Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa noite a todos!

    Ora bem, tive uma rutura de água que foi detetada derivado a ter rececionado a fatura de 144.81€ no dia 24.06 e me aperceber de ser um valor elevado em relação ao nosso consumo habitual.

    Claro que a informação foi passada logo de imediato ao filho do meu senhorio, como é óbvio pretendia a situação resolvida, pois o contador estava sempre em andamento.

    No entanto, não por falta de insistência de minha parte desde o dia 25.06 e estando fora do meu alcance, o mesmo só conseguiu que o profissional viesse à residência no passado dia 20 e 21, onde detetou a fuga e reparou mesma.

    Contudo, a última contagem é de dia 20.06 (744 m3) e a do dia de reparação 21.07 (808 m3). Desde o dia de reparação que estou a aguardar pelo relatório técnico por parte do senhorio. Pois a ADRA informou-me que para efetuarem os acertos corretos necessitam de fotos da reparação, o relatório técnico e as contagens.

    Visto, já ter passado um mês e oito dias, desde que solicitei intervenção junto ao senhorio e como pretendo agilizar o processo referente ao pagamento e acerto das duas últimas faturas, pois as mesmas encontram-se por liquidar e é uma situação que não depende única e exclusivamente só mim e não se tratando de incompetência de minha parte. Então, enviei o e-mail à ADRA sem o relatório técnico mas com as contagens, fotos de reparação e conversas escritas com o meu senhorio e claro com o conhecimento dele no e-mail.

    A minha questão é, eu disse que este mês não pago a renda e no próximo mês caso seja necessário devido ao valor que me vai ser cobrado por algo que não tive culpa! A fatura já vai em 217€, mas agora com a contagem total não sei quanto será. A minha ideia era debitar o valor das faturas no valor das rendas. Posso fazê-lo? Pois, a demora não foi minha e sim dele.

    Obrigada
    • size
    • 4 agosto 2022 editado

     # 2

    Recai sobre o senhorio a responsabilidade pelo dano económico que a canalização lhe provocou, pela contagem de desperdício de água, devido à ruptura.

    Não lhe convirá faltar ao pagamento das rendas sem o acordo do senhorio. Terá que tentar um acordo sobre a forma de ser ressarcida do encargo extraordinário do desperdício de água.

    Paralelamente, terá que estar atenta ao pagamento das facturas sob acordo da empresa de fornecimento de água, no sentido de evitar um suposto corte de abastecimento.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Julianapalavra
  2.  # 3

    Colocado por: sizeRecai sobre o senhorio a responsabilidade pelo dano económico que a canalização lhe provocou, pela contagem de desperdício de água, devido à ruptura.

    Não lhe convirá faltar ao pagamento das rendas sem o acordo do senhorio. Terá que tentar um acordo sobre a forma de ser ressarcida do encargo extraordinário do desperdício de água.

    Paralelamente, terá que estar atenta ao pagamento das facturas sob acordo da empresa de fornecimento de água, no sentido de evitar um suposto corte de abastecimento.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Julianapalavra

    Obrigada pela resposta. Aqui a questão é que ele já anda há 1 ano e quê para fazer obras dentro de casa pois chove no interior e nada faz. Empurrou a culpa da fuga para mim, daí ter dito que pago o valor e apresento as faturas da ruptura. Imaginemos que a fatura são 600€, pago-lhe de renda 100€, pois a minha renda de casa são 350€. Entende?
    • size
    • 4 agosto 2022

     # 4

    Colocado por: Julianapalavra
    Obrigada pela resposta. Aqui a questão é que ele já anda há 1 ano e quê para fazer obras dentro de casa pois chove no interior e nada faz. Empurrou a culpa da fuga para mim, daí ter dito que pago o valor e apresento as faturas da ruptura. Imaginemos que a fatura são 600€, pago-lhe de renda 100€, pois a minha renda de casa são 350€. Entende?


    Concretamente, de que modo se verificou a fuga de água ?
    São direitos e obrigações distintas, que tem ser observadas cada uma per si.
    É que, se optar por não pagar as rendas, pode provocar motivo para o senhorio aplicar uma penalização de 20% e, bem assim, resolver o contrato de arrendamento.
    Assim como o senhorio tem o direito de exigir, integralmente, o pagamento das rendas, a Juliana tem o direito de exigir o ressarcimento dos encargos motivados pela suposta ruptura da canalização.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Julianapalavra
  3.  # 5

    Colocado por: size

    Concretamente, de que modo se verificou a fuga de água ?
    São direitos e obrigações distintas, que tem ser observadas cada uma per si.
    É que, se optar por não pagar as rendas, pode provocar motivo para o senhorio aplicar uma penalização de 20% e, bem assim, resolver o contrato de arrendamento.
    Assim como o senhorio tem o direito de exigir, integralmente, o pagamento das rendas, a Juliana tem o direito de exigir o ressarcimento dos encargos motivados pela suposta ruptura da canalização.

    Eu compreendo, mas é que não me atendem as chamadas e nem retribuem. Eu recebi a fatura de 144€ a 24.6 e percebi que era um valor elevado e não costuma rondar esse valor. Foi aí que verificamos que a rodinha do contador está a sempre a andar.
    Então, não dia 25.6 entrei em contacto com ele (tenho as mensagens todas enviadas e as respostas por parte dele) e estive à espera até ao dia 21 de julho que foi quando repararam a fuga e no meio deste tempo eu sempre a insistir para que viesse alguém a casa. Arranjei um picheleiro e informei e inclusive facultei o contacto do mesmo, pois não sou eu que tenho de dar permissão e o orçamento de reparação eram 250€ e ele depois disse que era muito caro.
    Hoje, enviei uma mensagem a questionar de pretende que eu Liquide o valor face à fuga e débito na renda ou se envio via e-mail as faturas e eles liquidam a dívida e eu claro, faço normalmente a transferência da renda como costumo fazer sempre.
    Mensagem essa enviada às 9h, entregue e lida e até agora não obtive resposta.
    Ele pode pedir seja o que for porque eu peço o reembolso do valor das faturas, no total foram 108 m3 de água gasta no período que estive à espera que alguém fizesse algo.
 
0.0088 seg. NEW