Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa noite a todos,

    Vivemos em periodos de incerteza em que está muito presente o custo das matérias primas e falta de mão de obra.

    Neste contexto, venho pedir a vossa ajuda para tentar perceber quais os valores que se estão a praticar ou orçamentados para construir uma moradia simples de tipologia T4.

    Como disse pretendemos construir uma moradia simples e confortável (tipologia T4) Rés/Chão ou 1º Andar o que for mais económico e gostariamos de obter referencias de orçamentos que tenham conhecimento. Entendo que possa ser um pouco relativo e dependa de N factores, mas era para termos mais ou menos uma ideia.

    Aproveito também para perguntar qual a vossa previsão caso a moradia venha a ser construida em 2023.

    Obrigado pela atenção dispensada

    Muito Obrigado pela a
  2.  # 2

    Isso é tudo muito vago? Sem planta, sem dimensões... sem terreno.

    Prepare 400 mil euros, sem contar com terreno, escrituras, projectos, taxas, ramais e móveis.
  3.  # 3

    Entre 200 e 500 mil euros.

    Agora mais a sério. Considere entre 1200 e 1500 eur/m2 para uma casa com acabamentos e equipamentos perfeitamente medianos. Valor dado da perspectiva de um DO na região centro.
  4.  # 4

    Colocado por: silvasm76Aproveito também para perguntar qual a vossa previsão caso a moradia venha a ser construida em 2023.


    essa é a parte boa. pode ser que nessa altura que os juros já tenham subido e os empreiteiros andem novamente a mendigar por trabalho.

    tirando isso concordo com o Hal, 200k é o valor mínimo que deve considerar, dizer que consegue fazer um t4 com menos dinheiro e estar a enganar-se.
    • RCF
    • há 7 dias

     # 5

    Colocado por: HAL_9000Considere entre 1200 e 1500 eur/m2

    e considere que uma casa T4 terá cerca de 160m2 a 200m2.
  5.  # 6

    Colocado por: pauloagsantose os empreiteiros andem novamente a mendigar por trabalho.

    Creio que este é o grande erro dos futuros DO.
    Eu diria que o nosso tecido empresarial do setor da construção é constituído por 3 grupos
    As grandes, médias e pequenas empresas, com uma estrutura mais ou menos consolidada e técnicas de gestão.
    As micro empresas que navegam à vista onde quer a gerência quer a grande maioria do funcionários está muito próximo da idade da reforma.
    As empresa de oportunidades.
    É certo que a procura irá descer significativamente em especial no setor das obras privadas.
    Ora, as grandes, médias e pequenas empresas vão continuar a apostar nas obras publicas e no setor da gama média alta onde a procura me parece que até pode aumentar.
    As micro empresas vão ser subempreiteiros destes últimos ou então arrumam as botas pois a reforma já está á porta.
    As empresas de oportunidade vão procurar novos ramos de negócio.
    Ou seja, não me parece que vá haver muita gente a mendigar trabalho.
  6.  # 7

    Colocado por: HAL_9000Agora mais a sério. Considere entre 1200 e 1500 eur/m2

    Mais IVA
  7.  # 8

    Colocado por: zedasilvanas obras publicas e no setor da gama média alta onde a procura me parece que até pode aumentar.


    Com os juros da dívida a aumentar, não sei... já vimos este filme, podemos é estar pouco recordados.
  8.  # 9

    Colocado por: RUIOLICom os juros da dívida a aumentar, não sei...

    Temos o PRR
    Só o programa de intervenção nas vias publicas prevê 1.000.000 para cada município. são pequenas intervenções com vista a melhorar a acessibilidade nos espaços públicos isto dá logo para 3 ou 4 empreiteiros pequenos durante 1/2 ano.
    Daqui a 3 anos vamos ter eleições novamente. Ou seja, daqui a um ano e meio vão os municípios começar de novo com as "obras eleitorais"
    Nas obras publicas todos sabemos que não existem as exigências da qualidade como nas obras particulares e as derrapagens e revisões orçamentais são significativas. É um mercado apetecível caso as obras particulares baixem a procura.
  9.  # 10

    Colocado por: silvasm76Boa noite a todos,

    Vivemos em periodos de incerteza em que está muito presente o custo das matérias primas e falta de mão de obra.

    Neste contexto, venho pedir a vossa ajuda para tentar perceber quais os valores que se estão a praticar ou orçamentados para construir uma moradia simples de tipologia T4.

    Como disse pretendemos construir uma moradia simples e confortável (tipologia T4) Rés/Chão ou 1º Andar o que for mais económico e gostariamos de obter referencias de orçamentos que tenham conhecimento. Entendo que possa ser um pouco relativo e dependa de N factores, mas era para termos mais ou menos uma ideia.

    Aproveito também para perguntar qual a vossa previsão caso a moradia venha a ser construida em 2023.

