Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Antes de mais peço desculpa por me repetir depois de ter feito um tópico relacionado. Mas é uma situação incompreensível.

    Eu e a minha família temos apartamentos que não explorados como residencial por o inquilino (renda antiga atualizada há pouco).

    O sujeito cometeu várias ilegalidades como:
    . Logradouro: fornalha para aquecer água fixa a todo o prédio e com uma pilha de lenha ao lado. Churrasqueira com outra chaminé fixa a todo o prédio (já se incendiou várias vezes), construção de uma oficina em cima de uma garagem.
    . Nos prédios: fez WCs nas marquises, mexe em canalização e eletricidade, comprou apartamentos no prédio do lado e furou a parede para anexar à residencial e levar para lá água da fornalha, mexe no telhado, etc.

    Durante anos os amigos da câmara deixaram-no fazer o que queria. Hoje a sua influência será menor.

    Vamos ter reunião de condomínio daqui a uns dias e queria saber como proceder para tentar resolver isto pelo condomínio. Caso não dê vou fazer queixa na câmara. Mas tirando isso haveria mais alguma entidade para me ajudar neste assunto, talvez até com vistoria não só do logradouro mas também dos apartamentos? Se ele sair tem de reparar todos os estragos e obras ilegais ou poderíamos ir para tribunal para pedir indemnização ?
  2.  # 2

    O que você está a precisar é de um jurista para lhe tratar desse imbróglio. Mas quem é o administrador do condomínio ? É Johny?
    Concordam com este comentário: Damiana Maria
  3.  # 3

    Colocado por: BoraBoraO que você está a precisar é de um jurista para lhe tratar desse imbróglio. Mas quem é o administrador do condomínio ? É Johny?


    Sim. Já ando a falar com uma amiga advogada. Está a ajudar-me a redigir as queixas. Estava a pensar pedir uma audiência com o presidente da câmara e talvez ter essa amiga comigo.

    O condomínio ainda não existe. Vamos ter uma reunião numa empresa de gestão de condomínios para criar condomínio, no início de Abril. Provavelmente será a empresa a ficar com a administração.
  4.  # 4

    E tentar por o sujeito de lá para fora?
  5.  # 5

    Colocado por: OvelheiroE tentar por o sujeito de lá para fora?


    É uma renda comercial antiga. Atualizada recentemente mas não tem data limite de arrendamento.

    Fez o que quis durante anos. Taís eram os contactos na câmara. Na altura tinha um restaurante, imagino que os funcionários de lá se vendessem por umas refeições. Uma vez até o juiz lhe fez o frete por causa dos problemas no logradouro.

    Só sai de falir ou passar o negócio a outra pessoa. Mas ninguém seria louco para comprar aquilo.

    Daí querer acabar com as construções ilegais do logradouro para a situação ser mais tolerável. E se desse para pegar com as obras inacreditáveis que ele fez nos apartamentos talvez ele pegasse nos sacos e se fosse embora. Mas dá nossa parte não o podemos despejar. Até tem rendas em atraso que está a pagar do ano passado. Eu queria meter ação de despejo mas a restante família não queria alinhar nisso...

    Se tiver sugestões de como correr com ele e o obrigar a indemnizar pelas obras sou todo ouvidos haha
    •  
      Tome_2
    • 30 Março 2021 editado

     # 6

    Se o logradouro for espaço comum de uso não exclusivo do arrendatário é decretar a demolição dos aparatos em assembleia, e demolir.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Johny Mouse
  6.  # 7

    Colocado por: Tome_2Se o logradouro for espaço comum de uso não exclusivo do arrendatário é decretar a demolição dos aparatos em assembleia, e demolir.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Johny Mouse


    Era o que queria fazer. Mas terá de haver alguma espécie de deliberação da câmara que são ilegais não? Acho estranho que a simples deliberação em reunião seja logo definitiva.

    Espero ter a maioria das frações do meu lado para o fazer. É possível mas nem todas as pessoas irão à reunião, daí sem certezas.

    Se não der em nada tentarei fazer as coisas por mim na câmara com a ajuda de uma advogada. Mas seria sempre melhor resolver isso em condomínio com uma maioria.