Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde a todos,

    Chamo-me David, sou um novo membro do Forum Casa. Registei-me com o principal objetivo de partilhar convosco e pedir a vossa opinião sobre a infeliz experiência que estou a ter com um arquitecto.

    Vou tentar explicar da melhor forma o que aconteceu, e por essa razão vou começar a história pelo início.

    Sou proprietário de um terreno urbano para construção na freguesia de Tires, concelho de Cascais.
    No ano passado decidi então iniciar um processo de construção. Escolhi um arquitecto que me apresentou uma proposta de honorários para elaboração de um projeto de arquitetura que considerei aceitável e adjudiquei.

    Após essa adjudicação, a pedido deste, enviei ao arquiteto algumas ideias que tinha em mente para a tipologia e disposição da casa. Tudo a correr com normalidade até esta altura.

    Quando tivemos a primeira reunião para análise do trabalho desenvolvido, foi-me apresentado um projeto bastante bom devo dizer, com uma arquitetura moderna e bastante bem desenhada e conseguida. No entanto este projeto, no que respeita à tipologia/disposição da casa, em muito pouco ou nada se tinha baseado nas ideias que eu propus inicialmente, e indo mais longe, apresentava alguns pormenores que eu não havia referido.

    Neste sentido iniciou-se uma espécie de negociação entre mim e o arquiteto, para se proceder a pequenas alterações ao projecto que ele me tinha apresentado, de forma a que este fosse mais ao encontro do que eu tinha em mente. Com pequenas alterações refiro-me a alterar a disposição dos objetos dentro de uma WC, remover uma determinada porta ou janela , ou ainda alterar uma porta de vidro para madeira, por exemplo.

    Contudo, da parte do arquitecto comecei a sentir um crescente constrangimento em proceder a qualquer tipo de alterações, tendo este dado as mais variadas justificações para não alterar o que quer que fosse: ora porque alterava significativamente a área de construção, ora porque o projeto já estava concluído e agora já não seria possível alterar.

    Entramos assim numa fase final que me deixou perplexo com a atitude do arquitecto, que exige o pagamento da segunda tranche da proposta, para entregar o projeto para licenciamento na câmara de Cascais. Ora tentei explicar ao arquiteto que o projeto como se encontra apresenta várias lacunas ao que eu pretendia, e como tal não podia ser dado como concluído.

    O arquiteto sugere então a apresentação de uma nova proposta de honorários para alterar o projeto, ao que lhe respondi que a proposta inicial por mim adjudicada em nenhum ponto refere ou prevê este custo.

    A última resposta que tive do arquitecto foi, caso eu não proceda ao pagamento imediato da tranche, vai solicitar ao seu advogado que avance com os mecanismos previstos na lei para a sua cobrança.

    Concluindo esta história, neste momento sinto um crescente sentimento de revolta, frustração e desilusão da forma como todo este processo se desenrolou. Sinto-me de certa vigarizado, pois já tenho ouvido histórias de como alguns arquitetos lucram com projetos já desenvolvidos e guardados na gaveta à espera de uma oportunidade. Mas ao mesmo tempo sinto-me confuso com isto tudo, pelo que gostaria imenso de ouvir as vossas opiniões sobre o caso.

    As principais dúvidas que não me saem da cabeça são estas:
    Poderei ser obrigado por lei a pagar por algo que não me encontro totalmente satisfeito ?
    Terei que arranjar um advogado?
    Tudo isto que se passou comigo faz algum sentido? Já aconteceu algo semelhante com alguém?

    Obrigado desde já,
    David
  2.  # 2

    Colocado por: dpalma33O arquiteto sugere então a apresentação de uma nova proposta de honorários para alterar o projeto, ao que lhe respondi que a proposta inicial por mim adjudicada em nenhum ponto refere ou prevê este custo.


    Diga que não aceita e que como o trabalho não foi entregue na CM (ponto combinado para receber o restante pagamento) que não o irá fazer e parte para outro arquitecto.
    Concordam com este comentário: dpalma33
  3.  # 3

    A não ser que o dpalma33 seja um chato que ligava todos os dias ao arquiteto a pedir uma alteração diferente, acho que está a faltar alguma razoabilidade ao profissional que escolheu.

