Iniciar sessão ou registar-se
    • Raj
    • 11 Julho 2020

     # 1

    Depois de alguns anos a ler o fórum, chegou a minha hora de me registar e abrir à discussão o meu dilema antes de me lançar à aventura.

    Nasci e cresci em moradias com espaço, garagem, quintal e afins, numa zona de campo, mas a uns poucos minutos de uma cidade média. No fundo o melhor dos dois mundos. Entretanto, e por motivos profissionais, estou há mais de 10 anos em Lisboa. Se no início a mudança não me incomodou, com o passar dos anos cada vez mais me sinto condicionado pelas limitações de um apartamento.

    Chegou a altura de procurar um novo espaço para morar e, desde logo, veio a ideia de voltar a uma moradia numa zona mais calma. Mas falta muito para concretizar a ideia, desde a localização até ao que procuro exactamente. Indo por tópicos:


    - Localização
    Procuro uma zona sossegada e agradável, com acesso fácil (dentro do possível) ao Parque das Nações. As deslocações à partida serão feitas em viatura própria, mas se houver uma boa oferta de transportes públicos é um plus e poderão servir de alternativa, ou até tornar-se regra.

    Neste momento tenho em mente 3 zonas:
    - Alcochete
    - Arruda dos Vinhos
    - Bucelas

    Alcochete será aquela com maior oferta de serviços. Tem a zona ribeirinha e a praia, para desfrutar ao final de tarde. Há oferta em quantidade de autocarros para o Oriente, embora desconheça a qualidade do serviço. Por outro lado, fico dependente da Ponte Vasco da Gama (e da sua portagem) como único acesso e é a opção mais cara das três. É também a zona em que será mais difícil encontrar um imóvel que preencha todos os requisitos, sem ser a preços astronómicos, pelo que à partida teria de ceder em alguns.

    Arruda dos Vinhos tem o seu vale encantado e do que pouco que conheço, parece uma zona agradável para viver. Transportes públicos para o Oriente julgo que não existem, mas a nível de acessos tem algumas alternativas. Falta saber como é a realidade da hora de ponta e na deslocação para a zona oriental de Lisboa (seja pela A1 ou IC2).

    Bucelas conheço muito mal. Será a zona mais rural das três e pouco mais sei. A nível de transportes e acessos deve ser semelhante a Arruda dos Vinhos. Se alguém puder dar mais algumas informações acerca desta zona agradeço.

    Têm mais sugestões? Zona de Mafra, Malveira e afins podiam ser interessantes, mas o Túnel do Grilo e CRIL em hora de ponta para a Expo são muito maus. Quero acreditar que os outros acessos vindos de norte sejam melhores. A linha da Azambuja também seria uma boa hipótese a nível de localização, mas parece-me que o ambiente que procuro apenas existirá lá para o final da linha e, para além da distância já ser considerável, são maioritariamente zonas industriais e menos agradáveis. Mas não deixa de ser uma hipótese.


    - Imóvel
    Se na localização há muito para definir, aqui ainda há mais.

    Aquilo que procuro:
    - Vivenda com algum espaço exterior. Não necessito de uma casa grande, um T3 ou um T2 com um sótão que possa ser aproveitado serão mais do que suficientes.
    - Casa simples e racional, com conforto (bom isolamento, A/C...) mas sem complicações nem luxos. Foco na relação preço/qualidade (ou preço/benefício se preferirmos).
    - Garagem para 2 ou 3 carros.
    - Alguma privacidade. Não precisa ser a única casa no raio de 1km, mas dispenso a varanda do vizinho virada para o meu quintal.
    - Vista agradável e desafogada.

    Comprar uma casa pronta a habitar seria a solução menos trabalhosa, mas parece a mais improvável também. Casas que reúnam as premissas anteriores normalmente têm áreas grandes, e obviamente custos a condizer. Adquirir um terreno e construir à medida e ao meu gosto é uma opção e agrada-me construir à medida, mas os "agradam-me" ficam por aí quando penso nas dores de cabeça necessárias para que isso se concretize.

