Iniciar sessão ou registar-se
    • size
    • 15 Outubro 2020

     # 21

    Colocado por: MVANo meu prédio houve um condómino que se recusou a pagar as obras. E falamos de alguém com muito dinheiro.

    Tribunal com ele. Perdeu e recorreu para a Relação. Tornou a perder e recorreu para o Supremo. Tornou a perder.
    Pagou mais de custas judiciais e de honorários de advogado, do que aquilo que era o custo das obras.

    Há pessoal assim, o que se há de fazer. No final teve de acatar a ordem do tribunal e pagou a respectiva quota-parte das obras, mais juros de mora (só os juros de mora foram quase 50% do custo da obra).
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Joana Francisco


    Há que combater os caloteiros e oportunistas...

    É de esperar que esse caloteiro do seu prédio tenha aprendido a lição.

    No meu prédio, há anos, também surgiu um chico-esperto que experimentou a caloteirice, mas foi tramado.

    Em assembleia de condóminos foi aprovada uma penalização pecuniária de de 50% pelo incumprimento dos condóminos no pagamento atempado das quotas mensais.
    Durante 2 anos foram contabilizados os valores das quotas não pagas, acrescidas de 50%, e movemos uma acção junto dos Julgados de Paz, onde foi condenado a pagar tudo, sem espinhas.
    Seguiu-se a acção executiva, tendo sido penhorado uma parte do seu ordenado durante os meses suficientes.

    Conclusão: Teve que pagar as quotas + Penas Pecuniárias ao condomínio, + despesas do Agente Executivo, + despesas da acção executiva + juros de mora.

    Serviu-lhe lição, porque ficou-lhe caro o abuso.
    • MVA
    • 15 Outubro 2020

     # 22

    Colocado por: nunos7

    Como é bom ouvir estes relatos, só pecam por ser poucos... mas assim é q deveria de ser.
    Parabéns para o vosso condominio.
    Concordam com este comentário:hangas,RRoxx
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Joana Francisco


    Faltou dizer que o tal condómino tinha colocado uma providência cautelar para impedir a realização da obras e andámos 3 anos em tribunal com ele.
    Durante esses 3 anos não podemos proceder à realização das obras, foi uma grande chatice, acredite.

    Falamos de um individuo de idade, já reformado, com algumas posses financeiras e que na altura tinha um cancro e andava a fazer radioterapia. É daquelas coisas que eu não entendo. A minha mulher dizia que 99% de certeza que o homem era touro de signo :D
    • MVA
    • 15 Outubro 2020

     # 23

    Colocado por: Joana Francisco

    Pode-me dizer como fizeram relativamente às obras no que diz respeito ao pagamento aos empreiteiros. A nossa questão é que já sabemos que 3 condóminos não vão querer pagar por isso o que acontece aos outros? Pagamos a parte deles aos empreiteiros e depois colocamos em tribunal?


    No nosso caso metemos toda a gente que não queria pagar ou que tinha mais de 1 ano de pagamentos em atraso em tribunal.
    A obras fizemos aos poucos. Quando o dinheiro que já tinhamos amealhado era suficiente para fazer o telhado, faziamos o telhado. Quando já tinhamos o suficiente para colocar ETICS na fachada, procedemos a isso. E por aí em diante. Em vez de fazermos tudo de uma assentada, fomos fazendo.
    • MVA
    • 15 Outubro 2020

     # 24

    Colocado por: luisvv

    Cinco mil euros não condiz com problemas estruturais.
    Concordam com este comentário:nunos7


    Deve ser 5 mil por apartamento.

    No meu prédio a conta foi, em média, de 10 mil por apartamento (total de 400 mil euros em obras)
  1.  # 25

    Colocado por: MVAtotal de 400 mil euros em obras

    Ui... até doi...
  2.  # 26

    Só li o primeiro post, pelo que não sei como a conversa evoluiu.

    Posso indicar-lhe a Domus House (Penha de França), trabalhei com eles no passado para organizar o condomínio, avançar com processos em tribunal por falta de pagamentos em obras passadas e fazer outras obras num prédio em Campo de Ourique. Foram muito profissionais e conseguimos resolver todas as questões e fazer as ditas obras, fachadas, escadas, água e gás, ...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Joana Francisco
    • luisvv
    • 15 Outubro 2020 editado

     # 27

    Colocado por: bmccruzSó li o primeiro post, pelo que não sei como a conversa evoluiu.

    Posso indicar-lhe a Domus House (Penha de França), trabalhei com eles no passado para organizar o condomínio, avançar com processos em tribunal por falta de pagamentos em obras passadas e fazer outras obras num prédio em Campo de Ourique. Foram muito profissionais e conseguimos resolver todas as questões e fazer as ditas obras, fachadas, escadas, água e gás, ...


    Tinha a ideia de que fechou, há uns anos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Joana Francisco
  3.  # 28

    Pode ser, já trabalhei com eles alguns anos atrás. No entanto o site ainda se encontra em funcionamento é uma questão de experimentar telefonar para lá.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Joana Francisco