Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Depois de mais de um ano, já há algumas novidades, pelo menos temos já um primeiro projecto para o reforço da estrutura, já que a ideia de manter as paredes se mantém.
    Retomo aqui o tópico antigo.
    Uma das soluções, que aqui junto, parece bastante interessante e o custo também não será muito elevado.
    Passa por criar uma gaiola dentro da casa, que suporte o 1ºAndar, fazendo fundações, pilares e utilizar vigas IPE300 e IPE220, as vigas ficam no sitio das paredes que serão demolidas.
    A outra solução é com vigas HPE260, usando as paredes exteriores como suporte, sem fazer fundações, mas neste caso, levando um pilar a meio da divisão, desta ainda não tenho o projecto.
    Gostava de ouvir a Vossa opinião, baseada na experiência deste tipo de trabalhos.
    Obrigado
      Fundações 12.jpeg
      Estrutura 22.jpeg
      Estrutura 12.jpeg
    • lmnunes
    • 22 Fevereiro 2021 editado

     # 2

    Falta um ficheiro
      Fundações 22.jpeg
  2.  # 3

    Colocado por: lmnunesGostava de ouvir a Vossa opinião, baseada na experiência deste tipo de trabalhos.

    concerteza que a solução tecnica encontrada, foi a adequada á obra em causa.
    Poderia ser feito de outra forma. há varias tecnicas, sem necessidade de pilares interiores. concerteza que a sua equipa tecnica terá explicado as diversas alternativas, custos/ beneficios.
    Agora já tem isso definido, é seguir para a frente...

    a minha opinião, eu se calhar não teria optado por isso ( nem uma nem outra solução). Casa muito pequena. teria utilizado outra abordagem, mas como não conheço a edificação em causa, nem as condições dessas alvenarias, o projecto e o resto das condicionantes, etc... não vale apena estar a pronunciar muito mais.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: lmnunes
  3.  # 4

    Colocado por: Pedro Barradas

    a minha opinião, eu se calhar não teria optado por isso ( nem uma nem outra solução). Casa muito pequena. teria utilizado outra abordagem, mas como não conheço a edificação em causa, nem as condições dessas alvenarias, o projecto e o resto das condicionantes, etc... não vale apena estar a pronunciar muito mais.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:lmnunes


    Obrigado Pedro, ainda está tudo em aberto, esta é uma solução que me foi apresentada, concordo que a casa é muito pequena, mas aumentar por fora, está fora de questão.
    Outra hipótese que foi apresentada foi partir tudo por dentro e refazer os dois pisos, isso iria optimizar o espaço, mas os custos seríam muito superiores
    Sem poder aumentar a casa, o que faria para melhorar o que está ? Obrigado
  4.  # 5

    Colocado por: lmnunesmas aumentar por fora, está fora de questão.

    eu não sugeri isso.
    eu faria reforço estrutural necessário ( já executaram o relatório de vulnerabilidade sísmica?), aproveitando essas alvenarias resistentes ( solução ideal a definir).O interior dos pisos todo em LSF. devidamente ligado á casaca de alvenaria que se mantém.
    E claro integrar com a resolução das questões da térmica e etc...
  5.  # 6

    Eu sei que não sugeriu isso, nós equacionámos essa solução, mas deviso às características da casa, ficou fora.
    Penso que terão sido feitos os estudos pertinentes antes de ser apresentada uma solução.
    Pelas duas que mencionei, optámos por esta porque não se suportava nas paredes de fora, os pilares serão feitos ( apoiados ) nas fundações ou serão feitas fundações novas.
    A hipótese do LSF foi sempre a ideia, o custo da obra é que superava em muito o que temos orçamentado.
    Junto uma foto da casa, exterior, que já tive no post do ano passado e das fundações.
      Vista da Rua.jpg
      Fundações.jpg
  6.  # 7

    Colocado por: lmnunesA hipótese do LSF foi sempre a ideia, o custo da obra é que superava em muito o que temos orçamentado.

    Mas se calhar o problema reside do orçamento disponivel? com o LSF, éra muito menos intrusivo. Menos demorado, etc.. Claro que devido à localização e disponibilidade de equipas, pode fazer o preço subir.

    Face as demolições preconizadas, por mim era efetcuar isso tudo em LSF/ sistema SGPL.
  7.  # 8

    Colocado por: Pedro BarradasMas se calhar o problema reside do orçamento disponivel? com o LSF, éra muito menos intrusivo. Menos demorado, etc.. Claro que devido à localização e disponibilidade de equipas, pode fazer o preço subir.

    Face as demolições preconizadas, por mim era efetcuar isso tudo em LSF/ sistema SGPL.


    Já me alegrou o dia, obrigado ;)
    E conseguimos fazer em LSF sem demolir a placa existente ? Pelo que entendo é como construir por dentro uma estrutura completa com uma placa ou um gaiola em cima que encosta à que existe, será que vou em encontrar em CB alguém que saiba fazer isso ?
    Temos ainda dois ou três meses para decidir; Para lhe dar uma ideia , o orçamento para partir as paredes, colocar a estrutura que está neste projecto e levar o entulho para vazadouro legal são 9000€ + IVA. Sem acabamentos nenhuns.
  8.  # 9

    Colocado por: lmnunesE conseguimos fazer em LSF sem demolir a placa existente ?

    Não. se faz a demolição integral do piso 0, como quer fazer isso.
    È demolir o interior todo e fazer o miolo em LSF, ou misto LSF/ madeira... ou lajes colaborantes... tanta alternativa. etc...
  9.  # 10

    Isso não compensa mais vender como está e fazer de raiz ?...
  10.  # 11

    Colocado por: SS1128Isso não compensa mais vender como está e fazer de raiz ?...


    A casa tem uma arquitectura interessante, e com um custo bastante inferior ao de fazer uma casa nova, é possível torná-la bastante confortável e funcional, aqui o problema maior é que o RC tem uma área pequena de difícil melhoramento
  11.  # 12

    Colocado por: Pedro BarradasNão. se faz a demolição integral do piso 0, como quer fazer isso.
    È demolir o interior todo e fazer o miolo em LSF, ou misto LSF/ madeira... ou lajes colaborantes... tanta alternativa. etc...


    Pois ... eu não tenho conhecimentos para poder propor soluções sem a ajuda de técnicos, daí ter pensado sería possível escorar a placa do 1º Andar e construir então em LSF.
    Na solução proposta são colocados uns prumos, depois o ferro, depois retirados os prumos. ( espero que depois não venha mexer tudo ! ) o eng e o construtor utilizam esta solução frequentemente, eu já visitei obras deles em curso, em moradias do anos 50 e 60, com os mesmos problemas de distribuição interior.
  12.  # 13

    Então é seguir o procedimento.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: lmnunes