Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom dia,

    estamos no processo da divisão de um terreno em várias parcelas. Vários herdeiros irão ficar com um lote com valor inferior aos outros e já ficou decidido quanto irão receber em dinheiro pela diferença de valores.

    O próximo passo é fazer as escrituras, pagar advogado, etc no entanto querem receber primeiro o dinheiro que lhes cabe pela diferença de valores e enquanto não receberem o dinheiro não avançam com nada. Penso eu que o correto será despachar tudo primeiro e só depois é que recebem o dinheiro ou estarei errado?
  2.  # 2

    Normalmente é tudo feito na altura da escritura. Quem tem a pagar leva o cheque e paga no acto as tornas devidas.
  3.  # 3

    E se não tivermos o montante acordado nessa altura?
  4.  # 4

    Colocado por: mnunes532E se não tivermos o montante acordado nessa altura?

    Nesse caso não podem fazer a escritura ou fazem com a divisão que a lei determina sem pagamentos a ninguém. Entendam-se primeiro e de preferência por escrito e façam as partilhas depois.
  5.  # 5

    Não podemos fazer a escritura? Não podemos fazer a escritura e depois pagar x ao longo de x meses?
  6.  # 6

    Colocado por: mnunes532Não podemos fazer a escritura? Não podemos fazer a escritura e depois pagar x ao longo de x meses?


    O que vai pagar são às tornas?

    Se as tornas irão ser pagas em prestações isso ficará escrito na escritura.
    Já marcaram a escritura? Pergunto porque esta informação deve ser passada ao Cartorio
  7.  # 7

    Sim, as tornas, esqueço-me sempre do termo. Ainda não foi marcada a escritura por causa deste impasse.
  8.  # 8

    Colocado por: mnunes532Sim, as tornas, esqueço-me sempre do termo. Ainda não foi marcada a escritura por causa deste impasse.


    E se for preciso contrair crédito para pagarem as tornas também é possível. Fica tudo mencionado na escritura.
    Havendo acordo entre herdeiros é tudo muito simples.
  9.  # 9

    Colocado por: mnunes532E se não tivermos o montante acordado nessa altura?

    Se ainda não chegaram a acordo nos valores como é que querem fazer a escritura. Vão discutir no momento?
    A questão do pagamento é outra situação,é mais fácil de gerir porque até um banco pode emprestar.
  10.  # 10

    Colocado por: Carvai
    Se ainda não chegaram a acordo nos valores como é que querem fazer a escritura. Vão discutir no momento?
    A questão do pagamento é outra situação,é mais fácil de gerir porque até um banco pode emprestar.


    Quem vai pagar tornas já sabe quanto vai pagar. A situação é que querem receber o valor total das tornas antes de assinar alguma coisa.
  11.  # 11

    que tolice

    no ato de escritura é que se fazem os pagamentos sejam lá que forem e como. portanto assinam e recebem no momento.
    Concordam com este comentário: FJDMC, smst
  12.  # 12

    Colocado por: mnunes532

    Quem vai pagar tornas já sabe quanto vai pagar. A situação é que querem receber o valor total das tornas antes de assinar alguma coisa.


    Havendo confiança e sobretudo boa fé, é possível mas se o receio é ficarem sem as tornas não visualizo preocupação. É preciso declarar na escritura como serão pagas as tornas.
  13.  # 13

    Colocado por: marco1que tolice

    no ato de escritura é que se fazem os pagamentos sejam lá que forem e como. portanto assinam e recebem no momento.
    Concordam com este comentário:FJDMC


    Não diria tolice, diria antes que já se prevê que a coisa não irá correr bem. Não tivesse eu habituada a ver isto.
  14.  # 14

    Colocado por: FJDMC

    Havendo confiança e sobretudo boa fé, é possível mas se o receio é ficarem sem as tornas não visualizo preocupação. É preciso declarar na escritura como serão pagas as tornas.


    Fica declarado na escritura como serão pagas ou se já foram pagas certo? Essa parte já percebi.

    Colocado por: FJDMC

    Havendo confiança e sobretudo boa fé, é possível mas se o receio é ficarem sem as tornas não visualizo preocupação. É preciso declarar na escritura como serão pagas as tornas.


    Confiança e boa fé existe da parte daqueles que irão pagar as tornas, o mesmo não se pode dizer de quem irá recebe-las, mas isso já são coisas pessoais.

    Portanto é preciso chegar a acordo como serão pagas as tornas, seja antes ou depois, e como serão pagas. Pode ser em cheque, transferencia bancaria, etc? Imaginemos que fica na escritura que iremos pagar em 12 meses. Depois de estarem pagas, é preciso fazer alguma coisa?
  15.  # 15

    Colocado por: mnunes532Fica declarado na escritura como serão pagas ou se já foram pagas certo? Essa parte já percebi.


    Certo e a forma de pagamento por exemplo prestação de x€ durante y meses/-nos.
    Que em caso de incumprimento poderão utilizar como título executivo.

    Colocado por: mnunes532 Confiança e boa fé existe da parte daqueles que irão pagar as tornas, o mesmo não se pode dizer de quem irá recebe-las, mas isso já são coisas pessoais


    Qual é verdadeiramente o receio? Se vocês não receberem as tornas eles não ficam com o imóvel

    Colocado por: mnunes532Portanto é preciso chegar a acordo como serão pagas as tornas, seja antes ou depois, e como serão pagas. Pode ser em cheque, transferencia bancaria, etc? Imaginemos que fica na escritura que iremos pagar em 12 meses. Depois de estarem pagas, é preciso fazer alguma coisa?


    Pode ser cheque, transferência, parte em dinheiro e a restante noutra forma de pagamento. Depois de estarem pagas não é preciso fazerem nada.