Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde,

    É um caso de uma reabilitação de moradia térrea de 80 m2 de cerca de 60 anos, construída sem pilares e vigas, só com uma parede de tijolo de 15 cm, com placa de betão com malha de ferro e telhado de telha, em que é pretendo demolir uma divisão devido ao seu estado de degradação e também porque o chão não está nivelado com o resto da casa.

    A divisão em causa é o quarto 1, da figura anexa, e tem as paredes exteriores todas rachadas sendo uma delas construída com tijolo de 7 cm, tem o chão mais alto 15 cm em relação ao resto da casa, depois da placa tem telhado de telha com 3 águas.

    O que pretendo fazer é reabilitar a casa toda com os seguintes trabalhos:

    - Demolir o quarto degradado, reconstrui-lo com forma retangular com a mesma área e piso nivelado com o resto da casa, de acordo com as normas e requisitos atuais,
    - Alterar o telhado deste quarto, já que se encontra num extremo da casa e fora do telhado da outra parte da casa, para cobertura plana,
    - O telhado da outra parte da casa mantém as 2 águas sendo isolado e substituída a telha,
    - Forrar a moradia com ETICS.

    Parte dos trabalho são só de comunicação prévia (baixa relevância) e só o quarto 1 é reconstruído de raiz pelos motivos acima descritos, portando serão feitos projetos de estabilidade, eletricidade e arquitetura.

    Visto ser uma habitação sazonal não estou preocupado com acústica, térmica, comunicações, etc, funciona bem como está e não vou vendê-la. Já tem janelas de aluminio, salamandra para aquecimento ambiente e bailarina para aquecimento de águas correntes.

    A moradia está toda construída dentro do terreno urbano sem ter partes comunicantes com a via pública, está ligada à rede elétrica e tem fossa própria devido a não existir saneamento no local.

    Agradecia que me informassem, para além dos projetos acima referidos, se existem outros obrigatórios para este caso de reabilitação.

    Obrigado
  2.  # 2

    Precisa também de projetos águas e acústica. Térmico pode pedir isenção, gás terá que fazer
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Edum01
  3.  # 3

    trata-se de uma ampliação dai que o quarto 1 como "área Habitável" tambem precisa de termica
    Concordam com este comentário: fernandoFerreira
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Edum01
  4.  # 4

    Colocado por: RicardoPortoPrecisa também de projetos águas e acústica. Térmico pode pedir isenção, gás terá que fazer


    Mas gás e águas já existem e não passam nesta divisão que pretendo reconstruir.............
  5.  # 5

    Colocado por: marco1trata-se de uma ampliação dai que o quarto 1 como "área Habitável" tambem precisa de termica
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Edum01


    Neste caso não é ampliação é uma reconstrução com a mesma área, considera-se da mesma forma?

    No caso de apresentação do térmico, este será da casa toda ou só do quarto 1?
  6.  # 6

    Se um perito térmico fizer uma declaração a dizer que não é grande intervenção.. mas preciso sempre de passar por um perito
  7.  # 7

    Colocado por: Edum01Agradecia que me informassem, para além dos projetos acima referidos, se existem outros obrigatórios para este caso de reabilitação.
    pela informação disponibilizada tera de submeter projectos para licenciamento.
  8.  # 8

    sim tambem me parece que não pode entrar apenas como comunicação previa
  9.  # 9

    Agradeço as respostas dadas mas fiquei baralhado com algumas respostas ligeiramente diferentes entre comentários.

    Relativamente ao que pretendo fazer identifiquei 3 projetos que sei que tenho que entregar para licenciamento da obra, a saber:

    - ARQUITETURA, porque pretendo alterar a forma do quarto 1, de quadrilátero irregular para retângulo e também porque altero o telhado desta divisão, de 3 águas para cobertura plana.

    - ESTABILIDADE, porque reconstruo toda a divisão quarto 1 (fica com a mesma área).

    - ELETRICIDADE, porque faço nova instalação elétrica no quarto 1 e tenho que a ligar à já existente.

    Todo o resto da habitação se mantém sem alterações, gás (de butija, não há outro), águas, esgotos, etc, e também nada passa na divisão que vou reconstruir.

    Quanto à reparação do telhado, do resto da habitação, ficará igual e é trabalho só de comunicação prévia. A aplicação de ETICS no exterior fica contemplada no projeto de arquitetura.

    Conseguem-me confirmar, com certeza, outros projetos que sejam mesmo obrigatórios e que eu não esteja a ver a sua necessidade/aplicabilidade ?
  10.  # 10

    Meta o que achar a câmara se acharem que precisa de mais pedem projetos. Se você achar que não precisa meta pedido de isenção e justifique
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Edum01
  11.  # 11

    bolas isso está mais que regulamentado ainda por cima agora com o DL 95/2019
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Edum01
  12.  # 12

    Colocado por: Edum01Conseguem-me confirmar, com certeza, outros projetos que sejam mesmo obrigatórios e que eu não esteja a ver a sua necessidade/aplicabilidade ?

    quem tem de explicar isso e fundamentar são os sues projectistas, nomeadamente o técnico que assumir a Coordenação de projectos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Edum01
  13.  # 13

    Exatamente como tinha pensado, explorar da melhor maneira o DL 95/2019 de acordo com o essencial que pretendo fazer.

    Verifico que por vezes ainda existem projetistas que não "dominam" este DL e a melhor maneira de ultrapassarem a situação é dizer que praticamente todos os projetos de especialidade são obrigatórios, sem distinguirem a dimensão e circunstâncias da obra.

    Vi-me confrontado com o facto de basicamente ao pretender reabilitar uma divisão da habitação térrea e que fica num extremo, que apresenta um estado de degradação na estabilidade avançado (já tive que colocar 1 pilar de ferro como reforço), ter que apresentar todos os projetos como se fosse fazer toda a habitação de raiz.
  14.  # 14

    Em relação à termica, se conseguir justificar que é uma intervenção inferior a 25%, apenas precisa de fazer estudo termico de forma a garantir o cumprimento de requisitos minimos na zona ampliada.
    depois no final para a licença de utilização, vai lhe ser pedido o certificado energético.
 
0.0144 seg. NEW