    Agrada-me a ideia de comprar uma casa antiga/rústica e remodelar, mantendo tanto quanto possível o seu aspecto rústico. Dito isto, na zona de Bucelas e Arruda dos Vinhos existe alguma oferta de quintinhas que encaixavam na perfeição, muitas delas com alguma área de vinhas, pomar, etc. Por muito que me agrade a ideia, tenho de meter travões a mim próprio porque tenho receio da manutenção que estas coisas requerem. Não que tenha algum tipo de problema em fazer esse trabalho, mas porque não quero ficar escravo da quinta e ter de lhe dedicar todo o meu tempo livre, que infelizmente por regra já não é muito. Fico portanto num conflito interno com a consciência a dizer-me que é melhor não entrar em aventuras, e que um pequeno espaço para umas poucas árvores, churrasco eventualmente uma mini-horta já seria mais do que suficiente.


    - Valor
    Aqui depende muito da solução encontrada. Idealmente até aos 300 mil, mas justificando-se pode ir mais além. Claro que quanto menos melhor.

    Ainda que seja para habitação própria pretendo encarar como se de um investimento se tratasse, e idealmente no final ficar com algo com algum mercado e que consiga pelo menos reter o seu valor. Sei que nunca será um apartamento no centro de Lisboa junto ao metro, mas também não quero ficar a agarrado a algo que, caso um dia tenha de vender, não tenha interesse nenhum para ninguém.


    E, para já, é basicamente isto que me vai na cabeça. Será que é um erro e mais vale deixar tudo como está, mantendo-me em Lisboa num apartamento?

    Agradeço desde já todas as vossas opiniões e sugestões. Prometo que a partir daqui serei mais breve nos textos.

    Um abraço.
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 2

    Olá Raj,
    Na minha opinião, quando se pensa numa casa para nós, é, acima de tudo, o pensar a vida que se quer para nós. Ou seja, queremos uma casa que nos permita realizar a vida que idealizamos para nós próprios. A casa vai permitir ou incapacitar o nosso modo de vida ou a vida que almejamos. Posto isto em primeiro, é depois trabalhar com esses dados, para avaliar investimentos possíveis/distâncias/localizações e valorização futura da casa (dependendo da relevância de cada uma das parcelas para si na concretização dessa vida que gostaria de, e se imagina, a ter). Começa depois a ver casas, ou terrenos, que se alinhem mais ou menos com o que pretende, e, depois, entre essas possibilidades vai ver que logo à partida haverá uns descartados e outros que se ajustem melhor. É todo um processo, que, geralmente, justifica o fim. Inclusivamente quando se opta por construir. Ou remodelar. O fim é o objectivo supremo :o) E o fim é um objectivo pessoal, de vida.
    Concordam com este comentário: Raj
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Raj
  3.  # 3

    Arruda dos vinhos, bucelas e malveira consegue aliar o campo relativamente perto da cidade. Mafra já fica mais perto de praias mas o custo (portagens) e tempo de deslocação já é um pouco maior. Malveira, mesmo com o túnel até ao parque das nações demora 30 min. Claro que se houver acidentes pode complicar.

    Alverca e Alhandra (principalmente esta tem uma zona ribeirinha interessante), e há ali muitas aldeias pelo meio no triângulo Arruda, Alverca e bobadela por exemplo é preciso dar umas voltas de carro.

    Depois tb tem ali os limites da linha de Sintra, serra do casal de Cambra (ic16 e ic17 à porta), fica a 10 min do Colombo e do metro da pontinha... Ou um pouco mais dentro Freguesia de Almargem do Bispo que vai até dona maria/olival do santíssimo que tb chega ao parque das nações em 30min, com a vantagem de n ter portagens.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Raj
  4. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  5.  # 4

    Na zona ribeirinha de Alhandra tem transportes e comercio local com potencial de reabilitacao com incentivos
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Raj
  6.  # 5

    Alhandra tem o problema do ar por vezes estar bastante poluido por causa das cimenteiras proximas...


    Colocado por: musciNa zona ribeirinha de Alhandra tem transportes e comercio local com potencial de reabilitacao com incentivos
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Raj
    • Raj
    • 12 Julho 2020

     # 6

    Colocado por: NTORIONArruda dos vinhos, bucelas e malveira consegue aliar o campo relativamente perto da cidade. Mafra já fica mais perto de praias mas o custo (portagens) e tempo de deslocação já é um pouco maior. Malveira, mesmo com o túnel até ao parque das nações demora 30 min. Claro que se houver acidentes pode complicar.

