Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Bom dia,

    Quero comprar um imóvel mas não tenho os 10% de valor de entrada.
    Tenho 29 anos e até ao momento investi na minha formação e não consegui juntar todo o valor de entrada para um imóvel. Neste momento, face aos imóveis que estou a ver (a rondar os 95.000/100.000€) o valor da mensalidade de um credito habitação + credito pessoal continuaria a ser mais baixo do que de uma renda mensal.
    Estou efetiva e numa situação estável apesar da pandemia, e tenho neste momento um rendimento mensal líquido a rondar os 1600€ o que me permite pagar um credito habitação e credito pessoal sem comprometer a minha taxa de esforço. Reforço que estou a ver imoveis com um valor baixo exatamente para garantir que consigo pagar as despesas e juntar para outros os imprevistos que possam surgir.
    A minha questão tem a ver com os timmings deste credito pessoal. Sei que não é aconselhado, e que pode causar problemas para o credito habitação e gostava de saber se alguem aqui já esteve numa situação semelhante e que conselhos dá para conseguir este valor de entrada com um credito pessoal.
    Muito obrigada pela ajuda!
  2.  # 2

    https://forumdacasa.com/discussion/72150/6/credito-pessoal-para-entrada-do-credito-habitacao/#Item_7

    Leia este post … ás vezes diverge no assunto , mas na sua maioridade é o que pretende.
  3.  # 3

    em teoria dá mas não é visto com bons olhos pois demonstra pouca capacidade de aforro.

    C pessoal 8% 10 mil euros a 60 meses dá 200 euros mês. a 84 meses dá 150. mais menos

    1500 x 14 / 12 = 1750 se os 1550 incluirem o subs natal e férias dá os 1500

    taxa de esforço recomendada é 35% ou seja 612 euros m~es limite de endividamento

    no caso dos 1500 dá um limite de 525

    a esses 612 ou 525 tem que retirar a prestação do Cpessoal e os seguors obrigatórios o que que dizer que dá para um CHabitação de 90 mil a 35 anos com 1% de spread
  4.  # 4

    Mais um.
    E que tal ter calma e poupar durante 1 ano ou 2, e só depois começar a ver imoveis?
    Nao tomar decisoes precipitadas.
  5.  # 5

    Colocado por: DCFerreira
    A minha questão tem a ver com os timmings deste credito pessoal. Sei que não é aconselhado, e que pode causar problemas para o credito habitação e gostava de saber se alguem aqui já esteve numa situação semelhante e que conselhos dá para conseguir este valor de entrada com um credito pessoal.
    Muito obrigada pela ajuda!


    Se não compromete a taxa de esforço, esqueça o timming..

    O timming só interessa quando há artístices..

    Faça quando quiser..
  6.  # 6

    Colocado por: nunes pah


    taxa de esforço recomendada é 35% ou seja 612 euros m~es limite de endividamento



    50%.. sendo que no caso do CH tem uma nuance no que diz respeito à prestação..
  7.  # 7

    boa sorte com esses 50% com mono proponente. quando for calculado o RLD em stress vais sair do limite.

    além disso 50% não deixa margem para uma avaria no carro, uma questão de saúde etc

    não se endividem no limite...nunca.
  8.  # 8

    No tópico ao lado dizem para não comprar, porque o armagedão está a caminho.
  9.  # 9

    se te endividares no limite, és o teu próprio armagedão.

    a casa serve para viver nela e não viver para ela...digo eu que já sou velho
  10.  # 10

    Colocado por: Bragas VSe não compromete a taxa de esforço, esqueça o timming..

    O timming só interessa quando há artístices..

    Faça quando quiser..


    de forma simplista é isso. se a prestação do crédito habitação com a prestação do crédito pessoal fica dentro de uma uma taxa de esforço de 30% a 35% dos seus rendimentos deverá ser tranquilo para os bancos.
  11.  # 11

    Colocado por: nunes pahse te endividares no limite, és o teu próprio armagedão.

    a casa serve para viver nela e não viver para ela...digo eu que já sou velho


    Naturalmente endividar CH, sem colocar a corda ao pescoço.

    Já para nem falar naqueles que nem CH têm e têm créditos pessoais, automóvel, consumo etc. até ao pescoço.
  12.  # 12

    claro. o pessoal mais novo não apanhou Euribors de 5% e na sua maioria não têm literacia financeira. aprende-se tanta quinquilharia na escola...

    eu como sou old school e tenho uam forte deformação profissional, sou conservador e penso que a taxa de esforço aceitável para viver descansado e ir beber uma minis ou comer umas sardinhas à Nazaré será de 25% para um millenial

    com ajuda dos pais e sendo um casal, 35 a 40%. também entendo que custe a pagar uma renda mas cuidado com contratos vitalícios de CH a 40 anos.
  13.  # 13

    outra coisa que muita gente se "esqueçe" é da fortuna que custa rechear uma casa. se não existem poupanças, se fazem créditos pessoais para suportar os 10% que o crédito habitação não suporta, pergunto-me como vão viver dentro da casa?

    comprar apenas o básico, mesmo no ikea, custa uma pequena fortuna.
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas, HAL_9000, Rodri12, tronchudas
  14.  # 14

    Muito obrigada por todos os vossos comentários e ajuda.

