Iniciar sessão ou registar-se
    • J D
    • 8 outubro 2020

     # 141

    Colocado por: JoelM

    com a mentalidade portuguesa não funciona de certeza e não é uma critica, é um constatar do facto. Estamos constantemente à procura de maneiras de dar a volta ao texto, está nos nossos genes.




    o socialismo é especialmente bonito quando precisamos dele e para quem mais precisa dele! não me queixo nem de 1cent. que pago em impostos para o estado social (e não é pouco).

    já agora para quem tiver curiosidade, a finlândia e a alemanha fizeram um estudo real (com duas cidades se não estou em erro), do rendimento universal garantido (não sei se o nome está correcto), eu não tenho opinião formada sobre o assunto, mas foi bastante interessante.


    Tendo em conta que na Noruega se paga 22%+13% ish para valores entre 59k e 98k , acima disso o step charge passa para cerca de 16% ish , o valor da SS sao 8% ish, do lado do empregador anda nos 14% , nao sei como se defende que os impostos na Noruega sejam altos mas pronto. Alguem que ganhe 92k euros vai pagar 33.3% do rendimento bruto ja com a SS , mais 14% do lado do patrao , em PT por esse mesmo valor, sem deduçoes , tem circa 36k euros para pagar de IRS , mais 23.75% do patrao + SS.
  1.  # 142

    Colocado por: JoelMo socialismo é especialmente bonito quando precisamos dele e para quem mais precisa dele! não me queixo nem de 1cent. que pago em impostos para o estado social (e não é pouco).


    Se o "estado social" funcionasse...

    Se aqui vemos os políticos a serem atendidos em hospitais privados, estudarem em universidades privadas, não utilizarem os transportes públicos, é porque o sistema que tanto defendem não é tão bom como fazer parecer.

    Não vejo mal algum na essência das IPSS, das instituições, dos serviços públicos, etc...
    Mas depois, na prática, transparece a ideia que o primeiro objetivo é criar "cargos" e distribuir salários por aqui e por acolá.
  2.  # 143

    Colocado por: JoelMe a culpa é das pessoas ou do sistema? se nuns países funciona e noutros não, qual é o elemento diferênciador?


    Diria, na educação/apetência (das pessoas) e no controlo/fiscalização/escrutínio/transparência (sistema).

    Relembro, que "onde há fartura" é mais propensa a ideia da partilha (Noruega, Alemanha, Suíça, UK, etc.), mas essa "fartura" foi gerada precisamente pelos ideias capitalistas. E também, porque nem tantos "precisam" do apoio estatal. Já onde "há necessidade, pobreza"... o socialismo apenas serve para manter as coisas como estão...

    Em Portugal, é o que se tem visto. Nepotismo, multiplicação de "ajudas do estado", aumento da dívida, etc, etc... Uso do poder para nomear quem "está alinhado".

    Lembra-se desta?
    https://observador.pt/2020/06/17/centeno-nomeou-conselho-de-auditoria-que-fiscaliza-o-governador-do-banco-de-portugal/
  3.  # 144

    Colocado por: JoelMmas isso nada tem a ver com o estado ser social ou não, é simplesmente corrupção que vai continuar a acontecer seja qual for o sistema, porque o problema está nas pessoas.


    Solução? Substituir a população?
    No mínimo, devíamos-me afastar/esconder as sardinhas do gato.
    O que o estado deve fazer é regular, controlar e providenciar o básico, mas que funcione.
    Deve arbitrar sobretudo.
  4.  # 145

    O socialismo não resulta e é uma aberração política.
    • J D
    • 8 outubro 2020

     # 146

    Colocado por: GambinoO socialismo não resulta e é uma aberração política.


    Correcto, mas com isso dito , achamos que a Noruega ou UK são socialistas? A existencia de um /algum estado "social" não implica que o país em causa seja Socialista. Como já ali disse atrás, a carga fiscal em ordenados dito "altos" na Noruega é consideravelmente mais baixa do que o mesmo rendimento pagaria em Portugal.
    Concordam com este comentário: Gambino
  5.  # 147

    Joel, o detalhe é que não tem interesse em dissociar o modelo político da população em que se insere,
    (Pessoas vs Sistema), porque esse mundo simplemente não existe, é abstrato, utópico.

    Veja-se este exemplo:

    https://www.dn.pt/globo/europa/suicos-dizem-nao-a-mais-duas-semanas-de-ferias-2354978.html

    Em 2012, até "fiquei parvo" quando vi este resultado.
    Mas em 2 segundos, os meus colegas Suíços fizeram-me ver o porquê.

