Iniciar sessão ou registar-se
    • ECMG
    • 17 Agosto 2020 editado

     # 1

    Boa pessoal,

    Gostava de ter as vossas opiniões sobre qual era o melhor material colocar face ao isolamento de algumas paredes interiores (dando para o exterior).

    Por motivos condominiais, não será possível aplicar um sistema ETICS.

    Como se vê nas fotos em anexo, trata-se duma mistura de paredes duplas e simples. (Ou seja, acredito que seja assim.) As paredes serão de tijolo e talvez haja pedra nas paredes mais grossas. O apartamento encara o rio Minho, portanto leva muita humidade. Já troquei as antigas janelas e da humidade que entra por essas já tem menos, mas claro ainda passa uma quantidade pela alvenaria.

    É um bairro bastante tranquilo (sobretudo no inverno e a primavera) mas tem um mal que é que uma metade das pessoas que usam o cais do rio passam pela avenida à frente e o ruído sobe bastante. Também há muitos cães aqui e pelo monte, e o latido deles passa também pela alvenaria. Portanto, os fins desta obra são de facto tantos térmicos como acústicos. Por esta razão, a solução de EPS/XPS sem outro material para o complementar não serviria.

    Os quartos sendo pequenos, não quero colocar um material muito grosso. O ideal seria uma perda dos 5cm ou menos.

    Tinha pensado em colocar ou uma placa PIR (tipo Celotex ou Kingspan) mais uma manta acústica ou uma camada fina de lã de vidro mais uma de poliestireno. A outra opção seria um material "refletivo" (SpaceReflex) com duas camadas alumínio e espuma entre elas. (Isto não é uma daquelas mantas "bolhas de ar" de que a gente goza aqui... dum lado, alumínio é menos respirável, doutro tem um desempenho bastante bom face à condutibilidade e a resistência térmica mais um desempenho bom face à redução de ruído.) Quanto à cortiça, teria de ser só nos espaços onde tem a parede simples, pois o orçamento não chega a aplicação de cortiça na área toda. Placas compostas também consideraria, mas de novo teriam de servir os fins térmicos e acústicos.

    O passo final era o forro em pladur hidrófugo.

    Espero que não me tenha esquecido de nada. Agradeço-vos desde já a vossa ajuda!
      IMG_1250.JPG
      IMG_1248.JPG
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 2

    o barulho não passa pelas paredes.
    o barulho passa por onde existem aberturas, estas podem ser muito pequenas.

    a Humidade não vem só de fora, as pessoas com a respiração também produzem Humidade .

    a forma "combater" a humidade é ventilar a determinadas horas e aquecer, ie, quando a humidade exterior é inferior á interior.

    por aqui no forum existem alguns tópicos de como combater a humidade.

    agradeço as fotos, trata-se de um edifício antigo, e provávelmente antigamente a humidade não era um problema , uma das causas eram as janelas que deixam ventilar a casa....
  3.  # 3

    Esses nembos, parede sob os caixilhos tem espessura e comportamento térmico e acústico muito deficiente. Nessa zona aconselho a aplicação de uma forra interior em la mineral com pelo menos uns 70mm de espessura e gesso cartonado. E soleira térmica. Atenção às pontes térmicas. Nas restantes paredes se achar pertinente, pode também reforçar o isolamento térmico. Por exemplo com placas da schluter, uns 30mm, faz um INTICS.

    Não esquecer de efectuar o remate adequado ao perímetro dos caixilhos por forma a diminuir os fenómenos de condensação e a formação de bolores.

  4.  # 4

    O seu problema de acústica é somente proveniente dos caixilhos e nembos. Entende?
    Igualmente essa zona tem deficiência em termos térmicos. Se resolver localizadamente, deve ser o bastante.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">