    Quero apenas deixar a nota de que não sou uma millenial sem literacia financeira e com creditos de consumo, automóvel e afins. Sou uma pessoa consciente e informada, com algumas poupanças e investimentos (PPR, ações, cripto), mas que como a maioria dos jovens deste país começou a trabalhar tarde e não teve sempre um salario que lhe permitiu poupar o suficiente para ter reunido tanto dinheiro. Neste momento preciso de uma casa para viver, e a alternativa de arrendar não corresponde a um encargo menor, muito pelo contrário.

    Agradeço uma vez mais todos os vossos comentários!
    Concordam com este comentário: desofiapedro, Rodri12
  15.  # 15

    Cripto e consciente nunca deviam estar na mesma frase.. 😂

    Foi só uma boca pra barulho.. :-) vou ser massacrado..
    Concordam com este comentário: nunomp
  16.  # 16

    Colocado por: Bragas VCripto e consciente nunca deviam estar na mesma frase.. 😂

    Foi só uma boca pra barulho.. :-) vou ser massacrado..


    É melhor fazer as malas e não voltar mais...


    PS: Arranja lugar para mais 1? :-D
  17.  # 17

    😀
  18.  # 18

    Colocado por: Bragas VCripto e consciente nunca deviam estar na mesma frase..
    "Agora é boa altura para comprar que está a baixo valor, isto em 2025 vai chegar aos 100k" é o que o pessoal das cripto anda a dizer.

    Mas em 2016 diziam-me a mesma coisa e eu tb era descrente como sou hoje, alguns ainda fizeram bom dinheiro no ano passado.

    isto das cripto tem de ser encarado como uma ida ao casino. Pode-se ganhar muito dinheiro, ou perder muito dinheiro. é a vida.
  19.  # 19

    Colocado por: pauloagsantosoutra coisa que muita gente se "esqueçe" é da fortuna que custa rechear uma casa. se não existem poupanças, se fazem créditos pessoais para suportar os 10% que o crédito habitação não suporta, pergunto-me como vão viver dentro da casa?

    comprar apenas o básico, mesmo no ikea, custa uma pequena fortuna.
    Concordam com este comentário:Pedro Barradas,HAL_9000,Rodri12


    Com todas despesas "fixas" - contabilizo aqui a média mensal de água, luz, combustivel para os carros (felizmente já não pago prestações de carros) e prestação da casa - temos (aqui em casa, o casal mais 2 filhos) uma taxa de esforço a rondar os 30%.

    E ainda assim estamos nesta casa há 8 anos e as coisas vão sendo feitas aos poucos.

    Assim de repente lembro-me dos seguintes "grandes" investimentos na mesma:

    - Sala 1ª parte (sofá, cadeiras da mesa)
    - Sala 2ª parte (estante, movel da TV, papel de parede)
    - Cozinha (ilha)
    - Exterior (piscina + reslva sintética + ceramica no local de refeições e à volta da piscina)

    Tudo isto upgrades que fora sendo feitos ao longo destes 8 anos e os 4 upgrades em anos diferentes.

    Para quem começa a vida é sempre difícil, principalmente para quem não teve tempo de juntar algum €.

    Eu passei por isso, aquando da compra da primeira habitação em 2007 (altura critica que se seguiu na nossa economia) e o arranque foi muito complicado.
    Era praticamente trabalhar para ter casa.
  20.  # 20

    Colocado por: DCFerreiraMuito obrigada por todos os vossos comentários e ajuda.

    Quero apenas deixar a nota de que não sou uma millenial sem literacia financeira e com creditos de consumo, automóvel e afins. Sou uma pessoa consciente e informada, com algumas poupanças e investimentos (PPR, ações, cripto), mas que como a maioria dos jovens deste país começou a trabalhar tarde e não teve sempre um salario que lhe permitiu poupar o suficiente para ter reunido tanto dinheiro. Neste momento preciso de uma casa para viver, e a alternativa de arrendar não corresponde a um encargo menor, muito pelo contrário.

    Agradeço uma vez mais todos os vossos comentários!
    Concordam com este comentário:desofiapedro,Rodri12


    já não estava (estávamos) a falar do teu caso. millenial, ileteracia financeira e txs de esforço de 50% não são claramente a tua postura ou não terias iniciado o post. comeci por dizer que estavas dentro do que considero prudente. apenas não demnstraste capacidade de aforro mas sendo jovem não é defeito, é mais feitio.

    eu já estava a falar do que tenho visto nos últimos 25 anos neste mundo. e no pouco que se investe em conhecer o mundo dos Credítos habitação

    como alguém disse: conhecem-se as milhenteas caracteríticas do telemóvel e do carro. mas do CH a 40 anos, assinam «de cruz»


    EDIT
    subscrevo a opinião de que cripto moeda é demasiado especulativo e intangível para se considerar «consciente» ah ah ah
 
0.0145 seg. NEW