Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa noite,
    Assinamos CPCV para um apartamento que nos foi “vendido” como tendo arrumo e garagem.
    Só depois de assinar é que tivemos acesso a caderneta predial onde verificámos que o arrumo não faz parte integrante do apartamento. Apenas vem mencionada a garagem. Liguei à proprietária que nos tentou descansar a dizer que ela própria quando comprou nao se apercebeu disso, mas para estarmos descansados que os arrumos são “nossos” no sentido em que temos o usufruto.
    Os arrumos foram construídos no sótão, e nem sabemos se estão legais.
    Para nós o negócio acabou de desvalorizar porque afinal não estamos a comprar tudo o que nos apresentaram como pertencendo ao apartamento.
    Qual é a vossa opinião? Se quisermos renegociar o valor é legítimo? E se ela não quiser? Podemos mandar o negócio abaixo sem perder o sinal?
    Se fecharmos os olhos a isto, corremos o risco de um dia ficar sem o arrumo?
    Todas as opiniões serão bem vindas.
    Obrigada
  2.  # 2

    Já perguntou os vizinhos como é?

    Então 1o assina e depois olha para os documentos?

    É cada um...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Soniaaaa
  3.  # 3

    Pode querer renegociar e o proprietário aumentar o valor.
    O que não falta são prédios com arrumos "ilegais", cada fração tem uma arrecadação que não consta na caderneta predial nem CRP, mas aparecem nas atas de condomínio, que arrumo pertence a cada fração.
    Concordam com este comentário: AMVP
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Soniaaaa
  4.  # 4

    Colocado por: RicardoPortoJá perguntou os vizinhos como é?

    Então 1o assina e depois olha para os documentos?

    É cada um...


    Tem toda a razão, assinamos CPCV sem ter acesso à documentação. Mas agora é tarde.
  5.  # 5

    Colocado por: VarejotePode querer renegociar e o proprietário aumentar o valor.
    O que não falta são prédios com arrumos "ilegais", cada fração tem uma arrecadação que não consta na caderneta predial nem CRP, mas aparecem nas atas de condomínio, que arrumo pertence a cada fração.
    Concordam com este comentário:AMVP


    Obrigada. Vamos tratar de pedir isso. E vou tentar falar com os vizinhos.
  6.  # 6

    Colocado por: SoniaaaaBoa noite,
    Assinamos CPCV para um apartamento que nos foi “vendido” como tendo arrumo e garagem.
    Só depois de assinar é que tivemos acesso a caderneta predial onde verificámos que o arrumo não faz parte integrante do apartamento. Apenas vem mencionada a garagem. Liguei à proprietária que nos tentou descansar a dizer que ela própria quando comprou nao se apercebeu disso, mas para estarmos descansados que os arrumos são “nossos” no sentido em que temos o usufruto.
    Os arrumos foram construídos no sótão, e nem sabemos se estão legais.
    Para nós o negócio acabou de desvalorizar porque afinal não estamos a comprar tudo o que nos apresentaram como pertencendo ao apartamento.
    Qual é a vossa opinião? Se quisermos renegociar o valor é legítimo? E se ela não quiser? Podemos mandar o negócio abaixo sem perder o sinal?
    Se fecharmos os olhos a isto, corremos o risco de um dia ficar sem o arrumo?
    Todas as opiniões serão bem vindas.
    Obrigada


    Atenção que esses arrumos podem ser parte do prédio e não da casa, arrendei uma casa há uns anos em sacavem que o proprietário inicial tinha construído na parte de cima do imóvel mais uma divisão por ser o último andar, acontece que essa divisão estava ilegal por não ter sido pedida autorização ao condomínio, o meu senhorio comprou a casa assim, mas quando sai da casa em conversa com o gestor de condomínio ele referiu que podia mandar fechar aquela divisão por não ter sido pedida autorização ao condomínio... Um pau de dois... Penso que se não tiver na caderneta e o anúncio do imóvel incluir isso pode alegar que não foi aquilo que se comprometeu a adquirir tendo que devolver o sinal a si.. mas como estou numa situação parecida em termos de negócio mas com outras nuances é sempre apelar ao bom senso de quem vende...