver para o investimento pretendido......


    O que me impressiona é que a conversa do fim da bolha é sempre a mesma e acaba sempre, para minha frustração, em: "espere mais um ano", "para o ano é que é", "está quase a rebentar", etc...e não passamos disto! Quando começo as visitas e contactos deparo-me com a realidade nua e crua e está muito longe sequer de haver sinais dessas quebras que menciona e que eu queria!
  10.  # 33

    Colocado por: ANdieselA maioria dos imóveis não vão descer. Quem constrói para venda, não tem motivo para baixar o preço: continua a existir muita procura e pouca oferta. Quem sempre comprou, continua com dinheiro, esta situação não alterou nada (aqueles que perderam a capacidade de comprar por estarem 2 meses em "crise", nunca tiveram verdadeira capacidade de compra).


    Foi o que me disse o Dono duma imobiliária que me ajudou nas abordagens. "Quem não pode comprar agora, também não podia há três meses, quem podia comprar à vontade, continua a poder".
  11.  # 34

    Colocado por: Gambino

    O que me impressiona é que a conversa do fim da bolha é sempre a mesma e acaba sempre, para minha frustração, em: "espere mais um ano", "para o ano é que é", "está quase a rebentar", etc...e não passamos disto! Quando começo as visitas e contactos deparo-me com a realidade nua e crua e está muito longe sequer de haver sinais dessas quebras que menciona e que eu queria!
    Ja experimentou comecar a procurar casas que pode pagar? Se só pode ir aos 200.000 procure casas dentro do seu orçamento, as casas nao vao baixar porque voce gostava que isso acontece-se, enquanto espera, se estiver a pagar renda esta a perder dinheiro!
    Concordam com este comentário: DVilar, Picareta, Bi91, imo, desofiapedro, Paramonte, h2o
  12.  # 35

    Colocado por: Gambino


    Se ler atentamente o que escrevi vai verificar que já negociei. Já tentei negociar mais e mais, mas nada.

    Nos 27 imóveis que selecionei tenho de tudo, mas nenhum negoceia mais de 20mil e isso é o máximo que encontrei, a maioria negoceia 3mil a 5mil, um ou outro negoceia 10 a 15mil!

    O que negoceia até 20mil é um particular, mas o imóvel está à venda por por 270mil! E ele só baixa até 250mil, eu preciso que vá até aos 200mil, quando lhe digo isto ele simplesmente quase que perde o interesse em falar mais comigo.

    Os restantes é a mesma coisa mas por valores de negociação mais baixa. Uns estão por 220mil, eu peço 200mil, respondem sempre que é impossível, máximo 215mil. Outros estão por 240mil, peço 200mil, dizem que até aos 230, 225mil tudo bem, menos é impossível.

    Portanto, negociar, já eu negoceio o máximo, mas não há abertura nenhuma e pensei que agora negociavam mais que há uns meses atrás, puro engano meu...não mudaram 1 centimo.

    Tudo normal.
    Eu também gostava de comprar um Ferrari de 200k por 120k...
    Concordam com este comentário: DR1982, pguilherme
  13.  # 36

    Colocado por: DR1982Ja experimentou comecar a procurar casas que pode pagar? Se só pode ir aos 200.000 procure casas dentro do seu orçamento, as casas nao vao baixar porque voce gostava que isso acontece-se, enquanto espera, se estiver a pagar renda esta a perder dinheiro!


    Eu já tenho casa, mas preciso duma maior, na mesma zona. A família cresceu e preciso de claramente mais espaço. Mas não há nada abaixo de 200mil na minha zona para a tipologia e características que preciso. Para esse preço tenho de me mudar para "longe" o que me vai pesar em deslocações, tempo, qualidade de vida e uma série de alterações de rotinas.

    Tinha esperança que a bolha explodisse e achei que o COVID podia ter pelo menos isso positivo, mas deparei-me com uma realidade muito crua e frustrante.
  14.  # 37

    Colocado por: DavidMendes
    Tudo normal.
    Eu também gostava de comprar um Ferrari de 200k por 120k...
    Concordam com este comentário:DR1982


    Olhe eu não.

    Ferraris servem apenas para você mostrar aos outros que é rico! Mas se é verdadeiramente rico e com ego preenchido sobre isso, para que precisa de mostrar que é???! Seja e goze, os outros saberem ou não é indiferente.

    Ou pode gostar muito de carros tipo colecionador, aí admito que tenha um bólide assim! De resto é para os outros pensarem de sí o que você quer que eles pensem, é um sinal de fraqueza.

    Olhe que o Belmiro de Azevedo, o AMérico Amorim, o Bill Gates e os Zuckerbergs, etc, não têm esse tipo de bens. Isso para eles é irrelevante.
    Concordam com este comentário: ferreiraj125
  15.  # 38

    Colocado por: GambinoTinha esperança que a bolha explodisse e achei que o COVID podia ter pelo menos isso positivo, mas deparei-me com uma realidade muito crua e frustrante.


    Não há "bolha", esqueça isso. A menos que seja uma casa usada de alguém desesperado em vender, os preços vão-se manter inalterados. Pequenas flutuações há sempre, e isso até depende mais da habilidade em negociar (e da vontade do vendedor), do que propriamente do COVID.

    Colocado por: GambinoFerraris servem apenas para você mostrar aos outros que é rico!


    Acho que você não gosta de conduzir!!
  16.  # 39

    Colocado por: ANdiesel

    Não há "bolha", esqueça isso. A menos que seja uma casa usada de alguém desesperado em vender, os preços vão-se manter inalterados. Pequenas flutuações há sempre, e isso até depende mais da habilidade em negociar (e da vontade do vendedor), do que propriamente do COVID.



    Acho que você não gosta de conduzir!!


    Mas toda a gente fala em bolha...não entendo!


    Nisso tem razão, não sou louco por conduzir, admito que os apaixonados por condução apreciem um bólide assim, mas olhe que a esmagadora maioria das pessoas que compra esses carros não é pelo prazer de conduzir.

    Eu pelo menos tenho dois amigos de infância que são irmãos e desde que o Pai lhes morreu que só compram porsches, já tiveram boxsters, cayennes, panameras...mas eles gostam tanto de carros como eu, portanto...só sobra a questão do ego.
  17.  # 40

    Com essa mentalidade não compra a casa que sonha, se quer comprar baixe o nível do sonho.
 
0.0581 seg. NEW