    Alverca e Alhandra (principalmente esta tem uma zona ribeirinha interessante), e há ali muitas aldeias pelo meio no triângulo Arruda, Alverca e bobadela por exemplo é preciso dar umas voltas de carro.

    Depois tb tem ali os limites da linha de Sintra, serra do casal de Cambra (ic16 e ic17 à porta), fica a 10 min do Colombo e do metro da pontinha... Ou um pouco mais dentro Freguesia de Almargem do Bispo que vai até dona maria/olival do santíssimo que tb chega ao parque das nações em 30min, com a vantagem de n ter portagens.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Raj


    Vale definitivamente a pena ver essas aldeias nesse triângulo, tenho de dar uma volta por lá. A ideia seria ficar mais próximo das vilas, mas não sem antes conhecê-las e avaliar distâncias. Isto porque depois há o risco de serem "demasiado isoladas" e, passado o entusiasmo inicial, começar a ser desgastante ter de fazer vários km só para uma ida ao supermercado ou a algo do género, algo que fica salvaguardado com a próximidade ao centro das vilas. Aliás, é uma dúvida que também tenho sobre Bucelas.

    Malveira pode ser uma hipótese sim, mas confesso que o tunel e CRIL me deixam de pé atrás.

    Serra de Casal de Cambra e Almaragem do Bispo não conheço (só de nome e pouco mais), vou adicionar à lista de locais a ver.
    • Raj
    • 12 Julho 2020

     # 7

    Colocado por: musciNa zona ribeirinha de Alhandra tem transportes e comercio local com potencial de reabilitacao com incentivos
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Raj


    A zona ribeirinha de Alhandra parece ser interessante, mas a ideia que tenho é que não é propriamente um local onde se encontrem moradias com espaço exterior, garagem, etc. Será que estou errado?

    Se estiver é mais uma a ter em conta, até porque ficava com o comboio próximo.
    • Raj
    • 14 Julho 2020

     # 8

    Entretanto já dei uma primeira volta por uma aldeias entre Bucelas-Arruda e o rio. Algumas parecem castiças e com vistas interessantes, já apanhando o rio. Mas também são maioritariamente isoladas e algumas com acessos mais complicados. Talvez não seja o meu ideal para o dia-a-dia.

    Também passei por Bucelas, mas com pouco tempo e por isso não explorei. Mas a primeira ideia que fica é que a oferta de serviços não será muita. Alguém sabe como é a segurança da zona?

    Falta ver a zona da Serra de Casal de Cambra, Almaragem do Bispo e Caneças, bem como a zona ribeirinha de Alhandra.
  7.  # 9

    Colocado por: RajMalveira pode ser uma hipótese sim, mas confesso que o tunel e CRIL me deixam de pé atrás.


    Depende da hora que lá tem de passar, o pior é ali pelas 8.30/9.00h,um pouco antes ou depois é mais tranquilo. Já n vou lá desde Março, mas desde que não haja acidentes o trânsito é sempre a andar.


    Colocado por: Rajribeirinha de Alhandra.

    Achei uma zona gira, mas muito envelhecida, belo passadiço



    Colocado por: RajTambém passei por Bucelas, mas com pouco tempo e por isso não explorei. Mas a primeira ideia que fica é que a oferta de serviços não será muita. Alguém sabe como é a segurança da zona?
    n tem problemas de segurança, e tem todos os serviços essenciais perto qb.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Raj
      IMG_20160601_100034.jpg
    • Raj
    • 15 Julho 2020

     # 10

    Colocado por: NTORION
    Depende da hora que lá tem de passar, o pior é ali pelas 8.30/9.00h,um pouco antes ou depois é mais tranquilo. Já n vou lá desde Março, mas desde que não haja acidentes o trânsito é sempre a andar.

    Normalmente seria precisamente a essa hora, ainda que possa ser ajustado.