    Obviamente que o primeiro desenho que ele lhe mostrou é sempre passível de sofrer alterações, por isso é que é um primeiro desenho.
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas
  4.  # 4

    A Ordem dos Arquitetos tem de abrir aqui uma delegação virtual...Os arquitetos aqui do FdC que façam uma lista candidata a esta delegação :)

    David, caso esteja defendido contratualmente, faça queixa na ordem dos arquitetos: https://www.ordemdosarquitectos.pt/
    Concordam com este comentário: dpalma33
  5.  # 5

    Colocado por: viarq

    Diga que não aceita e que como o trabalho não foi entregue na CM (ponto combinado para receber o restante pagamento) que não o irá fazer e parte para outro arquitecto.
    Concordam com este comentário:dpalma33


    Caro viarq, concordo com o que disse, aliás já transmiti ao arquiteto que não aceito esse custo precisamente porque não estava previsto na proposta adjudicada.

    Confesso que neste momento preferia nunca ter tido que lidar com uma situação destas, no entanto , como referi, adjudiquei a proposta do arquitecto, o que implicou o pagamento de uma primeira tranche. Se optar por recusar o serviço nesta fase , quais as consequências resultantes ? E que direitos poderei ainda ter ?

    Obrigado.
  6.  # 6

    que coisa absurda

    esse arquiteto não sabe o que é prestar um serviço de arquitetura ao cliente. e mais, é irregular estar a pedir honorários da fase seguinte sendo que a fase de apresentação ao cliente não está validada pelo mesmo.
    diga-lhe que pretende levar as coisas com razoabilidade e bom senso mas que não admite esse tom de ameaça com advogado, e que estará caso ele não mude de postura, na disposição de apresentar uma queixa na ordem dos arquitetos.
    francamente.
    Concordam com este comentário: dpalma33, AlexMontenegro
  7.  # 7

    Colocado por: dpalma33vai solicitar ao seu advogado que avance com os mecanismos previstos na lei para a sua cobrança.

    Responda por escrito que tem 15 dias para lhe apresentar as alterações que pedui sobe pena de não o fazendo apresentar queixa formal junto da Ordem.

    Colocado por: RUIOLIA Ordem dos Arquitetos tem de abrir aqui uma delegação virtual..

    Concordo!
    Esta é uma ínfima parta daquilo que vai acontecendo, nem imaginam os DO que são todos os dias enrrabus e que não tem coragem de vir aqui expor o seu caso.
    Não é só na parte da arquitetura, se for-mos para as especialidades então é uma verdadeira calamidade
    Concordam com este comentário: marco1, dpalma33
  8.  # 8

    Quando as posições se extremam e a confiança se perde, não vale a pena continuar - assista a razão a uma das partes ou á outra.
    O Projecto de Arquitectura, completo ou para lá caminhando, é só o inicio. Muito há ainda a fazer para se chegar ao final da moradia construída.

    Penso que o melhor seria continuar com outro profissional. Sem prejuízo, claro, da competente resolução contratual com o projectista original.
    Concordam com este comentário: viarq, Pedro Barradas
  9.  # 9

    Eu já tive oportunidade de trabalhar recentemente com 3 arquitetos diferentes.
    2 deles pouco conhecidos, acessíveis e comunicativos, onde o dialogo esteve sempre presente e ouviam o cliente e um FP que ganha premios e prêmios mas que é um convencido, ladrao e explorador e que acha que sabe sempre tudo.
    Por isso, "são como os porcos. É o que sai!"
    PS Não estou a comparar os pequenos animais com os profissionais, mas o que é certo é que alguns deixam mal a categoria profissional.
    Concordam com este comentário: AlexMontenegro
    • RCF
    • 13 Janeiro 2021

     # 10

    Colocado por: zedasilvaResponda por escrito que tem 15 dias para lhe apresentar as alterações que pedui sobe pena de não o fazendo apresentar queixa formal junto da Ordem.


    Colocado por: ADROatelierQuando as posições se extremam e a confiança se perde, não vale a pena continuar - assista a razão a uma das partes ou á outra.