    Algum dia, em Portugal, a população rejeitaria em referendo, um aumento de 4, para 6 semanas de férias?
    Sendo que a maioria é assalariado e beneficiaria com isso. Duas semanas de férias sem trabalhar mais por isso?
  6.  # 148

    Colocado por: JoelMcom a mentalidade portuguesa não funciona de certeza e não é uma critica, é um constatar do facto.

    O socialismo não funciona com mentalidade nenhuma. Conhece algum país que tenha melhorado o bem-estar geral da população a longo prazo com políticas socialistas?

    E não me venha com os países nórdicos, porque referirmo-nos a eles como socialistas é uma força de expressão que apenas pretende sublinhar a abrangência do seu estado social, porque para o manter têm de ter economias liberais muito competitivas e muito abertas à iniciativa privada.
    • J D
    • 8 outubro 2020

     # 149

    Colocado por: JoelM

    os ordenados "altos" cá não são os valores que mencionou. O que mencionou está a cima da média sim, mas os altos são a cima de 100K. É aí onde os impostos carregam fortemente. No entanto não é a carga fiscal que define um estado social ou não, a carga fiscal é um espelho da gestão que fazem dos dinheiros publicos.


    Nao carregam em absolutamente nada , na range de 1 milhao de coroas para cima o step rate é todo igual , 16% , qualquer valor acima dos 65k em Portugal entre IRS + SS (fora tsu ) já custa bem mais do que isso ).
    Concordam com este comentário: Gambino
  7.  # 150

    Colocado por: JoelMNo entanto não é a carga fiscal que define um estado social

    Para se manter um estado social abrangente há que ter receitas fiscais que o paguem.
    Concordam com este comentário: Gambino
    • J D
    • 8 outubro 2020

     # 151

    Colocado por: JoelM

    se o J D diz... quem sou eu para contrariar...


    "The base rate (fellesskatt) of income tax in Norway is 22%. Those who live in Finnmark or Nord-Troms will pay 18.5%. There is a then a so-called step tax (trinnskatt), sometimes called bracket tax. This is a progressive tax rate based on four levels, as follows.

    For the first 180,800kr of your personal income, you will not pay any step tax. 1.9% step tax is owed on your personal income between 180,000kr and 254,500kr. Then, there is a 4.2% step tax for income between 254,500kr and 639,750kr. Over and above this amount, the step tax increases significantly.

    You will pay 13.2% step tax on income between 639,750kr and 999,50kr. For this living in Finnmark and Nord-Troms, this level of step tax is reduced to 11.2%. For all income above this amount, a 16.2% step tax is charged."

    Uma diferença de 3% no marginal mais alto, exactamente o mesmo sistema que a Dinamarca. Mas para quem ai trabalha existe muita duvida acerca do sistema para o qual paga todos os meses.
  8.  # 152

    Outro exemplo:

    Estes fundos que vêm agora são oferecidos? Ou é por empréstimo?
    Pergunto. Genuinamente não sei.
    Só sei que o meu pai sempre me disse: "ninguém dá nada a ninguém... mas se te puderem tirar..."

    Caso sejam empréstimo, já alguém ponderou simplesmente não os aceitar por exemplo???
    É que senão é mais do mesmo... como sei que no futuro, na hora de os pagar, além desse encargo não aparece outro Covid, Ébola, Tornado, Tsunami ou se se descobre que todos os bancos são como o BES, que afinal os € que aparecem no meu homebanking, simplesmente não existem mais?...

    Em Portugal, há metade preocupada em como ganhar dinheiro e outra metade preocupada em como gastá-lo...
    Na verdade dou bastante crédito a quem tem que gerir e saber como gastar, e nisso aprecio bastante a classe politica...
    O que chateia é ver como se enganam os bobos, com mais uns trocos de aumento nas pensões ou coisinhas assim em troca de uns valentes milhares de votos. A factura virá depois, sempre foi assim.
    • J D
    • 8 outubro 2020

     # 153

    Colocado por: JoelM

    se o J D diz... quem sou eu para contrariar... ligue aqui para o skatteetaten a avisar que estao a cobrar impostos indevidamente quem passa a cima dos 100K anuais (valor de income GERAL, ou seja engloba vencimento e outras formas de rendimento/ganhos)



    era bom era...


    https://skattekalkulator2018.app.skatteetaten.no/?aar=2019&alder=37&alderEF&kommune&locale=nb_NO&sivilstand=UGIFT&tolvdelVedArbeidsoppholdINorge=12&tolvdelVedArbeidsoppholdINorgeEF=12&vilHaTolvdel=false

    1.5 milhoes , 560k de imposto sem deduçoes

    1 milhao , 350k de imposto sem deduçoes.
    • J D
    • 8 outubro 2020 editado

     # 154

    Colocado por: JoelM

    nao sei onde foi buscar isso, mas o meu receibo dos impostos mostra coisas diferentes, alias, ja vao alterar de novo para o proximo ano com o novo orcamento de estado.


    isso e uma calculadora generica que da apenas uma estimativa dos impostos a pagar.


