Iniciar sessão ou registar-se
    • jcab
    • 2 abril 2024 editado

     # 1

    Viva,

    Arrendei um apartamento no dia 1 de Maio de 2023.
    Poderei actualizar o valor da renda a 1 de Maio de 2024 a 6,94%.

    O que tenho de ganhar a nível de IRS na declaração do próximo ano, se eu não actualizar o valor da renda?
    Quem não actualizou a renda em 2023 a 2% vai ter um benefício a nível do IRS, mas não estou a entender o que seja.

    Pergunto isto, pois gosto do inquilino, que valor da renda actual é de 850 euros e não sei se ele vai aceitar pagar 908,99 euros.
  1.  # 2

    Não vai ganhar nada e quem não atualizou em 23 também não.
  2.  # 3

    As deduções no IRS só acontecem pelo prazo dos contratos.
    Os contratos a 5 anos têm agora um valor razoável de IRS 15%. Já mudei os meus através de adendas. Ganho mais 10% e os inquilinos pagam o mesmo.
  3.  # 4

    Segundo foi falado na altura os senhorios iam ser comeonsados em sede de IRS, pelo governo ter limitado aumento a 2% para 2023. Na prática, não sei como isso se processou,mas não me parece que se vá aplicar a quem por opção própria não tenha aplicado o aumento.
  4.  # 5

    Pois não sei se vai haver alguma compensação. Agora que vou entregar o IRS de 2023 poderei ver mas deve ser algo tão pequeno que não vou notar a diferença.
  5.  # 6

    Aqui está um artigo sobre isto:
    https://www.dn.pt/1441338450/senhorios-que-nao-subiram-rendas-tambem-beneficiam-de-mecanismo-de-compensacao-no-irs/amp/

    Se não aumentar 6,94% este ano, receberei o mesmo benefício aquando da próxima declaração de IRS?
  6.  # 7

    Senhorios, pergunta talvez não relacionada mas dentro do tema, eu sou senhoria de primeira viagem, o contrato começou este ano. Como é que é feito o pagamento dos tais 15% de imposto? O contrato tem duração de 5 anos por isso tem essa redução. O que me está a importunar é ainda não ter percebido como eu pago esse valor e quando!
  7.  # 8

    Colocado por: desofiapedroSenhorios, pergunta talvez não relacionada mas dentro do tema, eu sou senhoria de primeira viagem, o contrato começou este ano. Como é que é feito o pagamento dos tais 15% de imposto? O contrato tem duração de 5 anos por isso tem essa redução. O que me está a importunar é ainda não ter percebido como eu pago esse valor e quando!


    É o imposto que é retido aquando da declaração de IRS.
    Contratos longos na minha opinião são de fugir. Problemas com inquilinos, e que não podes terminar contrato.
  8.  # 9

    Colocado por: jcab

    É o imposto que é retido aquando da declaração de IRS.
    Contratos longos na minha opinião são de fugir. Problemas com inquilinos, e que não podes terminar contrato.


    Então neste caso pra o ano que vem, em vez de receber pagarei nessa altura, é isso?
  9.  # 10

    Colocado por: jcab

    É o imposto que é retido aquando da declaração de IRS.
    Contratos longos na minha opinião são de fugir. Problemas com inquilinos, e que não podes terminar contrato.

    Atenção que tem que ir ao site da AT e fazer a declaração de que o contrato é de longa duração.
    Quanto ao conflito com os inquilinos é quase irrelevante a duração dos mesmos. Quando os inquilinos não saem a bem os despejos judiciais levam anos. O arrendamento deve ser encarado como um investimento de longo prazo. Alugueres de 1 ano é só chatices.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: desofiapedro
  10.  # 11

    Colocado por: Carvai
    Atenção que tem que ir ao site da AT e fazer a declaração de que o contrato é de longa duração.
    Quanto ao conflito com os inquilinos é quase irrelevante a duração dos mesmos. Quando os inquilinos não saem a bem os despejos judiciais levam anos. O arrendamento deve ser encarado como um investimento de longo prazo. Alugueres de 1 ano é só chatices.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:desofiapedro


    Carvai, essa parte eu fiz, eu fico é na duvida de quando é que pago lol não percebo e não quero falhar nada. Pensava que era como o imposto de selo, que a dada altura as finanças emitiriam uma referencia para pagamento ou assim
  11.  # 12

    Colocado por: Carvai
    Atenção que tem que ir ao site da AT e fazer a declaração de que o contrato é de longa duração.
    Quanto ao conflito com os inquilinos é quase irrelevante a duração dos mesmos. Quando os inquilinos não saem a bem os despejos judiciais levam anos. O arrendamento deve ser encarado como um investimento de longo prazo. Alugueres de 1 ano é só chatices.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:desofiapedro


    tenho vários imóveis e já tive muitos inquilinos. O que acontece é justamente o contrário: contratos a longo prazo é que dão chatices . Quanto menor o prazo, maior o controlo sobre o imóvel.
  12.  # 13

    Colocado por: desofiapedro

    Carvai, essa parte eu fiz, eu fico é na duvida de quando é que pago lol não percebo e não quero falhar nada. Pensava que era como o imposto de selo, que a dada altura as finanças emitiriam uma referencia para pagamento ou assim

    Para o próximo ano quando preencher o IRS no anexo F vai aparecer a quantia recebida a título de rendas.
    Depois coloca as despesas condomínio, IMI, e seguro.
    Depois simula se opta pelo englobamento ou por não englobar.
    Espero ter ajudado.
    Concordam com este comentário: desofiapedro
  13.  # 14

    Colocado por: sognim
    Para o próximo ano quando preencher o IRS no anexo F vai aparecer a quantia recebida a título de rendas.
    Depois coloca as despesas condomínio, IMI, e seguro.
    Depois simula se opta pelo englobamento ou por não englobar.
    Espero ter ajudado.
    Concordam com este comentário:desofiapedro


    Obrigada :)
  14.  # 15

    Colocado por: sognimDepois simula se opta pelo englobamento ou por não englobar.


    Dificilmente compensará englobar, só para rendimentos muito baixos.
    Concordam com este comentário: sognim
 
0.0172 seg. NEW