Iniciar sessão ou registar-se
    • hangas
    • 30 outubro 2022 editado

     # 1

    Trago aqui uma questão aos mais entendidos nas questões de jardim.

    Tenho (ou tinha) uma palmeira que já vinha com a casa, e que julgo ter sido plantada há uns 6-7 anos.
    No verão fiz-lhe a minha primeira poda, e cortei todas os ramos (palmas?) que arqueavam até ao chão, deixando apenas os mais jovens e verticais.


    Ficou como na ultima foto.



    Sucede que na semana passada houve 2 noites com ventos muito fortes e numa manhã reparei que parecia que os deuses do vento se tinham sentado na palmeira. (2a foto)


    Ao que parece, aquele miolo mais jovem e mais central parece que se soltou por inteiro, tendo tombado para cima de um limoeiro que esta lá perto.

    Tentei mais ou menos meter as palmas no sitio e amarra-las com tecido e cordas para ficarem juntinhos e verticais, a ver se ela fortalecia durante o inverno.
    Mas as palmas estavam soltas.. caiam inteiras com "raiz" e tudo. Tipo fall-of-the-bone de entrecosto muito bem assado.


    Também aquele núcleo mais central que tem palmas novas que estavam a crescer ficou completamente solto (primeira foto).

    As pontas das podas anteriores, agora também ficaram completamente soltas, soltando-se com facilidade.


    Não tem salvação, pois nao?


    edit: as fotos ficaram pela ordem inversa.
      IMG_2686.jpeg
      IMG_2671.JPG
      IMG_1782.jpeg
  1.  # 2

    Dificil julgar pela ultima foto. Pode deixá-la ficar e ver o que é que dá nos proximos 6 meses.
  2.  # 3

    Colocado por: AlexSDificil julgar pela ultima foto. Pode deixá-la ficar e ver o que é que dá nos proximos 6 meses.


    Uma outra foto mais aberta. Basicamente as palmas que se vêm erguidas depois da poda, soltaram-se e ficou aquele miolo despegado do resto, que agora também está solto.

    Sim.. não a vou arrancar já. Vou só tentar meter aquilo mais direito a "aconchegado" e deixar ficar. A ver se aquilo consolida e aquelas que estavam a rebentar no centro conseguem vingar.



    Estou com algum azar nas arvores "herdadas". Ha (havia) também um Acer que ficava espetacular no outono com folhas vermelhas, mesmo antes de caírem.
    Nas vagas de calor deste verão apanhou uma queimadura solar que secou as folhas todas. Pelo que li na altura, era "normal" numa situação dessas. A árvore "desistia" das folhas para não desidratar e voltaria a tentar na próxima primavera.
    Pois bem.. após uma analise mais recente, parece estar completamente morta.
    Mesmo galhos mais grossitos parecem estar completamente secos. :\
      IMG_2687.jpg
    • argo
    • 31 outubro 2022

     # 4

    Eventualmente vai dar novos rebentos na base.
  3.  # 5

    vai rebentar novamente,
    tive o caso oposto de querer tirar uma e cada vez que a cortava para secar rebentava sempre mesmo cortada rente ao terreno, acabei por a desenterrar.
    • eu
    • 31 outubro 2022

     # 6

    Cuidado com uma outra ameaça: há um inseto que anda a dizimar as palmeiras.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: hangas
  4.  # 7

    Colocado por: jorgealvesvai rebentar novamente,
    tive o caso oposto de querer tirar uma e cada vez que a cortava para secar rebentava sempre mesmo cortada rente ao terreno, acabei por a desenterrar.


    Pois, e acho que dada a situação não a vamos salvar. Pelo menos neste local.
    Vamos aproveitar a situação e colocar os rebentos novos noutro local a ver se pegam.
  5.  # 8

    Pelos vistos não foi o vento.
    Foi atacada pelo escaravelho da palmeira.
    Ao arrancar as pontas das palmas mortas revelou-se ter um ninho com dúzias de escaravelhos no interior da palmeira.

    Ela já devia estar condenada. O vento só deu um ajuda.
    • eu
    • 7 novembro 2022

     # 9

    Portanto está confirmado que é o inseto.

    Palmeiras sem tratamento regular com inseticida não têm a mínima hipótese.
    Concordam com este comentário: hangas
    Estas pessoas agradeceram este comentário: hangas
  6.  # 10

    Colocado por: euPortanto está confirmado que é o inseto.
    Palmeiras sem tratamento regular com inseticida não têm a mínima hipótese.


    Estive a ler sobre esse escaravelho das palmeiras e é uma verdadeira praga.
    Os bichos parece que voam até 5km e não há jardim publico ou privado nas cidades que se aguente.

    Vou desistir da palmeira e arrancar tudo e queimar. Até porque parece que esse escaravelho também pode atacar oliveiras e eu tenho algumas e há bastantes aqui à volta.
 
0.0126 seg. NEW