Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde,

    Resumindo, há uns vizinhos novos que têm um cão. Nada contra, também tenho um.

    O que eles fazem aparentemente pois nunca vi, é apanhar a **** do cão de tempos a tempo e atiram a **** para as traseiras do prédio. Até aí, fica na consciência deles, nunca me meti, embora toda a vizinhança do local fale e do prédio ao lado há quem tenha visto.

    Acontece que desta feita ao atirarem os cocó para o lado oposto, provavelmente porque o homem do café reclamou, houve uns poucos bocados que vieram parar à minha varando do lado. Ai é mais chato, não me meto com ninguém, não me interessa se atiram para as traseiras, mas não para a minha varanda!

    Somente coloquei quatro folhas coladas na escada do prédio a pedir para pararem de atirar **** para a minha varanda. Não acusei ninguém, a carapuça serve a quem de direito.

    Há casos semelhantes? O que fizeram?

    Foi a primeira vez que me acontece uma coisa destas, como a primeira vez que tive que me chatear por causa de vizinhos(algum dia tinha de ser), se continuarem a atirar para as traseiras e pararem de atirar para a minha varanda, nem me chateio.

    Mas se o continuarem a fazer? Como resolveriam?

    Obrigado desde já
    •  
      RRoxx
    • 22 Março 2021

     # 2

    quando uma pessoa pensa que já viu tudo, eis que surgem umas bestas ainda maiores.

    confesse lá.. está a inventar a historia, esses animais não existem, certo?

    Fazer participação á camara e ás autoridades de saúde.
    Concordam com este comentário: ricardo.rodrigues
  2.  # 3

    Já falou com o vizinho?
    • FFAD
    • 22 Março 2021

     # 4

    Vive ao lado do jardim zoológico?
  3.  # 5

    Já conheci um prédio que quando chovia o cão não vinha a rua.. escuso de dizer o resto.

    Abordou-se o condomínio e colocaram os presentes a porta do senhor para aprender
  4.  # 6

    Colocado por: RRoxxquando uma pessoa pensa que já viu tudo, eis que surgem umas bestas ainda maiores.

    confesse lá.. está a inventar a historia, esses animais não existem, certo?

    Fazer participação á camara e ás autoridades de saúde.

    Nas traseiras do prédio, onde por acaso até passam pessoas mas pouco, acho difícil fazerem o que seja, só nesta praceta há mais de uma dezena de cães. Mas na passagem há uns 3 focos de poia com terra misturada porque o cão deve escavar nos vasos às vezes.

    Colocado por: Vítor MagalhãesJá falou com o vizinho?

    Nunca vi a atirar, não vou acusar ninguém diretamente. Só desconfio. Mas não, não falei.
  5.  # 7

    Fosga-se... onde é que as pessoas andam com a cabeça??...
  6.  # 8

    Quando meteu as folhas, o arremesso de m***a parou? Só assim uma ideia: meter o cocó na porta deles.



    Eu não percebo pra que é que algumas pessoas arranjam animais, se nem o coco dos proprios cães sao capazes de apanhar e colocar no lixo/sanita... juro que não percebo.
  7.  # 9

    Colocado por: forumeiro11Nunca vi a atirar, não vou acusar ninguém diretamente. Só desconfio. Mas não, não falei.

    Então qual a razão deste post?
    A primeira coisa a fazer é sempre falar com o vizinho, se o diálogo não resulta então é que tem de partir para as demais possibilidades.

    Não tem que acusar o vizinho de nada, tem que questionar, e a partir daí desenvolve.

    Por exemplo, se fosse comigo que isso acontecesse eu primeiro que tudo falava com o vizinho, se ele negasse e eu continuasse a desconfiar, então tratava de arranjar provas.
  8.  # 10

    Colocado por: desofiapedroQuando meteu as folhas, o arremesso de m***a parou? Só assim uma ideia: meter o cocó na porta deles.

    Isso não faço. Só peço que parem.

    Colocado por: Vítor Magalhães
    Então qual a razão deste post?
    A primeira coisa a fazer é sempre falar com o vizinho, se o diálogo não resulta então é que tem de partir para as demais possibilidades.

    Não tem que acusar o vizinho de nada, tem que questionar, e a partir daí desenvolve.

    Por exemplo, se fosse comigo que isso acontecesse eu primeiro que tudo falava com o vizinho, se ele negasse e eu continuasse a desconfiar, então tratava de arranjar provas.

    A razão do post é obvia, pedir algum conselho sobre como lidar com a situação, que para mim é nova.

    Agradeço a sua, e agora que fala nisso, sim podia ter falado com o vizinho, mas eu não sei se foi essa pessoa. Podia simplesmente mandar vir comigo que eu o estava a insinuar que fez algo que não fez.

    Por outro lado, apenas coloquei no prédio as folhas a pedir para não o fazerem. Seja quem for. Não acusei ninguém diretamente, nem quero saber quem o fez, apenas que parem de o fazer por respeito.

    Se continuarem a atirar para as traseiras nem me chateio. Mas não para a minha varanda.
    • size
    • 22 Março 2021 editado

     # 11

    Colocado por: forumeiro11

    Mas se o continuarem a fazer? Como resolveriam?


    A repetirem a cena, é apanhar para um saco de plástico e devolver ao dono do cão, colocando na caixa do correio....
    Concordam com este comentário: desofiapedro, Quilleute
    • AMVP
    • 22 Março 2021

     # 12

    Colocado por: forumeiro11Se continuarem a atirar para as traseiras nem me chateio.


    Nem percebo pq não se importa que os desejos dos animais sejam atirados para as traseiras, a mim incomodaria-me!
    Concordam com este comentário: Raquel A
  9.  # 13

    A solução para tudo agora é a internet.
    Concordam com este comentário: Vítor Magalhães, NLuz
  10.  # 14

    Colocado por: ArapongaA solução para tudo agora é a internet.
    Concordam com este comentário:Vítor Magalhães
    no tempo do meu avô era com uma espingarda de carregar pela boca cheia de sal grosso... venha o diabo e escolha
    Concordam com este comentário: Pascendi, desofiapedro
  11.  # 15

    Colocado por: antonylemosno tempo do meu avô era com uma espingarda de carregar pela boca cheia de sal grosso... venha o diabo e escolha
    Concordam com este comentário:Pascendi


    Calculo que isso acontecesse se lhe fizessem cócó na varanda, como diz o outro se for nas traseiras é tranquilo.