    É isto mesmo! Concordo.
  10.  # 11

    Muito sinceramente acredite que não é o primeiro, nem o segundo, nem será o último a ser "enganado", pela falta de profissionalismo. Esta no início dos inícios se não conseguir resolver o problema a bem, desista e parta para outro
  11.  # 12

    Colocado por: RUIOLIA Ordem dos Arquitetos tem de abrir aqui uma delegação virtual...Os arquitetos aqui do FdC que façam uma lista candidata a esta delegação :)

    David, caso esteja defendido contratualmente, faça queixa na ordem dos arquitetos:https://www.ordemdosarquitectos.pt/
    Concordam com este comentário:dpalma33


    Agradeço a sua opinião.
    Quando refere se eu estiver defendido contratualmente, quer dizer que será necessário contratar um advogado ?
    Tudo o que tenho neste momento é uma proposta, à qual respondi por email que aceitava. Tenho ainda a fatura da primeira tranche respectiva à adjudicação e o respetivo comprovativo de transferência.

    Por ter pedido fatura com NIF, estou protegido contratualmente ?

    Muito grato a todos pelas vossas opiniões.
  12.  # 13

    Colocado por: dpalma33Por ter pedido fatura com NIF, estou protegido contratualmente ?

    Não.
    É necessário perceber se existe um contrato de prestação de serviços ou não havendo o que diz a proposta de honorários.
    Quando pediu para fazer alterações ficou alguma coisa registada?
    Existem email`s ou msg?
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dpalma33
    • viarq
    • 13 Janeiro 2021 editado

     # 14

    Colocado por: dpalma33Se optar por recusar o serviço nesta fase , quais as consequências resultantes ?


    isso só um advogado lhe poderá dizer, mas eu não teria problema nenhum em partir pela outra se já tivesse pago até à fase do trabalho onde se encontra.



    Colocado por: dpalma33E que direitos poderei ainda ter ?


    neste caso, ainda que poderia eventualmente ter algum direito (de ser acabada essa fase), acho que só sai a perder (se não for mais nada, tempo). Se já entrou em rota de colisão com o arquitecto e já ameaçou com advogado, eu partia para outra.


    isto tudo a fazer fé no que aqui descreveu e sem ouvir a outra parte.
  13.  # 15

    Boa tarde,

    Lendo apenas a sua parte, deduzo que essas alterações que entretanto pediu-lhe para fazer, esteja ainda em fase de estudo prévio, e por isso, esteja contratado, enquanto uma fase do projecto que é suscetível de maiores alterações, antes de se iniciar o anteprojecto. Se assim for, estamos perante de uma tremenda falta de profissionalismo ele não querer alterar o projecto, a não ser que o que lhe está a pedir, cometa ilegalidades urbanísticas...
    Se no contrato tiverem as fases definidas, penso que será viável avançar com o advogado, mas aconselho a contactar primeiramente a OA, apresentando a queixa, mas o melhor seria mesmo tentarem chegar a um entendimento, se isso for possível.

    Cumprimentos,
  14.  # 16

    Colocado por: zedasilva
    Não.
    É necessário perceber se existe um contrato de prestação de serviços ou não havendo o que diz a proposta de honorários.
    Quando pediu para fazer alterações ficou alguma coisa registada?
    Existem email`s ou msg?
    Estas pessoas agradeceram este comentário:dpalma33


    A proposta de honorários refere o seguinte:
    "Exmo. Sr., Conforme solicitado, somos de apresentar a nossa cotação para a elaboração dos trabalhos em epígrafe, que será desenvolvido nas fases que se descrevem para seu licenciamento. I – Projecto de Arquitectura (Licenciamento) Elaboração de projecto á escala 1/100, de acordo com o programa de V. Exa. para licenciamento camarário, incluindo todos os elementos exigidos pela Câmara Municipal de Cascais, nomeadamente Plantas, Cortes e Alçados da solução proposta à esc.1/100, Termos de Responsabilidade, Seguro de Responsabilidade Civil, Memória Descritiva e Justificativa, Calendarização de Obra, Estimativa de Custo, Plano de Acessibilidades e Projecto de Arranjos Exteriores. II – Projectos de Especialidades (Licenciamento) - Elaboração dos projectos de especialidades solicitados pela CMC, nomeadamente Estabilidade e Contenção Periférica, Redes Prediais de Águas e Esgotos, Pluviais, Electricidade, Gás, Térmico, Acústico e Telecomunicações.
    Não estão incluídos qualquer outros projectos ou trabalhos não mencionados, nomeadamente levantamento topográfico (obrigatório), taxas camarárias ou de outras entidades de licenciamento."