    Obrigado pela atenção dispensada

    Muito Obrigado pela a


    Antes de tudo, e mesmo antes de angustias com o custo das matérias primas e falta de mão de obra, etc...
    Tenha em consideração o seguinte:

    * Plafond disponível para construir;
    * Localização;
    * Tipo de arquitetura pretendida;
    * Vivências (espaço interior e exterior).

    Quando tiver uma ideia concreta sobre estes aspetos volte cá e partilhe. Acima de tudo, tenha em mente que o fórum é uma pequeníssima amostra da realidade lá fora...
  10.  # 11

    Colocado por: zedasilva
    Temos o PRR
    Só o programa de intervenção nas vias publicas prevê 1.000.000 para cada município. são pequenas intervenções com vista a melhorar a acessibilidade nos espaços públicos isto dá logo para 3 ou 4 empreiteiros pequenos durante 1/2 ano.
    Daqui a 3 anos vamos ter eleições novamente. Ou seja, daqui a um ano e meio vão os municípios começar de novo com as "obras eleitorais"
    Nas obras publicas todos sabemos que não existem as exigências da qualidade como nas obras particulares e as derrapagens e revisões orçamentais são significativas. É um mercado apetecível caso as obras particulares baixem a procura.



    https://www.jn.pt/economia/inflacao-na-construcao-adia-dezenas-de-obras-publicas--14289628.html

    https://www.dn.pt/sociedade/aumento-brutal-do-preco-das-materias-primas-trava-duas-obras-da-camara-de-gaia-14478713.html

    Será?
  11.  # 12

    Colocado por: P@rAdiS3Será?

    Uma coisa é travar outra é essas obras deixarem de se fazer.
    Não esquecer que a politica vive de votos e os votos ganham-se com obra física ...
    Até podem os grandes investimentos estratégicos (que seriam para 1 ou 2 empreiteiros) terem uma quebra mas os pequenos vão multiplicar-se
  12.  # 13

    Colocado por: zedasilvaTemos o PRR


    Será que vai ser aproveitado neste contexto de incerteza politica? E neste contexto de incerteza financeira?

    No fim do mandato do licenciado em engenharia que foi PM, também existia um ambicioso programa de continuação da Parque Escolar com enormes apoios externos, só que acabou-se o € da contribuição nacional e puf... a partir dai as obras públicas caíram na rua da amargura, concursos ganhos no limiar do preço anormalmente baixo, etc.

    É necessário ter memória...
  13.  # 14

    Pessoal, por favor não levem mais um tópico na direção errada ao propósito inicial do mesmo...
    Concordam com este comentário: desofiapedro
  14.  # 15

    Colocado por: zedasilvaNão esquecer que a politica vive de votos e os votos ganham-se com obra física ...


    Só que para haver palhaços é necessário haver dinheiro, e nós não o temos (ainda para mais vimos do contexto COVID que teve custos enormes e perda de receitas), teremos de ir pedir emprestado, e já nos estão a cobrar juros mais altos para emprestar, já vimos este filme...
    Concordam com este comentário: Palmix, NMGS
    Estas pessoas agradeceram este comentário: pedrorainho
  15.  # 16

    Colocado por: Vítor MagalhãesPessoal, por favor não levem mais um tópico na direção errada ao propósito inicial do mesmo...


    É verdade... acho que ninguém deve arriscar previsões de preços e contextos para 2023.
  16.  # 17

    Colocado por: RUIOLIa partir dai as obras públicas caíram na rua da amargura, concursos ganhos no limiar do preço anormalmente baixo, etc.

    Verdade mas foram raras as empresas a ter prejuízo com essas obras.
    Uma coisa é o preço base que até pode ser abaixo do normal mas outra é o real custo da obra.
    Mas independentemente do rumo que as coisas tiverem, uma coisa é certa, o setor está em transformação.
    Era algo que deveria ter sido mais gradual mas que agora vai ser "à bruta"
  17.  # 18

    Pelas opiniões que vi no fórum, moradia térrea ou com primeiro andar terão preço equivalente, não será por aí.
    A diferença de preço será o do terreno, que terá de ser ligeiramente maior., e por conseguinte ter um pouco mais de área de muros, para ajardinar, etc.
    E já que o preço da moradia é o mesmo, se tiver espaço no terreno, faça térrea.
    Subir e descer escadas para ir do quarto à cozinha buscar uma bebida fresca é uma maçada.
    Concordam com este comentário: azwsedcrfv
  18.  # 19

    Mais um tópico que vais descambar?

    Deixem-se dessas picardias, que não levam a lado nenhum.
  19.  # 20

    Colocado por: AlkimiaDeixem-se dessas picardias, que não levam a lado nenhum.

    Por acaso até acho que este tipo de "picardias" tem todo o interesse para o DO comum.
    Este explanar de opiniões díspares serve para o DO poder formar a sua própria opinião.
    Independentemente do qual vá ser o futuro deste setor, creio que é opinião consensual que será sempre diferente daquilo que estávamos habituados. Diferente para pior no caso dos DO.
    Concordam com este comentário: ricardo.rodrigues
 
0.0189 seg. NEW