Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde,


    A saúde e segurança na construção em Portugal deixa muito a desejar. Em termos homólogos em comparação com os restantes países da União Europeia somos um dos países onde de registra o maior número de acidentes de trabalho e de fatalidades. Aqui destaca-se a indústria da construção civil onde os dados são alarmantes! Isto são dados que nos deviam deixar profundamente preocupados, envergonhados e tristes.
    Colocando o dedo na ferida, não existe uma cultura de saúde e segurança em Portugal. A maior parte das empresas só cumpre com o mínimo indispensável para cumprir com a legislação e nada mais do que isso. Gastar dinheiro na prevenção ainda é visto como um gasto, quando deveria ser encarado como um investimento que a longo prazo até permite reduzir os custos de forma significativa.
    Mas, infelizmente, aquilo que continua a falar mais alto é a típica chico-espertice tuga, em que se arranja sempre forma de contornar as regras para fazer as coisas de forma mais rápida e com menos recursos.
    Temos que nos unir para por um ponto final a este tipo de mentalidade de país de Terceiro mundo.
    Para terminar, quero relembrar que em caso de algum acidente grave ou fatalidade na obra, além do Diretor de obra e Técnico de Segurança, também os Donos de Obra podem vir a ser responsabilizados civil e criminalmente pelo ocorrido. Por isso, foristas, todo o cuidado é pouco.
    Concordam com este comentário: zedasilva, imo
  2.  # 2

    A cultura se segurança só será uma realidade quando empresas e técnicos começarem a ser responsabilizados a sério.
    Enquanto andar mos a brincar às inspeções e averiguações as coisas naomudam
    Concordam com este comentário: imo
 
0.0076 seg. NEW