    Está escrito por email que aceitava esta proposta. O pagamento da primeira tranche também comprova a aceitação da proposta.

    Em emails posteriores solicitei por email ao arquiteto que efetuasse alterações, que descrevi detalhadamente. Abaixo indico dois excertos de um desses emails que ilustram o tipo de alterações pretendidas.
    "Na suite do 1º andar, do lado norte, será possível alterar a disposição da WC de forma a minimizar a área desta? (atualmente tem aprox. 7 m2 de área). Poderia ter apenas um lavatório, um sanita e uma base de duche menor/singular, por ex."
    "Gostaríamos de ter estores nas janelas, preferencialmente metálicos com hipótese de trancar pelo interior ou alternativa que bloqueie a luz interior para o exterior;"

    Do arquitecto obtive as seguintes respostas:
    "Como transmiti no final de Novembro e por email, a 10 de Dezembro, o projecto estava e está concluído."
    "Qualquer alteração a este projecto é possível, mas para tal apresentaremos nota de honorários para o efeito."
    "Aguardei que fosse feito o pagamento da factura durante a semana que passou, o que não se verificou, assim e caso mantenha esta posição, irei solicitar ao nosso advogado que avance com os procedimentos da lei para a sua cobrança."

    Na minha última resposta ao arquiteto salientei os seguintes pontos:
    "A proposta inicial que nos foi apresentada e que foi adjudicada, em nenhum ponto refere esse custo adicional para realizar alterações ao projecto, pelo que não o aceito.

    Por outro lado, essa mesma proposta refere a elaboração de um projeto de acordo com o programa apresentado pelo cliente.

    Ora se bem se recorda, após a adjudicação foram-lhe apresentadas algumas imagens sugestivas do tipo de programa pretendido para o projeto. No entanto ambos sabemos que estas sugestões não foram de todo consideradas, tendo sido apresentado um projeto em nada de acordo com o programa pretendido.

    Por esta razão parece-nos desapropriado referir, como já o vez algumas vezes, que o projeto se encontra concluído, pois permanece, desde que foi apresentado até ao momento de redação deste email, diferente do programa solicitado pelo cliente.

    Em suma, saliento o seguinte: enquanto cliente, não é, nem nunca foi minha intenção solicitar alterações a um projeto concluído. Enquanto cliente, é minha vontade que seja cumprida a proposta que me foi apresentada e que foi por mim adjudicada, e dessa forma aguardo que me seja apresentado um projeto que se encontre de acordo com o programa que solicitei."
  15.  # 17

    O bom é tentar chegar a acordo, com calma.
    Pondere sobre as vantagens e desvantagens, considerando a obra futura.

    Colocado por: ADROatelierQuando as posições se extremam e a confiança se perde, não vale a pena continuar - assista a razão a uma das partes ou á outra.
    O Projecto de Arquitectura, completo ou para lá caminhando, é só o inicio. Muito há ainda a fazer para se chegar ao final da moradia construída.

    Penso que o melhor seria continuar com outro profissional. Sem prejuízo, claro, da competente resolução contratual com o projectista original.
    Concordam com este comentário:viarq,Pedro Barradas
  16.  # 18

    Colocado por: ADROatelierO bom é tentar chegar a acordo, com calma.

    Porquê com calma?

    Colocado por: ADROateliervantagens e desvantagens, considerando a obra futura.

    Quais as vantagens de uma relação em que manifestamente uma das partes não está de boa fé?

    O que parece é que se trata de um projeto de gaveta onde apenas foi alterada a implantação, tudo o que seja mais que esse trabalho o sr. arquiteto não está disponível.
  17.  # 19

    mas não houve propostas intermédias do projecto de arquitetura? foi, toma lá e siga!?
    Muito estranho...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dpalma33
  18.  # 20

    dpalma33

    essa proposta não apresenta fases nenhumas, o que não é muito normal, mas pelo menos não tem lá fases de pagamento? é que isso tinha mesmo que vir.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: dpalma33