Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde,
    Alguem me consegue ajudar a identificar qual o ultimo regulamento relacionado com a classificação das deficiencias observadas nas inspecções de veículos?
    Tenho indicação do Despacho 5392/99 de 16 de Março, mas não sei não existirá uma atualização?

    Outra questão relacionada.
    Não havendo atualização, como interpretariam a seguinte anomalia:
    "Diferença da eficiência do amortecimento entre o lado esquerdo e lado direito do mesmo eixo superior a 30 % - Tipo 2"

    Se o resultado for 30%, não pode ser considerado Tipo 2, certo? Só superior a 30%, ou seja 31% ou mais?
  2.  # 2

    30.000001 é superior a 30. Perguntou no centro inspeção?
  3.  # 3

    Seja 29.99 ou 30.01 é bastante mau. Mais vale gastar o esforço a reparar do que a tentar contestar o resultado.

    Além disso se a eficiência geral for mesmo muito baixa, o técnico pode chumbar na mesma ainda que a diferença seja menor.
  4.  # 4

    Colocado por: aniloracrib3Boa tarde,
    Alguem me consegue ajudar a identificar qual o ultimo regulamento relacionado com a classificação das deficiencias observadas nas inspecções de veículos?
    Tenho indicação do Despacho 5392/99 de 16 de Março, mas não sei não existirá uma atualização?

    Outra questão relacionada.
    Não havendo atualização, como interpretariam a seguinte anomalia:
    "Diferença da eficiência do amortecimento entre o lado esquerdo e lado direito do mesmo eixo superior a 30 % - Tipo 2"

    Se o resultado for 30%, não pode ser considerado Tipo 2, certo? Só superior a 30%, ou seja 31% ou mais?


    Teria de consultar o regulamento, mas o que se presume da descrição é que a anomalia tem um valor superior a 30% e identifica este como tipo 2, não se subentende que a anomalia só passe a tipo 2 caso exceda os 30%.
  5.  # 5

    Despacho 5392/99 de 16 de Março

    ENSAIO DE EFICIÊNCIA PARA VEÍCULOS LIGEIROS (a)
    Diferença de eficiência entre duas rodas do mesmo eixo superior a 30 % Tipo 2

    Abaixo dos 30% não é considerado deficiência.
    • ClioII
    • 11 agosto 2022 editado

     # 6

    Colocado por: VarejoteAbaixo dos 30% não é considerado deficiência.


    30% acaba por ser um patamar razoavelmente arbitrário. Podia ser 25%, podia 35%, podia ser outra coisa qualquer.

    Mais do que contestar a decisão do centro de IPO, é mais importante perceber que já tem pelo menos um amortecedor "rebentado" (ou os dois) e isso é muito mau para o comportamento do veículo.

    Se é para andar a gastar tempo, dinheiro e paciência, eu preferia trocar os amortecedores do que andar às turras com o IPO. Provavelmente gastava menos, chateava-me menos e tinha a garantia que o problema ficava resolvido, tanto do ponto de vista legal como da segurança.

    Os amortecedores são uma peça de desgaste. Não de desgaste tão rápido como um filtro de ar ou de óleo, mas ainda assim são um consumível.
    Concordam com este comentário: Vítor Magalhães
  6.  # 7

    Agradeço a todos os comentarios!
    Muito resumidamente o que aconteceu foi que, fui ao centro de IPO para a inspeção. Carro com menos de 50 mil km, sem nenhum probelma, com pré-inspeção feita pela marca e foi chumbado com este defeito. Contestei a decisão na hora e até o inspetor concordou que era uma situação estranha, pois "aparentemente está tudo bem", mas a máquina é que manda!
    Tudo bem, fui novamente à marca e paguei o diagnostico. Resultado: Os amortecedores estão em optimo estado. A máquina deles não acusa nenhuma diferença, nem anomalia. Imprimiram-me uma declaração para apresentar no centro de IPO.
    Entretanto, fui a outro centro de IPO e pedi o favor especial de me colocarem a viatura na máquina, e não acusou nada. Neste centro de IPO disseram-me que com o resultado de 30% (mesmo que não seja verdadeiro), não me poderiam chumbar o carro. Tinha de ter um resultado superior a 31%. Foi má vontade do inspetor.

    Dirigi-me novamente ao centro de IPO onde o carro foi chumbado e não fizeram caso da declaração da marca, nem do resultado obtido no outro IPO. Mantiveram a posição e enquanto não pusesse uns amortecedores novos no carro, e a máquina não acusasse diferença não me passariam o carro. E, mais, ainda me acusaram de estar a subornar os outros centros de IPO's para me passarem o carro.

    Gastei mais de € 150 à toa, e não tive o problema resolvido.
    Tive de ir a outro centro de IPO, pagar nova inspeção para ficar com a inspeção aprovada.

    Não me arrependo de ter ido verificar se realmente havia ou não um problema com os amortecedores. É uma questão de segurança.
    Alias, desde que o carro chumbou até que consegui vaga na oficina para fazer o diagnostico, não andei com o carro, com receiode piorar a situação. Para poder ir de férias tive de alugar um carro (mais dinheiro deitado fora, mas ou era isso, ou perdia a reserva do hotel). E no final das contas, o carro não tinha problema nenhum.

    Entretanto já apresentei reclamação, e espero reaver o dinheiro que gastei, sem necessidade. Quanto à interpretação do que está determinado no Despacho 5392/99 de 16 de Março, vai da consciência de cada inspetor.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: ClioII, Vítor Magalhães, lpetinga
  7.  # 8

    Bom, afinal ainda faltava contar parte da história.

    Fez bem em precaver-se na questão da segurança, tendo uma segunda opinião do estado dos mesmos.

    Quanto ao segundo IPO, eu teria logo pago uma nova inspeção:

    * Se o carro não apresentasse defeito, tinha o problema resolvido e a confirmação de que o primeiro IPO era nabo/incompetente/maldoso. Pior para eles, esse IPO perdia um cliente e todos os outros a quem eu contasse;

    * Se o carro voltasse a apresentar defeito, então era o concessionário que era nabo/incompetente/maldoso. Aí tinha de trocar de oficina e o primeiro IPO ficava "ilibado".

    Mas pronto, isto são prognósticos depois do jogo, é fácil à posteriori.
  8.  # 9

    A mim aconteceu algo semelhante. Fui á inspeção com um carro e chumbaram porque o amortecedor de trás do lado direito não estava em condições. Como era um carro grande que usava em viagens fui ao mecânico e montei 2 amortecedores novos. Passou de seguida.
    Passado puco tempo fui com outro carro citadino e mais recente e chumbaram exatamente pela mesma anomalia, atrás e do lado direito. Estranhei a situação e fui ao meu mecânico que passou um pano com produto de limpeza nos 2 amortecedores e voltei ao centro. Passou sem problemas.
    O meu mecânico explicou-me que eles faziam isso por precisavam de ter um determinado rácio de chumbos. A minha satisfação foi de ter lido pouco tempo depois que nesse centro tinham prendido 2 inspetores por corrupção.
    Nunca mais fui fazer inspeções. Na altura própria entrego os carros ao mecânico que faz a revisão e a inspeção sempre sem qualquer problema.
 
0.0143 seg. NEW