Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Atualmente é normal uma marca de eletrodomésticos vender todo o tipo de artigos. Na realidade as marcas pouco produzem, limitando-se a colocar o símbolo em produtos de outros fabricantes.
    Se por um lado, encontramos marcas que vendem produtos de outras marcas a preços mais baixos do que os próprios fabricantes, por outro encontramos marcas de "nome" a vender produtos de fraca qualidade com o logo dessa marca.


    Já tive um americano Whirlpool (grande máquina) cujo fabricante era a SMEG.
    Os fornos e placa da Pando são da Kupperbusch (ou melhor da Teka)

    Já agora... alguém sabe qual o fabricante das placas de indução da Faber?
  2.  # 2

    Vem tudo do mesmo sítio (China). Só muda o cheiro.
    • DS86
    • 8 Setembro 2021

     # 3

    A lógica dos electrodomésticos é a mesma dos automóveis. As marcas idealizam, projetam e desenham a maquina e os seus componentes e depois enviam para fábricas construirem.

    A unica diferença dos electrodomésticos para os automóveis é que no segundo caso as marcas montam o produto final
  3.  # 4

    Não sou fundamentalista, mas quando existe opção de alguma marca da SEB opto por essa marca que tem um compromisso de lutar contra a obsolescência programada e ter peças de reposição em stock durante 10 anos ( pelo menos comunicam muito neste sentido ).
    Nos grandes "comglomerados" é defícil descortinar o "made in" das peças.
  4.  # 5

    Colocado por: marteloescoproSó muda o cheiro.
    engana-se o cheiro quando novo é sempre o mesmo.. ;)
    Concordam com este comentário: ForcePT
  5.  # 6

    Colocado por: marteloescoproVem tudo do mesmo sítio (China)


    nem tudo!