Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Será que me podem ajudar no seguinte assunto:
    O meu pai tem uma casa alugada. Acontece que o seu inquilo, uma senhor já nos oitenta anos, não paga a renda há já 4 meses. Ele vive nessa casa com um filho deficiente (de um acidente grave) e netos. Diga-se que o meu pai, como senhorio, não recebeu qualquer informação do inquilino, ou do filho, para esta falta de pagamento.
    A minha dúvida é a seguinte: o que o meu pai deve fazer? Esta questão da pandemia veio alterar muita coisa. Reflete-se também nestes casos?
    O meu pai tem-lhe enviado cartas registadas, todos os meses, (seu eu que lhas escrevo) mas... é o silêncio total. Todos os meses é um calote!
    O que devemos fazer? Podem ajudar-nos, por favor?
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Já foi à casa?

    Sabe se o senhor ainda é vivo?

    Não seria o primeiro nem o último caso em que o inquilino morre e o senhorio é o último a saber.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: ABravo
  4.  # 3

    Colocado por: PoisÉJá foi à casa?

    Sabe se o senhor ainda é vivo?

    Não seria o primeiro nem o último caso em que o inquilino morre e o senhorio é o último a saber.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:ABravo


    Pelo facto deste filho do inquilino, que com ele vive, ter tido um acidente (no qual até morreu a esposa) e ter um grau de incapacidade elevado, quase de certeza vai fazer com que - à luz da lei portuguesa - o contrato de arrendamento passe de pai para filho. Portanto, a bem dizer, nós, os donos, nunca mais vamos poder dispor da casa. Aquela família de inquilinos, que já está na nossa casa há uns bons 40 anos, vai ficar lá para sempre!

    A juntar a isto, e como se não bastasse, há 4 meses que não pagam a renda nem nada dizem.

    Daí me surgir a pergunta: será que existe alguma "lei COVID" que proteja os inquilinos, nesta altura, do incumprimento? Será que ele não pága porque tem "as costas quentes" porque essa lei Covid permite isso aos inquilinos? É que ele tem 4 filhos e um deles é juiz. Sempre foi um inquilino muito complicado em termos das "leis", com obras, recusas de aumentos, etc. Portanto, como tem este histórico e filhos bem colocados, o meu pai sente que tem de ter muito cuidado com as questões legais.

    Por outro lado, eu não queria colocar o meu pai, que já não é novo, nessa situação de ter de ir bater à porta do inquilino e reclamar pelo calote. Eu não quero sujeitá-lo a isso. Sei lá se não é bem recebido e se incomóda do coração? É um risco.

    Preferia fazer as coisas legalmente, mesmo sabendo que é Portugal, país onde as leis demoram muito a serem aplicadas.

  5.  # 4

    Colocado por: ABravoO meu pai tem-lhe enviado cartas registadas, todos os meses, (seu eu que lhas escrevo) mas... é o silêncio total.



    Colocado por: ABravohá 4 meses que não pagam a renda nem nada dizem.


    Vocês, senhorios, não devem contactar mais o inquilino. É bom para vocês que eles não paguem as rendas durante uns meses. De outra forma nunca mais terão a vossa casa.

    Devem ir consultar um ADVOGADO de uma Associação de Proprietários e talvez se safem. Façam-se sócios de uma Associação de Proprietários e depois consultem um Advogado deles.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: ABravo
  6.  # 5

    Colocado por: JOCOR




    Vocês, senhorios, não devem contactar mais o inquilino. É bom para vocês que eles não paguem as rendas durante uns meses. De outra forma nunca mais terão a vossa casa.

    Devem ir consultar um ADVOGADO de uma Associação de Proprietários e talvez se safem. Façam-se sócios de uma Associação de Proprietários e depois consultem um Advogado deles.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:ABravo

    Recomendam-me alguma Associação de Proprietários em particular? Há alguma assim mais dinâmnica e forte na defesa, na justiça, dos direitos dos senhorios? Neste caso, é o direito básico de receber a renda no fim do mês. Apenas isso.
  7.  # 6

    Associação da zona da casa arrendada ou julgados de paz
  8.  # 7

    Colocado por: ABravoRecomendam-me alguma Associação de Proprietários em particular?

    Eu penso que numa primeira abordagem ficará bem com qualquer das duas que conheço: a ALP ou a ANP.

    Eu sou sócio das duas e em termos de consultas de Advogado acho-as a ambas boas. Na ALP paga pelas consultas cerca de vinte e tal euros (já não me recordo bem) e na ANP tem a primeira consulta gratuita.

    Depois logo vê como e se deve avançar com algum processo .
  9.  # 8

    Colocado por: ABravo

    Pelo facto deste filho do inquilino, que com ele vive, ter tido um acidente (no qual até morreu a esposa) e ter um grau de incapacidade elevado, quase de certeza vai fazer com que - à luz da lei portuguesa - o contrato de arrendamento passe de pai para filho. Portanto, a bem dizer, nós, os donos, nunca mais vamos poder dispor da casa. Aquela família de inquilinos, que já está na nossa casa há uns bons 40 anos, vai ficar lá para sempre!

    A juntar a isto, e como se não bastasse, há 4 meses que não pagam a renda nem nada dizem.

    Daí me surgir a pergunta: será que existe alguma "lei COVID" que proteja os inquilinos, nesta altura, do incumprimento? Será que ele não pága porque tem "as costas quentes" porque essa lei Covid permite isso aos inquilinos? É que ele tem 4 filhos e um deles é juiz. Sempre foi um inquilino muito complicado em termos das "leis", com obras, recusas de aumentos, etc. Portanto, como tem este histórico e filhos bem colocados, o meu pai sente que tem de ter muito cuidado com as questões legais.

    Por outro lado, eu não queria colocar o meu pai, que já não é novo, nessa situação de ter de ir bater à porta do inquilino e reclamar pelo calote. Eu não quero sujeitá-lo a isso. Sei lá se não é bem recebido e se incomóda do coração? É um risco.

    Preferia fazer as coisas legalmente, mesmo sabendo que é Portugal, país onde as leis demoram muito a serem aplicadas.


    Sim, existe. Os despejos estão suspensos até setembro. Neste pais de parvos socialistas e estupidos o estado pode alterar a lei para mandar na propriedade privada.

    Tou com um casal de ciganos que não paga desde setembro/19. Vão-me ficar a dever mais de 8k muito certamente.
  10.  # 9

    Também com aluguer a essa gente que espera?
    Concordam com este comentário: Shearer
  11.  # 10

    A situação ultrapassa essa questão.
    Concordam com este comentário: desofiapedro
  12.  # 11

    Eu sei que sim mas é tentar negociar com eles o despejo diretamente perdoando as rendas.

    Não devem ter nada em nome deles
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">