    As rates estao no site "da calculadora generica" que de generica nada tem. Eu propositadamente coloquei a posiçao mais onerosa possivel sem qualquer deduçao. Os valores sao exactamente esses , o sistema é exactamente igual ao Dinamarques.

    Claramente existe ai algum problema de leitura , o step rate É EXACTAMENTE isso , acima de cada bloco o valor aumenta , tal como no sistema de IRS Portugues , a taxa marginal maxima sao 22% ( do base ) mais 16.2% para valores acima de 1 milhao. Nada disto é novidade ou minimamente inovador. O que o Joel ve nos seus valores sao o valor do base + step rate + os 8% do National Insurance juntos.
  9.  # 155

    Colocado por: JoelMTemo sim que ira deixar quem ja pouco tem, com acesso ainda mais dificil a bens basicos (saude e educacao).


    Quando lhes tocarem a esses, talvez se dêem conta da consequência de votar sempre nos mesmos.
    E comecem a ter uma visão mais alargada em vez de se preocuparem só com o valor das pensões e ordenados mínimos (direitos).
    E por arrasto, talvez se esforcem um pouquinho mais também (deveres).
  10.  # 156

    Colocado por: J.Fernandes
    Para se manter um estado social abrangente há que ter receitas fiscais que o paguem.
    Concordam com este comentário:Gambino

    Ou como na Noruega estar sentado em cima de milhões de barris de petróleo ajuda muito o estado "social" tal como em vários países árabes.O Maduro é que que não percebeu bem a cartilha socialista e nem com o petróleo e a droga consegui cumprir os mínimos.
    • J D
    • 8 outubro 2020 editado

     # 157

    Colocado por: JoelM

    leve la a bicicleta. O site diz calculadora generica (tal como eu disse) mas o JD decidiu que de generica nao tem nada lolol


    Bracket tax consists of four steps. You will not pay any bracket tax on the first NOK 180,800 of your personal income.

    Income between NOK 0 - 180,800 No bracket tax
    Step 1 Income between NOK 180,800 – 254,500 1.9% bracket tax
    Step 2 Income between NOK NOK 254,500 – 639,750 4.2% bracket tax
    Step 3 Income between NOK 639,750 – 999,550 13.2% bracket tax*
    Step 4 Income over NOK 999,550 16.2% bracket tax
    *residents of Finnmark and Nord-Troms 11.2%

    Ou seja , 22% base + 16.2% para qualquer valor acima de 1 milhao, nao sei quanto mais é preciso para isto ser obvio.

    Quando não existem argumentos , fazem-se panelas.
  11.  # 158

    Há agora um Outdoor do BE espalhado um pouco por todo o lado que diz:

    "Quem tem lucros não deve poder despedir"



    Aqui aperta-se com quem gera riqueza e contribui mais em impostos...
    "Devia despedir ali o Manel porque não serve, mas que azar, tive lucros..."
    • J D
    • 8 outubro 2020

     # 159

    Colocado por: N Miguel OliveiraHá agora um Outdoor do BE espalhado um pouco por todo o lado que diz:

    "Quem tem lucros não deve poder despedir"



    Aqui aperta-se com quem gera riqueza e contribui mais em impostos...
    "Devia despedir ali o Manel porque não serve, mas que azar, tive lucros..."


    Provavelmente o unico cartaz do BE que eu ate apoio. Como é logico na teoria cega deles isso era tudo corrido a direito , nada de despedimentos, mas digam-me la porque raio empresas PRIVADAS com apoios PUBLICOS que geraram lucro podem de seguir fazer ondas de despedimentos?
    • J D
    • 8 outubro 2020

     # 160

    Colocado por: JoelM

    ja lhe disse, chato é quando os recibos de vencimento nao correspondem ao que escreve... mas nao estou aqui para o tentar convencer de nada, ate porque nao acrescenta nada à conversa. Quando vier para cá trabalhar, depois vai ver no seu recibo de vencimento / documentos dos impostos.


    A pagina da Norwegian Tax administration esta mal portanto? Percebi. Se calhar devia mandar um mail para la a informar os srs que estao errados mas o seu recibo nao. Ja agora ,tambem é daqueles que nao percebe a diferença entre IRS vs retençao na fonte certo?
 
0.0668 seg. NEW