    Colocado por: NTORIONAchei uma zona gira, mas muito envelhecida, belo passadiço

    O envelhecido pode não ser problema, tenho algumas dúvidas que hajam casas com o conceito que procuro. Normalmente estas zonas são moradias geminadas, pequenas, apertadas, etc. Mas não perco nada por ver.
    • RCF
    • 15 Julho 2020

     # 11

    Colocado por: RajAlcochete será aquela com maior oferta de serviços.(…) Por outro lado, fico dependente da Ponte Vasco da Gama (e da sua portagem) como único acesso e é a opção mais cara das três.

    Pois… a ponte é um grande obstáculo. Não só pela portagem mas, essencialmente, por ser o único acesso (ou pelo, menos, as alternativas são difíceis).
    Veja na zona/linha entre São João da Talha e Vila Franca de Xira. Vialonga, por exemplo… tem bons acessos a Lisboa e particularmente ao Parque das Nações, tanto de carro como de transportes públicos, incluindo comboio (algo que outras zonas, como Mafra, não tem).
    Concordam com este comentário: Raj
    • Raj
    • 15 Julho 2020

     # 12

    Colocado por: RCF
    Pois… a ponte é um grande obstáculo. Não só pela portagem mas, essencialmente, por ser o único acesso (ou pelo, menos, as alternativas são difíceis).
    Veja na zona/linha entre São João da Talha e Vila Franca de Xira. Vialonga, por exemplo… tem bons acessos a Lisboa e particularmente ao Parque das Nações, tanto de carro como de transportes públicos, incluindo comboio (algo que outras zonas, como Mafra, não tem).
    Concordam com este comentário:Raj


    Sim, o meu comentário sobre a portagem era a acrescentar à dependência da ponte, não como problema exclusivo. Se fosse garantia de que nunca haveria problemas, até era bem-vinda.

    Dessa área na linha até VFX, a área que me parece mais agradável (em termos de aspecto e oferta de imóveis) é o Bom Retiro, mas também é uma zona sobre a qual não sei nada.
    • Raj
    • 16 Setembro 2020

     # 13

    O tópico tem estado parado, mas a busca continua.

    Algo com que me tenho deparado é com a dificuldade em encontrar alguma coisa que encaixe nos requisitos. A grande maioria das casas que vejo à venda são T4 para cima, abaixo disso normalmente são casas com pouca área exterior e em espaços acanhados. Conforme disse inicialmente, um T2 chegaria para mim, um T3 ainda podia ser algo a pensar mas mais do que isso é desnecessário. A nível de área exterior também acontece o mesmo, ou é mínima ou são terrenos de 10.000m2.

    Encontrei entretanto uns lotes engraçados para construir. Não têm uma área muito grande, mas bem aproveitados acredito que se consiga algo agradável. Estamos a falar de lotes a rondar os 600-700m2, sendo que eventualmente haverá algum maior. Tenho que explorar melhor.

    Estes lotes têm declive, conseguindo assim uma vista simpática e desafogada. Têm prevista a construção de cave + r/c + 1º andar. Acredito que fosse possível evitar o 1º andar e fazer tudo num piso, com a cave a ficar para garagem e arrumações. Será uma ideia a explorar.A ideia inicial era uma área de terreno um pouco maior, mas bem aproveitado acredito que consegue-se uma área de implantação à volta dos 200m2, sobrando ainda algum espaço exterior. Menos trabalho para manter no dia-a-dia!

    Esta solução do lote com a vista desafogada agrada-me, e ficava com alguma coisa feita ao meu gosto e de encontro às minhas necessidades. Mas é também aquela que me fará envelhecer mais! Não sei até que ponto o declive tornará a construção mais cara (não tenho nenhuma informação acerca das características do terreno).

    Preciso maturar a ideia, saber mais sobre estes lotes e ganhar coragem..!
    • Raj
    • 18 Setembro 2020

     # 14

    Fui ver estes lotes pessoalmente, mas fiquei bastante apreensivo. Como disse anteriormente, ficam num declive e tanto quanto consegui perceber o terreno está pouco consolidado e houve abatimentos ao longo do tempo. A própria estrada parece ter sofrido.

    Será que apostar nesta localização é comprar um monte de problemas? Nem sei bem que tipo de parecer técnico prévio poderia pedir neste momento.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">